Arquivo da categoria: Resumo de Jogos

Spurs (45-26) vs Thunder (41-31) – Lavada

 130x91

Após uma derrota difícil de digerir diante dos rivais Dallas Mavericks, na noite desta quarta-feira (25), o Spurs aplicou, sem sua casa,  uma vitória de lavar a alma diante do Oklahoma City Thunder, consolidando o 6º lugar na Conferência Oeste com 45 vitórias e 26 derrotas. Vamos conferir os detalhes da ampla vitória do Spurs.

Belíssima atuação coletiva do San Antonio Spurs (Reprodução/nba.com/spurs)

Ataque inspirado

No final do terceiro quarto, o Spurs já havia alcançado a impressionante marca de 100 pontos na partida. Durante toda a partida, se pode assistir o ataque engrenado em seu mais alto nível, como vimos por vezes na última temporada vitoriosa. Prova disso é o excelente aproveitamento nos arremessos – incríveis 58 % dos arremessos de 2 pontos e 62% dos de 3 – que quase sempre eram tentados após uma excelente movimentação coletiva até encontrar um companheiro livre. Até Tim Duncan converteu uma bola de 3 pontos! Sem dúvidas, foi a melhor exibição do San Antonio Spurs na atual temporada.

Tony Parker em ação (Reprodução/nba.com/spurs)

Jogo coletivo

Nada de individualidades. Para o jogo do San Antonio Spurs fluir, todos precisam contribuir. Foi isto que vimos na vitória de ontem, com 7 jogadores atingindo fazendo 10 ou mais pontos. Sem contar que o brasileiro Tiago Splitter esteve a um ponto apenas de atingir os dígitos duplos, contribuindo com 9 pontos e 4 rebotes.

Pararam a fera

Russell Westbrook bem que tentou, mas não era a noite do seu time. O candidato a MVP esteve muito abaixo do seu normal, contribuindo com “apenas” 16 pontos – tem média de 27,3 na temporada – e convertendo apenas 31% dos arremessos que tentou. Além disso, foram 4 desperdícios de bola, numa atuação não tão inspirada do craque.

Parker em forma

Como já percebemos durante toda a temporada, para o Spurs estar em sua melhor forma, Tony Parker também precisa estar. Depois de atuação fraca diante do Mavs, o francês voltou com a pontaria afiada e fome de bola, e comandou sua equipe com 21 pontos – cestinha da partida – e 6 assistências.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 21 pontos e 6 assistências

Kawhi Leonard – 14 pontos, 5 rebotes e 5 assistências

Boris Diaw – 19 pontos e 6 rebotes

Tim Duncan – 16 pontos e 6 rebotes

Jeff Ayres  -10 pontos e 8 rebotes

Patty Mills – 11 pontos e 3 assistências

Oklahoma City Thunder

Russell Westbrook – 16 pontos, 4 rebotes e 7 assistências

Enes Kanter – 16 pontos e 10 rebotes

Dion Waiters – 14 pontos e 2 rebotes

Spurs (44-26) @ Mavericks (45-27) – Superados pelos rivais

 94×101

Num duelo texano repleto de rivalidade, o San Antonio Spurs caiu diante do Dallas Mavericks, na noite desta terça-feira (24). A partida, disputada na casa dos rivais, foi o terceiro confronto entre as equipes na temporada, e a segunda vitória do adversários nestes compromissos. Na sexta-feira (27), o alvinegro terá a oportunidade de vingança, já que encara novamente o oponente, mas agora em seus domínios. Confira aqui todos os destaques do jogo.

Tiago Splitter não repetiu as boas atuações dos últimos jogos (Reprodução/nba.com/spurs)

Legião estrangeira

Um dos fortes da equipe de San Antonio, atual campeã da NBA, sempre foi a legião de estrangeiros que o elenco possui. Contra o Mavs, entretanto, os gringos foram mal, e os únicos dois atletas que se destacaram na pontuação são, surpreendentemente, norte-americanos. Kawhi Leonard e Danny Green, com 19 e 17 pontos, respectivamente, foram os poucos jogadores do time alvinegro que atingiram os dígitos duplos em pontuação.

Carrasco

Kawhi foi bem, mas faltou ajuda (Reprodução/nba.com/spurs)

Monta Ellis já é um bom jogador, isto todos sabemos. Mas desde a volta das equipes da parada para o All-Star Game, o ala-armador teve uma queda de produção muito grande, arremessando muito e acertando pouco. Na última partida que havia também terminado com vitória do Mavs, Ellis saiu de quadra com 38 pontos. Nesta terça, o feito foi repetido, e o jogador anotou exatos 38 pontos novamente. A facilidade com que penetrou no garrafão texano é motivo de preocupação para os próximos jogos do time de San Antonio.

Primeiro quarto arrasador. E só

A equipe de San Antonio teve um início empolgante, impondo o seu jogo e terminando o primeiro quarto vencendo por 29 a 17, sem cometer nenhum turnover. Mas a boa atuação terminou por aí. Ao intervalo, a vantagem já havia diminuído para três pontos, e o Mavericks conseguiu virar a partida na segunda metade e dominá-la com facilidade.

Kawhi “bate carteira”

Apesar da derrota, vale mencionar os quatro roubos de bola de Kawhi Leonard, que lidera a liga no quesito, com média de 2,3 por jogo. Desde o início da carreira, o ala já demonstrou ser um defensor de elite, mas seu desenvolvimento neste aspecto tem empolgado.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard -19 pontos, 9 rebotes e 4 roubos de bola

Danny Green- 17 pontos e 4 rebotes

Tim Duncan – 6 pontos, 7 rebotes e 2 tocos

Dallas Mavericks

Monta Ellis – 38 pontos e 5 assistências

Dirk Nowitzki – 15 pontos e 13 rebotes

Chandler Parsos – 15 pontos, 6 rebotes e 4 assistências

Spurs (44-25) @ Hawks (53-17) – Criador e criatura

 114×95

Quando San Antonio Spurs e Atlanta Hawks se enfrentaram pela primeira vez na temporada, com vitória texana, era cedo demais. O adversário nem sequer era a grande surpresa da temporada, e o trabalho de Mike Budenholzer, ex-assistente de Gregg Popovich no alvinegro, ainda não era elogiado e comparado ao plano tático do atual campeão da NBA. No encontro entre as equipes, neste domingo (22), no entanto, tudo isso já estava na mesa. E o criador mostrou ser superior à criatura e venceu por 114 a 95, mesmo jogando fora de casa, em triunfo que garantiu ao time de Tim Duncan um bom espaço na vaga por melhores vagas na Conferência Oeste. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto:

Tiago Splitter foi o destaque da partida (Reprodução/nba.com/spurs)

Espelho, espelho meu…

As equipes realmente jogam de maneira parecida: armadores que sabem pontuar, alas que sabem defender, muito jogo dentro do garrafão… Mas, bem, apesar de serem parecidas, não são iguais. O Spurs, por exemplo, tem mais profundidade em seu banco. E foi dele que veio Boris Diaw, autor de 17 pontos (8-10 FG) e um dos grandes nomes do triunfo do time de San Antonio, que ainda contou com um inspiradíssimo Kawhi Leonard para chegar à vitória. Mais do que isso, Popovich mostrou facilidade para ler uma tática que se assemelha à sua. Leu tão bem que anulou o Hawks do começo ao fim, chegando à vitória tranquila.

Duncan e sua costumeira eficiência (Reprodução/nba.com/spurs)

Um cestinha diferente

Com bom jogo dentro da zona pintada, o Spurs viu o pivô brasileiro Tiago Splitter brilhar e ser imprescindível para a vitória. Ele foi autor de nada menos do que 23 pontos, fundamentais para a larga vantagem construída no confronto. Mais do que isso, mostrou uma mira afiada e converteu dez dos 14 arremessos que tentou – o número, aliás, mostra uma estratégia diferente de Popovich, que acionou o camisa #22 muito mais do que o usual durante a partida.

Desenho perfeito

Com dois times que jogam o basquete coletivo acima de qualquer coisa, foi ótimo ver o desenho tático imposto por ambos os times. Como já dito, o do Spurs se sobressaiu e, por isso, a vitória veio. Prova disso foi a perfeição na armação de jogadas de ataque, fator que levou a equipe de San Antonio a uma impressionante marca de 53,8% dos arremessos convertidos. Com uma mira tão afiada, é difícil lidar.

Cada dia mais máximo

A discussão sobre a possibilidade de Kawhi Leonard levar o contrato máximo parece cada vez mais fácil de ser resolvida. Sim, ele merece. Contra o Hawks, foi extremamente bem nos dois lados da quadra e, mais uma vez, saiu com números altos e significativos. Foram 20 pontos, dez rebotes, sete assistências e quatro roubos de bola. Atuação fenomenal.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tiago Splitter – 23 pontos e 8 rebotes

Kawhi Leonard – 20 pontos, 10 rebotes, 7 assistências e 4 roubos de bola

Boris Diaw – 17 pontos

Atlanta Hawks

Paul Millsap – 22 pontos e 7 rebotes

Spurs (43-25) vs Celtics (30-38) – Susto e vitória

101×89

O San Antonio Spurs deu um susto em sua torcida, mas venceu o Boston Celtics por 101 a 89, na noite desta sexta-feira (20), em jogo disputado no AT&T Center. No quarto período, a equipe texana chegou perto de desperdiçar uma grande vantagem no placar construída ao longo da partida antes de confirmar seu triunfo. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto:

Kawhi Leonard foi o destaque do Spurs (Reprodução/nba.com/spurs)

Que susto!

Dominando a partida desde o começo, especialmente graças às boas atuações dos seus titulares, o Spurs chegou a abrir 25 pontos de vantagem sobre o Celtics em determinados momentos do primeiro e do último períodos. Porém, no último quarto, já com os reservas em quadra, a equipe texana chegou a ceder uma corrida de 16 a 0 para o adversário, que se empolgou, gostou do jogo cortou a diferença para sete pontos: 91 a 84. Diante da ameaça iminente, Gregg Popovich teve de colocar a “tropa de choque” para confirmar o triunfo.

Tiago Splitter teve ótima exibição (Reprodução/nba.com/spurs)

Os titulares

Cinco jogadores do Spurs chegaram aos dígitos duplos. Foram os cinco titulares: Kawhi Leonard (22 pontos, sete rebotes e três roubadas de bola), Tiago Splitter (18 pontos, seis rebotes, três assistências e duas roubadas de bola), Tony Parker (15 pontos e sete assistências), Danny Green (dez pontos, oito rebotes, quatro assistências, duas roubadas de bola e dois tocos) e Tim Duncan (dez pontos, seis rebotes, três assistências e duas roubadas de bola).

Golpe baixo

Restando nove minutos para o fim da partida, o armador titular do Boston Celtics, Marcus Smart, protagonizou uma cena lamentável. O jovem novato, de apenas 21 anos de idade, acertou um soco bem nos “países baixos” de Matt Bonner, que havia estabelecido um corta-luz para contê-lo. O golpe foi tão desleal que o ala-pivô do Spurs teve de ser acalmado por seus colegas e por Pop para que uma confusão generalizada não se instaurasse em quadra.

O jogador da equipe de Boston, obviamente, foi excluído da partida pelos juízes.

Boa corrida

Com a vitória, a sétima seguida do Spurs sobre o Celtics, a equipe texana acumula dez triunfos nos últimos doze jogos. A corrida colocou de vez o alvinegro na briga por uma melhor colocação na Conferência Oeste: o time texano passou mais uma vez o rival Dallas Mavericks, assumiu a sexta colocação e está a apenas um jogo do Los Angeles Clippers, quinto.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 22 pontos, 7 rebotes e 3 roubos de bola

Tiago Splitter – 18 pontos, 6 rebotes, 3 assistências e 2 roubos de bola

Tony Parker – 15 pontos e 7 assistências

Danny Green – 10 pontos, 8 rebotes, 4 assistências, 2 roubos de bola e 2 tocos

Tim Duncan – 10 pontos, 6 rebotes, 3 assistências e 2 roubos de bola

Boston Celtics

Evan Turner – 17 pontos e 4 assistências

Avery Bradley – 16 pontos, 3 rebotes e 2 roubos de bola

Jae Crowder – 14 pontos e 6 rebotes

Marcus Smart – 10 pontos e 4 assistências

Brandon Bass – 10 pontos e 4 rebotes

Spurs (42-25) @ Bucks (34-34) – Estamos de volta!

114×103

Na noite desta quarta-feira (18), o San Antonio Spurs visitou o Milwaukee Bucks e venceu o adversário por 114 a 103. Com o resultado, a equipe texana se recuperou da derrota para o New York Knicks do dia anterior, impondo aos donos da casa sua quarta derrota seguida. Os dois times voltam a jogar na sexta-feira. O alvinegro recebe o Boston Celtics, e a franquia do Wisconsin visita o Brooklyn Nets. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Marco Belinelli também jogou bem pelo Spurs (Reprodução/Fox Sports)

Jogo

O Spurs teve domínio de toda a partida. Liderando por nove pontos no intervalo, o alvinegro iniciou bem o segundo tempo e obteve uma liderança confortável. Os comandados de Gregg Popovich conseguiram acertar os seis primeiros arremessos de quadra que arriscaram após a volta do vestiário, em uma sequência de 13 a 3 que encaminhou o triunfo.

Game Action - Bucks vs Spurs - 3/18/15

A forte defesa também foi importante na vitória (Reprodução/NBA)

Equipe

Esse foi mais um daqueles jogos em que todos se envolveram no ataque e jogaram bem para o time de San Antonio. Com seis jogadores anotando duplos dígitos de pontuação contra o Bucks, o Spurs completou 44 jogos em que cinco ou mais atletas conseguem dez pontos ou mais. A equipe é a quarta da NBA neste quesito na temporada.

Recuperado

Após os percalços contra o Knicks, o Spurs voltou a se encontrar com a vitória. Se uma noite antes o time teve grande dificuldade contra a equipe de pior recorde da liga, no dia seguinte a partida foi relativamente fácil contra uma provável equipe de playoff.

“Eu já desisti faz tempo de tentar entender o basquete. É estranho. Nós apenas fizemos um melhor trabalho hoje em arremessar a bola”, disse o armador Tony Parker, em entrevista concedida após o jogo.

Diferença de conferências

Spurs e Bucks estão em posições parecidas em suas tabelas. O time de Milwaukee é o sexto na Conferência Leste, enquanto o alvinegro é o sétimo na Oeste. Mas a campanha texana se destaca mais, com 42 vitórias e 25 derrotas, contra 34 triunfos e 34 reveses do adversário. Outra diferença é que a equipe texana está com uma sequência de oito vitórias e apenas duas derrotas nos últimos dez jogos, contra dois triunfos e oito reveses do oponente.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Danny Green – 20 pontos e 8 rebotes

Tim Duncan – 19 pontos, 5 rebotes e 7 assistências

Boris Diaw – 18 pontos, 6 rebotes e 5 assistências

Tony Parker – 15 pontos

Kawhi Leonard – 14 pontos

Marco Belinelli – 11 pontos

Milwaukee Bucks

Giannis Antetokounmpo – 19 pontos e 9 rebotes

Ersan Ilyasova – 17 pontos e 6 rebotes

Khris Middleton – 15 pontos

Jerryd Bayless – 12 pontos

Michael Carter-Williams – 11 pontos e 6 assistências

Zaza Pachulia – 10 pontos e 7 rebotes

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 52 outros seguidores