Arquivos do Blog

Possíveis adversários na primeira rodada

koba

Com vagas já reservadas para San Antonio Spurs e Oklahoma City Thunder no topo da Conferência Oeste e restando apenas duas a serem definidas, a primeira rodada dos playoffs já começa a se desenhar para o nosso time. Veja como foi o desempenho dos texanos na temporada regular contra os possíveis adversários na primeira rodada:

2 vitórias e 2 derrotas
2 vitórias e 1 derrota
3 vitórias e nenhuma derrota
3 vitórias e 1 derrota
2 vitórias e 2 derrotas

E aí, leitores? Quem vocês prefeririam que o Spurs enfrentasse? De quem querem fugir?

Spurs (23-10) @ Nuggets (18-16) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Denver Nuggets – Temporada Regular

Data: 23/02/2012

Horário: 00h (Horário de Brasília)

Local: Pepsi Center

Fechando a Rodeo Rodeo Trip e na última partida antes da parada para o All-Star Game, o San Antonio Spurs vai até o Colorado enfrentar o Denver Nuggets. Depois de ter encerrada a sequência de 11 vitórias seguidas contra o Portland TrailBlazers, ao time texano cabe a missão de tentar voltar para casa com um resultado positivo.

Confrontos na temporada (1-0)

07/01/2011 – Spurs 121 @ 117 Nuggets

No primeiro confronto entre as equipes na temporada, melhor para o Spurs, que contou com boas atuações de dois “herois improváveis”. Danny Green, com 24 pontos, e Richard Jefferson, com 19, foram os destaques do time texano na partida.

Tony Parker

https://i0.wp.com/l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/sas.gif

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Richard Jefferson

PF – DeJuan Blair

C – Tim Duncan

Fique de Olho – Tony Parker é o grande nome do Spurs até agora na temporada. O francês vive, talvez, sua melhor fase na carreira e liderou a equipe texana na arrancada de 11 vitórias consecutivas. No último jogo, Parker foi poupado por Popovich, então podemos esperar um armador com fôlego novo diante dos Nuggets.

Andre Miller

https://i2.wp.com/l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/den.gif

PG – Andre Miller

SG – Arron Afflalo

SF – Corey Brewer

PF – Kenneth Faried

C – Timofey Mozgov

Fique de Olho – Cheio de desfalques para a partida, o Denver Nuggets, que já não conta com grandes estrelas, fica com um elenco ainda mais “desconhecido” à disposição. Em meio a jogadores ainda com pouco reconhecimento, se destaca o nome do veterano armador Andre Miller. Prestes a completar 36 anos, é dele a responsabilidade de comandar e ditar o ritmo da equipe dentro de quadra.

O Oeste agradece…

Melo é mais um do draft de 2003 a fechar uma porta na NBA. Coincidência?

A NBA assistiu ontem o final de uma das novelas mais chatas de todos os tempos. Com roteiro previsível, Carmelo Anthony fez o que todos aguardavam há meses: deu um pé na bunda de Denver e foi para Nova York. Além de Melo, o Knicks receberá Chauncey Billups e os irrelevantes Anthony Carter, Shelden Williams e Renaldo Balkman. Por outro lado, a franquia cederá bons nomes, como Danilo Gallinari, Raymond Felton, Wilson Chandler e Timofey Mozgov.

Numa primeira análise, observo que as duas equipes saem ganhando com o término da novela. O Knicks deu o primeiro grande passo para montar um timaço nas próximas temporadas. A saída de jogadores importantes permitirá que a franquia comece do zero e tenha espaço salarial suficiente para trazer mais uma estrela (Chris Paul?). Vale lembrar que a base nova-iorquina já é muito boa: Amar’e Stoudemire, Landry Fields e agora Billups e Carmelo.

Com sorte e competência, a equipe consegue um bom novato no ano que vem e mais uns dois ou três free agents de respeito. Pronto, temos um time redondinho para brigar pela Conferência Leste com o badalado Miami Heat, com o envelhecido Boston Celtics e com o perigoso Chicago Bulls. Hoje, no entanto, o elenco do Knicks ainda é fraco e aparece apenas como a quarta força do Leste, ao lado do inconstante Orlando Magic. Carmelo, apesar de craque, terá em Nova York as mesmas dificuldades que tinha em Denver. A única diferença é que esse elenco do Knicks é ligeiramente mais fraco do que o do falecido Nuggets.

Falando em Nuggets, acho que o Denver fez sim um bom negócio. O único porém é que Danilo Gallinari deve ser envolvido numa nova troca, provavelmente com Los Angeles Clippers ou Minnesota Timberwolves. No mais, George Karl ganhou um armador que vinha fazendo uma temporada incrível, um ótimo ala e um pivô gringo bastante promissor – nada mal pra quem poderia esperar até o final da temporada e morrer sem nada.

O fim da novela Anthony traz também um novo cenário para a Conferência Oeste. Enquanto o Leste muda pouca coisa nesse primeiro ano, o Oeste deverá ter algumas mudanças imediatas. O Nuggets está enfraquecido, ainda mais se perder Gallinari, mas mesmo assim pode chegar aos playoffs. Atualmente, o time é o sétimo colocado na conferência e é seguido de perto por Utah Jazz, Memphis Grizzlies e Phoenix Suns. Ao meu ver, Jazz, Grizzlies e Nuggets brigam pelos dois últimos lugares no Oeste – o Suns de Alvin Gentry corre por fora, mas também tem chances.

Para o nosso San Antonio Spurs, fica a garantia de enfrentar um adversário enfraquecido caso o time assegure o primeiro posto da conferência. Entre Jazz, Grizzlies, Nuggets e Suns, o único time que pode nos dar algum trabalho é o Memphis, que vem fazendo uma boa temporada. Mesmo assim, ainda é pouco. Os outros adversários citados têm muitos problemas e seriam presas fáceis na pós-temporada. Gregg Popovich agradece!

Carmelo Anthony está fora do jogo desta quarta-feira

O ala Carmelo Anthony, do Denver Nuggets, está fora do jogo desta noite contra o San Antonio Spurs.

De acordo com o site da ESPN Internacional, Carmelo ficará de fora por conta de um falecimento em sua família. Masai Ujiri, gerente geral da franquia do Colorado, divulgou nota lamentando a morte e oferecendo total apoio ao jogador.

Carmelo Anthony é o principal atleta do Denver Nuggets na temporada. Ele tem médias de 24.0 pontos, 8.3 rebotes e  3.3 assistências, e deverá ser substituído por JR Smith. O duelo entre San Antonio Spurs e Denver Nuggets acontece às 23h30 (horário de Brasília) e será transmitido ao vivo pela ESPN.

Quer assistir ao jogo na companhia da galera do Spurs Brasil? Clique aqui e saiba como fazer.

Spurs (49-31) @ Nuggets (52-28) – Que os playoffs venham logo!

104X85https://i0.wp.com/us.i1.yimg.com/us.yimg.com/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/den.gif

Uma vitória surpreendentemente tranquila. Assim podemos resumir a partida entre o San Antonio Spurs e Denver Nuggets. Dominando durante todo o jogo, os texanos venceram de maneira mais fácil que o esperado, mesmo jogando fora de casa, e voltaram a encher de esperanças seus torcedores para os playoffs. Mais uma vez, o conjunto foi a grande força da equipe. Sete jogadores deixaram a quadra com ao menos dez pontos anotados.

Chauncey Billups bem que tentou, mas o Denver Nuggets não foi páreo para o San Antonio Spurs. (AP Photo)

O Spurs repetiu o quinteto titular dos últimos jogos. Garrett Temple iniciando e Tony Parker vindo do banco, embora tenha atuado cerca de 30 minutos. No Denver Nuggets, destaque para a volta de Kenyon Martin à equipe.

Com o jogo iniciado, Tim Duncan mostrou que estava em um dia inspirado e que não daria moleza para o garrafão adversário. Durante a partida, limitou Kenyon Martin a apenas seis pontos e Nenê a apenas três, além de carregar o brasileiro em faltas, o que acarretou na exclusão do jogador no último quarto.

Parker voltou a atuar por 30 minutos. (Foto por Garrett W. Ellwood/NBAE via Getty Images)

O segundo período começou com os comandados de Gregg Popovich em pequena desvantagem. Mas, já no meio do período, os texanos recuperaram a ponta para não mais perdê-la. No intervalo, o placar era de 45 a 40.

Na volta dos vestiários, o Spurs manteve o Nuggets sob controle e seguiu na frente. Tim Duncan e Richard Jefferson lideravam a equipe, enquanto, do outro lado, Chauncey Billups fazia o que podia para manter o time do Colorado vivo no jogo.

Mas, no último quarto, não houve que fazer. Os visitantes enterraram de vez as esperanças dos anfitriões e ampliaram a vantagem para quase 20 pontos. A partir daí, os titulares passaram a ser poupados e os reservas mandados à quadra. Sem forças para reagir, o Denver Nuggets também poupou seus titulares e apenas aguardou o fim da partida com os suplentes atuando.

Agora uma breve análise. Depois de perder para o Phoenix Suns e ser derrotado de maneira decepcionante pelo Memphis Grizzlies, muitos colocaram em xeque o desempenho da equipe para os playoffs. A vitória de ontem volta a dar confiança para o elenco e para a torcida, visando a fase final. Em um período de 15 dias, o Spurs venceu Cavaliers, Lakers, Magic, Celtics e, agora, Nuggets, todos times considerados na briga pelo título. O que é realmente animador. Como torcedor, não vejo a hora de os playoffs chegarem para colocar esta equipe realmente à prova.

Veja abaixo os melhores momentos da partida:

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 18 pontos e dez rebotes

Richard Jefferson – 15 pontos e sete rebotes

Manu Ginobili – 15 pontos e sete assistências

DeJuan Blair – 12 pontos e oito rebotes

Tony Parker – 12 pontos e seis assistências em 30 minutos

Garrett Temple – 11 pontos e quatro rebotes

Matt Bonner – Dez pontos e três roubos de bola

Denver Nuggets

Chauncey Billups – 27 pontos

Carmelo Anthony – 19 pontos e cinco desperdícios de bola

J.R. Smith – 13 pontos

Nenê – Três pontos, dois rebotes e seis faltas em 32 minutos