Arquivo da categoria: Resumo de Jogos

Spurs (27-36) vs Mavericks (39-27) – Redenção

119×109

Depois de perder para o Cleveland Cavaliers, o San Antonio Spurs quase viu o Dallas Mavericks completar a varrida na noite desta terça-feira (10). A partida se desenhava para mais uma derrota do alvinegro, mas o coletivo falou mais alto no fim, e os comandados de Gregg Popovich conseguiram reagir e vencer o duelo por 119 a 109. Confira, a seguir, os destaques da noite.

Ao todo, sete jogadores do Spurs fizeram duplo dígitos (Foto: Reprodução/Facebook/Spurs)

Bem-vindo de volta

LaMarcus Aldridge retornou ao Spurs após seis jogos. Sua última aparição havia sido dia 23 de fevereiro, e parece que o hiato das quadras o afetaria de imediato. Bobagem. Após converter apenas dois dos seus sete primeiros arremessos de quadra, o ala-pivô consegui corrigir a mão torta e terminou a partida com importantes 24 pontos, errando somente três das últimas 12 bolas que tentou.

“Ainda não parece 100%, mas eu superei. Fiz alguns arremessos para nós no fim do jogo, mas definitivamente não parece voltar atrás, com certeza”, disse o camisa #12, sobre a lesão no seu ombro direito.

O Spurs que a gente conhece

O Mavericks é um adversário forte – tanto que a partida só foi resolvida no fim. Porém, o coletivo do Spurs acabou falando mais alto, e o time se empolgou a ponto de sete jogadores do elenco fazer duplos dígitos de pontuação.

“Eu acho que todo mundo quis jogar agressivamente, e eles foram atrás e buscaram o resultado”, disse Pop.

O Spurs conseguiu sua primeira liderança na partida com uma bola de três pontos de Rudy Gay no primeiro minuto do último quarto. A partir daí, a equipe estendeu a liderança para sete pontos no minuto seguinte. Uma bola longa de Marco Belinelli fez o time abrir 101 a 90 com 7:24 por jogar. O alvinegro segurou o rival a cinco pontos e sofreu somente uma cesta nos oito arremessos de quadra do oponente nos cinco primeiros minutos da parcial final.

Ainda dá?

Quatro jogos separam o Spurs do oitavo colocado da Conferência Oeste, o Memphis Grizzlies. De qualquer forma, será histórico. Conseguirá o time de Pop uma recuperação incrível e se classificar para a pós-temporada pela 23ª vez consecutiva? Ou ficará fora dos playoffs da liga após mais de duas décadas? De qualquer forma, a vitória sobre o Mavs deu motivos para a torcida comemorar depois de uma das piores campanhas dos últimos 20 anos.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 24 pontos e 3 roubos de bola

Rudy Gay – 17 pontos e 4 rebotes

Marco Belinelli – 16 pontos e 4 rebotes

Derrick White – 14 pontos, 9 assistências, 7 rebotes e 4 tocos

Trey Lyles – 14 pontos e 11 rebotes

DeMar DeRozan – 13 pontos e 12 assistências

Patty Mills – 12 pontos e 3 assistências

Dallas Mavericks

Luka Doncic – 38 pontos, 8 assistências e 7 rebotes

Tim Hardaway Jr – 20 pontos, 7 rebotes e 3 assistências

Dorian Finney-Smith – 15 pontos e 4 rebotes

Maxi Kleber – 12 pontos, 5 rebotes e 3 assistências

Spurs (26-36) @ Cavaliers (19-45) – Melancólico

129×132

A temporada 2019/2020 vai chegando ao fim de maneira melancólica para o San Antonio Spurs. Nesse domingo (8), o time texano visitou o Cleveland Cavaliers e perdeu por 132 a 129 na prorrogação, sendo varrido pela equipe de Ohio. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Atuação de Gay não foi o bastante (Reprodução/nba.com/spurs)

Haja apito

A primeira metade do jogo teve protagonismo dos árbitros, que marcaram 33 faltas. Apesar disso, tanto Gregg Popovich quanto DeMar DeRozan reclamaram ao fim da partida, queixando-se do excesso de contato em infiltrações do ala-armador. O camisa #10 cobrou 12 lances livres na partida e errou somente um.

Haja desfalque

Foi o sexto jogo seguido que o Spurs disputou sem LaMarcus Aldridge, que se recupera de uma lesão no ombro direito. Jakob Poeltl e Marco Belinelli continuaram engrossando a lista de desfalques do time alvinegro, e Lonnie Walker também não conseguiu ir à quadra.

Buraco no garrafão

As ausências de Aldridge e Poeltl facilitaram a vida de Andre Drummond, que voltou de lesão anotando 28 pontos, 17 rebotes e três tocos. Seu reserva, Larry Nance Jr., também se destacou ao registrar 19 pontos e dez rebotes.

Renascendo?

Um dos poucos lados bons do Spurs no jogo foi mais uma boa atuação de Rudy Gay, que parece estar recuperando a forma técnica nas últimas partidas. O ala deixou a quadra com 19 pontos, nove rebotes e dois tocos e converteu o arremesso que forçou a prorrogação.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 25 pontos, 8 rebotes, 4 assistências e 2 roubos de bola

Rudy Gay – 19 pontos, 9 rebotes e 2 tocos

Bryn Forbes – 19 pontos

Dejounte Murray – 17 pontos, 7 rebotes, 6 assistências e 6 roubos de bola

Derrick White – 17 pontos e 3 assistências

Trey Lyles – 13 pontos e 9 rebotes

Cleveland Cavaliers

Andre Drummond – 28 pontos e 17 rebotes

Collin Sexton – 26 pontos e 4 assistências

Larry Nance Jr. – 19 pontos e 10 rebotes

Cedi Osman – 19 pontos, 6 assistências, 4 rebotes e 2 roubos de bola

Kevin Love – 14 pontos, 18 rebotes e 3 assistências

Matthew Dellavedova – 14 pontos e 11 assistências

Alfonzo McKinnie – 10 pontos e 5 rebotes

Spurs (26-35) @ Nets (28-34) – Constrangedor

120×139

Nessa sexta-feira (6), o San Antonio Spurs visitou o Brooklyn Nets e foi atropelado pelo adversário, perdendo por 139 a 120. O único lado bom de assistir ao jogo foi finalmente poder ver os novatos da franquia texana em ação. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Atuação de DeRozan não foi o bastante (Reprodução/nba.com/spurs)

Nem deu para sonhar

O primeiro quarto não estava nem na metade quando Gregg Popovich gastou seu segundo tempo técnico, já que o Spurs perdia por 20 a 6. A estratégia não funcionou, e o Nets venceu a primeira parcial por 41 a 22. O time da casa chegou a abrir 33 pontos de vantagem a marcou 45 pontos no terceiro período, estabelecendo um novo recorde da franquia e impedindo qualquer chance de reação do alvinegro. Após o jogo, o técnico da equipe texana criticou a postura dos seus comandados na defesa.

Mais raro que cometa

O único lado bom da acachapante derrota foi a rara oportunidade de ver os novatos do Spurs em ação. O destaque foi Keldon Johnson, que registrou 13 pontos e cinco rebotes nos 21 minutos em que esteve em quadra. Luka Samanic atuou por 12 minutos e obteve três assistências e dois rebotes, e Quinndary Weatherspoon jogou 11 minutos e anotou uma assistência e um rebote.

Plantão médico

O Spurs voltou a entrar em quadra sem LaMarcus Aldridge, Jakob Poeltl e Marco Belinelli, todos machucados. Desfalque mais sentido, o camisa #12 foi vítima do azar. Segundo Pop, o ala-pivô estava perto de voltar após sofrer uma lesão no ombro direito, mas se enroscou na rede da cesta durante um treino e voltou a sentir o problema.

Virou piada

Tim Duncan voltou ao cargo de assistente técnico após estrear como treinador principal na vitória sobre o Charlotte Hornets, substituindo Pop, liberado para resolver problemas pessoais. Os torcedores do Nets aproveitaram-se das ausências de Aldridge e Poeltl e fizeram piada com o assunto, gritando em coro “Vá para o jogo, Timmy”.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 24 pontos, 9 assistências e 5 rebotes

Derrick White – 19 pontos e 3 tocos

Dejounte Murray – 19 pontos

Rudy Gay – 15 pontos e 6 rebotes

Keldon Johnson – 13 pontos e 5 rebotes

Brooklyn Nets

Caris LeVert – 27 pontos, 11 rebotes e 10 assistências

Joe Harris – 20 pontos e 4 rebotes

Spencer Dinwiddie – 19 pontos e 9 assistências

Timothe Luwawu-Cabarrot – 19 pontos

Chris Chiozza – 13 pontos, 6 rebotes e 3 assistências

Taurean Prince – 13 pontos e 5 rebotes

DeAndre Jordan – 12 pontos e 10 rebotes

Jarrett Allen – 12 pontos e 8 rebotes

Spurs (26-34) @ Hornets (21-40) – Ave, Duncan

104×103

Sem Gregg Popovich, fora por motivos pessoais, o San Antonio Spurs teve Tim Duncan como técnico na vitória por 104 a 103 sobre o Charlotte Hornets, nessa terça-feira (3), em jogo disputado na Carolina do Norte. Com o resultado, o alvinegro fica a 3,5 jogos de distância do Memphis Grizzlies, oitavo colocado na Conferência Oeste. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

DeRozan observado de perto por Duncan (Reprodução/nba.com/spurs)

Terno e gravata

A ausência de Pop fez com que Duncan fosse nomeado treinador principal do Spurs na partida contra o Hornets. Depois da partida, o ídolo da franquia texana dividiu os méritos do resultado com os assistentes Becky Hammon, Will Hardy e Mitch Johnson.

“Verdade seja dita: eu não estava no lugar principal. Temos Becky, Will e Mitch. Mitch fez a preleção para nós, Becky e Will estavam fazendo todos os ajustes, e eu era o único que só estava lá de pé gritando com as pessoas”, afirmou Duncan, após a partida.

Suado

O Spurs começou o jogo perdendo por 12 a 2 e chegou a estar 17 pontos atrás do Hornets em determinado momento da partida. Aos poucos, o alvinegro foi entrando no jogo até que conseguiu virar, entrando no último quarto vencendo por 77 a 76. O time texano abriu seis pontos, mas permitiu uma pequena reação dos mandantes. A equipe da casa ainda teve a chance de dar o último arremesso, mas sem sucesso.

Chamou a responsabilidade

Em uma noite em que o Spurs não contou com LaMarcus Aldridge, Jakob Poeltl e Marco Belinelli, coube a Dejounte Murray chamar a responsabilidade e comandar a vitória do time. O jovem armador deixou a quadra com 21 pontos, seis assistências, cinco rebotes e duas roubadas de bola, sendo assim o cestinha da partida.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Dejounte Murray – 21 pontos, 6 assistências, 5 rebotes e 2 roubos de bola

Bryn Forbes – 15 pontos

Patty Mills – 13 pontos e 2 roubos de bola

DeMar DeRozan – 12 pontos, 10 assistências e 5 rebotes

Derrick White – 12 pontos, 2 roubos de bola e 2 tocos

Rudy Gay – 10 pontos e 7 rebotes

Charlotte Hornets

Terry Rozier – 20 pontos, 6 rebotes e 5 assistências

PJ Washington – 19 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Miles Bridges – 15 pontos e 7 rebotes

Cody Martin – 13 pontos, 5 rebotes, 4 assistências e 2 roubos de bola

Caleb Martin – 12 pontos e 3 rebotes

Spurs (25-34) vs Pacers (37-24) – Situação complicada

111×116

Depois de vencer o Orlando Magic por um placar apertado, o San Antonio Spurs novamente fez uma exibição decidida somente nos instantes finais, mas desta vez acabou superado pelo Indiana Pacers por 116 a 111, em partida disputada no AT&T Center na noite desta segunda-feira (2). Confira, a seguir, os destaques do confronto.

Trey Lyles foi bem mais uma vez, mas não foi o bastante (Foto: NBA/Getty Images)

Recorde ameaçado

São duas décadas marcando presença na pós-temporada, sendo que cinco terminaram com título. Mas desta vez parece que a vaga entre os oito primeiros da Conferência Oeste está distante. Com mais uma derrota, a oitava nos últimos 11 compromissos, o Spurs agora fica a cinco vitórias de distância do Memphis Grizzlies, oitavo colocado. Ainda estão na briga Portland Trail Blazers, New Orleans Pelicans e Sacramento Kings.

Por entre os dedos, de novo

O Spurs perdia por 84 a 69 com 4:30 por jogar no terceiro quarto antes de se reabilitar. O time da casa buscou um placar de 102 a 98 restando 6:44 para o fim da partida graças a bolas de três pontos de Patty Mills e Lonnie Walker IV e uma jogada enfática do ala-armador.

Porém, após liderar por 15 pontos e ter um apagão, o Pacers voltou ao jogo no último quarto. No lance decisivo do duelo, perdendo por três pontos, o Spurs teve a sua chance com Mills achando Trey Lyles debaixo do garrafão. O pivô subiu, mas a arbitragem deu apenas toco do jogador adversário. Assim se desenhou o resultado final.

Loonie Skywalker

Quem acompanhou o jogo pela transmissão americana se empolgou como o narrador com o desempenho de Loonie Walker IV. O jovem de cabelos estilosos mostrou que tem a tal da ‘nasty‘ que Gregg Popovich pediu há alguns anos aos seus comandados ao insistir em um roubo de bola que culminou em assistência. Pura garra.

Em outro lance, Walker levantou a torcida com a enterrada que empatou o jogo em 96 pontos com 7:51 restantes. “Você tem que ter essa mentalidade de ser apenas um assassino. Tentar dominar e fazer o que puder. Se eu tenho uma cabeça cheia de vapor e ninguém está realmente comigo, nove em cada dez vezes eu posso pular com o melhor deles. Então, boa sorte tentando me bloquear”, declarou o camisa #1.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Patty Mills – 24 pontos e 3 roubos de bola

Trey Lyles – 20 pontos e 6 rebotes

Bryn Forbes – 14 pontos

Rudy Gay – 13 pontos e 4 rebotes

Dejounte Murray – 11 pontos, 7 rebotes e 4 assistências

Indiana Pacers

Malcolm Brogdon – 26 pontos, 7 assistências e6 rebotes

T.J. Warren – 23 pontos e 7 rebotes

Myles Turner – 17 pontos, 5 rebotes e 4 tocos

Domantas Sabonis – 14 pontos, 11 rebotes e 5 assistências

Doug McDermott – 14 pontos e 5 rebotes