Spurs (4) @ Rockets (2) – Time é tudo!

114×75

Team is everything. O velho lema do San Antonio Spurs, que em português significa “time é tudo”, pôde ser entoado com orgulho nessa quinta-feira (11), quando o time texano superou os desfalques de Tony Parker e Kawhi Leonard e atropelou o Houston Rockets na casa do adversário, vencendo a partida por 114 a 75, a série por 4 a 2 e garantido sua classificação para a final da Conferência Oeste. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Orgulho define! (Jesse D. Garrabrant/NBAE via Getty Images)

Força do coletivo

Um ano depois de Tim Duncan, o melhor jogador da história da franquia, se aposentar, o Spurs se viu em um decisivo jogo 6 na estrada sem Tony Parker e Kawhi Leonard, que haviam sido os dois cestinhas do time na série contra o Memphis Grizzlies. Literalmente qualquer placar seria aceitável nessa situação, e pode-se dizer que uma larga derrota para o Rockets era o esperado. Mas o resultado final esteve longe disso. Abusando do estilo coletivo, o alvinegro texano terminou o jogo com 32 assistências em 51 cestas de quadra, pegou 60 rebotes, contra apenas 32 do adversário, e sobrou em dedicação e intensidade, algo que parece ter faltado nas recentes derrotas em playoffs. Um triunfo inesquecível!

Murray fez grande jogo (Jesse D. Garrabrant/NBAE via Getty Images)

Assumindo a responsabilidade

Sem Leonard, Dejounte Murray e Kyle Anderson foram acionados por Pop para completar a rotação. O armador, especialmente, se destacou, deixando a quadra com 11 pontos, dez rebotes, cinco assistências e duas roubadas de bola em 23 minutos e se juntando a Tim Duncan, David Robinson e Kawhi Leonard como os únicos novatos da história do Spurs a registrarem um duplo-duplo com os dois primeiros fundamentos em uma partida de playoff. O ala, por sua vez, não destoou, e obteve uma sólida atuação com sete pontos, seis rebotes e três assistências em 20 minutos.

Este é o nosso Aldridge!

Com as ausências de Parker e Leonard, esperava-se que Aldridge chamasse a responsabilidade e tentasse decidir o jogo a favor do Spurs. E foi o que aconteceu. O ala-pivô obteve uma de suas melhores atuações com a camisa alvinegra e deixou a quadra com 34 pontos, sua maior marca na temporada, e 12 rebotes.

O melhor: dessa vez, a produção ofensiva de Aldridge foi natural e nada forçada, conquistada por meio de arremessos conscientes e de cestas provenientes de rebotes ofensivos.

Só piora…

Mal há tempo para comemorar o resultado dessa quinta-feira e respirar aliviado. No domingo, o Spurs visita o Golden State Warriors para abrir as finais de Conferência Oeste no que talvez seja a série de playoff mais difícil para a franquia desde que Gregg Popovich assumiu o comando do time. Para que o alvinegro tenha alguma chance de triunfar, Leonard tem de voltar 100%, e Aldridge precisa continuar jogando em alto nível. Será possível sonhar?

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 34 pontos e 12 rebotes

Jonathon Simmons – 18 pontos e 4 assistências

Patty Mills – 14 pontos, 7 assistências e 3 rebotes

Dejounte Murray – 11 pontos, 10 rebotes, 5 assistências e 2 roubos de bola

Pau Gasol – 10 pontos, 11 rebotes, 5 assistências e 3 tocos

Danny Green – 10 pontos, 6 rebotes, 2 roubos de bola e 2 tocos

Houston Rockets

Trevor Ariza – 20 pontos e 5 rebotes

Clint Capela – 15 pontos, 12 rebotes e 2 roubos de bola

James Harden – 10 pontos, 7 assistências e 3 rebotes

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 12/05/2017, em Playoffs 2017, Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 15 Comentários.

  1. Antonio carlos da silva Nogueira

    Já falei e volto a repetir, não somos nem de longe favoritos, mas somos um time que tem que ser respeitado. Eu acredito.

  2. Impressionante a vitoria na conjuntura atual do time sem KL e TP !!
    Aldridge jogou solto e eficiente. .
    Agora será bem complicado contra o GSW , mas temos historico favorável nos confrontos. .. vcs lembram da 1 rodada da nba que foi um passeio do spurs ?
    Vamos galera , enviem seus comentários
    Chegamos na final do Oeste !!

  3. Rodolfo Bueno

    Quero deixar meu grande abraço ao grandes entendedores de basquete que passaram a temporada toda critica do o time e dizendo que nunca venceriam um time competitivo nos playoffs. Parabéns vocês manjam muito. O resto é leitor de Box Score!

    • huahuauhauhahu “Poor time do spurs ever”, “bundamolice eternal”…

      • Vc tem algum problema de respeitar a opinião dos outros! Eu acho o pior time que já vi. Foi a temporada mais chata que vi. E não adianta ficar de deboche pq é a MINHA opinião, ok? E o Spurs sempre teve esse problema de bundamolice.

        Tbm estou super feliz com o resultado de ontem. Olha: hauahauahauahauah.
        Viu?? Tomara que sejamos campeões para Vc ganhar o seu troféu sei la o que de ter razão eterna. Eu prefiro continuar com as minhas opiniões.

    • Time competitivo é o GSW, Grizzlies e Rockets fizeram boa temporada e só. Quando Harden não aparece, o time todo some também. Contra esses dois times, o Spurs perdeu 4, por pouco não foi 5. O GSW e o Cleveland são os dois favoritos ao título. Se fosse por merecimento, pelas partidas que todos os times disputaram até aqui, o Spurs é o que menos merece o título, dos times que ainda restam. Não falo de números, falo de consistência, de basquete bem jogado.

  4. Só tenho um curtíssimo comentário: GO SPURS GO!

  5. Uma vitória excelente, ótima atuação de todos, vários jogadores pontuando bem. Agora fica um paralelo, pois com Leonard o ataque é concentrado no isolation e sem ele opta pelo coletivo, não acham estranho? Não estou criticando o Leonard tão pouco o Pop, por favor, mas por que não jogar de forma coletiva com ele em quadra? O time não fica bem mais perigoso dessa forma? Não fica um jogo mais fluído? Sei que a atuação do Rockets ontem ajudou muito para o encaixe, e também não amassarmos o aro como vinha acontecendo. Enfim, contra o Warriors o time terá que jogar no 220 o tempo todo para ter chance de bate-los e ainda assim vai ser difícil. Acho que essa será a verdadeira final da NBA, porque vejo tanto Spurs quanto Warriors com uma pequena vantagem sobre um possível duelo contra o Cavs, pois no leste eles nadam de braçada, e no oeste é sempre mais selvagem.

  6. Carlos Antunes

    Surpresa. Acho q se fosse pra definir o meu sentimento no final dessa série, essa seria a palavra.
    Nunca pensei que mesmo após as lesões e principalmente ao que foi visto naquele primeiro jogo, que estaríamos hoje nessa posição.
    Vi muita superação em quadra, vi vontade de ganhar, vi vontade de alguns caras mostrarem seu valor, vi raça, vi comprometimento, mas acima de tudo, eu vi, durante esses quase 20 anos acompanhando esse time, uma lenda viva à beira da quadra nos fazendo ser competitivos ano após ano, e agora, mesmo desfalcados, nos fazendo sonhar de novo com mais um título, e que mesmo que não venha, já vai ter entrado pra história como um dos playoffs mais duros que o Spurs já disputou e que com certeza, já vai ter valido a pena assistir cada minuto dessa saga impressionate.
    Muito obrigado, Pop.
    Parabéns aos rapazes!! Muito orgulho de torcer por esse time e muita sorte de ter escolhido essa franquia pra torcer e me fazer sentir essas emoções incríveis a cada noite.

  7. O Nome disto é trabalho de um técnico espetacular, que soube motivar seu elenco ao máximo de sua potencialidade, para superar dificuldades como a ausência do seu melhor jogador.
    Indescritível, Fantástica, Fenomenal a atuação desta equipe, provando a diferença de ter um comandante que sabe o que faz e tem o controle absoluto da sua equipe.
    Se jogarmos desta forma, com esta unicidade e consonância de pensamento, certamente roubaremos um jogo na Califórnia.
    GO SPURS GO!!! DESDE 1999!!! DIFERENTE DA CAROL DESDE ABRIL/2017!!!! KKKKKKKKKK

  8. Ângelo furtado

    O time já tá de parabéns. O Gsw tem um elenco fantástico, mas quem sabe podemos vencer essa parada. Já estamos no lucro. Agora é se divertir nos próximos jogos.

  9. Análises são inúteis. Digo isso pq eu já sabia que ganharíamos esse jogo. Eu sempre erro as minhas apostas. Apostei que o Houston ganharia com 9,5 pontos de vantagem, no mínimo. Agora é colocar um dinheiro no GSW passando para a final da nba. Com certeza, posso dizer que chegaremos na final. Fiquem tranquilos e deixem as analises de lado. Comprem a cerveja e os petiscos pq eu nao erro. Quer dizer: eu não acerto!!!

    Citando uma frase de entendedores: hauahauahauahauaha

  1. Pingback: Prévia de Warriors x Spurs – Final do Oeste | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (0) vs Warriors (3) – Davi x Golias | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s