Spurs (1-0) @ Hornets (0-1) – Nas mãos de Duncan

99×95

O San Antonio Spurs encontrou algumas dificuldades, mas foi bem e venceu o New Orleans Hornets em sua estreia na temporada regular da NBA. Apesar da fragilidade do adversário, a franquia texana esbarrou em problemas seus, como a falta de ritmo de jogo e a ausência do ala-armador Manu Ginobili, poupado pela comissão técnica. Dessa vez sem surpresas na escalação, o técnico Gregg Popovich demonstrou que, pelo menos até a pós-temporada, deverá dar cada vez mais confiança ao ala Kawhi Leonard, um dos destaques da equipe ao lado dos veteranos Tim Duncan e Tony Parker. Veja o que de melhor aconteceu no duelo.

Duncan, como nos velhos tempos, foi o nome do jogo (AP Photo)

Igual vinho

Tim Duncan mostrou ontem que ainda pode ser muito útil ao Spurs. O ala de força esteve em ótima noite e, jogando contra o principal novato do ano, o ala-pivô Anthony Davis, não deu marcas de cansaço e ainda foi o melhor jogador em quadra, anotando nada menos do que 24 pontos e 11 rebotes. Na defesa o jogador também brilhou, limitando os espaços do rookie adversário e dando mostras de que poderá ser importante em eventuais duelos com garrafões mais poderosos. De destaque, ainda, seus 34 minutos em quadra, um dos maiores tempos do Spurs na noite.

Que dupla!

Leonard mostrou que está pronto para ser um dos destaques do time no ano (AP Photo)

Tony Parker e Kawhi Leonard fizeram do perímetro do Spurs uma arma decisiva para o duelo contra o Hornets. Enquanto o francês anotou 23 pontos e distribuiu seis assistências, o ala, que entra em seu segundo ano na NBA, foi um dos arremessadores mais sólidos da equipe e atingiu os 19 pontos, além de ter obtido sete rebotes. Números expressivos que mostram a confiança depositada pelo time em Leonard.

O perímetro titular da equipe só não foi ainda melhor por conta da atuação abaixo da média do ala Danny Green. O jogador errou quatro dos cinco arremessos de três pontos que tentou no duelo, chegando a irritar Popovich em parte do segundo tempo. Com 32 minutos em quadra, porém, o ala-armador seguiu com aproveitamento baixo e terminou a partida com apenas nove pontos (4-11 em seus arremessos totais). Para o restante da temporada é bom melhorar, pois as bolas de três, característica da equipe no último ano, estiveram bem abaixo do esperado, muito devido ao desempenho ruim de Green.

E o banco?

Dessa vez foi ruim. Foram apenas 20 pontos vindos do banco, que não teve seu principal jogador, Ginobili, e por isso pontuou menos do que geralmente acontece. O brasileiro Tiago Splitter teve atuação razoável e, em 15 minutos, obteve sete pontos e seis rebotes.

Cadê?

Apesar da boa vitória, o torcedor do Spurs sentiu falta da presença de Nando de Colo, novato que foi um dos grandes destaques da equipe na pré-temporada. Popovich manteve sua linha dura com rookies e não deu ao francês um minuto sequer dentro de quadra. Ficará para a próxima…

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 24 pontos e 11 rebotes

Tony Parker – 23 pontos e seis assistências

Kawhi Leonard – 19 pontos e sete rebotes

Tiago Splitter – Sete pontos e seis rebotes

New Orleans Hornets

Anthony Davis – 21 pontos e sete rebotes

Al-Farouq Aminu – 17 pontos e sete rebotes

About these ads

Sobre Leonardo Sacco

É jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero. Cravou a opção pelo jornalismo no estouro do cronômetro, quando criou o Spurs Brasil em uma madrugada de domingo para segunda. Escreve para o Yahoo! Esportes e dá seus pitacos no @leosacco.

Publicado em 01/11/2012, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 16 Comentários.

  1. Penso que queriam fazer referência ao Danny Green e não ao Gary Neal certo? Depois de falarem do Parker e do Leonard penso que seja o Green.

  2. Kawhi também foi muito bem na defesa 5 roubadas de bola e 1 toco

  3. Kawhi destruiu no terceiro quarto!

  4. Não gostei muito do jogo, reservas estiveram meio perdidos em quadra, mas começo de temporada, vitória sem grande atuação não faz mau, temos que estar voando nos playoffs

    Pontos mais positivos pra mim foram Duncan, incrível, muito veloz e ágil, me pareceu mais rápido do que ano passado. E Leonard, muito bom, 5 roubadas, que isso. Achei Splitter bem eficiente.

    Pontos mais negativo, bolas de 3 com certeza, sem elas o jogo coletivo deixa de ser eficiente e a desorganização dos reserva, compreensível pela falta de Manu.

  5. Quando citou “Apesar da fragilidade do adversário”, você quis dizer que o Spurs ganhou jogando mal? Se for isso, eu discordo. O Hornets jogou muito bem, e o Spurs teve que suar muito para vencer. E se o Eric Gordon tivesse jogado, eu não sei não, hein… rs.

    Aliás, escrevi tbm sobre o jogo: http://brazilianhornet.wordpress.com/2012/11/01/eles-serao-assustadores/

    Mas parabéns pela vitória. Sou muito fã do time de vocês O Parker é fantástico, e o Duncan é um monstro!… rs… Abços!

  1. Pingback: Spurs (1-0) @ Thunder (0-0) – Temporada Regular « Spurs Brasil

  2. Pingback: “ELES SERÃO ASSUSTADORES” | Brazilian Hornet

  3. Pingback: Novo Spurs versão 2012/2013 « Spurs Brasil

  4. Pingback: Spurs (4-0) vs Pacers (2-2) – História no Texas « Spurs Brasil

  5. Pingback: Começando com tudo « Spurs Brasil

  6. Pingback: Spurs (19-8) @ Hornets (7-18) – Temporada Regular « Spurs Brasil

  7. Pingback: Spurs (27-9) vs Celtics (8-25) – Temporada Regular « Spurs Brasil

  8. Pingback: Spurs (33-11) vs Hornets (14-27) – Temporada Regular « Spurs Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 47 outros seguidores