Arquivo da categoria: Copa América 2009

Brasil x Porto Rico – Copa América – 2ª Fase – Última Rodada

Pré-Jogo – Brasil x Porto Rico – Copa América – 2ª Fase – Última Rodada

Data: 04/09/2009

Horário: 22:00 (Horário de Brasília)

Local: Coliseu Roberto Clemente (San Juan, Porto Rico)

Situação do Jogo

O Brasil poupou Tiago Splitter e Leandro Barbosa por contusões que adquiriram na dura partida contra o Canadá, mas ainda assim passaram com tranquilidade pelo Uruguai, que acabou perdendo sua última chance de se classificar. Agora, o confronto contra Porto Rico decidirá quem será o primeiro colocado, e a seleção brasileira tentará manter sua invencibilidade contra o time da casa.

Foto em fibaamericas.com

Foto em fibaamericas.com

Brasil

PG – Marcelo Huertas

SG – Alex Garcia

SF – Marcelo Machado

PF – Anderson Varejão

C –  Tiago Splitter

Fique de olho – O ala-pivô Anderson Varejão, do Cleveland Cavaliers, sem a presença de Leandrinho, se torna uma das principais armas do time no ataque, ao lado de Splitter. Ele mantem médias de 12.9 pontos, 8.3 rebotes e 2.1 bloqueios por jogo.

Foto por José Jiménez/FIBA

Foto por José Jiménez/FIBA

Porto Rico

PG – Carlos Arroyo

SGLarry Ayuso

SF – Carmelo Lee

PF – Ricky Sánchez

C – Daniel Santiago

Fique de olho – O ex-armador do Orlando Magic é o principal jogador de Porto Rico, e costuma ter grandes atuações com a camisa de sua seleção. Atualmente no Maccabi Tel Aviv, de Israel, tem médias de 17 pontos, 5.7 assistências, 3.7 rebotes, 57,7% nos arremessos de quadra e 58,8% nos arremessos de três pontos nesta Copa América.

Brasil x Uruguai – Copa América – 2ª Fase – 3ª Rodada

Pré-Jogo – Brasil x Uruguai – Copa América – 2ª Fase – 3ª Rodada

Data: 03/09/2009

Horário: 18:30 (Horário de Brasília)

Local: Coliseu Roberto Clemente (San Juan, Porto Rico)

Situação do Jogo

A seleção brasileira garantiu a vaga para o Mundial após dura partida contra o Canadá e derrota do Uruguai contra o Panamá. Agora o objetivo dos brasileiros é vencer a Copa América para confirmar o bom momento desse time. Agora, o Brasil enfrentará a seleção celeste buscando manter sua invencibilidade e manter a liderança da chave. Os uruguaios sofreram uma dura derrota para o Panamá, e precisam da vitória pra continuar com chances de classificação.

Foto em fibaamericas.com

Foto em fibaamericas.com

Brasil

PG – Marcelo Huertas

SG – Leandro Barbosa

SF – Alex Garcia

PF – Anderson Varejão

C – Tiago Splitter

Fique de olho – Leandrinho, ala-armador do Phoenix Suns, é o líder do time no ataque, e graças a sua grande partida contra o Canadá, quando fez 31 pontos, o Brasil conseguiu garantir sua vaga antecipadamente. Barbosa mantém médias de 20.8 pontos e 2.2 assistências na Copa América.

Foto por José Jiménez/FIBA

Foto por José Jiménez/FIBA

Uruguai

PG – Martín Osimani

SG – Leandro García Morales

SF – Mauricio Aguiar

PF – Gastón Páez

C – Esteban Batista

Fique de olho – O pivô uruguaio, com passagens pelos basquetes americano e europeu, é o grande destaque dessa seleção. Batista tem médias de 17,8 pontos e 11,1 rebotes por jogo na Copa América.

Brasil x Canadá – Copa América – Passaporte carimbado para Turquia em 2010

O ala-armador do Phoenix Suns salvou o brasil com grande atuação sobre o Canadá (Foto por Reuters)

O ala-armador do Phoenix Suns salvou o brasil com grande atuação sobre o Canadá (Foto por Reuters)

Em jogo acirrado, o Brasil conseguiu “matar” o Canadá, como queria o técnico Moncho Monsalve, pelo placar de 68 a 59, e conquistou a vaga para o Mundial, que será disputado na Turquia, em 2010, após a derrota do Uruguai para o Panamá por 83 a 77. A seleção não manteve as boas atuações que vinha apresentando, e os canadenses dificultaram bastante, pois precisavam da vitória pra se manterem bem na disputa pela vaga no Mundial.

Logo no início, o selecionado canadense tomou a frente no placar, com surpreendente atuação do ala-pivô Levon Kendall, que anotou 10 pontos nos sete primeiros minutos da partida. A seleção verde e amarela começou errando muito defensivamente, diferente dos últimos confrontos. O quarto também teve uma discussão entre Alex e o armador do Canadá Carl English. Os dois foram punidos com uma falta técnica. O único jogador que colocou a seleção brasileira no jogo foi Leandro Barbosa, que do placar ao final do primeiro período, 18 a 15, fez 15 pontos e conseguiu virar o placar sozinho.

No segundo quarto, a seleção brasileira voltou mais intensa e conseguiu encaixar sua defesa, parando o Canadá, que até metade do período anotou apenas sete pontos. Mas os canadenses não desistiram e continuaram a incomodar o time brasileiro.  Barbosa não conseguiu continuar seu bom primeiro tempo e ficou sem marcar neste quarto. A 24 segundos do intervalo, Splitter cometeu um erro no ataque e, ao trombar com Joel Anthony, foi ao chão sentindo uma torção do joelho esquerdo. Ele teve de deixar a quadra amparado pelos companheiros. O Brasil foi ao intervalo vencendo por 36 a 33.

Splitter se lesionou durante a partida, mas retornou ao jogo ao final da partida (Foto por José Jiménez/FIBA)

Splitter se lesionou durante a partida, mas retornou ao jogo ao final do jogo (Foto por José Jiménez/FIBA)

O pivô brasileiro não voltou com a equipe dos vestiários; em seu lugar, o ala-pivô Guilherme Giovannoni iniciou o segundo tempo como titular. Sem conseguir abrir no placar, Moncho Monsalve não lançou os reservas na quadra. A diferença da seleção brasileira chegou a nove pontos, mas permitiram que o Canadá anotasse sete pontos seguidos. O penúltimo quarto terminou com o Brasil à frente por 52 a 50.

No último quarto, a seleção melhorou a defesa e a coleta de rebotes, conseguindo manter o controle da partida. O pivô Tiago Splitter voltou à quadra, mesmo com o joelho machucado, no meio do quarto período, para alívio da torcida brasileira. Com isso, o Brasil conseguiu fechar a complicada partida contra o Canadá com vitória por 68 a 59.

Vejam os melhores momentos da partida:

Brasil

Leandro Barbosa – 31 pontos e 68,8% (11-16) nos arremessos de quadra

Marcelo Huertas – 10 pontos e cinco rebotes

Anderson Varejão – 8 pontos, sete rebotes e três bloqueios

Canadá

Levon Kendall – 12 pontos e sete rebotes

Joel Anthony – 10 pontos

Olu Famutimi – 10 pontos

Brasil x Canadá – Copa América – 2ª Fase – 2ª Rodada

Brasil x Canadá – Copa América – 2ª Fase – 2ª Rodada

Data: 02/09/2009

Horário: 14:30 (Horário de Brasília)

Local: Coliseu Roberto Clemente (San Juan, Porto Rico)

Situação do Jogo

O Brasil continua invicto e está a uma vitória da classificação para o Mundial de 2010 na Turquia. Enfrentará o Canadá, que foi derrotado pela Argentina na primeira rodada da segunda fase. Sendo um adversário mais fraco, o técnico Moncho Monsalve declarou que “nós temos que matá-los e ir ao Mundial”. O tecnico não quer que o time relaxe e perca a oportunidade de garantir a classificação.

Brasil

PG – Marcelo Huertas

SG – Leandro Barbosa

SF – Alex Garcia

PF – Anderson Varejão

C – Tiago Splitter

Fique de olho – O ala Alex Garcia, mesmo com sua baixa estatura, consegue fazer bem sua função na defesa e no ataque, sendo um dos grandes jogadores da seleção nessa Copa América. Sua importância para o time não aprece na estatística, mas ele mantém médias de 8.6 pontos, 2.8 rebotes e 3.2 assistências.

Fonte: basketball.ca

Fonte: basketball.ca

Canadá

PG – Jermaine Anderson

SG – Carl English

SF – Olu Famutimi

PF – Levon Kendall

C – Joel Anthony

Fique de olho – Recém contratado pelo time de Tiago Splitter, o Caja Laboral, da Liga ACB, na Espanha, English é a referência do time no ataque. Carl tem médias de 12,6 pontos e 4 rebotes por jogo na Copa América.

Brasil x México – Copa América – Brasil passa facilmente pelo México

O Brasil passou com muita facilidade pelo México com o placar de 92 a 61 e está a uma vitória da classificação para o Mundial de 2010, na Turquia. Os reservas fizeram sua parte e ajudaram o time verde e amarelo a alcançar sua quinta vitória no torneio.

O time brasileiro iniciou forte no ataque, usando dos contra-ataques e os pivôs para anotarem pontos. A diferença logo chegou a 10 pontos, mas aí a equipe relaxou. Os mexicanos cortaram para quatro e ameaçaram encostar. Mas logo a equipe voltou aos trilhos. A seleção continuou a alterar bons e maus momentos no segundo período, com a entrada de mais alguns reservas.

Na volta para o terceiro período, Moncho aproveitou para rodar ainda mais o time. Giovanonni e Batista fizeram uma boa partida, ajudando a aumentar  a diferença, que quebrou a casa dos 20 pontos, e o técnico continuou rodando o elenco. No último quarto, com o resultado garantido, bastou controlar o ritmo e descansar os titulares. Mais uma vitória tranquila, encaminhando a classificação para o mundial.

Vejam os melhores momentos da partida:

Brasil

Leandro Barbosa – 18 pontos e 72,7% (8-11) nos arremessos de quadra

JP Batista – 11 pontos

Anderson Varejão – 10 pontos e 12 rebotes

Guilherme Giovanonni – 10 pontos

Marcelo Machado – Cinco assistências

México

Omar Quintero – 13 pontos

Noe Alonzo – 10 pontos

Anthony Lever-Pedroza – 10 pontos

Adam Parada – 12 rebotes