Arquivos do Blog

Spurs (38-11) @ Wolves (18-27) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Minnesota Timberwolves – Temporada Regular

Data: 07/02/2013

Horário: 00h (Horário de Brasília)

Local: Target Center

NA TV: ESPN

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,56 (favorito) @ Timberwolves 2,44

O San Antonio Spurs sustenta a maior sequeência de vitórias na NBA no momento, com dez triunfos consecutivos. Em meio aos bons resultados, a equipe teve que lidar com problemas de lesão de dois de seus principais astros, Tim Duncan e Manu Ginobili, que são dúvidas para a partida contra o Minnesota Timberwolves. O jogo marca o início da Rodeo Road Trip, período em que o time texano emenda uma longa sequência de partidas longe de casa enquanto o AT&T Center é ocupado por um tradicional evento de rodeio.

Confrontos na temporada (1-0)

14/01/2013 – Spurs 106 vs 88 Wolves

A atual sequência de dez triunfos consecutivos começou no dia 14 de janeiro, justamente contra o Minnesota Timberwolves. Com boa atuação do banco de reservas, responsável por 55 pontos, o Spurs teve lampejos do basquete que encantou a NBA no final da última temporada. Apesar da vitória em casa, a torcida levou um susto: no segundo quarto, Manu Ginobili abandonou a partida após sentir uma lesão na coxa esquerda.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan/Boris Diaw

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – Tim Duncan e Manu Ginobili são dúvidas para a partida contra o Wolves. Com isso, cresce ainda mais a importância de Tony Parker no comando da equipe. Eleito o melhor jogador do mês de fevereiro na Conferência Oeste, o armador vive o ápice da carreira e é a principal arma texana para a Rodeo Trip.

PG – Ricky Rubio

SG – Luke Ridnour

SF – Andrei Kirilenko

PF – Derrick Williams

C – Nikola Pekovic

Fique de Olho –  A expectativa era enorme em torno dos Wolves para 2012/2013, mas o time vem sendo atrapalhada pelas lesões. Brandon Roy está fora de combate indefinidamente, Kevin Love fraturou a mão direita pela segunda vez e só deve voltar no meio de março. Isso sem falar na contusão no joelho de Rubio ainda na temporada passada, mas que o tirou dos primeiros jogos deste campeonato. Até agora, o espanhol não conseguiu mostrar o mesmo nível das atuações de antes da lesão, mas na partida de segunda-feira, contra o Portland Trailblazers, deu sinais de estar recuperando a forma ao anotar 15 pontos e 14 assistências.

Anúncios

Batum rejeita renovar com o Blazers e se aproxima do Wolves

Juntos? Quem sabe…

De acordo com o jornalista Dwight Jaynes, da CSN, o ala Nicolas Batum, um dos sonhos do San Antonio Spurs nesta offseason, não quer renovar seu contrato com o Portland TrailBlazers. No entanto, o Minnesota Timberwolves aparece como favorito na briga para contratar o francês.

Segundo Jaynes, Batum ficou insatisfeito com a proposta do Blazers, que teria oferecido a ele um contrato de US$ 6 milhões anuais durante a última temporada. O francês já informou à diretoria da franquia que pretende atuar por outro time.

Ainda segundo Jaynes, a boa relação que Batum tem com o armador Ricky Rubio e com o técnico Rick Aldeman pode pesar em uma possível transferência do jogador para o Timberwolves.

Ciente da situação, a equipe de Minnesota prepara uma proposta pomposa para Batum. De acordo com Jerry Zgoda, do Star Tribune, a franquia deve oferecer ao atleta um contrato de quatro temporadas, cujo valor total se aproxima de US$ 40 milhões.

Vale lembrar que Batum é agente livre restrito nesta offseason. Em outras palavras, o Blazers tem o direito de cobrir qualquer oferta feita por ele.

O que acham, leitores? O San Antonio Spurs deve entrar nessa briga?

Leia mais: veja quem pode chegar e quem pode deixar o San Antonio Spurs

Spurs (3-2) @ Timberwolves (2-3) – Puro azar

96X106

Nesta segunda-feira (2), o San Antonio Spurs viajou até Minnesota e foi derrotado pelo Timberwolves por 106 a 96. Para piorar, o argentino Manu Ginobili deixou a quadra machucado e deverá ficará mais de um mês fora. Ginobili foi embora ao final do segundo quarto após chocar o braço esquerdo contra o pivô Anthony Tolliver e deverá passar por exames mais detalhados nesta terça-feira (3).

Manu deverá ficar mais de um mês fora (AP Photo/Jim Mone)

Vamos ao jogo: os comandados de Gregg Popovich até atuaram bem, mas foram surpreendidos por um adversário inspiradíssimo. Kevin Love e companhia acertaram 57,7% de seus arremessos de quadra (41-71) e 57,1% da linha dos três pontos (12-21). Para se ter uma ideia da disparidade, nós acertamos 43,9% (36-82) do tiros normais e 35% de longa distância (7-20).

Jefferson foi um dos poucos destaques do Spurs (AP Photo/Jim Mone)

San Antonio começou a partida muito bem e logo de cara abriu sete a zero no marcador. A vantagem durou pouco – foi pulverizada com um punhado de arremessos de três pontos. No intervalo, o time da casa vencia por 66 a 59. Na volta do descanso, Tim Duncan e companhia até tentaram reagir, mas uma corrida espetacular do Timberwolves brecou o ímpeto texano. Após essa arrancada ficou muito complicado. Os comandados de Rick Adelman souberam administrar a vantagem e conquistaram sua segunda vitória consecutiva na temporada (derrotaram o Dallas Mavericks na segunda-feira).

Além da noite inspirada do Minnesota Timberwolves, achei a defesa do Spurs bem ruim ontem. Minha crítica aqui vai principalmente para Tony Parker, que está defendendo muito mal (pior do que o costume, se é que isso é possível). TP levou um verdadeiro baile do Luke Ridnour (19 pontos e nove assistências) e ainda por cima foi péssimo no ataque – acertou apenas três em 11 arremessos.

Em contrapartida, gostei muito do Richard Jefferson e do Tim Duncan. Jefferson é inconstante, todos sabemos, mas se jogasse sempre o que jogou ontem seria um reforço fantástico. Duncan, por sua vez, usou e abusou dos tiros de média distância e fez um estrago na defesa adversária. Timmy marcou 16 pontos (7-12) em 28 minutos.

O próximo adversário do San Antonio Spurs é o Golden State Warriors. Embate acontece na quarta-feira (4) em San Antonio.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 16 pontos e cinco rebotes

Richard Jefferson – 16 pontos

Tiago Splitter – 12 pontos e três rebotes

Tony Parker – 11 pontos e nove assistências

Minnesota Timberwolves

Kevin Love – 24 pontos e 15 rebotes

Luke Ridnour – 19 pontos e nove assistências

Michael Beasley – 19 pontos e cinco rebotes

Wesley Johnson – 14 pontos

Spurs (3-1) @ Timberwolves (1-3) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Minnesota Timberwolves – Temporada Regular 

Data: 02/01/2012

Horário: 23:00 (Horário de Brasília)

Local: Target Center

O primeiro adversário do San Antonio Spurs no ano será o perigoso Minnesota Timberwolves. O rival, no entanto, fará seu segundo jogo em noite seguida – o que é ótimo para nós. No domingo (1º), diante do Dallas Mavericks, Ricky Rubio e Kevin Love jogaram mais uma pá de terra em cima do enfraquecido Mavs.

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Manu Ginobili

SF – Richard Jefferson

PF – DeJuan Blair

C – Tim Duncan

Fique de Olho – O argentino Manu Ginobili vem jogando muito nesse começo de temporada. Até aqui, o ala-armador aprenseta médias de 19,8 pontos, 4,2 rebotes e 3,2 assistências por noite.

Minnesota Timberwolves

PG – Luke Ridnour/Ricky Rubio 

SG – Wes Johnson

SF – Michael Beasley

PF – Kevin Love

C – Darko Milicic

Fique de Olho – Nem o mais otimista torcedor do Timberwolves esperava que o impacto do espanhol Ricky Rubio na NBA seria imediato. Contra o Mavs, o garoto infernizou a defesa adversária no último período e saiu de quadra com 14 pontos e sete assistências. Ele e Kevin Love formam uma dupla perigosíssima!

Spurs (32-6) @ Timberwolves (9-30) – Varrida com estilo

107×96

O San Antonio Spurs bateu o Minnesota Timberwolves nesta terça-feira pelo placar de 107 a 96. Foi a 32ª vitória da franquia texana na temporada, e a quarta e última sobre o T-Wolves. Na partida de hoje, Gregg Popovich utilizou mais uma vez seu “quinteto ideal”, formado por Tony Parker, Manu Ginobili, Richard Jefferson, DeJuan Blair e Tim Duncan.

RJ deixa a galera na saudade (Foto: AP)

Dentro de quadra, o Spurs mostrou serviço logo de cara e conseguiu abrir boa vantagem. Ao final do primeiro quarto, o placar apontava 36 a 25 para os visitantes. Um dos melhores momentos da noite aconteceu no terceiro período, quando o T-Wolves, nervoso em quadra, recebeu cinco faltas técnicas consecutivas, duas delas em cima do técnico Kurt Rambis, que foi expulso.

Certeiro, Manu foi mais uma vez o cestinha do Spurs (Foto: AP)

Com amplo domínio, San Antonio soube como administrar a vantagem no período final e deixou o Target Center com mais um belo triunfo na bagagem. Destaco aqui o aproveitamento nos arremessos. O Spurs acertou 46,8% de seus tiros e conseguiu, com uma boa defesa, limitar o adversário a ínfimos 37,8%. No mais, Tony Parker e companhia também dominaram a contenda nas assistências: 28 a 19. TP distribuiu 13 passes certeiros e anotou 12 pontos.

O cestinha texano foi o argentino Manu Ginobili, que, além de 19 pontos, pegou nove rebotes e deu seis assistências. Outros quatro atletas além de Parker e Manu chegaram à casa dos dez tentos: Richard Jefferson (17), Tim Duncan (16), Matt Bonner (16) e George Hill (13). O brasileiro Tiago Splitter entrou apenas no garbage time e nada produziu.

O San Antonio Spurs volta a jogar já nesta quarta-feira. O oponente da vez é o Milwaukee Bucks. Nesta terça, o Bucks jogaria fora de casa contra o Atlanta Hawks, mas o combate foi adiado por conta das nevascas que assolam a cidade.

Curiosidade: Além de varrer o Minnesota Timberwolves na fase regular, San Antonio alcançou seu 16º triunfo consecutivo sobre a franquia de Mineápolis, sem dúvidas um número bastante expressivo.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Manu Ginobili – 20 pontos, nove rebotes e seis assistências

Richard Jefferson – 17 pontos, cinco rebotes e quatro assistências

Tim Duncan – 16 pontos, oito rebotes, três tocos e duas roubadas

Matt Bonner – 16 pontos e quatro rebotes

George Hill – 13 pontos, quatro rebotes e três assistências

Tony Parker – 12 pontos e 13 assistências

Minnesota Timberwolves

Kevin Love – 20 pontos e 20 rebotes

Luke Ridnour – 18 pontos e nove assistências

Martell Webster – 18 pontos e cinco rebotes

Corey Brewer – 11 pontos