Arquivos do Blog

Spurs (29-5) @ Knicks (20-14) – Procura-se uma defesa

115×128

O cenário era conhecido. O mítico Madison Square Garden foi palco de uma grande conquista do San Antonio Spurs. Em 1999, a equipe levantou seu primeiro título após derrotar o time da casa pelo placar de quatro jogos a um.

Com 31 pontos, Chandler foi o cestinha da noite

Mais de dez anos depois, a sorte texana foi outra. Num jogo divertido, porém fraco tecnicamente, os comandados de Gregg Popovich viram seu adversário acertar quase tudo. Com noites inspiradas de Wilson Chandler, Raymond Felton e Amar’e Stoudemire, o Knicks venceu por 128 a 115.

TP bem que tentou...

Pior do que perder, o que é absolutamente normal levando-se em conta as circunstâncias da partida, é perder com uma defesa quase que inexistente. Contra Los Angeles Lakers, Dallas Mavericks e Oklahoma City Thunder, Popovich conseguiu impor uma defesa que fez lembrar os áureos tempos de Bruce Bowen. Hoje, diante de um Knicks inspirado, ninguém conseguiu marcar com eficiência, nem mesmo George Hill, o melhor defensor de perímetro do Spurs.

Como disse no pré-jogo, a chave para a vitória texana seria o bom jogo debaixo da cesta. Destaquei DeJuan Blair, e ele fez por merecer. Ágil, o ala-pivô causou tormento aos marcadores nova-iorquinos. No entanto, Pop preferiu deixá-lo no banco durante a maior parte do jogo. O ala-pivô anotou 17 pontos e apanhou oito rebotes em apenas 17 minutos. Antonio McDyess, que fez uma péssima partida, por exemplo, esteve em quadra por 18 minutos. O brasileiro Tiago Splitter, outro que poderia ter tomado os minutos de McDyess, pouco jogou. O camisa 22 entrou apenas no garbage time e deixou a quadra com um rebote.

Apesar do revés, nada de pânico, caros leitores. Perder para o Knicks, que tem sim um elenco forte, é normal, ainda mais fora de casa. Vamos ver se nesta quarta-feira, contra o Boston Celtics, em Boston, a coisa muda. A boa notícia é que o Celtics joga sem Kevin Garnett, machucado.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 26 pontos e seis assistências

DeJuan Blair – 17 pontos e oito rebotes

Manu Ginobili – 15 pontos, cinco rebotes e cinco assistências

Tim Duncan – 14 pontos e seis rebotes

New York Knicks

Wilson Chandler – 31 pontos, nove rebotes e quatro assistências

Raymond Felton -28 pontos, quatro rebotes e sete assistências

Amar’e Stoudemire -28 pontos, nove rebotes e três assistências

Landry Fields – 13 pontos e seis rebotes

Spurs (29-4) @ Knicks (19-14) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ New York Knicks – Temporada Regular

Data: 04/01/2011

Horário: 22:30 (Horário de Brasília)

Local: Madison Square Garden

Situação do Jogo

O San Antonio Spurs viaja até Nova York para encarar um time perigoso. O New York Knicks é forte e tem peças importantes. O recém-contratado Amar’e Stoudemire vem fazendo uma temporada brilhante, auxiliado pelo excelente novato Landry Fields e por jogadores consistentes, como Wilson Chandler e Raymond Felton. Para a sorte dos texanos, o italiano Danilo Gallinari está fora da partida por conta de uma entorse no tornozelo. Mesmo assim, o embate de logo mais deverá ser complicado.

PG – Tony Parker

SG – Manu Ginobili

SF – Richard Jefferson

PF – DeJuan Blair

C – Tim Duncan

Fique de Olho – O pivô DeJuan Blair será a chave texana para o triunfo desta noite. O New York Knicks tem pouca força debaixo da cesta. Amar’e Stoudemire, melhor jogador do time, é pouco notado por seus esforços defensivos. Assim, Blair, que gosta de pontuar, terá grande oportunidade para brilhar no mítico Madison Square Garden.

PG – Raymond Felton

SG – Landry Fields

SF – Wilson Chandler

PF – Amar’e Stoudemire

C – Ronny Turiaf

Fique de Olho – O novato Landry Fields vem sendo uma das gratas surpresas desta temporada. Bom arremessador, Fields joga, em média, 31,5 minutos por noite e possui médias expressivas para um calouro: 10,0 pontos e 7,4 rebotes. Olho nele!

Mais um rumor: Rudy Gay no Spurs?

A temporada de rumores definitivamente está a todo o vapor em San Antonio. Nem mesmo a garantia do general manager R.C. Buford acerca da permanência de Tony Parker no Texas tem evitado o burburinho da imprensa.

Primeiro surgiu a conversa de que o francês poderia ser envolvido num negócio com o Knicks, já que estaria pleiteando o ordenado máximo em seu novo contrato, que se encerra no final de 2011. Em troca, David Lee, Danilo Gallinari e Wilson Chandler foram cogitados.

Mais tarde, mais um rumor, outra vez vindo do NY Daily News.

O ala Rudy Gay, do Memphis Grizzlies, é agente livre restrito e poderia ser negociado. San Antonio busca um time mais atlético e Gay seria uma boa pedida. Na troca, Parker e o decepcionante Richard Jefferson poderiam ser envolvidos.

Mais uma vez, resta esperar…

Rumor: Parker no Knicks?

A temporada mal acabou e os rumores em torno do armador Tony Parker já surgem com tudo.

A notícia da vez é que o francês poderia ser negociado com o New York Knicks, que teria algumas moedas de troca interessantes a oferecer. Quem informa é o NY Daily News.

Fontes ligadas ao Spurs disseram que Parker estaria buscando um novo contrato com o máximo que a liga pode pagar – pouco mais de US$ 20 mi (vale lembrar que seu vínculo se encerra em 2011). Logicamente, os texanos não possuem esse dinheiro, o que facilitaria uma troca com o Knicks – que estará com uma folha salarial folgada na próxima época.

No entanto, algumas dúvidas ainda pairam no ar. Nova York aceitaria Richard Jefferson no negócio? Sabe-se que o treinador do Knicks, Mike D’Antoni, é um grande entusiasta do run and gun, esquema em que Parker e Jefferson cairiam como uma luva.

Resta saber quem o Knicks aceitaria ceder para contar com os texanos. Uma sign and trade com o David Lee mais o italiano Danilo Gallinari? Quem sabe…

Recentemente, o general manager do Spurs, R.C. Buford, cravou que Parker continua na equipe. É esperar para ver.