Arquivo do autor:Vinicius Nordi Esperança

Spurs (53-26) vs Rockets (53-25) – Na hora certa!

110×98

O San Antonio Spurs enfrentou, nesta quarta-feira (8), o Houston Rockets, no AT&T Center, e saiu de quadra vitorioso. Com ótima atuação de Tony Parker, o alvinegro decolou no terceiro quarto para conseguir o triunfo. Vamos, a seguir, aos principais pontos do confronto:

Tony Parker foi o cestinha da partida e principal jogador do jogo (Reprodução/nba.com/spurs)

Tony Parker foi o cestinha da partida e principal jogador do jogo (Reprodução/nba.com/spurs)

Nunca subestime

Tony Parker não vem fazendo a temporada dos sonhos. Desde o inicío da mesma, vem sofrendo com lesões, e a idade já começa a pesar um pouco. Além disso, com a explosão de Kawhi Leonard no comando do ataque, o camisa #9 tem de dividir a organização das ações ofensivas. Tudo isso vem sendo motivo para o francês se poupar ao máximo para os playoffs. Porém, sempre que fica algumas partidas sem atuar com tanto destaque, alguns críticos já começam a duvidar de sua capacidade. Nesta quinta, o armador mostrou que não é carta fora do baralho. Após partida discreta na vitória sobre o Oklahoma City Thunder, liderou a equipe em pontos e comandou o ataque com maestria contra o Rockets.

Pop comandou o time com maestria (Reprodução/nba.com/spurs)

MVP vs MVP

Um dos fortes candidatos a MVP dessa temporada, James Harden contra o MVP das finais da temporada passada, Kawhi Leonard. Promessa de embate muito poderoso. Entretanto, saiu-se melhor o destaque do Spurs. O ala-armador do Rockets até que tentou, mas sua noite não foi tão boa. Com 15 arremessos de quadra, acertou somente seis, deixando a desejar. O ala do alvinegro, por sua vez, tentou os mesmos 15, acertando nove. Ponto para o time da casa.

Embalo necessário

Todo início de ano, os especialistas fazem suas previsões para o campeonato. Diferentemente de outras temporadas, nessa o Spurs veio cotado como favorito ao título. Porém, até antes do All -tar Game, os comandados de Gregg Popovich deixaram a desejar. Com muitos problemas de lesão, a equipe foi colocada em xeque por conta de dúvidas sobre sua saúde para os longos 82 jogos da fase regular, mais os duelos intensos dos playoffs. Mas isso vem mudando.

Com 13 vitórias nos últimos 14 compromissos, a equipe texana volta a ser coloca entre as potências da Conferência Oeste para a pós-temporada. Quem segura?

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 27 pontos

Kawhi Leonard – 20 pontos

Boris Diaw – 15 pontos e 9 rebotes

Manu Ginobili – 13 pontos

Danny Gr33n – 10 pontos

Houston Rockets

James Harden – 22 pontos

Trevor Ariza – 19 pontos

Dwight Howard – 16 pontos e 11 rebotes

Josh Smith – 13 pontos

Spurs (52-26) @ Thunder (42-36) – Viagem a passeio

113×88

O San Antonio Spurs enfrentou, na noite desta terça-feira (7), a equipe do Oklahoma City Thunder, na casa do adversário, e saiu de quadra vitorioso. Com atuação contundente dos comandados de Gregg Popovich, os texanos saíram com uma vitória tranquila sobre uma equipe totalmente desfigurada. Vamos, a seguir, aos principais pontos do confronto:

Leonard foi o destaque mais uma vez (Reprodução/nba.com/spurs)

Atropelo

O San Antonio Spurs não tomou conhecimento do Oklahoma City Thunder. Mesmo com os adversários desfalcados de Kevin Durant e Serge Ibaka, a equipe visitante não se importou, e passou por cima dos donos da casa. Ao final do terceiro quarto, a partida já estava praticamente definida, fazendo com que os jogadores titulares fossem poupados, dando espaço aos jogadores reservas, e principalmente aqueles que não vem atuando tanto como Jeff Ayres e Reggie Williams. Até Russell Westbrook sofreu, marcando ‘apenas’ 17 pontos, e não chegando nem perto de anotar mais um triple double.

Duncan foi importante de novo (Reprodução/nba.com/spurs)

MVP

Não há palavras para descrever o quão fundamental Kawhi Leonard é para a equipe. Considerando os últimos quatro anos de NBA, talvez tenha sido o jogador que mais evoluiu, levando em conta todos os quesitos. Na partida de ontem, o ala anotou 26 pontos em 24 minutos jogados, sendo a segunda partida seguida com essa pontuação. Peça importantíssima no ataque, tendo mais liberdade para criar suas próprias jogadas, além de ser um dos melhores, senão o melhor, marcador de perímetro da liga. Continuando nesse ritmo e permanecendo em San Antonio, com certeza será mais um a ter sua camisa aposentada quando o mesmo se aposentar.

Back-to-back

Hoje (8) o San Antonio Spurs volta a seus domínios para enfrentar o Houston Rockets. Como os titulares puderam ser poupados na partida de ontem, a tendência é que eles sejam utilizados na partida de hoje, por ser um adversário direto ao título da divisão.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 26 pontos

Tim Duncan – 12 pontos e 9 rebotes

Marco Belinelli – 12 pontos

Manu Ginobili – 10 pontos

Aron Baynes – 10 pontos e 6 rebotes

Oklahoma City Thunder

Russell Westbrook – 17 pontos

Jeremy Lamb – 11 pontos

Dion Waiters – 10 pontos

Perry Jones – 10 pontos

Spurs (51-26) @ Thunder (42-35) – Temporada regular

San Antonio Spurs vs Oklahoma City Thunder – Temporada Regular

Data: 07/04/2015

Horário: 21h00 (Horário de Brasília)

Local: Chesapeake Energy Arena

Na TV: Space

Vindo de boa série de sete vitórias, sendo a última sobre o Golden State Warriors, time de melhor campanha na temporada, o San Antonio Spurs viaja para encarar o Oklahoma City Thunder. Os rivais, que não contam com Kevin Durant, fora da temporada por causa de uma lesão, e Serge Ibaka, também machucado, em contrapartida utilizam-se de um campeonato acima da média de Russel Westbrook, candidato a MVP,  e tentam se classificar para os playoffs. Uma vitória sobre os atuais campeões pode dar um gás a mais nessa reta final.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-1)

25/12/2014 – Spurs 106 vs 114 Thunder

Jogando desfalcado de Kawhi Leonard, o Spurs não foi páreo para o Thunder, que contou com ótimas atuações de Westbrook e Ibaka para vencer no Natal.

25/03/2015 – Spurs 130 vs 91 Thunder

Com seis atletas pontuando com dígitos duplos, o Spurs venceu facilmente o Thunder, que estava desfalcado de seus astros Kevin Durant e Serge Ibaka.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Matt Bonner

Fique de Olho: Principal jogador do time texano na temporada após ser MVP das finais de 2014, Kawhi Leonard vem crescendo na hora certa. Mantendo médias de 19 pontos por jogo, além de sete rebotes e 2.8 roubos de bola, o ala vem forte para brigar, por quem sabe, mais um anel da NBA, de preferência acompanhado pela honraria individual na decisão.

PG – Russel Westbrook

SG – Dion Waiters

SF – Kyle Singler

PF – Enes Kanter

C – Steven Adams

Fique de Olho: Muito talento e pouca cabeça. Isso talvez resuma Dion Waiters. O ala-armador chegou a ser badalado no Cleveland Cavaliers, mas com as chegadas de LeBron James e Kevin Love, foi sendo menos usado e acabou trocado. No Thunder, não demonstrou seu potencial, e nada melhor que uma partida contra o atual campeão para mostrar serviço.

Spurs (27-17) vs Lakers (12-31) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Los Angeles Lakers – Temporada Regular

Data: 23/01/2015

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,05 (favorito) vs Lakers 10,59

Após conseguir quatro vitórias consecutivas e falhar na noite de quinta-feira, quando perdeu para o Chicago Bulls na casa do adversário, o San Antonio Spurs volta a seus domínios para enfrentar o enfraquecido Los Angeles Lakers. A equipe da Califórnia, além de estar fazendo fraca campanha nesta temporada, possivelmente perdeu seu maior astro, Kobe Bryant, por conta de uma lesão no ombro semelhante à que Patrick Mills teve em 2014.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-1)

15/11/2014 – Spurs 93 @ 80 Lakers

Os texanos viajaram até a califórnia e não tiveram dificuldades para derrotarem um dos Lakers mais fracos de todos os tempos. A partida foi marcada por mais uma marca histórica de Tim Duncan. Com seus 13 pontos na partida, o ala-pivô ultrapassou a barreira dos 25 mil na liga, entrando para um seleto grupo composto por ninguém menos do que Michael Jordan, Kareen Abdul-Jabbar, Wilt Chamberlain e também Kobe Bryant.

13/12/2014 – Spurs 110 vs 112 Lakers

O Spurs foi derrotado na prorrogação pelo Lakers em jogo eletrizante realizado no AT&T Center. Em quadra, não se viu a ampla superioridade do atual campeão, que jogou desfalcado de Kawhi Leonard (contusão na mão), mas sim a determinação de um elenco limitado, que fez sua melhor partida na temporada e que contou com uma noite “abençoada” do ala-armador Nick Young para alcançar sua sétima vitória neste campeonato.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – Após perder boa parte da temporada, Kawhi Leonard, que voltou a atuar na vitória sobre o Portland TrailBlazers, vem fazendo a diferença. Desde que pisou novamente em quadra, o ala vem mantendo ótimas médias de 16,3 pontos e oito rebotes por exibição. Com ele em ação, a franquia texana conseguiu 18 vitórias e apenas oito derrotas, um aproveitamento de 70%. Já com sua ausência, o time sofreu dez derrotas e obteve apenas sete vitórias, aproveitamento de 41%. Para efeito de comparação, caso o camisa #2 não jogasse mais neste campeonato e a equipe mantivesse realmente o aproveitamento que vem tendo até agora sem o garoto, o alvinegro não se classificaria para os playoffs mesmo se pertencesse à Conferência Leste, considerada por muitos a mais fraca da NBA.

PG – Ronnie Price

SG – Kobe Bryant/Wayne Ellington

SF – Wesley Johnson

PF – Ed Davis

C – Jordan Hill

Fique de Olho – Por conta da possível ausência de Kobe Bryant, que pode até perder todo o resto do campeonato, Wayne Ellington tem a difícil tarefa de manter o mesmo nível que o já cinco vezes campeão da NBA, o Black Mamba, apresenta. O reserva do Lakers mantém, nesta temporada, médias de 7,4 pontos e 2,8 rebotes em 19,6 minutos por jogo,

Spurs (22-15) vs Suns (22-17) – Coadjuvantes no comando

100×95

O San Antonio Spurs enfrentou, na noite desta sexta-feira (9), a equipe do Phoenix Suns, no AT&T Center, e saiu de quadra vitorioso. Com boas atuações dos jogadores não pertencentes ao Big Three, os texanos sofreram um pouco, mas conseguiram o resultado positivo diante do time do Arizona. Vamos, a seguir, aos principais pontos do confronto:

Tiago Splitter foi um dos destaques do time na partida (Reprodução/nba.com/spurs)

Tiago Splitter foi um dos destaques do time na partida (Reprodução/nba.com/spurs)

Coadjuvantes em ação

Com a volta de quase todo o elenco, o técnico Gregg Popovich tem feito um grande revezamento entre os jogadores. O Big Three vem sendo poupado ao máximo, visto que Tony Parker, por exemplo, perdeu uma boa parte da temporada por conta de lesões. Mesmo utilizando pouco seu trio de astros, o treinador vê os chamados coadjuvantes correspondendo e mantendo sempre a equipe forte durante todo o duelo. A partida contra o Suns mostra a importância desses atletas, visto que, dos os 100 pontos do time texano, apenas 23 foram marcados pelo francês, por Manu Ginobili e por Tim Duncan somados. O plantel completo e sem muitos lesionados – a exceção é o ala Kawhi Leonard – traz uma confiança ao torcedor, que já viu o alvinegro perder muitas partidas nesta temporada.

Patty Mills vem recuperando sua boa forma (Reprodução/nba.com/spurs)

Maldição do terceiro quarto

Aparentemente, a maldição do terceiro quarto está de volta para assombrar a torcida da equipe de San Antonio. Na partida anterior, na derrota para o Detroit Pistons, os texanos tiveram um “apagão” na volta dos vestiários após um primeiro tempo tranquilo, perdendo assim uma partida que estava ganha. Contra o Suns, o mesmo aconteceu. Anotando apenas dez pontos na parcial contra 26 dos adversários, o Spurs teve de correr atrás do resultado para não sofrer outro revés.

Dor de cabeça

E das boas! Com a volta de Tony Parker à armação, o técnico Gregg Popovich terá uma dor de cabeça: escolher entre Patty Mills ou Cory Joseph para firmar a sua rotação. O canadense vinha fazendo ótima temporada sendo reserva imediato e, em algumas partidas, até começando como o titular do time. A volta do australiano traz um jogador que foi de suma importância durante o título do ano passado.

Cabe a Pop saber dosar bem o tempo de cada um, lembrando ainda que o camisa #8 algumas vezes joga como ala-armador, podendo, talvez, ser um reserva para Ginobili.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Danny Green – 20 pontos e 4 rebotes

Patty Mills – 15 pontos

Tim Duncan – 12 pontos, 7 rebotes e 5 assistências

Cory Joseph – 11 pontos e 5 assistências

Tiago Splitter – 7 pontos e 14 rebotes

Phoenix Suns

Eric Bledsoe – 19 pontos e 10 assistências

Pj Tucker – 19 pontos e 6 rebotes

Goran Dragic – 17 pontos

Gerald Green – 16 pontos

Isaiah Thomas – 11 pontos

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 54 outros seguidores