Arquivo da categoria: Resumo de Jogos

Spurs (18-4) @ Wolves (6-15) – Recorde intacto

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif105×91zq8qkfni1g087f4245egc32po

Mesmo após um início devagar e com o técnico Gregg Popovich substituindo todos os cinco titulares já nos primeiros minutos da partida, o San Antonio Spurs alcançou mais um triunfo fora de casa nessa terça-feira (6), ao vencer o Minnesota Timberwolves por 105 a 91, e manteve sua invencibilidade na estrada intacta. A seguir, vamos aos destaques do jogo.

San Antonio Spurs v Minnesota Timberwolves

Patty Mills contribuiu com 15 pontos vindo do banco (Reprodução/nba.com/spurs)

Início lento

Os primeiros minutos da partida contra o Wolves foram atípicos por parte do time texano, que entrou completamente desligado e viu os lobos abrirem 8 a 0 em poucos minutos. Com tantos erros dos titulares, o técnico Gregg Popovich não teve dúvidas e sacou logo de cara toda a primeira unidade, deixando os reservas – liderados por Patty Mills – comandarem a reação. Resultado: para quem chegou a estar perdendo por dez pontos, o Spurs terminou o primeiro quarto com uma bela reação e apenas três pontos atrás no placar (22 a 19).

San Antonio Spurs v Minnesota Timberwolves

Leonard foi novamente o cestinha da equipe (Reprodução/nba.com/spurs)

Chovendo no molhado

Novamente o melhor jogador do Spurs (e da partida) foi Kawhi Leonard. O ala obteve 31 pontos, quatro assistências e duas roubadas de bola em 35 minutos. Também vale ressaltar que não apenas a parte ofensiva foi brilhante, assim como a sua defesa, que, juntamente com Danny Green, limitou Andrew Wiggins, astro do adversário, a apenas 11 pontos.

Banco forte

Os reservas do Spurs fizeram bonito de novo. Mesmo com a ausência de Manu Ginobili, poupado, e com Nicolas Laprovittola sendo titular devido à lesão no joelho de Tony Parker, a segunda unidade soube lidar bem com o placar desfavorável no início e ajudou a administrar a partida após obter a liderança no placar. Foram 42 pontos vindos do banco, sendo Patty Mills e Kyle Anderson os que mais contribuiram para a vitória texana, com 15 e 11 pontos, respectivamente.

13 e contando!

Para continuar o recorde de triunfos atuando longe de seus domínios, o Spurs não terá vida fácil e, na madrugada de quinta para sexta-feira, às 0h30 (de Brasília), irá enfrentar o inconstante, mas perigoso time do Chicago Bulls na cidade dos ventos. Caso obtenha mais uma vitória, o time texano estará bem próximo de igualar o feito do Los Angeles Lakers da temporada 1971/1972, que conquistou 16 vitórias consecutivas fora de casa.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 31 pontos, 4 assistências e 2 roubos de bola

Patty Mills – 15 pontos, 5 assistências, 4 rebotes e 2 roubos de bola

Pau Gasol – 11 pontos e 7 rebotes

Kyle Anderson – 11 pontos, 6 rebotes e 4 assistências

Minnesota Timberwolves

Zach Lavine – 25 pontos, 3 rebotes e 2 assistências

Gorgui Dieng – 16 pontos, 9 rebotes e 1 roubo de bola

Kris Dunn – 15 pontos e 2 assistências

Karl-Anthony Towns – 11 pontos, 14 rebotes e 4 assistências

Andrew Wiggins – 11 pontos, 5 rebotes e 2 assistências

Spurs (17-4) @ Bucks (10-9) – Freakawhi

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif97×96

Nessa segunda-feira (05), o San Antonio Spurs visitou o Milwaukee Bucks e batalhou muito para vencer o adversário pelo placar de 97 a 96 graças a mais uma boa atuação de Kawhi Leonard – que batalhou com Giannis Antetokounmpo, o Greak Freak – e a um gancho decisivo de LaMarcus Aldridge nos segundos finais. Com o resultado, a equipe texana segue invicta fora de casa após 12 jogos na temporada. Vamos aos destaques do confronto.

Aldridge foi decisivo (Reprodução/nba.com/spurs)

Aldridge foi decisivo (Reprodução/nba.com/spurs)

Aldridge para a vitória

O Spurs chegou a estar perdendo por 15 pontos de diferença para o Bucks, mas conseguiu a virada na base da raça e das boas execuções ofensivas e defensivas. E a peça fundamental para que o time texano garantisse a vitória foi LaMarcus Aldridge. Após arremesso errado de Kawhi Leonard, o ala-pivô pegou o rebote ofensivo e, restando pouco mais de 21 segundos para o fim, deu o gancho que seria bloquado por Antetokounmpo já na descendente, garantindo os dois pontos para o alvinegro que confirmaram a vitória por 97 a 96. Na última posse do adversário, o camisa #12 ainda assegurou o rebote defensivo após arremesso de três errado por Mirza Teletovic. Com ele em quadra, os visitantes fizeram 13 pontos a mais do que levaram, melhor marca entre todos que participaram do jogo.

Leonard brilhou no quarto quarto (Reprodução/nba.com/spurs)

Leonard brilhou no quarto quarto (Reprodução/nba.com/spurs)

Nosso freak

Não se engane pelo arremesso errado no momento decisivo: Leonard foi o grande nome da virada do Spurs. Depois de anotar somente cinco pontos nos três primeiros quartos, o ala anotou 16 no último e terminou o jogo com 21, além de nove rebotes e dois tocos. Além disso, foi, assim como Danny Green, figura importante na marcação do Greak Freak. Com o camisa #2 em quadra, o time texano fez quatro pontos a mais do que sofreu – além de Aldridge, ele foi o único titular com saldo positivo no duelo com o Bucks.

Banco decisivo

Por falar em saldo, vários reservas tiveram participação importante na virada do Spurs. Com quatro deles em quadra, o time texano fez mais pontos do que sofreu: Manu Ginobili (9), Nicolás Laprovittola (9), Dewayne Dedmon (6) e Jonathon Simmons (3). Destes, o destaque foi o pivô reserva, que acertou os cinco arremessos de quadra que tentou e deixou a quadra com dez pontos, seis rebotes e um toco.

Rodízio na armação

Tony Parker voltou de lesão contra o Bucks e, como esperado, não conseguiu engrenar de cara, anotando seis pontos e cinco assistências em 18 minutos. O problema é que Patty Mills, dessa vez, não entrou bem, errando os oito arremessos de quadra que tentou e registrando um ponto e cinco assistências em 20 minutos. Com isso, Laprovittola teve oito minutos para anotar três pontos e cinco assistências e se destacar vindo do banco de reservas.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 21 pontos, 9 rebotes e 2 tocos

LaMarcus Aldridge – 18 pontos, 9 rebotes e 5 assistências

Pau Gasol – 15 pontos e 9 rebotes

Dewayne Dedmon – 10 pontos e 6 rebotes

Milwaukee Bucks

Jabari Parker – 23 pontos, 8 rebotes e 3 assistências

Giannis Antetokounmpo – 22 pontos, 11 rebotes e 2 roubos de bola

Mirza Teletovic – 11 pontos

Greg Monroe – 10 pontos e 13 rebotes

Spurs (16-4) vs Wizards (6-12) – Leonard para a vitória

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif107×105

Nessa sexta-feira (02), o San Antonio Spurs recebeu o Washington Wizards e, com grande arremesso de Kawhi Leonard faltando seis segundos, venceu o adversário pelo placar de 107 a 105, melhorando assim seu desempenho dentro de casa. Vamos aos destaques do jogo.

Patty Mills foi bem como titular (Reprodução/nba.com/spurs)

Patty Mills foi bem na armação do time (Reprodução/nba.com/spurs)

Primeiro tempo pra esquecer

O Spurs iniciou mais uma partida de maneira lenta, como vem acontecendo nos jogos no AT&T Center, permitindo que o Wizards tomasse a dianteira do placar desde o começo e chegasse a abrir 11 pontos de diferença. Os visitantes fecharam o primeiro tempo vencendo por 60 a 57. No garrafão, a equipe texana também não esteve bem, anotando apenas 30 pontos em toda a partida e permitindo 50 pontos de seu adversário perto da cesta.

Leonard brilhou de novo (Reprodução/nba.com/spurs)

Leonard brilhou de novo (Reprodução/nba.com/spurs)

Sem Parker, sem problemas

O armador francês Tony Parker ficou fora da partida por conta de uma lesão muscular na coxa esquerda, o que deu a oportunidade para o argentino Nicolas Laprovittola conseguir sua segunda partida como titular. Mas quem comandou a armação do time mesmo foi Patty Mills e Manu Ginobili, vindos do banco, distribuindo sete e oito assistências, respectivamente.

Momentos finais emocionante

Faltando 53 segundos para o fim da partida, Beal anotou uma cesta de três pontos e colocou o Wizards na frente: 103 a 102. Logo depois, Danny Green anotou seus primeiros três pontos no jogo e deu a dianteira ao Spurs faltando 19 segundos. Depois, John Wall empatou faltando 11,2 segundos, conseguindo uma bandeja ao fugir da marcação de Manu Ginobili. Porém, logo depois, Kawhi Leonard deu a liderança novamente para o alvinegro com uma cesta de dois pontos convertida do topo do garrafão.

Otto Porter Jr. tentou ainda mais um arremesso curto para empatar novamente a partida, mas errou, e o confronto acabou com placar favorável para a equipe texana.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 23 pontos

Pau Gasol – 19 pontos e 10 rebotes

LaMarcus Aldridge – 19 pontos

Manu Ginobili – 13 pontos e 7 assistências

Patty Mills – 10 pontos e 8 assistências

Washington Wizards

Bradley Beal – 23 pontos

Marcin Gortat – 21 pontos e 18 rebotes

John Wall – 17 pontos e 15 assistências

Otto Potter Jr. – 15 pontos, 12 rebotes e 4 roubos de bola

Markieff Morris – 12 pontos

Spurs (15-4) @ Mavs (3-14) – Invicto na estrada

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif94×87ifk08eam05rwxr3yhol3whdcm

Visitando o desfalcado rival texano Dallas Mavericks, o San Antonio Spurs não fez uma partida brilhante, mas assegurou mais uma vitória jogando fora de casa na temporada 2016/2017 da NBA. Com o placar de 94 a 87, os comandados de Gregg Popovich chegaram a onze vitórias seguidas atuando na casa dos adversários. Vamos, a seguir, aos destaques do clássico.

San Antonio Spurs v Dallas Mavericks

Mills foi o escape ofensivo do Spurs (Reprodução/nba.com/spurs)

Voltando a vencer

Após realizar a pior partida da temporada ao perder em casa para o Orlando Magic, o Spurs se recuperou e bateu o Mavericks fora de seus domínios. Nessa temporada, atuar longe de casa é sinônimo de vitória, e foi isso que ocorreu novamente. Apesar de uma atuação que não saltou aos olhos, o alvinegro mostrou ao rival o porque está imbatível jogando como visitante.

San Antonio Spurs v Dallas Mavericks

Laprovittola jogou como titular (Reprodução/nba.com/spurs)

Dedmonstro!

Com a ausência de Pau Gasol, poupado, Dewayne Dedmon pôde começar de titular e, com isso, mostrou mais uma vez seu ponto forte: a marcação. O pivô está se mostrando um ótimo protetor de aro, tendo feito uma de suas melhores partidas com a camisa do Spurs. Contabilizou seis pontos, dez rebotes, três tocos e duas roubadas de bola. Com ele em quadra, o time apresenta uma defesa muito mais sólida, não sendo uma presa fácil para o ataque dos adversários.

Mills on fire

Além do pivô espanhol Pau Gasol, poupado, o Spurs também não pôde contar com o armador francês Tony Parker, outro preservado pelo técnico Gregg Popovich. Dessa forma, Nicolas Laprovittola começou o jogo como titular e teve boa atuação, com sete pontos em 18 minutos. Além dele, quem mais uma vez apresentou uma ótima forma vindo do banco foi Patty Mills.

O australiano mostrou porque é um dos melhores reservas da temporada. Foram 23 pontos, quatro assistências, três rebotes e um roubo de bola em 29 minutos para Mills, que converteu cinco dos seis arremessos de três pontos que tentou durante o clássico texano.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Patty Mills – 23 pontos 4 assistências e 3 rebotes

Kawhi Leonard – 21 pontos, 7 rebotes e 2 roubos de bola

Danny Green – 11 pontos e 3 rebotes

Dewayne Dedmon – 6 pontos, 10 rebotes, 3 tocos e 2 roubos de bola

Dallas Mavericks

Wesley Matthews – 26 pontos e 2 roubos de bola

Harrison Barnes – 17 pontos

Seth Curry – 14 pontos

Andrew Bogut – 4 pontos, 12 rebotes e 5 assistências

Spurs (14-4) vs Magic (7-11) – Só valeu pela homenagem

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif83×95

Em dia marcado pela comoção pelo acidente com o avião que levava o elenco da Chapecoense para a Colômbia, o San Antonio Spurs mostrou classe e fez sua parte nessa terça-feira (29), quando recebeu o Orlando Magic. Porém, depois que a bola subiu, o time texano fez feio e perdeu para a equipe da Flórida por 95 a 83, desperdiçando boa chance para emplacar sua décima vitória seguida. Vamos, a seguir, aos destaques da partida.

O melhor momento do jogo (Reprodução/twitter.com/spurs)

O melhor momento do jogo (Reprodução/twitter.com/spurs)

Força, chape!

Antes do início da partida, os jogadores dos dois times respeitaram um minuto de silêncio enquanto o símbolo da Chapecoense era exibido no telão do AT&T Center. Antes, durante o dia, Nicolás Laprovittola, que jogou no Flamengo, e Pau Gasol demonstraram solidariedade por meio do Twitter. Foram os únicos momentos do dia em que sentimos orgulho do elenco…

Nem Leonard salvou (Reprodução/nba.com/magic)

Nem Leonard salvou (Reprodução/nba.com/magic)

Mandante problemático

O Spurs venceu as dez partidas que fez como visitante na temporada 2016/2017 da NBA e é a única equipe que continua invicta fora de casa. Porém, no AT&T Center, ginásio em que foi derrotado só uma vez na última fase de classificação, o time texano perdeu quatro dos oito duelos feitos, pior marca entre os nove primeiros colocados da Conferência Oeste. Contra o Magic, que é atualmente o 11º colocado na Conferência Leste, esperava-se uma vitória fácil…

Pelo menos isso

A única boa notícia da partida dessa terça-feira foi o retorno de Dewayne Dedmon. Depois de ter perder seis jogos para se recuperar de uma lesão no joelho esquerdo, o pivô reserva voltou justamente contra seu ex-time e mostrou a eficiência de sempre, com seis pontos, oito rebotes e dois tocos em apenas 17 minutos. Pena que seu retorno não foi o bastante…

Carrasco de sempre

Quem achava que Serge Ibaka pararia de infernizar o Spurs depois de sair do Oklahoma City Thunder viu que estava enganado nessa terça-feira. Mesmo com o retorno de Dedmon, o ala-pivô adversário conseguiu se destacar, anotando 18 pontos, sete rebotes e duas roubadas de bola e deixando a quadra como cestinha do Magic. Pesadelo que parece não ter fim.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 21 pontos e 2 roubos de bola

LaMarcus Aldridge – 16 pontos, 6 rebotes e 3 assistências

Manu Ginobili – 13 pontos, 6 rebotes, 3 assistências e 2 roubos de bola

Orlando Magic

Serge Ibaka – 18 pontos, 7 rebotes e 2 roubos de bola

Evan Fournier – 13 pontos, 7 assistências, 3 rebotes e 2 roubos de bola

Nikola Vucevic – 12 pontos, 10 rebotes e 2 roubos de bola

Aaron Gordon – 11 pontos e 3 rebotes

Elfrid Payton – 10 pontos, 4 assistências, 3 rebotes e 3 roubos de bola