Arquivos do Blog

Spurs (34-21) @ Warriors (43-9) – Sem fôlego

99×110

Após perder para o Los Angeles Clippers um dia antes, o San Antonio Spurs também não conseguiu segurar o melhor time da temporada regular, o Golden State Warriors, nesta quinta-feira (19), em Oakland. Os donos da casa fizeram sua parte e, com um terceiro quarto bem superior, definiram o jogo. O time texano perdeu seus dois jogos após a parada para o All-Star Weekend. A equipe volta à quadra na segunda-feira, contra o Utah Jazz.

Kawhi tentou guiar o Spurs à vitória (Reprodução/nba.com/spurs)

Tempos mudaram

O Spurs possui um retrospecto muito positivo contra o Warriors. Nas últimas duas décadas, o time texano dominou o oponente como nenhum outro. Foram 53 vitórias nos últimos 61 jogos. Na temporada passada, por exemplo, a equipe de San Antonio venceu todos os confrontos. Mas as coisas estão mudando a favor dos californianos. Com o melhor recorde do campeonato, os comandados de Steve Kerr mostraram porque são grandes favoritos ao título.

Baynes anotou um duplo-duplo (Reprodução/nba.com/spurs)

Placar

O Spurs até conseguiu se manter no duelo até o fim do primeiro tempo, indo para os vestiários com derrota parcial por 62 a 55. O Warriors, no entanto, voltou para finalizar o jogo, fazendo os sete primeiros pontos do terceiro quarto. A sequência de boas jogadas do adversário na volta do intervalo deixou o alvinegro 21 pontos atrás no começo da última parcial. Gregg Popovich então decidiu abrir mão do jogo e descansou seus principais jogadores. O Big Three não chegou a amarrar os tênis para os 12 minutos finais.

Sequência dura

O Spurs não teve descanso. Além de estar fazendo a Rodeo Road Trip – sequência de nove jogos fora de casa -, o time voltou da pausa para o All-Star Weekend direto em um back-to-back complicadíssimo, contra Clippers e Warriors. O resultado foi o esperado: duas derrotas. Na estrada, o time venceu duas e perdeu outras três partidas disputadas até aqui.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 12 pontos e 6 rebotes

Aron Baynes – 12 pontos e 10 rebotes

Boris Diaw – 11 pontos e 5 rebotes

Golden State Warriors

Stephen Curry – 25 pontos e 11 assistências

Klay Thompson – 20 pontos

Harrison Barnes – 16 pontos e 5 rebotes

Andre Iguodala – 14 pontos e 6 rebotes

Draymond Green – 11 pontos e 6 rebotes

David Lee – 11 pontos e 4 rebotes

Spurs (34-20) @ Warriors (42-9) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Golden State Warriors – Temporada Regular

Data: 20/02/2015

Horário: 01h30 (Horário de Brasília)

Local: Oracle Arena

Cotação no Apostas Online: Spurs 3,62 @ Warriors 1,29 (favorito)

Na madrugada desta sexta-feira para sábado, o San Antonio Spurs volta à quadra um dia depois da derrota para o Los Angeles Clippers. A equipe texana visita o Golden State Warriors, que tem a melhor campanha da NBA no campeonato. O retrospecto para os visitantes, no entanto, é positivo, já que o time texano é um dos dois que conseguiram vencer na Oracle Arena nesta temporada. Enquanto o alvinegro faz o segundo jogo em duas noites, a equipe mandante fará sua estreia depois do All-Star Weekend. Antes do intervalo, os californianos estavam com seis vitórias nos últimos sete compromissos.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-0)

12/11/2014 – Spurs 113 @ 100 Warriors

Em ótimo jogo de Tony Parker, o Spurs conseguiu mostrar o basquete que o levou ao título da temporada passada e venceu. O francês obteve 28 pontos e sete assistências, contra 16 pontos, seis rebotes e cinco assistências do astro adversário Stephen Curry.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Spliter

Fique de Olho – O veterano do Spurs jogou o All-Star Game e voltou com tudo para a temporada regular. Na derrota para o Clippers, Tim Duncan saiu de quadra com 30 pontos e 11 rebotes, convertendo 86% dos seus arremessos. Durante a partida, The Big Fundamental passou Alex English e agora é o 16º maior pontuador da história da NBA.

PG – Stephen Curry

SG – Klay Thompson

SF – Harrison Barnes

PF – Draymond Green

C – Andrew Bogut

Fique de Olho – Apesar de estar com a média de 17 acertos em 46 tentativas (37%) nos últimos três encontros com o Spurs, Stephen Curry é um dos principais candidatos ao MVP nesta temporada, com médias de 23,6 pontos e 7,9 assistências por jogo.

Spurs (49-16) @ Warriors (23-42) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Golden State Warriors – Temporada Regular

Data: 26/04/2012

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: ORACLE Arena

O San Antonio Spurs fará nesta quinta-feira sua última partida na temporada regular, contra o Golden State Warriors, em Oakland. Com o primeiro lugar na Conferência Oeste garantido, o Spurs ainda mantém a esperança de conseguir o primeiro posto geral da NBA. Porém. para que isso aconteça, o Chicago Bulls precisa perder do Cleveland Cavaliers, o que é pouco provável. Com isso dito, e tendo em vista o adversário, que já não tem tanto interesse em vencer, o time texano não deverá utilizar seus principais jogadores no embate. A última vez que o Spurs perdeu para o  Warriors foi em 7 de janeiro de 2008. De lá pra cá, foram 14 triunfos consecutivos.

Confrontos na Temporada (2-0)

04/01/2012 – San Antonio Spurs 101 vs 95 Golden State Warriors

A partida no início da temporada marcou o crescimento de Danny Green. O ala-armador se destacou ofensivamente e defensivamente, ao marcar bem a dupla Stephen Curry e Monta Ellis, hoje no Milwaukee Bucks.

16/04/2012- San Antonio Spurs 120 @ 99 Golden State Warriors

O jogo foi marcado pelo retorno do Spurs a liderança da Conferência Oeste. Gary Neal e Tiago Splitter ganharam tempo de quadra e fizeram sua parte: 17 e 15 pontos, respectivamente.

San Antonio Spurs

PG – Patrick Mills

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Boris Diaw

C – DeJuan Blair

Fique de Olho – Patty Mills aproveitou bem a titularidade que ganhou na noite de quarta-feira, contra o Phoenix Suns. Com a contusão de Garry Neal e o descanso de Tony Parker, o australiano ganhou tempo de quadra e marcou 27 pontos, batendo o recorde de sua carreira.

PG – Charles Jenkins

SG – Klay Thompson

SF – Richard Jefferson

PF- Jeremy Tyler

C – Mickell Gladness

Fique de Olho – Com a saída de Monta Ellis, o novato Klay Thompson ganhou espaço no time de Oakland. O ala-armador faz, em média, 12.4 pontos por jogo. No último confronto contra o Spurs, o jovem marcou 29 pontos, pegou oito rebotes e chegou a afirmar que será melhor que Manu Ginobili.

Spurs (43-16) @ Warriors (22-38) – De volta ao topo!

San Antonio Spurs120X99Golden State Warriors

O San Antonio Spurs iniciou nesta segunda-feira (16) sua pequena viagem à Califórnia com uma fácil vitória sobre o Golden State Warriors por 120 a 99. De quebra, a franquia texana retomou a liderança da Conferência Oeste graças ao triunfo do Los Angeles Clippers sobre o Oklahoma CIty Thunder. Se a temporada acabasse hoje, Tim Duncan e companhia enfrentariam o Phoenix Suns. Moleza, né!?

Olha só como foi fácil...

Primeiro quarto arrasador

Assim como no sábado, quando recebeu o Phoenix Suns, o Spurs massacrou seu adversário no período inicial. Contra o Warriors, foram 39 pontos só no primeiro quarto – uma marca bastante expressiva. No intervalo, os comandados de Gregg Popovich venciam por 70 a 49.

Neal foi o cestinha do Spurs na noite...

Hora de poupar

Com o triunfo assegurado desde cedo, nosso treinador pôde poupar seus principais atletas. Dos titulares, nenhum jogou mais do que 20 minutos. Tim Duncan teve praticamente uma noite de folga, ficando só 11 minutos em quadra. Manu Ginobili e Tony Parker também mal suaram a camisa – jogaram pouco mais de um período.

Sequência complicada

Após conquistar sua terceira vitória consecutiva, o Spurs terá um calendário apertadíssimo pela frente. A equipe volta à quadra nesta terça, contra o Los Angeles Lakers, e também na quarta – desta vez diante do Sacramento Kings. Depois de uma folguinha na quinta para recarregar as baterias, sexta tem novo duelo contra o Lakers, que já nos venceu uma vez nesta temporada, sem Kobe Bryant.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Gary Neal – 17 pontos e cinco assistências

Tiago Splitter – 15 pontos e oito rebotes

Tim Duncan – 13 pontos e dois rebotes

Manu Ginobili – 12 pontos e quatro assistências

Golden State Warriors

Nate Robinson – 30 pontos e sete assistências

Klay Thompson – 29 pontos, oito rebotes e cinco assistências

Dorell Wright – 17 pontos e seis rebotes

Jackson se diz “pronto e faminto” para atuar pelo Spurs

Ele deu o que falar nesta quinta

Logo após confirmada, a notícia da troca em que o Spurs conseguiu Stephen Jackson rapidamente repercutiu nas redes sociais. Em sua conta oficial no Twitter (@DaTrillStak5), “Captain Jack” mostrou toda sua alegria e animação em voltar ao San Antonio Spurs.

“Voltando para onde pertenço. SA aqui vou eu”, postou o ala, logo após a troca.

Em seguida, Jackson deu mais uma demostração de que está motivado para ajudar o Spurs a buscar mais um título. Vale lembrar que ele fez parte do elenco campeão em 2003.

“Para todos os meus fãs, obrigado pelo carinho. Para meus fãs do Spurs, vamos lá. Estou pronto e faminto. Grrrrrr”, postou, antes de lançar uma enquete perguntando aos seguidores se deveria continuar com a camisa número 1 ou voltar a utilizar a 3. A segunda opção foi a eleita.

Também no Twitter, Richard Jefferson (@RJeff24), principal envolvido na troca que também enviou uma escolha de draft e o armador TJ Ford para o Golden State Warriors, nem de longe repetiu a mesma animação do colega e se limitou a agradecer aos fãs com uma mensagem curta.

“Obrigado pelo carinho, fãs”, publicou o ala, que desde sua chegada a San Antonio foi duramente criticado pelo desempenho abaixo do esperado e viu seu nome envolvido até mesmo em boatos de que seria anistiado pela franquia.

Já no Facebook, o argentino Manu Ginobili demonstrou uma mescla de sentimentos de tristeza e alegria por conta da transação.

“O Spurs trocou Richard Jefferson por Stephen Jackson. É triste por dizer adeus a RJ, que foi um ótimo companheiro e jogador, mas ao mesmo tempo estou feliz de ter Jack de volta conosco. Boas lembranças de minha temporada de calouro!”, disse o argentino, que chegou à NBA na temporada 2002/2003 e logo conquistou o título ao lado de Jackson.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 61 outros seguidores