Arquivos do Blog

Spurs (41-24) @ Knicks (13-53) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ New York Knicks – Temporada Regular

Data: 17/03/2015

Horário: 20h30 (Horário de Brasília)

Local: Madison Square Garden

NA TV: SPORTS +

Após vencer o Minnesota Timberwolves, o San Antonio Spurs cai na estrada para encarar o New York Knicks. O time texano passa por ótimo momento, tendo vencido sete dos últimos oito jogos. O único revés foi para o Cleveland Cavaliers, na prorrogação. O alvinegro acertou 53,1% dos seus arremessos de quadra durante os últimos seis compromissos (5-1), tendo margem de mais 16 pontos de vantagem nos cinco triunfos. Manu Ginobili e Aron Baynes, contundidos, são baixas para o os visitantes. Por isso, Kyle Anderson foi resgatado da D-League para se juntar ao elenco. Já nos mandantes, a situação é oposta. São 15 derrotas nos últimos 18 duelos. Os nova-iorquinos possuem o pior recorde da NBA, com 13 vitórias.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-0)

10/12/2014 – Spurs 109 vs 95 Knicks

Spurs e Knicks fizeram um dos jogos com mais baixo nível desta temporada na NBA. Enquanto do lado texano Tony Parker, Manu Ginobili, Kawhi Leonard e Tim Duncan foram poupados, os nova-iorquinos não mandaram para quadra Carmelo Anthony, seu principal jogador e cestinha. Marco Belinelli, com 22 pontos, foi o destaque do alvinegro.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – Um dos melhores jogadores do time na temporada, Kawhi Leonard tem carregado o time nas costas durante muitos jogos. Nas últimas sete aparições em quadra, o ala tem apresentado uma média de 21,6 pontos e acertado 55,4% dos arremessos de quadra.

PG – Langston Galloway

SG – Alexey Shved

SF – Lance Thomas

PF – Lou Amundson

C – Andrea Bargnani

Fique de Olho – Apesar da campanha horrorosa do Knicks, jogadores como Andrea Bargnani conseguem fazer uma pontuação boa em alguns jogos. Por exemplo, nos último sete jogos o italiano atingiu dois dígitos de pontuação. Nos últimos dois, o pivô fez 18 pontos em cada.

Anúncios

Spurs (26-9) @ Knicks (22-10) – Nada a comemorar

83×100

Um dia após vencer o Milwaukee Bucks, fora de casa, o San Antonio Spurs partiu para o segundo jogo de seu primeiro back-to-back de 2013, desta vez para encarar o New York Knicks, no Madison Square Garden. E os texanos parecem ter sentido o desgaste da viagem e, com uma apresentação muito abaixo da média, acabaram facilmente derrotados pelo adversário nesta quinta-feira (3), pelo placar de 100 a 83.

Uma imagem que resume a noite (S. Butler/NBAE/Getty)

Noite para esquecer

O péssimo aproveitamento nos arremessos de quadra foi o fator fundamental para a derrota. Os texanos acertaram apenas 36,4% de seus tiros no geral e somente 26,5% nas bolas de 3 pontos, contra 47,6% e 44,4% do rival, respectivamente. Mas não foi só neste fundamento que os visitantes ficaram atrás. Em todas as estatísticas, exceto nos lances livres, o Spurs levou desvantagem: 48 a 35 nos rebotes; 26 a 14 nas assistências; 10 a 8 nos roubos de bolas; 12 a 13 nos desperdícios. O único empate foi em tocos, 5 a 5. Não tinha mesmo como vencer.

De pouco adiantaram as investidas de Tony Parker diante do New York Knicks (S. Butler/NBAE/Getty)

Big Three apagado

Se no duelo de quarta, contra o Bucks, o Big Three de San Antonio estava inspirado, não se pode dizer a mesma coisa do confronto diante dos Knicks. O trio de estrelas, assim como outras peças do elenco, parece ter sentido o peso da maratona de jogos e pouco produziu. Com os coadjuvantes em dia tímido e com os principais jogadores do Spurs apagados, ficou fácil para os nova-iorquinos dominarem a partida.

Capitão no estaleiro

A noite não era mesmo do Spurs. Em um lance um tanto quanto bizarro, a equipe perdeu Stephen Jackson ainda no primeiro quarto. Após um arremesso de 3 pontos na zona morta, restando 3:23 para o fim do período, o ala deu um passo para atrás ao notar a aproximação de Amar’e Stoudemire, que corria na tentativa de contestar seu chute. Mas o Capitão tropeçou em uma garçonete que trabalhava a beira da quadra, próximo de onde estava sentado o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg. Com o incidente, o camisa #3 sofreu uma torção no tornozelo direito e não retornou mais. Ainda não se sabe a gravidade da lesão.

Novato?

Aos 35 anos, Pablo Prigioni é o mais velho novato da NBA nos últimos 40 anos. Parece estranho um jogador a esta altura da carreira, em que teoricamente está em decadência, receber uma oportunidade na principal liga de basquete do mundo. Mas o argentino não vem decepcionando na Big Apple e foi um dos comandantes da vitória dos Knicks. Com nove assistências – uma delas para uma espetacular ponte aérea de J.R. Smith – Prigioni alcançou sua maior marca no fundamento desde a estreia. Além disso, colaborou com seis pontos e foi fundamental na defesa com três roubos de bola em 27 minutos jogados. Parece que ele não foi um bom anfitrião para o conterrâneo e amigo Manu Ginobili.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Gary Neal – 12 pontos

Tim Duncan – 11 pontos e 6 rebotes

Tony Parker – 11 pontos e 6 assistências

New York Knicks

Carmelo Anthony – 23 pontos e 8 rebotes

J.R. Smith – 20 pontos e 5 rebotes

Steve Novak – 15 pontos (5-7 3 PT)

Spurs (25-12) vs Knicks (18-20) – Temporada Regular

San Antonio Spurs (25-12) vs New York Knicks (18-19) – Temporada Regular

Data: 07/03/2012

Horário: 22h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Na TV: ESPN HD

O San Antonio Spurs encara o New York Knicks nesta quarta-feira (7) e tenta se recuperar de uma sequência de três derrotas nos últimos cinco jogos. Pela frente estará Jeremy Lin, o novo queridinho da NBA. O time de Nova York, no entanto, também está em má fase. Nas cinco últimas partidas, os comandados de Mike D’Antoni venceram apenas duas. Estaria a Linsanity vivendo sua primeira crise? Do lado texano, Gregg Popovich deverá ter todo o elenco disponível – T.J. Ford mal foi enviado para o Austin Toros, equipe filiada ao Spurs na D-League, e já foi chamado de volta. O camisa 11 deverá estar disponível para o duelo contra o New York Knicks.

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Richard Jefferson

PF – DeJuan Blair

C – Tim Duncan

Fique de Olho – Apesar da idade, Tim Duncan vem tendo um papel muito importante nesta temporada. Com seus chutes afiados de meia distância, Timmy tem conseguido incomodar – e muito – as defesas adversárias. Quando a pontaria está falha, no entanto, ele tem encontrado dificuldades para se dar bem.

New York Knicks

PG – Jeremy Lin

SG – Landry Fields

SF – Carmelo Anthony

PF – Amaré Stoudemire

C – Tyson Chandler

Fique de Olho – Para um cara que se formou em Harvard e foi ignorado por todos no mundo do basquete, Jeremy Lin já pode se considerar um vencedor apenas por ser o titular do New York Knicks. O armador mostrou que é talentoso e que sabe pontuar com facilidade, mas tem um ponto fraco que deve ser explorado por Gregg Popovich. Quando pressionado, o sino-americano tem mostrado dificuldades para se dar bem, cometendo muitos turnovers.

O Oeste agradece…

Melo é mais um do draft de 2003 a fechar uma porta na NBA. Coincidência?

A NBA assistiu ontem o final de uma das novelas mais chatas de todos os tempos. Com roteiro previsível, Carmelo Anthony fez o que todos aguardavam há meses: deu um pé na bunda de Denver e foi para Nova York. Além de Melo, o Knicks receberá Chauncey Billups e os irrelevantes Anthony Carter, Shelden Williams e Renaldo Balkman. Por outro lado, a franquia cederá bons nomes, como Danilo Gallinari, Raymond Felton, Wilson Chandler e Timofey Mozgov.

Numa primeira análise, observo que as duas equipes saem ganhando com o término da novela. O Knicks deu o primeiro grande passo para montar um timaço nas próximas temporadas. A saída de jogadores importantes permitirá que a franquia comece do zero e tenha espaço salarial suficiente para trazer mais uma estrela (Chris Paul?). Vale lembrar que a base nova-iorquina já é muito boa: Amar’e Stoudemire, Landry Fields e agora Billups e Carmelo.

Com sorte e competência, a equipe consegue um bom novato no ano que vem e mais uns dois ou três free agents de respeito. Pronto, temos um time redondinho para brigar pela Conferência Leste com o badalado Miami Heat, com o envelhecido Boston Celtics e com o perigoso Chicago Bulls. Hoje, no entanto, o elenco do Knicks ainda é fraco e aparece apenas como a quarta força do Leste, ao lado do inconstante Orlando Magic. Carmelo, apesar de craque, terá em Nova York as mesmas dificuldades que tinha em Denver. A única diferença é que esse elenco do Knicks é ligeiramente mais fraco do que o do falecido Nuggets.

Falando em Nuggets, acho que o Denver fez sim um bom negócio. O único porém é que Danilo Gallinari deve ser envolvido numa nova troca, provavelmente com Los Angeles Clippers ou Minnesota Timberwolves. No mais, George Karl ganhou um armador que vinha fazendo uma temporada incrível, um ótimo ala e um pivô gringo bastante promissor – nada mal pra quem poderia esperar até o final da temporada e morrer sem nada.

O fim da novela Anthony traz também um novo cenário para a Conferência Oeste. Enquanto o Leste muda pouca coisa nesse primeiro ano, o Oeste deverá ter algumas mudanças imediatas. O Nuggets está enfraquecido, ainda mais se perder Gallinari, mas mesmo assim pode chegar aos playoffs. Atualmente, o time é o sétimo colocado na conferência e é seguido de perto por Utah Jazz, Memphis Grizzlies e Phoenix Suns. Ao meu ver, Jazz, Grizzlies e Nuggets brigam pelos dois últimos lugares no Oeste – o Suns de Alvin Gentry corre por fora, mas também tem chances.

Para o nosso San Antonio Spurs, fica a garantia de enfrentar um adversário enfraquecido caso o time assegure o primeiro posto da conferência. Entre Jazz, Grizzlies, Nuggets e Suns, o único time que pode nos dar algum trabalho é o Memphis, que vem fazendo uma boa temporada. Mesmo assim, ainda é pouco. Os outros adversários citados têm muitos problemas e seriam presas fáceis na pós-temporada. Gregg Popovich agradece!

Spurs (36-6) vs. Knicks (22-19) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs. New York Knicks – Temporada Regular

Data: 21/01/2011

Horário: 23h00 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Situação do Jogo

Com sete vitórias seguidas, o San Antonio Spurs chega embalado para encarar o New York Knicks, de Amar’e Stoudemire e companhia, que atravessa momento oposto aos texanos. O time da Big Apple vem de quatro derrotas consecutivas. Apesar dos maus resultados recentes, a equipe ainda figura em 6º lugar na Conferência Leste, e é um adversário perigoso jogando em velocidade.

Confrontos na temporada (0-1)

04/01/2011 San Antonio Spurs 115 vs. 128 New York Knicks

Muito mal na defesa, o Spurs cedeu o maior número de pontos a um adversário em uma partida sem tempo-extra da “Era Duncan”. Os texanos entraram na correria do adversário e acabaram levando a pior. Parker anotou 26 pontos, mas o cestinha foi Wilson Chandler, com 31.

PG – Tony Parker

SG – Manu Ginobili

SF – Richard Jefferson

PF – Tim Duncan

C – DeJuan Blair

Fique de Olho – O jovem jogador do Spurs vem oscilando boas e más partidas em sua segunda temporada na NBA. No último jogo, noite de gala contra o Raptors: 22 pontos e 11 rebotes. Mas a grande dúvida fica por conta de sua contestada defesa, que terá papel fundamental sobre o atlético Wilson Chandler e, eventualmente, sobre Stoudemire.

PG – Raymond Felton

SG – Landry Fields

SF – Danilo Gallinari

PF –Wilson Chandler

C – Amar’e Stoudemire

Fique de Olho – Amar’e Stoudemire vem fazendo grande temporada pelo Knicks. Com médias de 26,4 pontos, 8,8 rebotes e 2,6 assitências, o pivô lidera a equipe de New York em sua melhor campanha dos últimos anos. Stoudemire também é nome sempre presente nas discussões sobre MVP da temporada.