Spurs (1) @ Nuggets (0) – Tem que respeitar

101×96

O San Antonio Spurs terminou na sétima colocação da Conferência Oeste uma temporada marcada pela reconstrução do elenco após a aposentadoria de Manu Ginobili, a saída de Tony Parker e a crise envolvendo Kawhi Leonard. Viveu momentos de altos e baixos e, nos piores, pareceu correr o risco de ficar fora dos playoffs. Mas nesse sábado (13), a equipe texana deu uma mostra da sua grandeza ao vencer o Denver Nuggets, que chegou a ameaçar o Golden State Warriors na liderança da tabela de classificação, por 101 a 96, na casa do adversário, em sua estreia na pós-temporada. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

White se destacou contra o Nuggets (Reprodução/nba.com/spurs)

A importância da humildade

LaMarcus Aldridge não conseguiu encontrar o ritmo costumeiro e deixou a quadra com apenas 15 pontos e oito rebotes em 34 minutos, acertando só seis dos 19 arremessos de quadra que tentou. No entanto, o ala-pivô mostrou a importância de se ter um astro disposto a trabalhar duro. Com defesa de garrafão sufocante sobre Nikola Jokic, o camisa #12 foi parte fundamental da vitória do alvinegro, ganhando até mesmo elogios de Gregg Popovich após a partida.

Popovich é o cara

Nikola Jokic fez seu primeiro jogo de playoff na carreira e já conseguiu de cara um triplo-duplo, deixando a quadra com dez pontos, 14 rebotes e 14 assistências em 36 minutos. Porém, o pivô foi o centro de um plano de jogo bem elaborado por Pop e bem executado pelo Spurs. Além da defesa sufocante de Aldridge, o astro do Nuggets lidou com dobras por toda a partida e foi obrigado a se livrar da bola. Com isso, deu somente nove arremessos de quadra durante o jogo, preferindo abastecer seus companheiros. Porém, o time de Denver acertou apenas seis das 28 bolas de três pontos que tentou, fazendo com que a estratégia dos visitantes fosse validada.

O que esperar?

A avaliação da exibição de DeMar DeRozan depende das expectativas que possam ser depositadas sobre o jogador. Com 18 pontos, 12 rebotes e seis assistências, o ala-armador foi o cestinha da equipe e o líder em passes decisivos, mas acertou somente seis dos 17 arremessos de quadra que tentou e cometeu turnovers relevantes na reta final. Se você espera um franchise player capaz de guiar um time ao título, é bem capaz que nunca o encontre no camisa #10. Mas se você espera um condutor de bola decente que saiba acionar jogadores como Aldridge nos momentos certos, então você pode ver qualidade no papel exercido pelo atleta.

Dono da casa

Se DeRozan teve dificuldades no quarto período, o mesmo não pode ser dito de Derrick White. Nascido no Colorado, o armador, que protagonizou grande enterrada sobre Paul Millsap no terceiro quarto, roubou a bola de Jamal Murray restando pouco mais de um segundo para o fim, sofreu falta, converteu os dois lances livres e garantiu a vitória do Spurs. Em mais uma apresentação de grande eficiência, deixou a quadra com 16 pontos, cinco assistências e três rebotes em 28 minutos, errando somente três dos dez arremessos de quadra que arriscou.

Destaques da partida 

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 18 pontos, 12 rebotes e 6 assistências

Derrick White – 16 pontos, 5 assistências e 3 rebotes

LaMarcus Aldridge – 15 pontos e 8 rebotes

Bryn Forbes – 15 pontos e 5 rebotes

Rudy Gay – 14 pontos e 6 rebotes

Denver Nuggets

Gary Harris – 20 pontos e 3 rebotes

Jamal Murray – 17 pontos e 6 roubos de bola

Will Barton – 15 pontos, 10 rebotes e 2 tocos

Paul Millsap – 12 pontos e 4 rebotes

Nikola Jokic – 10 pontos, 14 rebotes e 14 assistências

Malik Beasley – 10 pontos e 3 rebotes

Anúncios

Spurs (0) @ Nuggets (0) – Primeira fase dos playoffs

San Antonio Spurs @ Denver Nuggets – Primeira fase dos playoffs

Data: 13/04/2019

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: Pepsi Center

Onde assistir: ESPN e NBA League Pass

Cotação no Apostas Online: Spurs 3,05 @ Nuggets 1,42 (favorito)

Após terminar a temporada na sétima posição da Conferência Oeste, o San Antonio Spurs visita o Denver Nuggets e inicia sua caminhada nos playoffs. O alvinegro chega com quase todo o elenco à disposição – a exceção é Dejounte Murray, que só deve voltar às quadras no segundo semestre. Os mandantes, por sua vez, têm o novato Michael Porter Jr. como desfalque.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

PG – Derrick White

SG – Bryn Forbes

SF – DeMar DeRozan

PF – LaMarcus Aldridge

C – Jakob Poeltl

Fique de Olho – Com média de 11,8 pontos por jogo e aproveitamento de 42,6% nos arremessos de três pontos durante a temporada regular, Bryn Forbes fez boa campanha ofensivamente em sua primeira temporada como titular do Spurs. No entanto, seu tamanho faz com que o ala-armador seja um alvo defensivamente. Com 1,91m de altura, o camisa #11 é o jogador mais baixo somando os quintetos titulares das duas equipes. Se conseguir marcar efetivamente Jamal Murray ou Gary Harris, faz com que o alvinegro tenha muito mais chances.

PG – Jamal Murray

SG – Gary Harris

SF – Will Barton

PF – Paul Millsap

C – Nikola Jokic

Fique de Olho – Especialista em defesa de perímetro do quinteto titular do Nuggets, Will Barton deve ficar com a missão de marcar DeMar DeRozan. Se conseguir fazê-lo sem dobras e sem ajuda dos jogadores de garrafão, torna a equipe de Denver ainda mais favorita. Na temporada regular, o jogador teve médias de 11,5 pontos e 4,6 rebotes em 27,7 minutos por exibição.

Prévia de Nuggets x Spurs – Primeira rodada

LaMarcus Aldridge e Nikola Jokic vão travar o duelo mais importante da série (Reprodução/nba.com/spurs)

Depois de terminar a temporada regular na sétima colocação da Conferência Oeste, o San Antonio Spurs estreia nos playoffs contra o Denver Nuggets, que ficou com a vice-liderança na tabela de classificação. O armador Dejounte Murray deve ser a única baixa do alvinegro, enquanto o time do Colorado tem apenas o novato Michael Porter Jr. como desfalque.

Spurs e Nuggets começam a se enfrentar neste sábado (13), no Pepsi Center, casa do adversário. Na temporada regular, as duas equipes mediram forças quatro vezes, com duas vitórias para cada lado – o mandante sempre levou a melhor. Relembre como foram estes jogos.

Confrontos na temporada (2-2):

26/12/2018 – Spurs 111 vs 103 Nuggets

No primeiro confronto da temporada, disputado no AT&T Center, o Spurs venceu o Nuggets em grande exibição dos seus dois astros. DeMar DeRozan registrou 30 pontos, sete rebotes e cinco assistências, e LaMarcus Aldridge anotou 27 pontos e quatro rebotes.

29/12/2018 – Spurs 99 @ 102 Nuggets

Poucos dias depois do primeiro duelo, o Spurs visitou o Nuggets e lutou até o fim, mas acabou derrotado pelo então líder da Conferência Oeste. LaMarcus Aldridge se destacou de novo pelo alvinegro, dessa vez com 24 pontos, sete rebotes e três assistências.

04/03/2019 – Spurs 104 vs 103 Nuggets

Foi suado, mas o Spurs conseguiu vencer o Nuggets no AT&T Center na terceira vez em que as equipes se encontraram na temporada. O duelo, assim como a atual posição das equipes, marcou uma possível prévia da primeira rodada de playoffs. O destaque na ocasião foi DeMar DeRozan, que deixou a quadra com 24 pontos, sete assistências, seis rebotes e três roubadas de bola, enquanto LaMarcus Aldridge contribuiu com 22 pontos e nove rebotes.

03/04/2019 – Spurs 85 @ 113 Nuggets

Já no último mês da temporada regular, Gregg Popovich foi expulso com apenas 63 segundos de jogo, e o Spurs não foi páreo para o Nuggets no Colorado. LaMarcus Aldridge anotou 16 pontos, seis rebotes e três tocos e se destacou pelo alvinegro na partida.

Agora, chegou a hora de o Spurs medir forças com o Nuggets na série válida pela primeira rodada dos playoffs da Conferência Oeste. A seguir, blogueiros do Spurs Brasil contam o que esperam do confronto e dos jogadores que poderão ajudar a decidi-lo. Confira abaixo:

Lucas Pastore

Palpite: Nuggets 4 a 2
O Spurs é um time que ainda está em reconstrução após a saída de Kawhi Leonard e que até mostrou bons momentos na temporada regular, mas agora tem pela frente um oponente que sobreviveu a uma campanha cheia de lesões e até chegou a brigar com o Golden State Warriors pela primeira colocação da Conferência Oeste. Tarefa difícil para o alvinegro, que terá de ver Gregg Popovich tirar um coelho da cartola se quiser se classificar. Para isso, Bryn Forbes e DeMar DeRozan não podem ser alvos fáceis dos adversários na defesa, e LaMarcus Aldridge não pode de jeito nenhum Nikola Jokic levar a melhor no possível duelo pessoal entre os dois. Se tudo isso acontecer, talvez a franquia de San Antonio possa sonhar com a classificação.
Peça-chave do Spurs:
LaMarcus Aldridge
Peça-chave do Warriors:
Nikola Jokic

Sergio Neto

Palpite: Nuggets 4 a 2
Spurs e Nuggets vão aos playoffs com realidade distintas. A verdade é que os dois times surpreenderam na temporada. Enquanto a equipe de Denver conseguiu se manter no topo da Conferência Oeste com Nikola Jokic, um dos jogadores mais versáteis e dominantes da liga, o alvinegro, com as importantes baixas de Kawhi Leonard e Danny Green, lutou quase o campeonato todo pela classificação. Apesar de contar apenas com Paul Millsap com real experiência em pós-temporada, a franquia do Colorado leva vantagem, principalmente se Jamal Murray e Jokic jogarem no mais alto nível. Uma das chances de parar os dois é dobrando a marcação, o que pode dar liberdade para nomes como Will Barton e Paul Millsap. Apesar de ter ficado décadas sem perder os playoffs, Gregg Popovich dificilmente conseguirá um milagre, mas tem uma boa chance para o construir algo para o futuro da franquia. Vale lembrar que DeMar DeRozan precisará se provar após frustrantes participações com o Toronto Raptors nesta fase.
Peça-chave do Spurs: LaMarcus Aldridge
Peça-chave do Warriors: Nikola Jokic

Olho neles!

Provavelmente o melhor jogador do Spurs na temporada, LaMarcus Aldridge chega aos playoffs com mais gente qualificada ao seu redor do que no ano passado, quando a equipe acabou derrotada por 4 a 1 para o Warriors ainda na primeira fase. Porém, o ala-pivô do alvinegro terá de batalhar com Paul Millsap e Nikola Jokic dentro do garrafão, o que torna a missão bem intragável. Se conseguir se destacar mesmo assim, dá à equipe de San Antonio uma chance. Na temporada, suas médias foram de 21,3 pontos e 9,2 rebotes em 33,2 minutos por jogo.

Se Jakob Poeltl for mantido como titular do Spurs nos playoffs, Nikola Jokic deve ser marcado por ele. Mas é inevitável o duelo com LaMarcus Aldridge nos minutos em que Gregg Popovich optar por mandar à quadra escalações mais baixas, e muita coisa pode ser decidida ali. Se o pivô do Nuggets levar a melhor no embate de astros, provavelmente uma classificação do alvinegro ficará impossível. Nesta temporada, o pivô sérvio foi candidato a MVP ao registrar médias de 20,1 pontos, 10,8 rebotes e 7,3 assistências em 31,3 minutos por exibição.

Spurs (48-34) x Mavericks (33-49) – Obrigado, Dirk

105×94

O San Antonio Spurs voltou para o Texas nessa quarta-feira (10) para sua última partida em casa na temporada regular. O jogo contra o Dallas Mavericks foi o último de Dirk Nowitzki, agora aposentado. Foram muitas homenagens, e dentro de quadra os mandantes venceram sem dificuldades pelo placar de 105 a 94. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

LaMáquina ataca novamente

LaMarcus Aldridge encerrou os trabalhos na temporada regular com outro double-double. Foram 34 pontos e 16 rebotes contra o Mavs, e o camisa #12 ainda contribuiu com boa parte das jogadas ofensivas do time. O ala-pivô chega forte para mais uma disputa de playoffs.

Dupla de armação

Bryn Forbes e Derrick White são pontos notáveis nesse Spurs de 2018/2019. Os dois combinaram para 24 pontos contra o rival texano, sendo 10 do Forbes e 14 do White. O segundo teve uma temporada de ascensão e terminou muito bem, obrigado. O arremessador teve altos e baixos, mas encerra a campanha com moral e pode ajudar a equipe nos playoffs.

Obrigado, Dirk!

Contra o Spurs, o ala-pivô alemão Dirk Nowitzki fez seu último jogo de NBA na carreira. Apesar de se tratar de um rival histórico, fez um vídeo homenagem para ele, o que o deixou visivelmente emocionado. O astro marcou uma geração, ao lado de Manu Ginobili e Dwyane Wade, que também se despediu da liga profissional americana nessa quarta-feira.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 36 pontos e 16 rebotes

DeMar DeRozan – 19 pontos, 5 rebotes, 4 assistências e 3 roubos de bola

Derrick White – 14 pontos, 6 rebotes e 3 assistências

Bryn Forbes – 10 pontos e 4 rebotes

Dallas Mavericks

Dirk Nowitzki – 20 pontos e 10 rebotes

Courtney Lee – 14 pontos e 3 rebotes

Justin Jackson – 14 pontos

Devin Harris – 12 pontos, 4 assistências e 2 tocos

J. Brunson – 11 pontos, 10 assistências e 3 rebotes

Spurs (47-34) @ Cavs (19-62) – Adeus à estrada

112×90

Já pensando nos playoffs, o San Antonio Spurs visitou o Cleveland Cavaliers nesse domingo (7) para sua última partida fora de casa na temporada regular. Apesar de utilizar peças que não vinham atuando muito como, Lonnie Walker IV, Quincy Pondexter e Dante Cunningham, Gregg Popovich não tirou DeMar DeRozan e LaMarcus Aldridge do jogo – o ala-armador jogou 32 minutos, contra 30 do ala-pivô. Assim, a vitória por 112 a 90 veio com certa tranquilidade, e o camisa #12 foi cestinha com 18 pontos. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Com Gay, Spurs levou a melhor sobre o Cavs (Reprodução/twitter.com/spurs)

Campanha

Com o resultado, o Spurs pula para 47 vitórias e 34 derrotas. São 16 vitorias e 25 derrotas fora de casa, e 31 vitorias e nove derrotas no AT&T Center. Na temporada, o alvinegro tem 58% de aproveitamento, número que sobe para 60% contando apenas os últimos dez jogos.

Escalação

Popovich mandou à quadra o quinteto inicial formado por Derrick White, Bryn Forbes, DeMar DeRozan, LaMarcus Aldridge e Jakob Poeltl. O camisa #12 foi o cestinha da equipe com 18 pontos, convertendo seis dos seus 14 arremessos de quadra e todos os seus seis lances livres. Do banco, o treinador utilizou Rudy Gay, Patty Mills, Davis Bertans, Marco Bellinelli, Dante Cunningham, Lonnie Walker, Donatas Motiejunas e Quincy Pondexter. Entre os reservas, os principais pontuadores foram Mills e Bertans, que registraram 14 pontos cada.

O jogo

O confronto começou equilibrado. A maior vantagem durante o primeiro período foi de seis pontos adquirida pelo Spurs quanto restavam pouco mais de seis minutos para o fim da parcial. Porém , a desvantagem foi recuperada pelos mandantes, e o quarto acabou 24 a 24.

A defesa do alvinegro apareceu no segundo período, e o ataque comandado pelos arremessos de três certeiros de Bertans deu ampla vantagem para o Spurs. Nesse momento, apesar de os playoffs já estarem batendo à porta, Popovich manteve seus principais jogadores em quadra, e a vantagem ao fim do quarto já era de 16 pontos: 62 a 46 para os visitantes.

A dinâmica do terceiro período foi de melhora dos Cavs, com o Spurs administrando. Collin Sexton e Brandon Knight até ensaiaram uma reação. Mas não adiantou muito, uma vez que o resultado da parcial foi 17 a 17. Assim, a vantagem de 16 pontos continuou.

O ultimo quarto serviu para Popovich dar oportunidade a galera do “terrão”, mandando para a quadra Loonie Walker IV. O novato contribuiu com sete pontos e duas assistências e definiu a vitória do Spurs por 112 a 90 no último jogo do time como visitante na temporada.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 18 pontos e 13 rebotes

DeMar DeRozan – 14 pontos, 9 rebotes e 3 assistências

Patty Mills – 14 pontos e 4 assistências

Davis Bertans – 14 pontos

Bryn Forbes – 13 pontos, 6 rebotes e 4 assistências

Cleveland Cavaliers

Collin Sexton – 16 pontos e 4 assistências

Brandon Knight – 16 pontos e 3 roubos de bola

Ante Zizic – 14 pontos e 6 rebotes

Cedi Osman – 12 pontos, 4 rebotes e 2 roubos de bola

Larry Nance Jr. – 11 pontos, 11 rebotes, 5 assistências e 4 roubos de bola