Arquivos do Blog

Com vocês, a melhor jogadora do mundo

Vou deixar o San Antonio Spurs um pouco de lado na coluna de hoje para falar sobre a WNBA, que começa no próximo mês.

Se alguma atleta da WNBA pudesse um dia ser comparada a Michael Jordan, essa seria Diana Taurasi.

Ela é rápida, inteligente, defende, ataca, arremessa com uma qualidade incrível… é, sem dúvidas, uma jogadora completa, como se fosse o Kobe Bryant na NBA atual.

Decidi dedicar este espaço a Diana Taurasi por um único motivo. Hoje, li a notícia de que ela anotou 37 pontos na semifinal da Euroliga de basquete – um número raro para uma mulher. Além dos 37 tentos, a ala adicionou outros 12 rebotes e seis assistências.

Logicamente sua equipe, o Spartak Moscou, venceu. E venceu um time forte e rico: o UMMC Ekaterinburg.

Vale lembrar aqui nesse texto que as jogadoras da WNBA também atuam na Europa, já que a temporada norte-americana é mais curta e os salários deixam a desejar.

Na WNBA, Diana Taurasi tem uma carreira privilegiada. Já ganhou o título duas vezes com a camisa do Phoenix Mercury – atual vencedor do torneio – e também conquistou o MVP [melhor jogadora] da temporada regular e dos playoffs. Além, é claro, de ser condecorada no basquete europeu pelo estelar Spartak Moscou.

Pelo selecionado norte-americano, Taurasi possui duas medalhas de ouro no currículo – em Atenas (2004) e Pequim (2008). Isso sem falar de sua brilhante carreira universitária por Connecticut.

Uma jogadora completa, com história na liga profissional estadunidense, no basquete internacional e por seu país. Será que é justo compará-la a Michael Jordan? Eu acho que sim…