Arquivo da categoria: Resumo de Jogos

Spurs (2) @ Grizzlies (2) – Solitário

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif108×110

O San Antonio Spurs visitou o Memphis Grizzlies, nesse sábado (22), pela quarta partida da série, válida pela primeira rodada da Conferência Oeste, e saiu derrotado. Agora, com quatro jogos disputados, o confronto está empatado em 2 a 2. Vamos aos destaques do duelo.

Apresentação espetacular de Kawhi Leonard não foi suficiente (Reprodução/facebook.com/spurs)

Estrela solitária

A grande atuação de Kawhi Leonard não salvou, novamente, o Spurs da derrota. Com os adversários não conseguindo respostas para sua ofensividade, o ala dominou e foi o destaque do jogo. Mesmo assim, a equipe alvinegra saiu derrotada. Tony Parker, ainda que venha atuando bem, foi o único que conseguiu auxiliar o ex-jogador da universidade de San Diego State. LaMarcus Aldridge vem sofrendo pela imposição física dos adversários dentro do garrafão e não faz boa série. Manu Ginobili, mesmo com seus 39 anos, é outro que está devendo. O ala-armador não anotou nenhum ponto nos quatro confrontos da série.

Garrafão adversário é um problema (Reprodução/nba.com/grizzlies)

Fez falta

Ao início da temporada regular, nem o mais otimista torcedor do Spurs pensaria dizer que o recém contratado Dwayne Dedmon viria a fazer falta no time. O pivô, que estava doente e ficou fora do jogo 4, é presença física importante contra o garrafão adversário. Bom marcador – ao contrário de seu substituto, David Lee, que tem sérias limitações defensivas -, poderia ter dado mais trabalho na busca por rebotes, ou mesmo atrapalhado mais a vida dos perigosos Marc Gasol e Zach Randolph.

Baixo aproveitamento

O baixo aproveitamento do perímetro também foi um dos responsáveis da derrota. Com o time acertando apenas 30% de longa distância, com Danny Green, Manu Ginobili e Patty Mills, os três mais perigosos arremessadores do alvinegro, convertendo somente um de 14 arremessos desta posição, o fundamento foi ponto negativo na derrota.

Com a volta de Dwayne Dedmon e a teórica melhora nos arremessos, além da manutenção de atuações de Kawhi Leonard, o Spurs não deve ter dificuldade em vencer a partida cinco em casa. Caso o time adversário consiga anular, novamente, ao menos as bolas de três, os texanos passarão novamente por dificuldades contra o forte garrafão do Grizzlies.

Próximo compromisso

O Spurs volta a jogar nesta terça-feira (25), em casa, pelo quinto jogo da série.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 43 pontos, 8 rebotes e 6 roubos de bola

Tony Parker – 22 pontos, 5 assistências e 4 rebotes

LaMarcus Aldridge – 13 pontos

Memphis Grizzlies

Mike Conley – 35 pontos, 9 rebotes e 8 assistências

Marc Gasol – 16 pontos, 12 rebotes e 4 assistências

JaMychal Green – 14 pontos

Vince Carter – 13 pontos

Zach Randolph – 12 pontos e 11 rebotes

Spurs (2) @ Grizzlies (1) – Noite desfavorável

 

94×105

Após vencer em casa os dois primeiros jogos da série, o San Antonio Spurs viajou até o Tennessee e foi derrotado pelo Memphis Grizzlies nesta quinta-feira (20) por 105 a 94. O técnico adversário, David Fizdale, optou por reintegrar aos titulares o ala-pivô Zach Randolph, fator fundamental para a construção do resultado. Confira, a seguir, os destaques do duelo:

Zach Randolph voltou ao quinteto titular do Grizzlies (Foto: Reprodução/NBA Twitter)

O feitiço, contra o feiticeiro

Decidido a provar o valor do Grizzlies em casa, o técnico David Fizdale fez duas alterações no time titular: tirou Wayne Selden e JaMychal Green e colocou James Ennis e Zach Randolph. A titularidade do ala-pivô foi de vital importância por um simples motivo: com ele em quadra, LaMarcus Aldridge e Dewayne Dedmon foram obrigados a atacar a cesta de longe.

A presença de Z-Bo também dificultou as infiltrações de Kawhi Leonard e Tony Parker. Isso fez com que a equipe tivesse maior controle das cestas do Spurs na defesa, enquanto no ataque Randolph contribuía taticamente com arremessos embaixo do com aro e movimentações que permitiam com que Marc Gasol, por exemplo, arriscasse chutes de longa distância.

Mas, apesar de controlar o jogo ainda no início e não deixar com que o Spurs deslanchasse, o grande triunfo foi mesmo no terceiro quarto, quando a equipe conseguiu abrir boa vantagem, o que obrigou a Gregg Popovich mudar todos os cinco jogadores que estavam em quadra. Não adiantou. O time mandante conseguiu abrir 18 pontos, sendo que, até então, nenhuma das equipes tinha conseguido abrir mais do que seis pontos. A intensa defesa fez com que Kawhi Leornad tivesse atuação abaixo do esperado, com mérito para o empenho do Grizzlies.

Dedmon teve dificuldades (Joe Murphy/NBAE via Getty Images)

Manu histórico

Ao entrar em quadra nesta quinta-feira (20), Manu Ginobili chegou à marca de 200 jogos de playoffs. É a primeira vez na história em que uma escolha de segunda rodada do Draft atinge este número. Em toda a história da NBA, o argentino fica atrás apenas de nomes como Derek Fisher, Tim Duncan, Robert Horry, Kareem Abdul-Jabbar, Kobe Bryant, Shaquille O’Neal, Tony Parker, Scottie Pippen e LeBron James.

No jogo anterior, o armador francês Tony Parker também atingiu números históricos. Ao anotar 15 pontos, o camisa 9 do alvinegro texano se tornou o nono cestinha da história da pós-temporada da NBA, atrás apenas de Michael Jordan, Kareem Abdul-Jabbar, Kobe Bryant, LeBron James, Shaquille O’Neal, Tim Duncan, Karl Malone e Jerry West.

Próximos duelos

Confira abaixo o calendário de confrontos da série entre San Antonio Spurs e Memphis Grizzlies:

15/04/2017 – Spurs 111 vs 82 Grizzlies
17/04/2017 – Spurs 96 vs 82 Grizzlies
20/04/2017 – Spurs 94 @ 105 Grizzlies
22/04/2017 – Spurs @ Grizzlies
25/04/2017 – Spurs vs Grizzlies
27/04/2017 –  Spurs @ Grizzlies (se necessário)
29/04/2017 – Spurs vs Grizzlies (se necessário)

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 18 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

LaMarcus Aldridge – 16 pontos e 11 rebotes

Kyle Anderson – 15 pontos e 3 assistências

Patty Mills – 11 pontos

Memphis Grizzlies

Mike Conley – 24 pontos e 8 assistências

Marc Gasol – 21 pontos, 6 rebotes e 3 assistências

Zach Randolph – 21 pontos e 8 rebotes

James Ennis – 12 pontos

Spurs (2) vs Grizzlies (0) – Take that for data!

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif96×82

Nessa segunda-feira (17), o San Antonio Spurs recebeu o Memphis Grizzlies no AT&T Center e venceu o oponente pelo placar de 96 a 82, abrindo 2 a 0 na série, válida pela primeira rodada dos playoffs da Conferência Oeste. Após a partida, o ataque de fúria do técnico adversário David Fizdale na coletiva de imprensa rendeu um dos maiores clássicos instantâneos da pós-temporada até aqui. Vamos, a seguir, aos principais destaques do jogo.

O apelido “The Klay” não é à toa (Mark Sobhani/nba.com/spurs)

Que susto!

A partir do início do terceiro quarto, o Grizzlies conseguiu uma corrida de 34 a 19 e encostou no placar. O que chegou a ser uma liderança por 26 pontos virou uma diferença de apenas quatro: 75 a 71 para o alvinegro no começo do quarto período. Foi então que a experiência pesou. Tony Parker, que fez outra boa partida, e Pau Gasol marcaram cestas de três seguidas, colocando a equipe texana em vantagem de dígitos duplos de novo. A partir daí, Kawhi Leonard assumiu controle, garantindo mais uma vitória para o time.

Green foi importante de novo (Joe Murphy/NBAE via Getty Images)

Partida histórica

Grande nome do Spurs, Leonard mostrou mais uma vez porque aparece como candidato ao prêmio de MVP da temporada. O ala acertou 14 dos 19 arremessos de quadra que tentou e converteu todos os 19 lances livres cobrados, terminando a partida com 37 pontos, seu recorde em playoffs até aqui. O craque ainda contribuiu com 11 rebotes em 40 minutos.

Mais recordes

Além de Leonard, outros representantes do Spurs fizeram história contra o Grizzlies. LaMarcus Aldridge, que chegou aos dígitos duplos em todos os 12 jogos de playoffs que fez pelo Spurs até aqui, se juntou a Stephen Curry, Kevin Durant, James Harden e Russell Westbrook como os únicos jogadores com ao menos mil pontos em suas 46 primeiras partidas de pós-temporada desde 2006. Danny Green, por sua vez, chegou a 162 cestas de três em playoffs, superando Bruce Bowen, que tem 161, e ficando atrás somente de Manu Ginobili, com 309, na história da franquia.

Reclamação

Após o jogo, David Fizdale, comandante do Grizzlies, se mostrou muito insatisfeito com a arbitragem durante sua coletiva de imprensa, soltando a fase “take that for data”, que se tornou um dos maiores clássicos instantâneos dos playoffs deste ano. De acordo com o treinador, não faz sentido seu time ter arremessado somente 15 lances livres, contra 32 do Spurs – 19 apenas de Leonard -, sendo que os visitantes tentaram muito mais bolas de dentro do garrafão ao longo da partida. Vamos ver se a pressão fará diferença no restante da série.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 37 pontos e 11 rebotes

Tony Parker – 15 pontos e 3 rebotes

Danny Green – 12 pontos

LaMarcus Aldridge – 11 pontos, 4 rebotes e 2 tocos

Pau Gasol – 10 pontos e 5 rebotes

Memphis Grizzlies

Mike Conley – 24 pontos e 8 assistências

Zach Randolph – 18 pontos, 10 rebotes e 3 roubos de bola

Marc Gasol – 12 pontos, 6 rebotes, 3 assistências e 2 roubos de bola

Vince Carter – 12 pontos

Spurs (1) vs Grizzlies (0) – Pegando no tranco

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif111×82

O San Antonio Spurs recebeu o Memphis Grizzlies desfalcaso de Tony Allen, no AT&T Center, nesse sábado (15), e venceu o rival por 111 a 82, fazendo 1 a 0 na série, válida pela primeira rodada dos playoffs da Conferência Oeste. Vamos, a seguir, aos destaques do duelo.

Kawhi Leonard foi destaque Texano (Mark Sobhani/nba.com/spurs)

Início e meio

Com início lento do time alvinegro e avassalador, principalmente, de Marc Gasol, o Grizzlies não tomou conhecimento dos donos da casa no primeiro quarto e na primeira metade do segundo, chegando a liderar por quase quinze pontos. O espanhol, que vivia noite inspirada, havia acertado seus três arremessos de três e vinha dificultando a vida texana. Entretanto, a partir da metade do segundo período, o Spurs acordou e começou a retomada. Com boa atuação de Kawhi Leonard, LaMarcus Aldridge e principalmente Tony Parker, os comandados de Gregg Popovich viraram o segundo tempo na frente e não perderam mais a dianteira.

Parker fez história (Mark Sobhani/nba.com/spurs)

Fim

O último quarto foi apenas para completar os 48 minutos. Com o jogo definido, ambos os técnicos colocaram seus jogadores que menos atuam para fechar a partida. Mesmo assim, o Spurs aumentou a vantagem, chegando a ganhar por 30 pontos, diferença que foi mantida até o fim da partida. Esse tempo foi importante para dar a Bryn Forbes e Davis Bertans rodagem em partidas de playoffs.

Parker fazendo história

Tony Parker fez mais uma vez história. Com os 18 pontos feitos contra o Grizzlies, passou Larry Bird e é atualmente o nono jogador com mais pontos em partidas de playoffs na NBA. O francês está atualmente atrás só de Michael Jordan, Kareem Abdul-Jabbar, Kobe Bryant, LeBron James, Shaquille O’Neal, Tim Duncan, Karl Malone, Jerry West. O armador tem 3.903 pontos em jogos de pós-temporada.

Próximo compromisso

O Spurs volta a jogar nesta segunda-feira (17), ainda em casa, pelo segundo jogo da série.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 32 pontos e 5 assistências

LaMarcus Aldridge – 20 pontos e 6 rebotes

Tony Parker – 18 pontos

Memphis Grizzlies

Marc Gasol – 32 pontos e 5 rebotes

Mike Conley – 13 pontos, 5 rebotes e 7 assistências

Andrew Harrison – 10 pontos

Spurs (61-21) @ Jazz (51-31) – Que se iniciem os playoffs

 

97×101

O San Antonio Spurs visitou o Utah Jazz em sua última partida pela temporada regular 2016/2017 da NBA e acabou sendo derrotado por 101 a 97, nessa quarta-feira (12), acumulando seu terceiro revés seguido antes dos playoffs. Veja, a seguir, como foi o duelo:

Gasol entrou para a história da NBA contra o Jazz (Melissa Majchrzak/NBAE via Getty Images)

Bem-vindo à história, Pau Gasol

Apesar da terceira derrota consecutiva antes do início dos playoffs, a partida contra o Jazz teve lá seus pontos positivos. Vale destacar os 13 pontos e sete rebotes de Pau Gasol, que começou o confronto do banco de reservas. Com isso, o espanhol de 36 anos chegou à marca de 20.001 pontos na liga, juntando-se a nomes de peso como Kareem Abdul-Jabbar, Kevin Garnett e Tim Duncan como os únicos a chegarem a registrarem pelo menos 20.000 pontos, 10.000 rebotes, 3.500 assistências e 1.500 tocos na NBA.

“É muito significativo. É difícil imaginar ser capaz de chegar a esses números, isso só prova o tipo de jogador que eu sou e o quão duro eu tive que trabalhar para chegar a esse tipo de metas. Estou apenas grato a este momento, grato pelos companheiros de equipe que estiveram ao meu redor e aos meus técnico que me treinaram ao longo dos anos e me permitiram jogar como eu joguei”, afirmou Gasol, após a partida.

Lei do ex

Aldridge foi cestinha da equipe (Melissa Majchrzak/NBAE via Getty Images)

Se você reparar bem no quinteto inicial do Jazz dessa quarta-feira (12), vai encontrar dois nomes bastante familiares: George Hill e Boris Diaw. O primeiro foi envolvido na troca que trouxe ninguém menos que Kawhi Leonard para o elenco do Spurs, sendo enviado para o Indiana Pacers. Por lá, o atleta ficou de 2011 a 2016 até ser contratado pela franquia de Utah. Contra o time de San Antonio, o atleta, que agora atua como armador principal do seu time, foi responsável por 13 pontos e cinco assistências.

Diaw, por sua vez, foi um daqueles casos considerado como um “achado”. O ala-pivô francês estava no Charlotte Bobcats antes de desembarcar no Texas, em 2012, e logo achou seu lugar na equipe e conquistou não só a confiança de Gregg Popovich como o carinho do torcedor do alvinegro. Nas finais de 2014, teve papel fundamental na conquista do último título conquistado pelo alvinegro, chegando a marcar muito bem LeBron James, principal jogador do Miami Heat na época.

O francês ficou no Spurs até 2016. Enfrentou a ex-equipe na noite desta quarta-feira e não esteve muito tempo em quadra. Diaw iniciou como titular e atuou por 15 minutos, anotando somente quatro pontos, uma assistência, um rebotes e uma roubada de bola.

“Isso fez nossos jantares muito menos divertidos.”le era um dos únicos rapazes que bebiam comigo. Eu tentei corromper todos os meus jogadores com vinho, e ele era fácil, era um alvo fácil”, brincou Popovich, quando questionado sobre a saída de Diaw do Spurs.

Turma do terrão

Após três quartos de jogo equilibrado, os dois técnicos optaram por colocar os reservas em quadra na última etapa, poupando os titulares para os playoffs. Pelo Spurs, nomes como Kyle Anderson, Jonathon Simmons, Davis Bertans e Dejounte Murray ganharam alguns minutos.

Anderson foi responsável por oito pontos, dois rebotes e duas assistências em 16 minutos. Simmons contribuiu com apenas dois pontos e dois rebotes em 13 minutos. Bertans esteve em quadra por 12 minutos e fez sete pontos. Por fim, Murray, que acaba de voltar de lesão, atuou um pouco menos – por apenas cinco minutos – e registrou dois pontos.

Vale destacar a atuação de Dewayne Dedmon no jogo dessa quarta. Apesar de estar entre os titulares, o pivô atuou por apenas 14 minutos, e anotou dois pontos e oito rebotes.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 18 pontos, 5 rebotes e 3 roubos de bola

Kawhi Leonard – 14 pontos e 5 rebotes

Tony Parker – 14 pontos (5-8 FG)

Pau Gasol – 13 pontos e 7 rebotes

Utah Jazz

Gordon Hayward – 14 pontos

Rudy Gobert – 13 pontos e 9 rebotes

George Hill – 13 pontos e 5 assistências

Shelvin Mack – 13 pontos e 3 assistências