Arquivo da categoria: Notícias

Williams assina até o fim da temporada

Na sexta-feira (20), o San Antonio Spurs anunciou que Reggie Williams assinou contrato até o fim da temporada. Por política da franquia, os termos do vínculo não foram divulgados.

Williams fica no Spurs (Soobum Im/USA Today)

Williams chegou ao Spurs no dia 28/01, quando assinou por dez dias. Depois de renovar seu vínculo com novo documento desta duração, acertou até o fim da temporada.

Até aqui, Williams disputou quatro jogos com o Spurs e apresentou médias de 2,3 pontos, 0,8 assistências e 0,5 rebotes em 5,7 minutos por exibição.

Splitter é personagem de documentário

Pivô do San Antonio Spurs, Tiago Splitter foi personagem do documentário “Bola ao Cesto – O resgate de uma história”, que conta a trajetória da Seleção Brasileira de basquete desde a década de 1950 até hoje. A produção do filme foi até o Texas para poder entrevistar o jogador.

Splitter foi entrevistado para o documentário (Reprodução/facebook.com/bolaaocesto)

O documentário está disponível por meio de seu site oficial, além de ter canais no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube. Neste último, está disponível material sobre Splitter.

Veja, abaixo, o trailer do documentário:

No 15º All-Star Game de Duncan, Oeste bate o Leste

Na noite deste domingo (15), aconteceu o último dia de eventos do All-Star Weekend com o tão aguardado All-Star Game, confronto entre jogadores das Conferências Oeste e Leste. O time defendido por Tim Duncan, astro do San Antonio Spurs, venceu a partida por 163 a 158. Com a participação na festividade, o ala chegou à marca de 15 aparições no Jogo das Estrelas, igualando marca de Kevin Garnett e Shaquille O’Neal.

São 15 anos defendendo o Oeste (Foto: Reprodução/ facebook.com/nba)

Com 38 anos de idade de cinco títulos de NBA no currículo, além de inúmeros prêmios individuais, Duncan chegou à marca histórica de 15 participações no Jogo das Estrelas da NBA. O veterano fez sua estreia na edição de 1998, um ano após ser draftado.

Estreante e veterano (Foto: Reprodução/facebook.com/nba)

Duncan começou no banco de reservas e teve pouca participação no jogo. Faltando apenas seis minutos para o encerramento da festa, o veterano era o único que ainda não havia feito nenhuma cesta. Em meio a Russell Westbrook querendo o recorde de Wilt Chamberlain (42 pontos em um All -Star Game) e LeBron James querendo se tornar o maior cestinha da história do evento, o camisa #21 anotou apenas dois pontos restando pouco tempo para o fim. Porém, a cesta foi celebrada como se fosse o ponto da vitória pelos colegas de equipe da Conferência Oeste.

Agora, Tim Duncan, que já está empatado com Shaq e KG, fica atrás apenas de Kobe Bryant, que soma 17 participações, e Kareem Abdul-Jabbar, recordista com 19 edições do All-Star Game.

O jogo dos recordes

Podemos dizer sem nenhum exagero que a partida foi marcada por jogadores atrás de recordes, começando pela nova marca de Duncan.

Também foi a vez dos irmãos Marc e Pau Gasol. No instante em que o confronto foi iniciado, os espanhóis se tornaram os primeiros irmãos a a serem titulares em um Jogo das Estrelas.

Outro recorde: o placar. Somando a pontuação das duas equipes, se chega ao número de 321 pontos, superando o recorde anterior de 318, feito na última edição do Jogo das Estrelas.

Haja ponto! O placar no intervalo estava 83 a 82 para o Oeste. Nunca na história o jogo festivo tinha ido para os vestiários com uma pontuação tão grande somando as duas equipes.

Fominhas? Outro fato inédito foram as bolas de três. Foram 133 arremessos de longa distância, algo inédito no ASG. Além disso, foram 25 chutes certos pelo Oeste, outro recorde.

Quer mais? Westbrook chegou a 27 pontos no primeiro tempo. Recorde, é claro. Mas o armador do Oklahoma City Thunder terminou o jogo com 41 pontos, somente um a menos que o recorde estabelecido por Chamberlain. A marca não foi batida, mas o camisa #0 acabou com o troféu de MVP da festividade. Prêmio de consolação?

Agora chega! LeBron James anotou 30 pontos para o Leste. Isso faz com que o ala ultrapasse Michael Jordan em pontos no Jogo das Estrelas, chegando a 278. Porém, James fica atrás de Kobe Bryant por apenas três como o maior cestinha da história do confronto.

Tim Duncan e o elenco do seu primeiro ASG, em 1998 (Foto: Reprodução/nba.com/media)

Pelo Leste, além dos 30 pontos do ala do Cavs, tivemos Kyle Korver com 21 pontos (mais de 50% nos aproveitamentos em bolas de três), e Pau Gasol, com dez pontos e 12 rebotes, como principais nomes. Pelo Oeste, além do MVP Westbrook, destaque para James Harden, com 29 pontos (sete bolas de três), e Chris Paul, com 12 pontos e 15 assistências.

Confira alguns lances que fizeram com que Duncan chegasse a seu 15º ASG:

Spurs tem interesse em Stoudemire, diz site

De acordo com reportagem do site americano Project Spurs, o San Antonio Spurs tem interesse na contratação de Amare Stoudemire. O ala-pivô, de 32 anos de idade, 2,08m de altura e 111kg, acaba de acertar a rescisão de seu contrato com o New York Knicks.

Stoudemire em ação contra o Spurs (Robert Sabo/New York Daily News)

Segundo Adrian Wojnarowski, colunista do Yahoo! Sports, Dallas Mavericks e Los Angeles Clippers têm forte interesse em Stat, e o Spurs é apontado como “azarão” na disputa.

Relatos de outros jornalistas americanos, como Marc Stein e Ramona Shelburne, da ESPN, ainda colocam o Phoenix Suns como candidato a novo destino de Stoudemire e tiram Golden State Warriors, Memphis Grizzlies e Portland TrailBlazers da briga.

Ao longo desta temporada, Stat disputou 36 partidas com a camisa do Knicks e apresentou médias de 12 pontos e 6,8 rebotes em 24 minutos por exibição.

Belinelli perde, e Curry leva Desafio de Três Pontos

Na noite deste sábado (14), Marco Belinelli entrou em quadra pelo segundo dia de eventos do NBA All-Star Weekend deste ano para defender seu título no Desafio de Três Pontos, mas não foi feliz. O ala-armador italiano do San Antonio Spurs ficou de fora logo na primeira rodada da competição e viu Stephen Curry levar a taça para a Califórnia.

Belinelli não conseguiu repetir o título (nba.com/spurs)

Além de Belinelli, o Desafio tinha Stephen Curry e Klay Thompson (Golden State Warriors), Kyrie Irving (Cleveland Cavaliers), Kyle Korver (Atlanta Hawks), James Harden (Houston Rockets), Wesley Matthews (Portland Trail Blazers) e JJ Redick (Los Angeles Clippers).

O torneio consistia em arremessar cinco bolas de três pontos de cada um dos cinco pontos da quadra, sendo que a última bola (moneyball) de cada estação equivalia a dois pontos, e o restante a apenas um ponto. Em uma das estações, haveria apenas moneyballs. Tudo isso deveria ser feito por cada competidor em apenas um minuto.

Belinelli em ação no Desafio (Reprodução/nba.com/spurs)

O desempenho do italino foi de: três pontos na primeira estação (uma comum e uma moneyball), quatro pontos na segunda estação (duas comuns e uma moneyball), dois pontos na terceira estação (duas comuns), três pontos na quarta estação (três comuns) e três pontos na última estação, só com moneyballs.

A classificação após a primeira rodada ficou da seguinte forma: Klay Thompson com 24 pontos e Kyrie Irving e Stephen Curry com 23. Os eleminados foram: Wesley Matthews, com 22 pontos, Kyle Korver e Marco Belinelli com 18, JJ Redick, com 17, e James Harden, último colocado com somente 15 pontos.

Na rodada derradeira, Irving e Curry iriam desempatar o confronto e ainda enfrentar Thompson na final.

Detentor do título antes de Belinelli, o armador do Cleveland Cavaliers anotou apenas 17 pontos e viu Stephen Curry, que anotou 27, roubar a cena. Por fim, Thompson errou praticamente tudo em todas as estações e anotou apenas 14, dando o título para o seu companheiro de Golden State Warriors.

Em entrevista concedida para o site oficial do Spurs, Belinelli, primeiro italiano da história a vencer o concurso, falou sobre a sua atuação.

“É um jogo, Steph estava realmente calibrado, ele mereceu vencer. É uma honra estar aqui, representar o San Antonio Spurs e representar a Itália, e eu quero agradecer todas as pessoas que me apoiaram ao redor do mundo”, disse o jogador da franquia texana.

“Foi bom tentar vencer outro Desafio, mas agora temos algo mais importante na temporada regular”, completou. Confira no vídeo abaixo como foi a competição:

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 51 outros seguidores