Arquivos do Blog

Splitter pode jogar no Brasil

O veremos em terras tupiniquins?

O locaute da NBA pode trazer de volta ao Brasil um dos melhores jogadores do país. Depois do ala-aramdor Leandrinho, do Toronto Raptors, acertar com o time do Flamengo, o pivô Tiago Splitter pode ser o próximo atleta da liga norte-americana a desembarcar em seu país natal.

Depois de conquitar a vaga nas Olimpíadas de Londres-2012 no Pré-Olímpico de Mar del Plata, na Argentina, o pivô do San Antonio Spurs não negou a possibilidade de voltar ao Brasil enquanto jogadores e donos de equipes na NBA não chegarem a um acordo para o ínicio da temporada.

“Claro que penso, por que não? É uma opção boa. Prefiro jogar a ficar sem fazer nada” disse o pivô ao site Globoesporte.com, no desembarque da Seleção Brasileira, em São Paulo.

Segundo o site, Flamengo, Brasília e Pinheiros estão interessados e já teriam feito propostas para o pivô, que no entanto não confirmou se está próximo de um acerto com alguma delas.

Locaute poderá afetar ex-jogador do Spurs

Bruce Bowen na estica!

A greve da NBA afeta quase todos nos Estados Unidos. Para piorar, o país vive nova crise e está muito mal das pernas. Além de franquias e jogadores, alguns ex-atletas também sofrem com o locaute.

É o caso de Bruce Bowen, ex-jogador do San Antonio Spurs. Eu explico: o saudoso Bowen é um dos comentaristas da ESPN norte-americana e vem tentando fechar um novo acordo com a empresa. Acontece que, com a greve, a ESPN tem evitado gastos desnecessários. Convenhamos: um comentarista de NBA em tempos de recesso é um tanto quanto inútil.

Caso o impasse entre atletas e franquias continue, ex-jogadores como Bowen podem passar os próximos meses desempregados. Agora este blogueiro pergunta: será que Bruce Bowen teria um espacinho no banco de reservas do Spurs ao final do locaute como uma espécie de estagiário? Ele poderia ensinar aos mais novos muitas coisas, sobretudo na defesa – sua especialidade.

Bem, caso esteja difícil sustentar a família sem emprego, nosso Karatê Kid poderia levantar uma grana de outra maneira – como professor de luta.