Spurs (0) vs Warriors (3) – Davi x Golias

108×120

O San Antonio Spurs enfrentou o Golden State Warriors na noite desses sábado, pela terceira partida das finais da Conferência Oeste, sem Kawhi Leonard e Tony Parker, machucados, e saiu derrotado pelo placar de 120 a 108. Após um início bom de partida, jogando small ball, a equipe texana até conseguiu surpreender, mas depois foi facilmente superada pelos adversários, que contaram com ótima atuação de Kevin Durant, principalmente no terceiro quarto. Nessa versão da história, foi Golias quem ganhou a disputa. David Lee foi mais uma baixa do alvinegro e está fora dos playoffs. Vamos, a seguir, aos destaques da partida.

Warriors levou a melhor sobre o Spurs (Mark Sobhani/nba.com/warriors)

Melhor impossível

As ausências de Parker e, principalmente, de Leonard puderam ser sentidas. Tendo a grande parte das movimentações ofensivas e defensivas baseadas no camisa #2, o Spurs não pode facilmente compensar sua perda repentina. Entretanto, Gregg Popovich sempre tira uma carta da manga para mostrar o bom treinador que é, mesmo com um elenco limitado, seja por capacidade ou por inexperiência. O técnico escalou um quinteto baixo, o famoso small ball, e Patty Mills, Jonathon Simmons, Danny Green, Kyle Anderson e LaMarcus Aldridge surpreenderam os adversários, trocando rápidos passes, sempre na tentativa de encontrar a melhor opção de infiltração ou arremesso e fazendo o time ganhar o primeiro quarto por 33 a 29. Porém, a partir do período seguinte, o Warriors conseguiu entender melhor as movimentações e virou facilmente a partida. O segundo tempo foi muito mais apertado, e o alvinegro sofreu apenas três pontos a mais do que fez. Mesmo assim, a partida terminou 120 a 108 para os californianos. Kevin Durant estava impossível na terceira parcial, o que impediu uma aproximação no placar, esticado principalmente no segundo quarto. Dentre todas as possibilidades, o plantel de San Antonio mostrou suas armas: tocou bem a bola, defendeu como podia e deu muito mais trabalho do que no esquecível jogo 2.

Durant foi imparável (Noah Graham/NBAE via Getty Images)

Fica Manu!

O fantástico argentino Manu Ginobili tomou as rédeas da equipe e mostrou que tem lenha para queimar caso queira. Com 17 minutos jogados, talvez o limite máximo que consiga com a intensidade demonstrada, o camisa #20 apresentou todas suas armas, deu trabalho para defesa adversária e finalizou a partida com 21 pontos. Mesmo aos 39 anos, o ala-armador pode ser de grande ajuda caso aceita permanecer na próxima temporada, principalmente fora de quadra, com o jovem elenco que os texanos montaram.

Uma cobrança, mas com responsabilidade

Muto está sendo cobrado de LaMarcus Aldridge, principalmente na ausência de Leonard. O ala-pivô mostrou todo seu potencial na sexta partida da série contra o Houston Rockets, sendo o principal jogador da partida e tomando conta do time. Porém, a questão agora é diferente. Diante do Warriors, o camisa #12 tem ninguém menos que Draymond Green na sua cola.

O adversário, que é um dos três finalistas do prêmio de defensor do ano, é forte o bastante para conter o astro do alvinegro, o que dificulta em sua atuação. Aldridge pode dar mais com certeza, mas a tarefa não é tão simples quanto os torcedores imaginam.

Próximo compromisso

O Spurs volta a jogar nesta segunda-feira (22), ainda no Texas, pelo quarto jogo da série.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Manu Ginobili – 21 pontos

LaMarcus Aldridge – 18 pontos e 5 rebotes

Jonathon Simmons – 14 pontos e 5 assistências

Pau Gasol – 12 pontos e 10 rebotes

Golden State Warriors

Kevin Durant – 33 pontos, 10 rebotes, 4 assistências e 2 roubos de bola

Stephen Curry – 21 pontos, 5 rebotes e 6 roubos de bola

Klay Thompson – 17 pontos

JaVale McGee – 16 pontos

Draymon Green – 10 pontos, 7 rebotes e 7 assistências

Anúncios

Sobre Vinicius Nordi Esperança

Mestrando da UFSCar. Desenvolvedor web. Spursnático e Palmeirense sofredor. email: viniciusnordiesperanca@gmail.com

Publicado em 22/05/2017, em Playoffs 2017, Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Concordo plenamente, o Green é um excelente defensor, mas são contra caras como esse que você tem que provar seu valor e ir para cima com vontade, coisa que em vários momentos parece faltar ao Aldridge. Veja o Gasol por exemplo: até o barba conseguiu parar ele, pensei que ele faria alguma coisa no Spurs, ao fim da temporada tem que fazer uma trade com ele.

  1. Pingback: Spurs (0) vs Warriors (3) – Final do Oeste | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s