Arquivo da categoria: Resumo de Jogos

Spurs (7-7) vs Clippers (9-5) – Saudade de casa

sanantoniospurs111×116Resultado de imagem para los angeles clippers

Depois de sofrer revés para o Phoenix Suns, o San Antonio Spurs continuou sua sequência fora de casa e enfrentou o Los Angeles Clippers na Califórnia nessa quinta-feira (15%. Os texanos correram atrás o jogo inteiro, mas no fim não conseguiram a vitória e pioraram ainda mais o seu retrospecto como visitante no ano. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Fora de casa, Spurs não conseguiu bater o Clippers (Reprodução/nba.com/twitter)

Atrás do resultado

Logo no começo, o Spurs ficou atrás no placar. A partir daí, os texanos jogaram buscando alcançar os angelinos e, em dado momento, até chegaram à liderança. Porém, o alvinegro não conseguiu se manter na frente, e no fim da partida, após desperdício de bola decisivo de DeMar DeRozan, o time de San Antonio sofreu mais um revés, o terceiro consecutivo.

Sumido

LaMarcus Aldridge não foi bem na partida contra o Suns, disputada na véspera da derrota para o Clippers. O time esperava uma resposta do ala-pivô, mas mais uma vez ele decepcionou. Com uma partida fraca ofensivamente, com aproveitamento ruim e sem conseguir ir para a linha do lance livre até o último quarto, o camisa #12 não contribuiu muito. Defensivamente, apesar de conseguir pegar muitos rebotes, o astro pareceu totalmente perdido, não soube se posicionar nos pick and rolls adversários e muitas vezes não esteve no aro para conter infiltrações.

Na pior hora

DeRozan jogou bem de novo. O camisa #10 foi o cestinha da equipe e conseguiu cestas importantes, que mantiveram o time no jogo. Porém, no fim da partida, o astro foi quem desperdiçou a última posse relevante do Spurs, acabando de vez com as expectativas da vitória.

Sequência difícil

O Spurs não está bem fora de casa e encontra-se em uma sequência difícil. Com a série de três partidas na estrada encerrada, os texanos voltam para casa para receber o Golden State Warriors e depois disso já voltam a viajar para encarar pedreiras como New Orleans Pelicans, Indiana Pacers e Milwaukee Bucks. O mês de novembro vai ser um dos piores da história recente do alvinegro, e um recorde negativo ao fim do período não é uma possibilidade distante.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 34 pontos, 6 rebotes e 5 assistências

Rudy Gay – 19 pontos e 6 rebotes

Bryn Forbes – 17 pontos

Patty Mills – 12 pontos, 5 assistências e 4 rebotes

Los Angeles Clippers

Lou Williams – 23 pontos

Tobias Harris – 18 pontos, 8 rebotes e 5 assistências

Danilo Gallinari – 19 pontos

Montrezl Harrell – 14 pontos, 6 rebotes e 5 assistências

Anúncios

Spurs (7-6) @ Suns (3-11) – Derrota preocupante

 96×116

Na noite dessa quarta-feira (14), o San Antonio Spurs visitou o Phoenix Suns e perdeu para o adversário pelo placar de 116 a 96. Foi a quarta derrota da equipe texana em seis jogos como visitante na temporada 2018/2019, número preocupante para uma franquia com sucesso na estrada em sua história recente. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Spurs não foi páreo para o Suns (Reprodução/twitter.com/Suns)

Corrida decisiva

No começo do terceiro quarto, o Spurs perdia por apenas um ponto de diferença. Foi então que cestas de Jamal Crawford, que marcou dez dos seus 11 pontos na parcial, e TJ Warren, cestinha da partida com 27 pontos, fizeram com que o Suns se desgarrasse e não mais olhasse para trás. Restando 6:42 para o fim da partida, o ala da equipe de Phoenix converteu arremesso e fez seu time abrir 105 a 85, abrindo a mesma diferença que o placar final mostrou.

Cadê a defesa?

Até aqui, o Spurs permite 108,2 pontos por exibição aos seus adversários, oitava melhor marca da NBA na temporada. Apesar dos números parecerem algo positivo, a marcação do time tem oscilado bastante na campanha e foi péssima contra o Suns. “Fomos terríveis defensivamente. Não tornamos nada desconfortável para eles. Eles mantiveram o ritmo deles e dispararam. Não podemos deixar isso acontecer, e tudo começa na defesa”, disse DeMar DeRozan, após o jogo, segundo reportagem da emissora americana ESPN. O ala-armador terminou a partida com 24 pontos, cinco rebotes e quatro assistências e foi o destaque da equipe.

Largada negativa

Ainda sem se entender muito bem com DeRozan, que tem atuado como armador do time titular, LaMarcus Aldridge teve uma das suas piores partidas com a camisa do Spurs. Enfrentando sempre marcação dupla no poste baixo, registrou somente seis pontos e 12 rebotes, errando nove dos 12 arremessos de quadra que tentou. A equipe de San Antonio precisa do ala-pivô em sua melhor forma se quiser sonhar com alguma coisa nessa temporada.

Desfaques

O Spurs volta à quadra já nesta quinta-feira, quando visita o Los Angeles Clippers. Por se tratar do primeiro jogo de um back-to-back, Rudy Gay foi poupado contra o Suns. O ala engrossou a lista de desfalques, que conta ainda com Lonnie Walker, fora ao menos até dia 17, Pau Gasol, fora ao menos até dia 18, e Dejounte Murray, que só deve voltar na próxima temporada.

Destaques da partida 

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 24 pontos, 5 rebotes e 4 assistências

Derrick White – 16 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Bryn Forbes – 13 pontos

Marco Belinelli – 10 pontos e 3 rebotes

Phoenix Suns

TJ Warren – 27 pontos, 4 rebotes e 3 roubos de bola

Isaiah Canaan – 19 pontos e 4 rebotes

DeAndre Ayton – 17 pontos, 10 rebotes e 3 assistências

Josh Jackson – 14 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Jamal Crawford – 11 pontos e 4 assistências

Spurs (7-5) @ Kings (8-6) – Tabu quebrado

 

99×104

Após vencer o Houston Rockets nesse sábado, o San Antonio Spurs voltou a entrar em quadra na noite dessa segunda-feira (12) e perdeu para o Sacramento Kings fora de casa por 104 a 99. A derrota marcou o fim de uma sequência de 14 triunfos seguidos dos comandados de Gregg Popovich sobre a equipe da Califórnia. Vamos, a seguir, aos destaque do confronto.

Willie Cauley-Stein terminou o duelo com double-double (Foto: Reprodução/Sacramento Kings Twitter)

A importância do resultado para eles

14 jogos em cerca de quatro anos. Foi isso que durou a hegemonia do Spurs sobre o Kings. Porém, mais do que a quebra do tabu em si, o triunfo representa muito para a franquia da Califórnia. A equipe encerrou série de quatro jogos em casa após perder para o Los Angeles Lakers, no domingo, jogando abaixo do esperado. Na ocasião, distribuiu só nove assistências ao todo. Contra o alvinegro, foram 27. São números expressivos diante de um adversário tradicional, vindo de um elenco formado por jovens promessas. Além disso, o banco dos mandantes fez 45 pontos e foi superior ao dos visitantes, que anotou 32. Vale lembrar que boa parte do plantel do time de Sacramento estava no colégio no dia 15 de novembro de 2014, quando a última conquista sobre Pop e companhia aconteceu.

Frio

No geral, o jogo foi equilibrado. Nenhuma equipe desgarrou. Apesar de ter liderado a terceira parcial, o Kings não abalou o Spurs como gostaria. “Houve apenas um monte de falta de comunicação, troca de posse e muitas coisas que nos fizeram desmoronar. Eles tiraram vantagem disso e acertaram os três chutes quando precisaram. Eles nos exploraram e nos fizeram virar a posse quando cometemos um erro”, disse DeMar DeRozan.

O Kings aproveitou o tiro frio do Spurs no terceiro período para assumir o controle. O time de San Antonio fez mais lances livres, oito, do que cestas de quadra, seis, na parcial, que acabou empatada em 21 pontos. No último quarto, o alvinegro até tentou deslanchar, conseguindo o empate em 90 pontos a 5:11 do fim, mas a equipe acabou esfriando e converteu apenas mais três arremessos até o estouro final do cronômetro, todas eles de três pontos.

Departamento médico

Pau Gasol, com dores no pé esquerdo, perdeu seu terceiro jogo consecutivo. Já Rudy Gay, que passou três anos com o Kings antes de assinar com o Spurs na temporada passada, voltou após perder três jogos com dores no calcanhar direito. O ala anotou 14 pontos e nove rebotes.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 23 pontos e 8 assistências

LaMarcus Aldridge – 14 pontos, 18 rebotes e 3 tocos

Rudy Gay – 14 pontos e 9 rebotes

Derrick White – 11 pontos e 5 assistências

Bryn Forbes – 10 pontos e 4 assistências

Sacramento Kings

Bogdan Bogdanovic – 22 pontos e 3 assistências

De’Aaron Fox – 19 pontos e 7 assistências

Buddy Hield – 14 pontos e 4 assistências

Willie Cauley-Stein – 13 pontos e 13 rebotes

Harry Giles – 12 pontos e 6 rebotes

Nemanja Bjelica – 11 pontos e 6 rebotes

Spurs (7-4) vs Rockets (4-7) – Vitória no clássico

 96×89

Nesse sábado, o San Antonio Spurs recebeu o Houston Rockets, rival da Divisão Sudoeste, e venceu o confronto pelo placar de 96 a 89. Vamos, a seguir, aos destaques da partida.

Forbes e Aldridge fizeram bom jogo (Reprodução/twitter.com/spurs)

Força dos astros

O Spurs entrou em quadra com Derrick White, Bryn Forbes, DeMar DeRozan, Dante Cunningham e LaMarcus Aldridge como quinteto inicial. Como de costume, DeRozan e Aldridge guiaram a equipe rumo à vitória. O primeiro anotou somente 13 pontos contra o Rockets, mas compensou ao registrar também 11 rebotes e três assistências. O ala-pivô, por sua vez, deixou a quadra com 27 pontos e dez rebotes, sendo o destaque do alvinegro no clássico em questão.

Chance para o novato

Com as lesões de Pau Gasol e Jakob Poeltl, Chimezie Metu teve a chance de integrar a segunda unidade ao lado de Patty Mills, Marco Belinelli, Quincy Pondexter e Davis Bertans logo após ser chamado de volta da G-League. O novato ficou em quadra por 12 minutos e registrou dois rebotes, ambos ofensivos, e um toco. Errou o único arremesso de quadra que arriscou.

Baixa pontuação e White decisivo

A expectativa de alta pontuação, principalmente por conta da característica do Rockets, foi negada no primeiro quarto. Foram apenas 41 pontos somados vantagem mínima pros visitantes, que terminaram a parcial vencendo por 21 a 20. A segunda parte do primeiro tempo teve mais pontos, e Forbes assumiu as rédeas com três bolas de três no período. Na volta do intervalo, o jogo desgarrou em dois momentos a favor dos donos da casa, mas em ambas o time de James Harden equilibrou as ações. Nos 12 minutos finais, o clássico seguiu equilibrado até decisiva bola de 3 de White, garantindo o triunfo e marcando o fim da série de derrotas do Spurs.

Próximo jogo

Em seu próximo compromisso, o Spur voltam a jogar fora de casa. Dessa vez a parada é contra o Sacramento Kings na madrugada de segunda para terça-feira, à 01:00 (de Brasília).

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 27 pontos e 10 rebotes

Derrick White – 14 pontos, 8 assistências, 4 rebotes e 2 roubos de bola

DeMar DeRozan – 13 pontos, 11 rebotes e 3 assistências

Bryn Forbes – 13 pontos e 5 rebotes

Houston Rockets

James Harden – 25 pontos, 6 rebotes, 3 assistências, 2 roubos de bola e 2 tocos

Eric Gordon – 23 pontos, 4 rebotes e 2 roubos de bola

Chris Paul – 13 pontos, 4 assistências, 4 rebotes e 3 roubos de bola

Clint Capela – 12 pontos, 17 rebotes e 2 tocos

Spurs (6-4) vs Heat (5-5) – Noite Difícil

sanantoniospurs88×95Imagem relacionada

Após ser derrotado pelo Orlando Magic, o San Antonio Spurs enfrentou o Miami Heat, também da Flórida, e não conseguiu mudar o resultado, perdendo para o Miami Heat por 95 a 88, nessa quarta-feira (8), com um roteiro parecido. Veja, a seguir, os detalhes do confronto.

Photos from Wednesday's game versus the Miami Heat

Patty Mills foi um dos destaques do Spurs na derrota (Reprodução/NBA.com/Spurs)

Começo devagar

A equipe de San Antonio entrou em quadra com uma atuação apática e logo no início da partida já estava em situação complicada. Com cinco tocos de Hassan Whiteside, o Heat liderava por 15 a 4 quando Gregg Popovich resolveu trocar todo o quinteto, acionando a segunda unidade. Foi, então, que o Spurs teve um pequeno lampejo, mas não o suficiente para tirar a diferença aberta pelos mandantes. Outro momento bom só foi surgir no último período, quando já era tarde.

Fagulha

Photos from Wednesday's game versus the Miami Heat

Forbes teve bons momentos  (Reprodução/NBA.com/Spurs)

Patty Mills foi um dos responsáveis por manter o Spurs no jogo em diversos momentos e surpreendeu em uma função que geralmente não precisa exercer. Com 11 pontos seguidos no primeiro quarto, impediu que a partida fosse um atropelo ainda maior. Infelizmente, o australiano teve sua melhor atuação da temporada em uma ocasião que será lembrada negativamente.

Sem Resposta

Hassan Whiteside abusou da defesa do Spurs. O pivô conseguiu desequilibrar o jogo de maneira totalmente inesperada. Quando os texanos atacavam, ele estava sempre embaixo do aro realizando uma proteção excelente, como mostra seu número de tocos. No ataque, o camisa 21 dominou o garrafão alvinegro, e ninguém foi capaz de neutralizá-lo durante o jogo.

Promissor

Enfim recuperado de lesão, Derrick White não viu tanta ação quanto era esperado, mas sua estréia na temporada trouxe sinais promissores.

No ataque, o armador se mostrou paciente e disposto a encontrar sempre um bom arremesso para os companheiros, apesar de ter mostrado uma tendência a infiltrar sempre para passar, sem buscar a cesta. Na marcação, o camisa #4 está sofrendo uma certa pressão. É esperado que o seu retorno transforme a defesa do time, o que não irá ocorrer, apesar de suas contribuições terem sido certamente positivas. Resta esperar para ver como o segundanista irá se portar nessa temporada, na qual terá uma função mais importante.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Patty Mills – 20 pontos

Davis Bertans – 19 pontos

DeMar DeRozan – 18 pontos, 14 rebotes e 8 assistências

Bryn Forbes – 12 pontos

Miami Heat

Hassan Whiteside – 29 pontos, 20 rebotes e 9 tocos

Wayne Ellington – 20 pontos

Josh Richardson – 14 pontos, 5 assistências e 5 rebotes