Spurs (30-38) @ Jazz (43-26) – Valeu pela vitória

119×111

Nessa sexta-feira (7), o San Antonio Spurs entrou em quadra contra um desfigurado Utah Jazz e mesmo assim teve dificuldades, mas conseguiu importante vitória por 119 a 111, resultado que manteve acesas as esperanças de ida aos playoffs. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Murray ajudou o Spurs a vencer o Jazz (Reprodução/twitter.com/spurs)

Arrancou na unha

O Jazz entrou em quadra sem contar com Mike Conley, Donovan Mitchell, Nigel Williams-Goss e Royce O’Neale, lesionados, e nem Rudy Gobert, poupado. O Spurs até conseguiu limitar o adversário a 41,8% de aproveitamento nos arremessos de quadra, mas teve dificuldades para conter Jordan Clarkson, que deixou a quadra com 24 pontos e quatro assistências em 24 minutos saindo do banco. Longe de suas melhores atuações, o alvinegro suou mais do que o esperado para conter o time “B” de Utah.

Ajuda veterana

Um dos melhores jogadores do Spurs desde a retomada da temporada, Rudy Gay foi importantíssimo para a conquista da vitória. Mais uma vez saindo do banco, o ala marcou dez dos seus 14 pontos no terceiro período, ajudando o alvinegro a abrir decisivos 16 pontos de vantagem. O camisa 22 ainda registrou sete rebotes, três assistências e três roubadas de bola.

Volta por cima?

Derrick White foi o destaque da vitória do Spurs com 24 pontos, seis rebotes e quatro assistências, e Jakob Poeltl veio logo em seguida, com 19 pontos, dez rebotes e três tocos, se recuperando de péssima atuação na derrota para o Denver Nuggets.

“Eu fui um pouco mais agressivo. Eu sabia que eles iam tentar marcar nossos arremessadores, então teria um pouco mais de espaço para eu me movimentar no garrafão”, explicou Poeltl, segundo reportagem da emissora americana ESPN.

Sonho vivo

Com o resultado, o Spurs aparece na décima colocação, a um jogo do Portland TrailBlazers, nono, e dois do Memphis Grizzlies, oitavo. Essas seriam as duas equipes que hoje disputariam o play-in que decidiria o último classificado para os playoffs da Conferência Oeste.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Derrick White – 24 pontos, 6 rebotes e 4 assistências

Jakob Poeltl – 19 pontos, 10 rebotes e 3 tocos

Rudy Gay – 14 pontos, 7 rebotes, 3 assistências e 3 roubos de bola

Lonnie Walker – 14 pontos e 4 rebotes

DeMar DeRozan – 13 pontos, 5 assistências e 2 roubos de bola

Dejounte Murray – 11 pontos, 6 assistências e 6 rebotes

Utah Jazz

Jordan Clarkson – 24 pontos e 4 assistências

Tony Bradley – 15 pontos, 11 rebotes e 3 tocos

Miye Oni – 14 pontos e 7 rebotes

Emmanuel Mudiay – 14 pontos e 5 assistências

Joe Ingles – 12 pontos, 3 assistências e 3 rebotes

Spurs (29-38) x Jazz (43-21) – Temporada Regular

San Antonio Spurs x Utah Jazz – Temporada Regular

Data: 07/08/2020

Horário: 14h00 (Horário de Brasília)

Local: ESPN Wide World of Sports ComplexHouse

Onde assistir: NBA League Pass

Vindo de duas derrotas consecutivas após vencer as duas primeiras partidas que fez na bolha, o San Antonio Spurs pega o Utah Jazz para tentar se recuperar. A equipe texana segue sem Bryn Forbes, Trey Lyles e LaMarcus Aldridge, machucados. Do outro lado, o adversário deve entrar em quadra sem Mike Conley, Donovan Mitchell, Nigel Williams-Goss e Royce O’Neale, também lesionados, e nem Rudy Gobert, poupado.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (2-0)

29/01/2020 – Spurs 127 x 120 Jazz

Depois de três derrotas consecutivas, o Spurs reagiu ao vencer o Jazz em partida disputada no AT&T Center. DeMar DeRozan, com 38 pontos, cinco assistências e cinco rebotes, foi o destaque do alvinegro na ocasião.

21/02/2020 – Spurs 113 @ 104 Jazz

Dejounte Murray conseguiu grande atuação, deixando a quadra com 23 pontos, sete rebotes, quatro assistências e quatro roubadas de bola, e o Spurs venceu o segundo duelo que fez com o Jazz na temporada.

PG – Dejounte Murray

SG – Derrick White

SF – Lonnie Walker

PF – DeMar DeRozan

C – Jakob Poeltl

Fique de Olho – A ausência de Rudy Gobert pode ajudar Jakob Poeltl a se recuperar da sua péssima atuação na derrota para o Denver Nuggets. Até aqui, na temporada, o pivô tem médias de 5,2 pontos e 5,4 rebotes em 17,2 minutos por exibição. Contando apenas os 14 jogos que fez como titular na campanha, esses números sobem para 6,2 pontos e 7,2 rebotes em 25,3 minutos por exibição.

PG – Jordan Clarkson

SG – Rayjon Tucker

SF – Joe Ingles

PF – Georges Niang

C – Tony Bradley

Fique de Olho – Em meio à série de problemas físicos que o Jazz enfrenta, Joe Ingles deve ser o único titular em quadra contra o Spurs. Até aqui, na temporada, o ala tem médias de 9,9 pontos, 5,1 assistências e 3,9 rebotes em 30,1 minutos por exibição.

Spurs (29-38) vs Nuggets (45-23) – Azedou

126×132

Depois de sofrer uma dura derrota para o Philadelphia 76ers, o San Antonio Spurs tropeçou novamente na tarde desta quarta-feira (5). Os comandados de Gregg Popovich sofreram novo revés na bolha da NBA, desta vez para o Denver Nuggets, por 132 a 126. Confira, a seguir, os destaques do duelo.

Rudy Gay saiu do banco para ser o cestinha da equipe (Foto: Reprodução/twitter.com/spurs)

Vai e vem

O jogo desta quarta-feira teve lideranças curtas e longas para ambos os lados. Ainda no segundo quarto, o Nuggets chegou a disparar com 12 pontos de frente, mas o time texano correu atrás com uma boa sequência, que contou com quatro bolas de três pontos, e a partida foi para o intervalo com o alvinegro vencendo por 65 a 62

O início do terceiro quarto também foi bom para o Spurs, que chegou a ampliar para nove pontos sua vantagem, mas, assim como foi a reação alvinegra no primeiro tempo, o time de Denver correu atrás e conseguiu cortar a diferença. Com chutes precisos e calibrados, a equipe do Colorado aplicou sequência de 13 a 4 para voltar à frente no marcador por 110 a 101 com apenas 5:42 para o fim.

Os bancários

Um ponto positivo do Spurs no jogo foram os reservas, que fizeram nada menos do que 70 pontos combinados. Enquanto isso, os suplentes do Nuggets ficaram com a soma de 43. Rudy Gay – que está em brilhante fase na bolha – foi o maior pontuador com 24 pontos, seguido por Keldon Johnson com 20, Patty Mills com 14 e Drew Eubanks com 12. Apenas o jovem Quinndary Weatherspoon, que jogou somente nove minutos, não pontuou.

Problemas sérios

Todo adversário que enfrente o Spurs já sabe o caminho ideal para desestabilizar os texanos: o garrafão. Com o Sixers foi assim, com Joel Embiid sendo abastecido de bolas debaixo da cesta, e o Nuggets repetiu a estratégia com Nikola Jokic, que terminou o jogo com 25 pontos e 11 assistências. Além do pivô sérvio, o time do Colorado ainda contou com mais uma brilhante atuação de Michael Porter Jr, que anotou pelo menos 30 pontos pelo segundo jogo seguido. Ele converteu as três primeiras bolas de três pontos que tentou e foi responsável por dez dos 16 primeiros pontos da equipe no Jogo. Além disso, conquistou 15 rebotes.

Como se não bastasse a falta de defesa no garrafão, o ataque também deixa a desejar no setor. Jakob Poeltl foi anotar seus dois primeiros – e únicos – pontos no jogo restando 8:49 para o estouro final.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Rudy Gay – 24 pontos, 4 rebotes e 4 assistências

Derrick White – 23 pontos, 7 assistências e 3 rebotes

Keldon Johnson – 20 pontos e 6 rebotes

DeMar DeRozan – 18 pontos, 8 assistências e 5 rebotes

Patty Mills – 14 pontos, 3 rebotes e 3 assistências

Drew Eubanks – 12 pontos e 5 rebotes

Denver Nuggets

Michael Porter Jr. – 30 pontos e 15 rebotes

Nikola Jokic – 25 pontos, 11 assistências e 4 rebotes

Jerami Grant – 22 pontos

Monte Morris – 19 pontos e 4 assistências

P.J. Dozier – 12 pontos, 8 assistências e 5 rebotes

Spurs (29-37) vs Nuggets (44-23) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Denver Nuggets – Temporada Regular

Data: 05/08/2020

Horário: 17h (Horário de Brasília)

Local: ESPN Wide World of Sports ComplexHouse

Onde assistir: NBA League Pass

Depois de uma dolorosa derrota para o Philadelphia 76ers, o San Antonio Spurs volta a entrar em quadra na tarde desta quarta-feira (5) em importante partida contra um adversário perigoso: o Denver Nuggets. Na terceira colocação da Conferência Oeste, o time do Colorado vem de uma desgastante partida contra o Oklahoma City Thunder, vencida apenas no tempo extra. A equipe texana quer corrigir os erros cometidos na primeira derrota na bolha da NBA em Orlando, e a altura dos jogadores adversários pode favorecer as jogadas de fora do garrafão e dos três pontos.

Confrontos na Temporada (0-1)

10/02/2020 – Spurs 120 @ 127 Denver

No primeiro encontro entre as equipes na temporada, o Spurs voou até o Colorado e acabou sendo derrotado pelo Nuggets por sete pontos. Jamal Murray foi o destaque dos mandantes com 26 pontos e seis assistências, enquanto LaMarcus Aldridge foi o cestinha da partida com 33 pontos, seis rebotes e cinco assistências.

PG – Dejounte Murray

SG – Derrick White

SF – Lonnie Walker IV/Keldon Johnson

PF – DeMar DeRozan

C – Jakob Poeltl

Fique de Olho – O calouro Keldon Johnson fez sua melhor partida na temporada contra o Philadelphia 76ers, em duelo em que a equipe texana ficou por boa parte do jogo correndo atrás no placar. O ala foi elogiado pelo técnico Gregg Popovich por sua determinação nos dois lados da quadra, além de ter aproveitamento quase perfeito da linha de lances livres. Pode ser interessante vê-lo ganhar mais tempo de quadra contra o Nuggets.

PG – Monte Morris

SG – Torrey Craig

SFMichael Porter Jr.

PF – Paul Millsap

C – Nikola Jokic

Fique de Olho – Além do triple-double de Nikola Jokic contra OKC, Michael Porter Jr também chamou atenção. O ala anotou seu recorde na carreira com 37 pontos em sua apenas terceira partida como titular, tendo convertido 12 dos seus 16 arremessos tentados, além de conquistar 12 rebotes. Seu recorde anterior era de 25 pontos. Com as atenções voltadas ao pivô sérvio, o jovem pode causar estragos.

Spurs (29-37) @ 76ers (40-27) – Vacilo

130×132

Foi por pouco (muito pouco), mas o San Antonio Spurs acabou derrotado na noite desta segunda-feira (3) pelo Philadelphia 76ers por 132 a 130, com direito a fim emocionante. Com isso, os texanos conhecem sua primeira derrota na bolha da NBA em Orlando e se complicam um pouco mais em busca de uma vaga para os playoffs da Conferência Oeste. Confira, a seguir, os destaques do confronto.

DeRozan brilhou pelo Spurs, mas não foi o bastante (Foto: Reprodução/twitter.com/spurs)

O fantasma de 2013

Spurs e Sixers entraram em quadra com motivações distintas: os texanos queriam manter a boa fase desde que a NBA retomou as atividades na bolha em Orlando, e a equipe da Pensilvânia queria apagar a derrota para o Indiana Pacers, que consagrou os 53 pontos de T.J. Warren e, consequentemente, ofuscou os 41 pontos e 21 rebotes de Joel Embiid. É claro que um dos rivais ia sair com o objetivo alcançado, enquanto o outro amargaria o tropeço.

A partida foi de qualidade, e os fãs de basquete devem ter se sentido satisfeitos com o desempenho das equipes. O torcedor do Spurs, infelizmente, foi dormir com a cabeça quente. O time de San Antonio começou bem, trocando cestas com o adversário. No segundo quarto, assumiu a liderança pela última vez por um longo período. A vantagem para o 76ers chegou a ser de 14 pontos. Só quando a partida estava em seus minutos finais os comandados de Gregg Popovich reassumiram a ponta e colocaram lenha na fogueira.

Porém, em decisão que muitos podem ver como falta de experiência, Dejounte Murray pôs tudo a perder. Além de ter perdido bola importante no ataque, o armador do Spurs acabou sendo o antagonista daquele que seria o lance do jogo. Com pouco mais de dez segundos restantes, o alvinegro vencia por dois pontos, quando Shake Milton tocou a bola para Al Horford na cabeça do garrafão após cobrança do lateral. O ala-pivô segurou a bola e procurou Joel Embiid, que até então foi o ponto forte do Sixers no jogo. Porém, o camisa 5 do time de San Antonio ficou no meio do caminho entre ajudar a marcar o pivô e voltar a defender o armador.

Com isso, Horford achou seu companheiro completamente livre na linha dos três pontos. Milton converteu a bola longa, colocou seu time à frente restando apenas 7,2 segundos e destruiu o Spurs psicologicamente (para efeitos de comparação, se lembre de Ray Allen, em 2013). O alvinegro não conseguiu se reerguer com tão pouco tempo no relógio.

Pontos positivos

Apesar da dolorosa derrota, há pontos positivos a se tirar dos comandados de Gregg Popovich. DeMar DeRozan, por exemplo, foi o destaque da equipe. Ele foi o cestinha do jogo, tendo marcado 13 de seus 30 pontos no último quarto. Além dele, Rudy Gay chegou ao seu recorde na temporada, com 24 pontos, e Derrick White, que converteu bolas de três precisas em momentos cruciais, mais uma vez chamou atenção com 20 pontos.

Outro destaque foi o calouro Keldon Johnson. Ele anotou 15 pontos, seu recorde na temporada, o que inclui 6-7 dos lances livres. Além disso, o jogador deu uma senhora enterrada na cabeça do brasileiro Raulzinho, digna de pôster.

“Ele é um competidor monstruoso. Aprendendo mais a cada dia. Ele está ganhando confiança nos seus arremessos e está partindo melhor para a cesta. Ele pega rebotes e vai forte na defesa. Ele é um bom jovem jogador”, elogiou Pop.

Fazendo as contas

Com a derrota, o Spurs, com campanha de 2-1 na Flórida e cai para a décima posição do Oeste com 29 vitórias, uma a menos que o Portland Trail Blazers e duas de distância do Memphis Grizzlies. O tropeço tira a possibilidade de o alvinegro ser o primeiro time a conquistar três triunfos seguidos na bolha.

Confira alguns cálculos da briga pelos playoffs:

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 30 pontos, 5 rebotes, 3 assistências e 2 tocos

Rudy Gay – 24 pontos e 4 rebotes

Derrick White – 20 pontos e 3 assistências

Keldon Johnson – 15 pontos e 3 rebotes

Dejounte Murray – 13 pontos e 6 rebotes

Philadelphia 76ers

Joel Embiid – 27 pontos, 9 rebotes e 5 assistências

Tobias Harris – 25 pontos, 6 rebotes e 4 assistências

Josh Richardson – 19 pontos

Shake Milton – 16 pontos, 5 rebotes e 3 assistências

Furkan Korkmaz – 12 pontos e 3 rebotes