Arquivos do Blog

Spurs (25-16) vs Blazers (30-10) – O MVP voltou

110×96

Com certa facilidade, o San Antonio Spurs venceu o Portland TrailBlazers, na noite de sexta-feira (16), por 110 a 96. O grande nome do jogo foi Kawhi Leonard, que, até o dia da partida, era considerado desfalque para a equipe dona da casa. Com a vitória, o time texano acaba com a hegemonia do adversário, que já havia lhe vencido duas vezes na temporada.

Spurs vs Blazers 1/16/15

Leonard voltou após 15 jogos fora e foi o grande nome do jogo (Reprodução/nba.com/spurs)

Ele voltou

Não tem sido uma temporada fácil para Kawhi Leonard. A expectativa em relação à evolução dele era alta, já que ele é o atual MVP das Finais. Mas, assolado por contusões, o ala não conseguiu imprimir um desempenho tão superior em quadra. Contra o Blazers, no entanto, após 15 jogos fora, o jovem mostrou porque é a esperança para o futuro da franquia. Foram 20 pontos, cinco assistências e três roubos de bola. Nada mal para quem passou tanto tempo sem jogar. Mais importante que isso foi que os pontos saíram em momentos importantes. O camisa #2 anotou no último quarto, definindo o jogo para sua equipe.

O time texano dominou praticamente todo o jogo. Um terceiro quarto bem jogado e um ótimo início de último período trouxeram uma vitória tranquila para os donos da casa.

Spurs vs Blazers 1/16/15

Mills entrou bem novo jogo (Reprodução/nba.com/spurs)

De três

Duas pontuações que saltam aos olhos são as de Danny Green e Patty Mills. A dupla de arremessadores estava quente na partida. O ala-armador acertou quatro tiros em apenas cinco tentativas da linha de três pontos. Ele foi responsável por 19 pontos. Já o armador acertou três em sete tentativas, somando 18 pontos no total. Tony Parker, Manu Ginobili, Kawhi Leonard e Boris Diaw também ajudaram com uma bola de três cada. O time conseguiu 11 na noite.

Titulares campeões

Lembra do time titular do campeonato passado? Tony Parker, Danny Green, Kawhi Leonard, Tim Duncan e Tiago Splitter? Pois é, após começar com essa unidade praticamente por duas temporadas, nesta atual tem sido difícil para Gregg Popovich colocar os cinco em quadra, principalmente por conta das lesões do armador francês, do ala e do pivô brasileiro.

O jogo contra o Blazers foi apenas a segunda vez que essa formação jogou junta na temporada 2014/2015. Na realidade, o Spurs já começou com 23 times titulares diferentes nesta campanha, empatando com o New York Knicks na liderança da estatística.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 20 pontos e 5 assistências

Danny Green – 19 pontos e 5 rebotes

Patty Mils – 18 pontos e 4 rebotes

Manu Ginobili – 17 pontos 7 assistências

Tony Parker – 17 pontos e 7 assistências

Tim Duncan – 11 pontos e 12 rebotes

Portland TrailBlazers

LaMarcus Aldridge – 24 pontos e 8 rebotes

Damian Lillard – 23 pontos e 5 assistências

CJ McCollum – 17 pontos

Meyers Leonard – 12 pontos

Spurs (24-16) vs Blazers (30-9) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Portland TrailBlazers – Temporada Regular

Data: 16/01/2015

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,53 (favorito) vs Blazers 2,52

Nos playoffs da temporada passada, o San Antonio Spurs atropelou o Portland Trailblazers e mostrou uma grande superioridade no confronto. No entanto, no atual campeonato, esse favoritismo não foi comprovado e a equipe texana perdeu os dois confrontos com o oponente disputados até aqui. Os astros do adversário, Damian Lillard e LaMarcus Aldridge, possuem muito sucesso contra o time de Gregg Popovich. Quando os dois estão em quadra juntos, a franquia do Oregon só perdeu duas vezes e venceu seis. Para complicar mais, Kawhi Leonard e Marco Belinelli, contundidos, estão fora do confronto.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (0-2)

15/12/2014 – Spurs 95 @ 108 Blazers

Na segunda noite de um back-to-back, o Spurs jogou sem Tony Parker, Patrick Mills, Manu Ginobili, Tim Duncan e Tiago Splitter e, atuando como visitante, não foi páreo para o Blazers. Kawhi Leonard, com 21 pontos, nove rebotes e seis assistências, foi o destaque do time.

19/12/2014 – Spurs 119 vs 129 Blazers

O Spurs perdeu em um doloroso jogo com três prorrogações. Destaques para as boas atuações de Damian Lillard, que fez a sua mais alta pontuação na carreira, com 43 pontos, e de Tim Duncan, que anotou 34 e foi o líder da equipe de San Antonio.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green/Manu Ginobilli

SF – Kyle Anderson

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – .Nos últimos 11 jogos, Manu Ginobili melhorou seu percentual de acertos de arremessos, chegando a 51%. Na quarta-feira, na vitória sobre o Charlotte Bobcats, o argentino foi responsável por 27 pontos em apenas 24 minutos de exibição, vindo do banco.

PG – Damian Lillard

SG – Wesley Matthews

SF – Nicolas Batum

PF – LaMarcus Aldridge

C – Chris Kaman

Fique de Olho - Em nove encontros com o Spurs, Lillard possui média de 27,8 pontos por exibição, sua melhor marca contra um oponente. Seu recorde de pontos em uma partida, 43, também aconteceu contra a equipe texana, no segundo encontro desta temporada.

Spurs (6-1) @ Blazers (2-4) – Haja coração!

112×109

Se havia algum torcedor texano com problemas cardíacos, provavelmente ele não passou do jogo entre San Antonio Spurs e Portland TrailBlazers, que ocorreu na madrugada de sábado (10) para domingo. A partida foi repleta de mudanças na liderança do placar, lances incríveis nos momentos decisivos e jogadores inspirados. Sem dúvidas, um dos melhores embates desta temporada que se inicia.

Gary Neal esteve inspirado (Sam Forencich/NBAE/Getty)

Xô, zica!

Fazia tempo que o Spurs não sabia o que era vencer no Rose Garden. Das últimas sete partidas disputadas na casa dos Blazers, todas terminaram com vitória dos mandantes. Com muito suor e sofrimento, esta sina foi quebrada na partida deste sábado.

Duncan foi bem de novo (Sam Forencich/NBAE/Getty)

Titulares adversários afinados

De bobo o time de Portland não tem nada. Apesar de ter um banco um tanto quanto frágil, o quineto titular da equipe tem muito talento, e promete incomodar muito nesta temporada. Do time titular, o trio Nicolas Batum, LaMarcus Aldridge e o novato Damian Lillard, com 33, 29 e 20 pontos respectivamente, são jogadores de muita qualidade ofensiva, que por muito pouco não tiraram a vitória das mãos de San Antonio.

Amor e Ódio

Amar ou odiar Gary Neal? O ala-armador, famoso pelos seus arremessos destemidos, às vezes toma algumas decisões que tiram os torcedores do Spurs do sério. Por outro lado, os tiros impossíveis convertidos em momentos decisivos nos fazem não termos certezas dos nossos sentimentos. O camisa #14 foi peça chave na vitória dos comandados de Gregg Popovich, anotando 27 pontos – maior marca da carreira -, e sendo um dos principais nomes na reação iniciada no terceiro quarto.

Minutos finais

Os minutos finais da partida merecem uma resenha à parte, pois foram aqueles momentos mágicos em que os jogadores decisivos aparecem. O Blazers encostou no placar com uma cesta de três pontos de Nicolas Batum, marcado por Danny Green, que levou o resultado parcial para 105 a 103. No ataque seguinte, o Spurs quase perde a bola, que sobra livre para Tim Duncan – outra partidaça do ala-pivô – enterrar com as duas mãos. A equipe de Portland converte mais uma bola de três, mas o Spurs não deixa que o empate aconteça com uma bandeja de Duncan, levando o placar para 109-106. Faltando 40 segundos para o término da partida, Batum, mais uma vez, aparece para converter uma cesta de três e empatar o jogo. Então, aparece a experiência de Manu Ginobili, que, a 12 segundos do fim, sofre uma falta e converte os dois lances-livres. Com a última posse, Batum foi dessa vez incapaz de levar sua equipe à vitória, e o rebote coletado por Stephen Jackson decretou a vitória da equipe texana. Corações na mão, e a sexta vitória do Spurs na temporada.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Gary Neal – 27 pontos e sete rebotes

Tim Duncan – 22 pontos, nove rebotes e três tocos

Manu Ginobili – 17 pontos, quatro assistências, quatro rebotes e três roubos de bola

Stephen Jackson – 13 pontos, três assistências, três rebotes e três roubos de bola

Danny Green – Dez pontos e cinco rebotes

Kawhi Leonard – Dez pontos, três rebotes e três roubos de bola

Portland TrailBlazers

Nicolas Batum – 33 pontos, sete rebotes, quatro assistências e dois roubos de bola

LaMarcus Aldridge – 29 pontos, sete assistências, quatro rebotes e quatro tocos

Damian Lillard – 20 pontos, seis assistências, três rebotes e dois roubos de bola

Batum rejeita renovar com o Blazers e se aproxima do Wolves

Juntos? Quem sabe…

De acordo com o jornalista Dwight Jaynes, da CSN, o ala Nicolas Batum, um dos sonhos do San Antonio Spurs nesta offseason, não quer renovar seu contrato com o Portland TrailBlazers. No entanto, o Minnesota Timberwolves aparece como favorito na briga para contratar o francês.

Segundo Jaynes, Batum ficou insatisfeito com a proposta do Blazers, que teria oferecido a ele um contrato de US$ 6 milhões anuais durante a última temporada. O francês já informou à diretoria da franquia que pretende atuar por outro time.

Ainda segundo Jaynes, a boa relação que Batum tem com o armador Ricky Rubio e com o técnico Rick Aldeman pode pesar em uma possível transferência do jogador para o Timberwolves.

Ciente da situação, a equipe de Minnesota prepara uma proposta pomposa para Batum. De acordo com Jerry Zgoda, do Star Tribune, a franquia deve oferecer ao atleta um contrato de quatro temporadas, cujo valor total se aproxima de US$ 40 milhões.

Vale lembrar que Batum é agente livre restrito nesta offseason. Em outras palavras, o Blazers tem o direito de cobrir qualquer oferta feita por ele.

O que acham, leitores? O San Antonio Spurs deve entrar nessa briga?

Leia mais: veja quem pode chegar e quem pode deixar o San Antonio Spurs

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 51 outros seguidores