Arquivos do Blog

Spurs (46-9) @ Nets (17-38) – Temporada Regular

Robson Kobayashi

San Antonio Spurs @ New Jersey Nets – Temporada Regular

Data: 14/02/2011

Horário: 22:00 (Horário de Brasília)

Local: Prudential Center

O líder da NBA vai até New Jersey enfrentar a jovem equipe dos Nets, que precisará suar a camisa se quiser conquistar uma vaga nos playoffs. O brasileiro Tiago Splitter, com um problema na coxa, mais uma vez ficará de fora da partida. O pivô só deverá retornar na quinta-feira, quando o Spurs mede forças com o Chicago Bulls.

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Manu Ginóbili/George Hill

SF – Richard Jefferson

PF – Tim Duncan

C – DeJuan Blair

Fique de olho – Pela primeira vez na temporada, os titulares foram alterados e o argentino voltou para o banco de reservas, posto no qual já foi consagrado como melhor sexto homem na temporada 2007/2008.

PG – Devin Harris

SG – Anthony Morrow

SF – Derrick Favors

PF – Travis Outlaw

C – Brook Lopez

Fique de olho – O pivô dá muito trabalho para as defesas adversárias. Ele tem médias de 19,6 pontos e 2,2 rebotes ofensivos na temporada.

Spurs (44-29) @ Nets (10-64) – Salto alto dá nisso…

San Antonio Spurs84X90

O cenário estava armado perfeitamente para o San Antonio Spurs vencer o New Jersey Nets e embalar sua terceira vitória consecutiva na temporada. Mesmo sem o argentino Manu Ginobili – poupado por conta de uma dor nas costas -, os torcedores estavam confiantes no triunfo.

Gigantes em noites distintas... (Foto por Nathaniel S. Butler/NBAE via Getty Images)

Tanta confiança, no entanto, parece ter traído os próprios comandados de Gregg Popovich, que atuaram de modo descompromissado. Foi até ridículo ver aquele último quarto. Foi ridículo ver o time achando que ia ganhar facilmente no momento que quisesse. O Nets, apesar da péssima campanha que vem fazendo, merecia um pouco mais de respeito.

Vamos por partes…

DeJuan Blair merecia mais uns minutinhos (Foto por Nathaniel S. Butler/NBAE via Getty Images)

Tim Duncan está visivelmente esgotado fisicamente. Ele tem dificuldades para acompanhar jogadores mais jovens, para se movimentar… no duelo de hoje, seu cansaço ficou evidente, especialmente no período final, quando ele desperdiçou duas posses de bola cruciais – a última delas poderia dar o empate aos texanos.

Assim, a pergunta que fica é: por que não poupá-lo? Gregg Popovich adora cantar aos quatro ventos que seu melhor jogador precisa chegar inteiro à pós-temporada. Qual a melhor maneira de fazer isso? Poupando Duncan nos jogos em sequência contra times mais fracos, como é o caso do New Jersey Nets.

Eu me lembro disso ter acontecido somente duas vezes em 2009/2010. Um jogo contra o Oklahoma City Thunder – logo depois da vitória sobre o Lakers -, e um outro duelo contra o New Jersey Nets – que o Ian Mahinmi entrou e acabou com o jogo.

Hoje, mais uma vez diante do Nets, Duncan poderia claramente vestir seu terno e sua gravata e ficar sentadinho no banco de reservas ao lado do Ginobili. DeJuan Blair – que teve seus minutos reduzidos de uns tempos para cá (se bem conhecemos Popovich, sabemos que isso é normal) – poderia belamente dar conta do recado com seu vigor físico. O mesmo vale para o francês Mahinmi, que poderia lograr uns minutinhos e fazer seu estrago.

Tudo bem… Duncan jogou, foi mal, mas isso é o de menos. Ele e o Pop têm crédito de sobra. Contudo, há outras coisas que vêm me irritando bastante. Uma delas atende pelo nome de Matt Bonner. Reconheço aqui neste espaço que ele melhorou muito desde que chegou. O ruivo, que antes só sabia arremessar de três, aprendeu a se movimentar e agora até se arrisca a infiltrar.

Terrence Williams mostra como se faz (Foto por Nathaniel S. Butler/NBAE via Getty Images)

No entanto, é inadmissível que ele arremesse todas as bolas que ganha. Se há uma coisa que ainda falta muito no nosso camisa #15 é visão de jogo, porque na maioria vezes ele prefere chutar a passar a bola para um companheiro completamente livre. Ou ele é faminto por pontos, ou burro…

Apesar do desabafo, é bom deixar claro que essa derrota pouco influi no seguimento do San Antonio Spurs na temporada. Como disse nas linhas acima, a principal causa do revés, ao meu ver, foi o salto alto da maioria dos jogadores, que acharam que poderiam triunfar a qualquer momento. Desta maneira, fica aqui o meu legítimo bem-feito! Só apanhando é que o time vai aprender.

Bom… a derrota pelo menos tem um lado nostálgico. Quem acompanha o Spurs há mais tempo sabe que era comum acontecer esse tipo de coisa na época gloriosa. San Antonio batia em todos os grandes e quando ia pegar um Milwaukee Bucks da vida era derrotado. De certa forma, tropeços acontecem…

Veja os melhores momentos da partida

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

George Hill – 19 pontos, quatro rebotes e três assistências

Richard Jefferson – 16 pontos, cinco rebotes e cinco assistências

Tim Duncan – 13 pontos, 12 rebotes e quatro assistências

DeJuan Blair – 11 pontos e 11 rebotes em 17 minutos

New Jersey Nets

Brook Lopez – 22 pontos e 12 rebotes

Courtney Lee – 19 pontos e seis rebotes

Devin Harris – 17 pontos e nove assistências

Spurs (44-28) @ Nets (9-64) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ New Jersey Nets – Temporada Regular

Data: 29/03/2010

Horário: 20:30 (Horário de Brasília)

Local: Izod Center

Situação do Jogo

Nem o mais otimista torcedor do San Antonio Spurs acreditaria em duas vitórias consecutivas contra dois dos times mais fortes da Conferência Leste (Cleveland Cavaliers e Boston Celtics). Embalados, os comandados de Gregg Popovich continuam no leste e encaram o outro extremo da tabela. Pois é! O adversário hoje é o pior time da NBA, o New Jersey Nets, que disputou 73 jogos e venceu apenas nove. Tim Duncan, se eu bem conheço nosso técnico, será poupado.

Confrontos na Temporada (1-0)

11/01/2010 – San Antonio Spurs 97 vs. 85 New Jersey Nets

No único encontro entre os dois times até aqui, San Antonio recebeu o Nets no AT&T Center e venceu com facilidade. Na oportunidade, quem brilhou foi Ian Mahinmi, que anotou 15 pontos e pegou nove rebotes em apenas 21 minutos em quadra.

PG – George Hill

SG – Manu Ginobili

SF – Richard Jefferson

PF – DeJuan Blair/Matt Bonner

C – Antonio McDyess

Fique de Olho – “Ofuscado” pelo brilho do argentino Manu Ginobili, o armador George Hill é outro que vem sendo muito importante para essa sequência positiva de San Antonio.

PG – Devin Harris

SG – Courtney Lee

SF – Jarvis Hayes

PF – Yi Jianlian

C – Brook Lopez

Fique de Olho – Brook Lopez é um jogador interessantíssimo, daqueles que caberiam bem em qualquer time. Pena que está no Nets – que vai muito mal das pernas. Na temporada, ele tem médias de 19.0 pontos e 8.8 rebotes.