Novo Spurs versão 2012/2013

Movimentação de bola, ritmo acelerado, descanso para os titulares e participação intensa dos reservas. Essas foram as principais características do San Antonio Spurs ao longo da temporada 2011/2012 da NBA. No entanto, nos dois primeiros jogos da equipe texana – vitórias sobre o New Orleans Hornets e o Oklahoma City Thunder – no campeonato que acaba de se iniciar, tudo isso parece ter ficado para trás. Será cedo para afirmar que Gregg Popovich quer mudar a cara do time?

Veteranos em quadra: veremos bastante disso? (D. Clarke Evans/NBAE/Getty)

A primeira diferença da pequena amostra de equipe que tivemos até aqui em relação à da temporada passada é a participação de seus principais jogadores. Talvez por conta do locaute, Pop preservou bastante seus comandados ao longo do campeonato passado. Tony Parker, por exemplo, saltou de 32 para 35 minutos por partida. O acréscimo do tempo de quadra de Tim Duncan é ainda mais acentuado: de 28,2 para 34 minutos por exibição.

Os números de Manu Ginobili, obviamente, ainda não estão disponíveis para comparação, já que o argentino perdeu os dois primeiros jogos da temporada por conta de dores nas costas.

Por outro lado, o tempo de quadra de alguns coadjuvantes, consequentemente, caiu. São os casos de Patrick Mills, de 16,3 para quatro minutos por jogo; de Gary Neal, de 21,5 para 17; Matt Bonner, de 20,4 para nove, e do brasileiro Tiago Splitter, que caiu de 19 para dez. Além deles, DeJuan Blair só atuou em uma partida, enquanto Cory Joseph e Nando De Colo sequer pisaram na quadra.

As exceções à regra são Danny Green, Kawhi Leonard e Boris Diaw, que cada vez mais se estabelecem como titulares da equipe, e o importante veterano Stephen Jackson, que, na ausência de Manu, exerceu com eficiência a função de sexto homem. Esses quatro viram seu tempo de quadra aumentar no início da temporada.

Mas não é só a rotação que mudou. A velocidade do jogo do time também está diferente. No último campeonato, O Spurs marcava, em média, 107,3 pontos por jogo, enquanto levava 96,5. De acordo com o site Basketball Reference, o ritmo da equipe era o sétimo mais rápido de toda a NBA. Nos dois primeiros jogos desta temporada, em comparação, o Spurs marca uma média de 92,5 pontos, enquanto sofre 89,5. O ritmo foi o sétimo mais lento entre os 23 times que estrearam até a noite de quinta-feira (1º).

Claro que ainda é cedo para tirar conclusões. Mas adotar uma velocidade mais lenta de jogo e contar com um calendário não tão apertado quanto o de uma temporada de locaute pode, sim, fazer com que o Spurs tenha seus veteranos em quadra por mais tempo. Será um fato circunstancial pelo início da temporada ou será que vem aí mais uma versão do time que não para de se reinventar?

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é editor assistente do UOL Esporte. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 03/11/2012, em Na linha dos 3. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Acho que os reservas voltarão a participar, talvez não tanto quanto temporada passada. Mas o negócio é que se Neal e Bonner não meterem bolas de 3 eles não tem pq estar em quadra e como o aproveitamento está horrível. Outra coisa importante é Ginobil, ele comandando os reservas funciona muito bem, faz Blair, Splitter e Neal jogarem melhor.
    Acho q Ginobili, Jackson e Splitter serão os reservas mais acionados.
    O ritmo mais lento é importante, time mais focado na defesa em manter pontuações do adversário baixas.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.