Arquivos do Blog

Spurs (1) vs Clippers (0) – Semifinal da Conferência Oeste

San Antonio Spurs vs Los Angeles Clippers – Semifinal da Conferência Oeste

Data: 17/05/2012

Horário: 22h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Depois da vitória tranquila no primeiro duelo da série, o San Antonio Spurs busca um novo triunfo para confirmar o mando de quadra. Os comandados de Gregg Popovich vêm com força máxima para a partida, enquanto o Los Angeles Clippers tem suas principais estrelas, Chris Paul e Blake Griffin, parcialmente machucados.

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Boris Diaw

C – Tim Duncan

Fique de Olho – Boris Diaw foi fundamental durante o Jogo 1. Além de marcar Blake Griffin muito bem, o francês conseguiu 12 rebotes. Caso tenha um desempenho semelhante nesta noite, o San Antonio Spurs tem tudo para sair de quadra com mais uma vitória.

Los Angeles Clippers

PG – Chris Paul

SG – Randy Foye

SF – Caron Butler

PF – Blake Griffin

C – DeAndre Jordan

Fique de Olho – O Los Angeles Clippers precisará que Chris Paul jogue bem se quiser sair do Texas com um triunfo. No primeiro confronto entre as equipes, o camisa 3 foi bem marcado e anotou apenas seis pontos. Apesar das dez assistências, Paul foi forçado, na oportunidade, a cinco turnovers.

Spurs (0) vs Clippers (0) – Semifinal da Conferência Oeste

San Antonio Spurs vs Los Angeles Clippers – Semifinal da Conferência Oeste

Data: 15/05/2012

Horário: 22h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Depois de uma longa espera, o San Antonio Spurs finalmente entrará em quadra. Seu adversário, o Los Angeles Clippers, vem de uma série desgastante contra o Memphis Grizzlies e atuou pela última vez no domingo (13). Conquistar a vitória no primeiro jogo é sempre muito importante, por isso os comandados de Gregg Popovich devem entrar com tudo logo mais.

Confrontos na Temporada Regular (2-1)

28/12/2011 – San Antonio Spurs 115 vs 90 Los Angeles Clippers

Em seu segundo jogo na temporada regular, o San Antonio Spurs simplesmente passou por cima do Los Angeles Clippers. Manu Ginobili foi o cestinha da noite, com 24 pontos e seis assistências.

17/02/2012 – San Antonio Spurs 103 @ 100 Los Angeles Clippers

Em uma partida incrível, os comandados de Gregg Popovich lutaram até o final e conseguiram o triunfo após uma bobeira do armador Chris Paul, que cometeu um erro incomum e deu a bola para Gary Neal matar o jogo.

9/3/2012 – San Antonio Spurs 103 vs 120 Los Angeles Clippers

Sem Tony Parker, poupado com fortes dores na coxa, o San Antonio Spurs teve dificuldades para brecar o armador Chris Paul, que anotou 36 pontos e distribuiu 11 assistências na vitória de sua equipe.

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Boris Diaw

C – Tim Duncan/Tiago Splitter

Fique de Olho – Tony Parker é um destaque óbvio, assim como Tim Duncan e Manu Ginobili. Para ter tranquilidade na série, o time de Gregg Popovich irá precisar do auxílio de seus coadjuvantes. Tiago Splitter é uma das principais peças do banco de reservas texano. O brazuca será muito importante no ataque com seus pontos embaixo da cesta e na defesa, onde tentará desafogar Duncan e companhia.

Los Angeles Clippers

PG – Chris Paul

SG – Randy Foye

SF – Caron Butler

PF – Blake Griffin/Kenyon Martin

C – DeAndre Jordan

Fique de Olho – Vou seguir a mesma linha de raciocínio e destacar os coadjuvantes que podem fazer a diferença. Kenyon Martin fez uma grande série contra o Memphis Grizzlies, sobretudo na parte defensiva. No duelo decisivo contra o time de Zach Randolph, o jogador fez 11 pontos e pegou dez rebotes. Martin é versátil e, se precisar, pode marcar adversários mais baixos, como fez com Rudy Gay na primeira rodada. É bom ficar de olho também em Nick Young, que tem uma pontaria calibrada da linha dos três pontos.

Equipe do Spurs Brasil faz prévia da série contra o Clippers

Eis o grande duelo da série!

Começa nesta terça-feira (15) a série do San Antonio Spurs contra o Los Angeles Clippers. Depois de varrer o Utah Jazz na primeira rodada, o time texano tem um adversário bem mais difícil na semifinal. O Los Angeles Clippers chegou até aqui após derrotar o Memphis Grizzlies – algoz do Spurs em 2011 – e deve dar trabalho aos comandados de Gregg Popovich. Confira o que os blogueiros do Spurs Brasil têm a dizer sobre o confronto.

Bruno Alves

Palpite: Spurs 4 x 1
O Spurs não terá vida fácil como teve contra o Utah Jazz, mas a experiência da equipe não dará lugar às pontes aéreas e às jogadas plásticas da lob city. Pop não pecará e saberá usar as peças corretas para neutralizar as individualidades do Clippers. No confronto, vai ser interessante o duelo entre Tony Parker e Chris Paul, dois dos melhores armadores da liga em fases excelentes.
Peça-chave do Spurs: Tony Parker
Peça-chave do Clippers: Chris Paul

Bruno Pongas

Palpite: Spurs 4 x 1
Como o Clippers vai fazer para brecar Tim Duncan? Nenhum de seus pivôs titulares (Blake Griffin e DeAndre Jordan) é bom defensivamente o suficiente para frear o camisa 21. Nesse caso, o time de Vinny Del Negro terá que contar com a força física dos seus reservas, que fizeram uma boa série contra o Memphis Grizzlies. Resta saber se Kenyon Martin e Reggie Evans têm capacidade para repetir a dose. Do outro lado, acredito que Blake Griffin será o termômetro do Clippers. Por que? Na temporada regular, o Spurs encontrou problemas quando Griffin esteve inspirado e sofreu ainda mais quando tentou utilizar dois marcadores sobre o camisa 32, porque os californianos souberam rodar a bola e acharam espaços para os tiros de três pontos. Para a nossa alegria, no entanto, Blake vem jogando machucado e está longe de sua forma física ideal.
Peça-chave do Spurs: Tim Duncan
Peça-chave do Clippers: Blake Griffin

Juliano Medeiros

Palpite: Spurs 4 x 1
O desgaste físico do Clippers e o descanso do Spurs podem fazer toda a diferença. O calendário foi “amigo” de San Antonio, já que teremos quatro jogos em seis dias. Ter as pernas descansadas nesse momento pode ser crucial. O Spurs conseguiu um merecido repouso e não entra em quadra desde o dia 7. Enquanto isso, seu adversário jogou uma série muito física e desgastante, que acabou apenas no dia 13. Griffin saiu do confronto contra o Memphis machucado e cansado. Chris Paul, que também está jogando no sacrifício, é a principal ameaça do time de Los Angeles.
Peça-chave do Spurs: Tony Parker
Peça-chave do Clippers: Chris Paul

Lucas Pastore

Palpite: Spurs 4 x 2
Imagino que o Spurs não encontrará muitas dificuldades para ganhar do Clippers. O time angelino pode trazer problemas apenas se Chris Paul jogar demais, mas não vejo ele fazendo isso quatro vezes em uma série de sete jogos – ainda mais tendo de marcar Tony Parker na defesa.
Peça-chave do Spurs: Tony Parker
Peça-chave do Clippers: Chris Paul

Robson Kobayashi

Palpite: Spurs 4 x 2
O Spurs terá de parar o sedento Blake Griffin; trabalho duro para o francês Boris Diaw e para o calouro Kawhi Leonard. Manu Ginobili deverá aparecer mais durante a série, o que será um ponto positivo para o time de Gregg Popovich.
Peça-chave do Spurs: Manu Ginobili
Peça-chave do Clippers: Blake Griffin

Victor Moraes

Palpite: Spurs 4 x 1
O Clippers é uma equipe cheia de gás e com muito talento. Porém, ainda peca pela falta de conjunto e de uma organização tática, sobrevivendo à base da individualidade de seus destaques. Inevitavelmente os angelinos devem vencer um jogo graças ao poder de desequilibrar que Chris Paul e Blake Griffin possuem, mas não acredito que possam complicar muito a vida de uma equipe bem montada como o Spurs.
Peça-chave do Spurs: Tony Parker
Peça-chave do Clippers: Chris Paul

Olho neles!

San Antonio Spurs

Tim Duncan havia sido eleito como o destaque do Spurs na série contra o Jazz. Dessa vez, no entanto, os blogueiros do Spurs Brasil escolheram Tony Parker.

O francês foi a grande arma da equipe ao longo da temporada a manteve a boa sequência na primeira rodada dos playoffs contra o Utah Jazz.

Resta saber como o camisa 9 lidará com Chris Paul, um oponente que quase sempre lhe traz problemas.

Tim Duncan e Manu Ginobili receberam um voto cada e também foram lembrados pela equipe do blog.

Los Angeles Clippers

Ao lado de Tony Parker e Rajon Rondo, Chris Paul foi o melhor armador da temporada regular. Rápido e mortal, CP3 é um dos principais pontuadores da NBA nos momentos decisivos e mostrou isso na série contra o Memphis Grizzlies na primeira rodada dos playoffs.

Quando Paul está inspirado, todos os demais têm a vida facilitada graças ao seu enorme talento em encontrar seus companheiros livres para finalizar as jogadas.

Chris Paul foi quase uma unanimidade entre os blogueiros do Spurs Brasil, mas o explosivo Blake Griffin também foi lembrado com dois votos.

De olho em Chris Paul, Spurs prega cautela na semifinal

Paul faz cara de mau pra assustar o adversário. Eu me assustei!

O San Antonio Spurs teve seu adversário na semifinal da Conferência Oeste finalmente definido no domingo (13), quando o Los Angeles Clippers derrotou o Memphis Grizzlies por 80 a 72 e deixou para trás Zach Randolph e companhia.

A série entre Spurs e Clippers começa nesta terça-feira (15), em San Antonio, e os jogadores texanos esperam uma sequência dura. “Mesmo que eles estejam um pouco machucados, eles devem jogar duro e explorar a força física”, analisou Tony Parker, que fez referência aos dois principais jogadores do time californiano, Chris Paul e Blake Griffin – ambos “baleados”.

“Vamos tentar igualar a energia deles em tudo o que fizerem. Será uma série bastante complicada”, completou o francês.

Mesmo com CP3 lesionado, os jogadores do Spurs sabem que ele é uma ameaça a ser contida. Na série contra o Grizzlies, o camisa 3 registrou médias de 20,4 pontos e 7,1 assistências por noite.

“Ele é um daqueles jogadores que nunca desiste”, explicou o argentino Manu Ginobili. O técnico Gregg Popovich foi um pouco mais além nos elogios. “Ele é um futuro membro do Hall da Fama”, afirmou o treinador.

Enquanto os jogadores do San Antonio Spurs parecem preocupados com o Los Angeles Clippers, os torcedores brasileiros esperam uma série tranquila. Pelo menos foi isso que deu para sentir durante a Twitcam feita ontem por mim e pelo blogueiro Lucas Pastore. Falando nisso, perdeu a brincadeira? Dá pra assistir a reprise na íntegra clicando aqui.

E mais…

Parker MVP? Quem liga para isso?

Tony Parker - San Antonio SpursTony Parker ficou em quinto na corrida pelo prêmio de melhor jogador da temporada. O camisa 9 foi perguntado se isso o incomodava e se ele esperava ficar melhor posicionado na disputa. “Nem ligo, na verdade. Só quero vencer mais um campeonato”. É assim que se fala, TP!

Spurs (26-13) vs Clippers (23-15) – Chris Paul destruiu

103×120

Desde 2002, o Los Angeles Clippers não vencia em San Antonio. Bons tempos em que tínhamos Bruce Bowen e os placares não passavam de de 70 pontos. Na partida de sexta-feira (9), Chris Paul e Mo Williams, juntos, anotaram 69 tentos e comandaram a vitória dos angelinos por 120 a 103. Os armadores tiraram as chances dos comandados de Gregg Popovich, que não contaram com Tony Parker – poupado com fortes dores na coxa.

(D. Clarke Evans/NBAE via Getty Images)

Cuidado com o ataque aéreo

A falta de rebotes prejudicou o Spurs: foram apenas dois defensivos para Tim Duncan e um singular para DeJuan Blair, sendo a mesma quantia no ataque. E para assustar ainda mais, Bonner agarrou seis ressaltos na defesa. O fim do mundo está próximo mesmo.

(Dan Lippitt/NBAE via Getty Images)

Chuva de três pontos

Foram 14 bolas do perímetro convertidas em 27 tentativas por parte dos visitantes. Mo Williams, Chris Paul e Randy Foye contribuiram com 13 delas.

Final traumático

Pelo resumo, o jogo parece ter sido péssimo para o Spurs, mas os texanos suaram a camisa até o final. O embate chegou a ficar empatado em 96 pontos, mas Mo Williams, inspirado, fez a diferença à favor dos angelinos.

Próxima parada

O Clippers retorna para casa e recebe o Golden State Warriors no domingo, enquanto os texanos descansam o final de semana para enfrentar o Washington Wizards na segunda (12). O San Antonio continua em segundo lugar na conferência Oeste, atrás apenas do Oklahoma City Thunder.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Manu Ginóbili – 22 pontos (4-6 3 PT) e seis assistências

Gary Neal – 18 pontos e cinco assistências

Los Angeles Clippers

Chris Paul – 36 pontos, 11 assistências e quatro roubos de bola

Mo Williams – 33 pontos (7-9 3 PT)

Blake Griffin – 15 pontos e nove rebotes

Randy Foye – 15 pontos (3-7 3 PT)