Arquivos do Blog

Spurs (2) vs Clippers (2) – Derrota em casa e série empatada

105×114

O Los Angeles Clippers conseguiu se recuperar da sua pior derrota na história dos playoffs, ocorrida no jogo 3 da série contra o San Antonio Spurs, em grande estilo. Com ótimas atuações de Chris Paul e Blake Griffin, o time californiano empatou a série em 2 a 2, mesmo jogando no AT&T Center, casa do alvinegro e voltou a ter a vantagem no mando de quadra. Vamos, a seguir, aos destaques do duelo disputado neste domingo (26):

Spurs vs. Clippers 4/26/15

Não deu para o San Antonio Spurs (Reprodução/nba.com/spurs)

Números

Apesar da derrota, Kawhi Leonard voltou a ter um bom jogo, com 26 pontos. Tim Duncan voltou a pontuar bem, com 22. E Tony Parker ressuscitou e contribuiu com 18. Mesmo com tudo isso, o time do Texas não conseguiu a vitória. Chris Paul, com uma atuação brilhante, foi o responsável pelo empate na série. Foram 34 pontos e sete assistências. Ele acertou 11 arremessos em 19 tentativas, além de ter convertido todos os seus dez lances livres.

Spurs vs. Clippers 4/26/15

Leonard acertou três bolas do perímetro (Reprodução/nba.com/spurs)

Banco

Uma das vantagens do Spurs na série é ter um banco melhor e que contribuiu mais, certo? Não dessa vez. O filho do treinador Doc Rivers, o armador Austin Rivers, resolveu que ia mostrar que sabe jogar. O garoto segurou bem o time enquanto Chris Paul estava no banco. Foram 16 pontos para ele. Jamal Crawford também entrou para fazer 15 pontos. Glen Davis fez dois. Ou seja, três jogadores fizeram 33 pontos. O banco do Spurs até fez mais, 39, mas distribuído em cinco atletas. Em suma, o Clippers precisou substituir pouco para descansar os seus titulares, e quando o fez a segunda unidade deu conta do recado.

Bolas de três

Os arremessos do perímetro não caíram como de costume pelo Spurs. Foram apenas seis em 25 tentativas. O recurso é muitas vezes usado pelo time. Só Kawhi Leonard foi responsável por metade dos acertos do time no quesito durante o confronto.

Astro renascido?

O francês Tony Parker tinha feito 17 pontos na soma dos três primeiro jogos. Só no jogo 4, ele fez 18. Isso mostra uma grande evolução. O armador está se sentindo melhor em quadra e já não é mais tanto uma fraqueza para o time tê-lo por muitos minutos como titular. Obviamente, ainda é preciso fazer ajustes para que o camisa #9 não encare Chris Paul na defesa.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 26 pontos, 7 rebotes e 5 assitências

Tim Duncan – 22 pontos e 14 rebotes

Tony Parker – 18 pontos

Patty Mills – 14 pontos e 3 rebotes

Manu Ginobili – 10 pontos e 3 assistências

Boris Diaw – 10 pontos e 3 assistências

Los Angeles Clippers

Chris Paul – 34 pontos e 7 assistências

Blake Griffin – 20 pontos, 19 rebotes e 7 assistências

JJ Redick – 17 pontos e 3 rebotes

 Austin Rivers – 16 pontos

Jamal Crawford – 15 pontos

Anúncios

Spurs (4) @ Clippers (0) – …que eu vou VARRENDO!

https://i1.wp.com/l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/sas.gif102×99

O San Antonio Spurs venceu a quarta partida seguida contra o Los Angeles Clippers, confirmando a varrida e garantindo sua vaga nas finais da Conferência Oeste da NBA. Na noite deste domingo (20),  os comandados de Greg Popovich fizeram um jogo acirradíssimo contra o adversário californiano, que só foi decidido nos segundos finais do último quarto. Após seu 18º triunfo seguido, o Spurs aguarda o seu adversário na decisão entre Oklahoma City Thunder (3) e Los Angeles Lakers (1).

Duncan decretou o fim da série!|Foto: NBA

Duncan decretou o fim da série! | Foto: NBA

Tony #9 e Tim #21

O armador francês Tony Parker foi decisivo para o Spurs. Restando 2:16 para o fim do jogo, TP fez o ponto que colocou o Spurs na frente. E, após um arremesso perdido por Chris Paul, Tony marcou mais uma cesta, faltando 1:46 no relógio, deixando San Antonio confortável no placar. O último ponto do time também saiu das mãos de Parker, em um lance livre com apenas 1,7 segundo no relógio.

Duncan fez outra partida incrível. Foram 21 pontos e nove rebotes para o ala-pivô. Timmy também fez um ótimo trabalho defensivo, inclusive aplicando três tocos.

Negado! | Foto:The Associated Press

Negado! | Foto:The Associated Press

Jogo Coletivo

Seis jogadores do Spurs marcaram dez ou mais pontos. Os outros cinco que entraram em quadra também pontuaram. Completam o elenco James Anderson, DeJuan Blair e Patrick Mills, que sequer chegaram a atuar. PS: Impressionante como DeJuan Blair perde espaço no decorrer da temporada regular até os playoffs.

O time reserva, grande força da franquia texana, pontuou muito bem  mais uma vez. Destaque para Manu Ginobili, Tiago Splitter e Gary Neal que, juntos, fizeram 36 pontos.

Hack-a-Evans

Restando 4:15 no último quarto, Popovich ordenou que o Spurs intencionalmente fizesse falta em Reggie Evans. Bonner obedeceu e Evans perdeu os dois lances. Na jogada seguinte, Green fez uma bola de três e empatou o jogo após um bom período em desvantagem.

Acirrado

O Jogo 4 foi disputado até os segundos finais. O Clippers se esforçou muito, mais do que em qualquer outro duelo da série. No terceiro e último quartos, nenhum dos dois times conseguiu ficar com a liderança por muito tempo. O Spurs passou à frente faltando 2:16 para o fim do jogo, mas só conseguiu garantir a dianteira nos segundos finais.

Final

Como disse Popovich na coletiva pós-jogo, o Spurs se tornou um time extremamente consistente no ataque e bastante pontual na defesa. Ele não defende bem como em anos anteriores, mas nos momentos importantes, sabe se impor e parar a equipe adversária. Foi o que aconteceu na noite de domingo – o Spurs chegou nos minutos finais e soube pontuar e defender bem.

No fim da partida, ao ser entrevistado, Tim Duncan ressaltou a importância desse time passar por um jogo apertado. Claro que não para ele, Tony ou Manu, atletas que já vivenciaram centenas de partidas desse tipo. O embate acirrado e definido no minuto final foi importante para os mais jovens. Danny Green, Kawhi Leonard, Tiago Splitter e Gary Neal precisam desse experiência, pois as finais estão aí!

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 21 pontos, nove rebotes e quatro assistências

Tony Parker – 17 pontos e cinco assistências

Danny Green – 14 pontos e seis rebotes

Garry Neal- 14 pontos e três assistências

Tiago Splitter – 11 pontos e sete rebotes

Manu Ginobili – 11 pontos e quatro assistências

Los Angeles Clippers

Chris Paul – 23 pontos e 11 assistências

Blake Griffin – 21 pontos e cinco rebotes

Eric Bledsoe – 17 pontos e quatro rebotes

DeAndre Jordan- Dez pontos e oito rebotes

Spurs (3) @ Clippers (0) – Semifinal da Conferência Oeste

San Antonio Spurs @ Los Angeles Clippers – Semifinal da Conferência Oeste

Data: 20/05/2012

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: Staples Center

Na TV: Space

Na noite deste domingo (20), no Staples Center, os texanos do San Antonio Spurs, jogando em dias consecutivos (os chamados back-to-back), tentam fechar a série contra o Los Angeles Clippers e, com a varrida, carimbar seu passaporte para a próxima fase dos playoffs. O Spurs conseguiu aumentar sua liderança sobre o Clippers (3-0) vencendo o jogo de ontem, na casa do adversário, quando conseguiu se recuperar de uma desvantagem de 24 pontos no placar. Apenas uma vitória separa os comandados de Gregg Popovich das finais de conferência.

Confrontos na Série (3-0)

15/05/2012- San Antonio Spurs 108 vs 92 Los Angeles Clippers

O San Antonio Spurs começou a semifinal da Conferência Oeste com o pé direito. Esse foi o 15º triunfo consecutivo do time do astro Tim Duncan, que, com 26 pontos e dez rebotes, foi o melhor texano em quadra.

17/05/2012 – San Antonio Spurs 105 vs 88 Los Angeles Clippers

O Spurs abriu uma boa diferença logo de cara. No entanto, o time angelino conseguiu diminuí-la no decorrer do primeiro tempo. Já no segundo, ajudados por descuidos do adversário, o Spurs conseguiu nova vantagem e com ela ficou até o fim da partida. Tony Parker foi o destaque com 22 pontos, cinco assistências e cinco rebotes.

19/05/2012 – San Antonio Spurs 96 @ 86 Los Angeles Clippers

Após estarem perdendo por 24 pontos diferença, os comandados de Greg Popovich reagiram e ganharam o terceiro jogo na série de forma memorável. Tony Parker, Tim Duncan e Kahwi Leonard foram os destaques do Spurs.

 San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Boris Diaw

C – Tim Duncan

Fique de Olho – Parker fez sua melhor partida na série na noite de ontem, marcando 23 pontos e distribuindo dez assistências. O armador francês está cada vez mais solto, pontuando mais e fazendo um bom trabalho defensivo sobre Chris Paul.

PG – Chris Paul

SG – Randy Foye

SF – Caron Butler

PF – Blake Griffin

C – DeAndre Jordan

Fique de Olho – Blake Griffin chegou machucado para a série contra o Spurs e, até o Jogo 3, não havia sido muito efetivo, ficando poucos minutos em quadra. No primeiro duelo, foram 28 minutos e 15 pontos. No segundo,  37 minutos e 20 pontos. No sábado, contudo, foram 43 minutos e 28 pontos. A melhora gradativa de Griffin é nítida. Olho nele!