Arquivos do Blog

Análise de McDyess no time titular

Logo no começo de 2011, escrevi uma coluna sobre o que, no meu ponto de vista, era – e ainda é – o maior problema do San Antonio Spurs nesta temporada: a defesa debaixo da cesta, principalmente no quarto posto. Após ver o texto, Gregg Popovich, leitor assíduo do Spurs Brasil, tomou uma medida aparentemente definitiva para o resto da campanha da equipe: no último dia 9, em jogo contra o Detroit Pistons, o veterano Antonio McDyess virou titular, enquanto o segundanista DeJuan Blair foi para o banco de reservas.

Possivelmente o melhor momento do Spurs na temporada, protagonizado por Dice

De acordo com Pop, a medida foi tomada de olho nos playoffs, já que a pós-temporada da Conferência Oeste deverá ter alguns dos melhores alas-pivôs da NBA, como Dirk Nowitzki, LaMarcus Aldridge, Pau Gasol e Zach Randolph. Dentre os possíveis adversários em uma hipotética final, estariam outros craques, como Carlos Boozer, Chris Bosh e Kevin Garnett. Mas será que a troca no time titular se justifica por causa disso? Antes de expor minha teoria, vamos a alguns números.

Começando por McDyess, novo membro do quinteto inicial. Com o ala-pivô neste papel, foram três vitórias e uma derrota (75% de aproveitamento). Quando começou os jogos, Dice apresentou médias de oito pontos (52% nos arremessos de quadra, 75% nos lances livres) e 6,5 rebotes em 22,2 minutos por noite. Como reserva, o veterano obteve 4,9 pontos (50,2% nos arremessos de quadra, 64,8% nos lances livres) e cinco rebotes em 17,8 minutos em média nas 57 partidas em que atuou assim.

Já Blair disputou 63 jogos como titular, dos quais o Spurs venceu 51 (cerca de 81% de aproveitamento). No quinteto inicial, o ala-pivô apresentou médias de 8,7 pontos (50,1% nos arremessos de quadra, 66,3% nos lances livres) e 7,3 rebotes em 22,1 minutos. Nas quatro partidas em que disputou como reserva, estes números se transformaram em 9,2 pontos (53,8% nos arremessos de quadra, 75% nos lances livres) e seis rebotes em 18,2 minutos por jogo.

Como deu para ver, a mudança surpreendentemente pouco influiu no rendimento de Blair. E, se pararmos para pensar, faz sentido: o segundanista é um atleta cujo estilo esbanja vitalidade, um daqueles jogadores que traz energia para a equipe quando vem do banco. Vale lembrar também que Blair está prestes a disputar somente sua segunda pós-temporada da carreira. Por isso, talvez seja mesmo melhor para ele entrar no decorrer das partidas, enfrentando os reservas adversários e ganhando experiência. Além disso, o atleta deve fazer dupla com Matt Bonner, que gosta de jogar aberto e deixa a área pintada para Blair fazer o que melhor sabe: pontuar embaixo da cesta.

E é inegável que a entrada de Dice dá maior consistência defensiva para o time titular. Se não um gênio defensivo, o veterano ala-pivô conta com sua experiência e seu posicionamento para ser um obstáculo maior para os rivais do que seus colegas Blair e Bonner. Além disso, sua eficiência ofensiva (oito pontos por jogo como titular) é mais do que suficiente em um quinteto que conta com outros quatro pontuadores: Tony Parker, Manu Ginobili, Richard Jefferson e Tim Duncan.

Me parece que Pop acertou em cheio com a troca. Em tempo: espero que, na próxima temporada, já mais adaptado ao estilo de jogo da NBA, Tiago Splitter seja uma das alternativas para o Spurs no time titular. O brasileiro tem a defesa como um de seus pontos fortes, e, quem sabe, pode ser útil já a partir dos próximos playoffs.

Anúncios

McDyess pensa em cancelar aposentadoria

A boa fase do San Antonio Spurs tem animado o veterano Antonio McDyess. Dice, que vinha falando em abandonar o basquete ao final desta temporada, tem repensado seus planos e já considera cancelar a planejada aposentadoria.

“Nunca estive num time com uma temporada assim”, declarou o jogador. Aos 36 anos e com 15 temporadas nas costas, McDyess sente que ainda há tempo para se aventurar no melhor basquete do mundo. “Estou com a cabeça no lugar. Me sinto apto para começar tudo de novo (numa nova temporada)”, completou o pivô.

Nesta temporada, o criticado camisa 34 tem médias de 5.1 pontos e 5.2 rebotes em pouco mais de 18 minutos em quadra por noite.

Para os haters do Dice, apenas uma resposta!

MCDYESS!

E foi ele, o criticado Antonio McDyess, quem acabou de derrotar o Lakers em pleno Staples Center. San Antonio bateu o time angelino por 89 a 88 e, no calor da partida, posto aqui o vídeo da cesta final. Vale a pena assistir!

Vale dar uma conferida também nessa fantástica bola do novato Gary Neal. Sensacional!

Spurs (31-6) @ Timberwolves (9-29) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Minnesota Timberwolves – Temporada Regular

Data: 11/01/2011

Horário: 23:00 (Horário de Brasília)

Local: Target Center

Situaçâo do Jogo

San Antonio Spurs e Minnesota Timberwolves se enfrentam nesta terça-feira pela quarta vez na temporada regular. No último domingo, os comandados de Gregg Popovich receberam Kevin Love e companhia e sapecaram o rival. Foi o terceiro triunfo do Spurs sobre o T-Wolves em 2010/11. Após a partida, Love foi perguntado sobre quando essa “freguesia” acabaria. O astro foi taxativo: “terça-feira”.

Confrontos na Temporada (3-0)

24/11/2010 – San Antonio Spurs 113 @ 109 Minnesota Timberwolves

Após ficar atrás no marcador durante quase todo o combate, o San Antonio Spurs impôs um ritmo forte no período final e conseguiu uma virada espetacular. Manu Ginobili marcou 26 pontos naquela noite.

03/12/2010 – San Antonio Spurs 107 vs 101 Minnesota Timberwolves

San Antonio perdia, Gregg Popovich foi expulso por reclamar da arbitragem e tudo conspirava para um derrota em pleno AT&T Center. No entanto, uma nova investida no quarto final resultou em outra virada fantástica. Inspirado na oportunidade, George Hill anotou 20 pontos.

09/01/2011 – San Antonio Spurs 94 vs 91 Minnesota Timberwolves

O terceiro embate entre as duas equipes também foi marcado pelo equilíbrio. Manu Ginobili, com 21 pontos, e Gary Neal, com 13 (4-5 FG; 3-4 3FG), ditaram o ritmo do triunfo.

PG – Tony Parker

SG – Manu Ginobili

SF – Richard Jefferson

PF – DeJuan Blair/Antonio McDyess

C – Tim Duncan

Fique de Olho – Antonio McDyess vem sendo muito criticado. Também pudera: ele está fazendo uma temporada razoável e possui um salário muito alto. Mesmo assim, Dice foi muito importante na vitória de domingo sobre o Minnesota Timberwolves. Foram seis pontos e oito rebotes e uma boa defesa em cima dos pivôs adversários. Esperamos que ele possa repetir o feito logo mais.

PG – Luke Ridnour

SG – Corey Brewer

SF – Michael Beasley (Dúvida)

PF – Kevin Love

C – Darko Milicic

Fique de Olho – Darko Milicic ressurgiu das cinzas desde que chegou a Mineápolis. Ao lado de Kevin Love, ele vem fazendo um grande trabalho, sobretudo na parte defensiva. Na temporada, Milicic acumula médias de 8.9 pontos e 5.3 rebotes por noite.

Spurs (27-19) @ Kings (16-31) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Sacramento Kings – Temporada Regular

Data: 04/02/2010

Horário: 01:00 (Horário de Brasília)

Local: ARCO Arena

Situação do Jogo

No primeiro jogo de fevereiro, o San Antonio Spurs encara o Sacramento Kings no início da rodeo trip. Favoritos, os texanos têm grandes chances de triunfar, especialmente se conseguirem acertar a cesta – coisa que vem sendo difícil nos últimos jogos. Sacramento, que vem de três derrotas consecutivas, deverá contar com a volta de Tyreke Evans, o melhor novato da temporada até aqui. Já no Spurs, Tony Parker continua de fora após um entorse no tornozelo esquerdo.

Confrontos na Temporada (2-0)

31/10/2009 – San Antonio Spurs 113 vs. 94 Sacramento Kings

No terceiro jogo da temporada, San Antonio venceu Sacramento com muita facilidade. Naquela noite, Richard Jefferson e Tony Parker foram muito bem: 21 e 24 pontos, respectivamente.

09/12/2009 – San Antonio Spurs 118 @ 106 Sacramento Kings

Ainda em 2009, os comandados de Gregg Popovich viajaram até a Califórnia para mais um jogo contra o Kings. Outra vitória fácil e outro show de Richard Jefferson, que marcou 23 pontos, pegou oito rebotes e distribuiu três assistências.

PG – George Hill

SG – Roger Mason

SF – Richard Jefferson

PF – Tim Duncan

C – Antonio McDyess

Fique de Olho – Antonio McDyess melhorou muito seu desempenho nas últimas partidas. Confortável com seus chutes de média distância, o pivô elevou suas médias de janeiro para 7.1 pontos e 5.1 rebotes em pouco mais de 21 minutos em quadra por noite.

PG – Tyreke Evans

SG – Kevin Martin

SF – Donté Greene/Omri Casspi

PF – Jason Thompson

C – Spencer Hawes

Fique de Olho – O israelense Omri Casspi vem sendo uma grata surpresa da temporada até aqui; tanto que foi selecionado para participar do duelo de calouros do All-Star Game. Com gatilho afiado da linha dos três (39,6%), Casspi tem médias de 12.2 pontos e 4.8 rebotes em quase 30 minutos por noite.