Spurs (35-23) @ Kings (20-36) – Respiro!

assinatura SA Br''

107×96 

Encerrando um jejum de quatro jogos sem vencer, o San Antonio Spurs venceu o Sacramento Kings por 107 a 96, em jogo realizado nesta sexta-feira (27), na Califórnia. Mesmo não jogando um basquete de encher os olhos, o alvinegro se aproveitou da ausência do astro adversário DeMarcus Cousins e teve como destaque o seu armador Tony Parker, que voltou a ser decisivo. O próximo e último compromisso dos texanos na Rodeo Road Trip acontece na noite deste sábado, no Arizona, contra o Phoenix Suns. Vamos aos destaques da partida:

Parker foi o destaque da vitória do Spurs (Reprodução/nba.com/spurs)

Começo em marcha lenta

Quem assistia aos primeiros minutos da partida na Sleep Train Arena parecia ver um repeteco da última partida do time, que terminou em derrota para o Portland TrailBlazers. Marcação pouco eficiente e pontaria descalibrada (36% FG), que faziam Tiago Splitter, que teve nova chance como titular, ser o melhor jogador alvinegro na primeira parcial, com sete rebotes e dois tocos. Entretanto, aproveitando-se da fragilidade do adversário, que não tinha seu principal jogador, os texanos melhoraram na marcação no segundo período, cometeram menos erros – nenhum turnover, contra quatro dos mandantes – e, mesmo com pouca eficiência nos disparos, o déficit de cinco pontos dos primeiros 12 minutos logo foi revertido, e o time de San Antonio foi para os vestiários vencendo por 49 a 46.

Kawhi foi eficiente no ataque (Reprodução/nba.com/spurs)

Antes tarde…

Em má fase, Tony Parker parecia condenado a mais uma má atuação. Nos primeiros dois quartos de partida, o francês errou quase tudo que tentou e foi para os vestiários com apenas dois pontos. No retorno para o segundo tempo, algumas bolas caíram, mas a atuação do craque europeu permanecia discreta.

Porém, chegou o último período, como se tivesse tomado a água dos Looney Tunes, o francês acordou. Com uma postura bem mais agressiva, atacando a cesta e convertendo arremessos de média distância, o armador anotou na última parcial 11 dos seus 19 pontos na partida, sendo decisivo na construção de uma corrida de 16 a quatro, que definiu o confronto nos cinco minutos finais. Além de ser o cestinha do time, o camisa #9 ainda distribuiu quatro assistências e pegou cinco rebotes. Ao fim do jogo, o ala-pivô Tim Duncan, outro membro do Big Three, comentou a importância da atuação do colega:

“Isso foi importante para nós. Isso foi importante para ele. Eu sei como ele tem sido duro consigo mesmo por causa dos últimos jogos e como tem lutado. Tenho esperança que isso construa a confiança que ele precisa e que nós precisamos que ele tenha”, ressaltou The Big Fundamental, que contribuiu para o triunfo com 12 pontos e seis rebotes.

Manu e companhia

Manu Ginobili foi outro jogador que superou o mau momento e foi decisivo na reta final. Conferindo após o intervalo 11 dos seus 16 pontos no jogo, o argentino comandou a boa atuação dos suplentes do time de Gregg Popovich, que somaram 45 pontos. Marco Belinelli e Aron Baynes, com oito pontos, e Boris Diaw, com sete, voltaram a ser fatores importantes, ajudando o atual campeão a quebrar a sequência negativa.

Segurando o tranco

Após uma sequência de jogos apagados, Kawhi Leonard voltou a ser importante, sendo a referência ofensiva do time enquanto seus playmakers, Parker e Ginobili, permaneciam apagados. O camisa #2 terminou com 17 pontos (7-14 FG) e foi o líder do time em assistências, com cinco. Na defesa, ele também deixou sua marca. O ala somou dois bloqueios, um roubo de bola e sete rebotes, além de limitar Rudy Gay, principal referência dos anfitriões, a 16 pontos – quatro abaixo de sua média na temporada.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 19 pontos, 5 rebotes e 4 assistências

Kawhi Leonard – 17 pontos, 7 rebotes, 2 tocos e 1 roubo.

Manu Ginobili – 16 pontos

Tim Duncan – 12 pontos, 6 rebotes e 3 assistências

Sacramento Kings

Ben McLemore – 21 pontos e 4 rebotes

Rudy Gay – 16 pontos, 6 rebotes e 4 assistências

Ray McCollum – 20 pontos

Jason Thompson – 12 pontos e 11 rebotes

Anúncios

Sobre Renan Belini

Formado em jornalismo pela Universidade Santa Cecília/SP... spur apaixonado desde 2004, tendo Tim Duncan como seu grande ídolo no esporte. Também amante da bola oval (Colts) e da redonda.

Publicado em 28/02/2015, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s