Arquivo do autor:Vinicius Nordi Esperança

Spurs (27-17) vs Lakers (12-31) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Los Angeles Lakers – Temporada Regular

Data: 23/01/2015

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,05 (favorito) vs Lakers 10,59

Após conseguir quatro vitórias consecutivas e falhar na noite de quinta-feira, quando perdeu para o Chicago Bulls na casa do adversário, o San Antonio Spurs volta a seus domínios para enfrentar o enfraquecido Los Angeles Lakers. A equipe da Califórnia, além de estar fazendo fraca campanha nesta temporada, possivelmente perdeu seu maior astro, Kobe Bryant, por conta de uma lesão no ombro semelhante à que Patrick Mills teve em 2014.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-1)

15/11/2014 – Spurs 93 @ 80 Lakers

Os texanos viajaram até a califórnia e não tiveram dificuldades para derrotarem um dos Lakers mais fracos de todos os tempos. A partida foi marcada por mais uma marca histórica de Tim Duncan. Com seus 13 pontos na partida, o ala-pivô ultrapassou a barreira dos 25 mil na liga, entrando para um seleto grupo composto por ninguém menos do que Michael Jordan, Kareen Abdul-Jabbar, Wilt Chamberlain e também Kobe Bryant.

13/12/2014 – Spurs 110 vs 112 Lakers

O Spurs foi derrotado na prorrogação pelo Lakers em jogo eletrizante realizado no AT&T Center. Em quadra, não se viu a ampla superioridade do atual campeão, que jogou desfalcado de Kawhi Leonard (contusão na mão), mas sim a determinação de um elenco limitado, que fez sua melhor partida na temporada e que contou com uma noite “abençoada” do ala-armador Nick Young para alcançar sua sétima vitória neste campeonato.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho - Após perder boa parte da temporada, Kawhi Leonard, que voltou a atuar na vitória sobre o Portland TrailBlazers, vem fazendo a diferença. Desde que pisou novamente em quadra, o ala vem mantendo ótimas médias de 16,3 pontos e oito rebotes por exibição. Com ele em ação, a franquia texana conseguiu 18 vitórias e apenas oito derrotas, um aproveitamento de 70%. Já com sua ausência, o time sofreu dez derrotas e obteve apenas sete vitórias, aproveitamento de 41%. Para efeito de comparação, caso o camisa #2 não jogasse mais neste campeonato e a equipe mantivesse realmente o aproveitamento que vem tendo até agora sem o garoto, o alvinegro não se classificaria para os playoffs mesmo se pertencesse à Conferência Leste, considerada por muitos a mais fraca da NBA.

PG – Ronnie Price

SG – Kobe Bryant/Wayne Ellington

SF – Wesley Johnson

PF – Ed Davis

C – Jordan Hill

Fique de Olho - Por conta da possível ausência de Kobe Bryant, que pode até perder todo o resto do campeonato, Wayne Ellington tem a difícil tarefa de manter o mesmo nível que o já cinco vezes campeão da NBA, o Black Mamba, apresenta. O reserva do Lakers mantém, nesta temporada, médias de 7,4 pontos e 2,8 rebotes em 19,6 minutos por jogo,

Spurs (22-15) vs Suns (22-17) – Coadjuvantes no comando

100×95

O San Antonio Spurs enfrentou, na noite desta sexta-feira (9), a equipe do Phoenix Suns, no AT&T Center, e saiu de quadra vitorioso. Com boas atuações dos jogadores não pertencentes ao Big Three, os texanos sofreram um pouco, mas conseguiram o resultado positivo diante do time do Arizona. Vamos, a seguir, aos principais pontos do confronto:

Tiago Splitter foi um dos destaques do time na partida (Reprodução/nba.com/spurs)

Tiago Splitter foi um dos destaques do time na partida (Reprodução/nba.com/spurs)

Coadjuvantes em ação

Com a volta de quase todo o elenco, o técnico Gregg Popovich tem feito um grande revezamento entre os jogadores. O Big Three vem sendo poupado ao máximo, visto que Tony Parker, por exemplo, perdeu uma boa parte da temporada por conta de lesões. Mesmo utilizando pouco seu trio de astros, o treinador vê os chamados coadjuvantes correspondendo e mantendo sempre a equipe forte durante todo o duelo. A partida contra o Suns mostra a importância desses atletas, visto que, dos os 100 pontos do time texano, apenas 23 foram marcados pelo francês, por Manu Ginobili e por Tim Duncan somados. O plantel completo e sem muitos lesionados – a exceção é o ala Kawhi Leonard – traz uma confiança ao torcedor, que já viu o alvinegro perder muitas partidas nesta temporada.

Patty Mills vem recuperando sua boa forma (Reprodução/nba.com/spurs)

Maldição do terceiro quarto

Aparentemente, a maldição do terceiro quarto está de volta para assombrar a torcida da equipe de San Antonio. Na partida anterior, na derrota para o Detroit Pistons, os texanos tiveram um “apagão” na volta dos vestiários após um primeiro tempo tranquilo, perdendo assim uma partida que estava ganha. Contra o Suns, o mesmo aconteceu. Anotando apenas dez pontos na parcial contra 26 dos adversários, o Spurs teve de correr atrás do resultado para não sofrer outro revés.

Dor de cabeça

E das boas! Com a volta de Tony Parker à armação, o técnico Gregg Popovich terá uma dor de cabeça: escolher entre Patty Mills ou Cory Joseph para firmar a sua rotação. O canadense vinha fazendo ótima temporada sendo reserva imediato e, em algumas partidas, até começando como o titular do time. A volta do australiano traz um jogador que foi de suma importância durante o título do ano passado.

Cabe a Pop saber dosar bem o tempo de cada um, lembrando ainda que o camisa #8 algumas vezes joga como ala-armador, podendo, talvez, ser um reserva para Ginobili.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Danny Green – 20 pontos e 4 rebotes

Patty Mills – 15 pontos

Tim Duncan – 12 pontos, 7 rebotes e 5 assistências

Cory Joseph – 11 pontos e 5 assistências

Tiago Splitter – 7 pontos e 14 rebotes

Phoenix Suns

Eric Bledsoe – 19 pontos e 10 assistências

Pj Tucker – 19 pontos e 6 rebotes

Goran Dragic – 17 pontos

Gerald Green – 16 pontos

Isaiah Thomas – 11 pontos

Spurs (21-15) vs Suns (22-16) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Phoenix Suns – Temporada Regular

Data: 09/01/2015

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,49 (favorito) vs Suns 2,63

Após jogar no lixo uma boa chance contra o Detroit Pistons, na última terça-feira, em jogo no qual teve a vitória na mão e deixou escapar, o San Antonio Spurs volta a seus domínios nesta sexta-feira para encarar o Phoenix Suns. As equipes já duelaram nesta temporada, e os texanos acabaram derrotados. Kawhi Leonard segue como desfalque do alvinegro.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (0-1)

31/11/2014 – Spurs 89 @ 94 Suns

Sofrendo contra a velocidade e o small-ball do Suns, os comandados de Gregg Popovich não foram páreos para o oponente, sofrendo, assim, sua primeira derrota na temporada.

PG – Tony Parker

SG – Marco Belinelli

SF – Danny Green

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho: Com a ausência de Kawhi Leonard, Marco Belinelli vem sendo titular como ala-armador. O italiano oscila entre ótimas atuações e outras não muito boas, e espera-se muito mais dele no ataque e na defesa. Contra um time que usa muitos armadores e ala-armadores, ele terá de fazer ótima partida para frear o ímpeto adversário.

PG – Eric Bledsoe

SG – Goran Dragic

SF – Pj Tucker

PF – Markieff Morris

C – Alex Len

Fique de Olho: Um dos melhores jogadores do Suns e fazendo boa temporada, Markieff Morris tem tudo para ser uma pedra no sapato do Spurs. No único jogo entre os times na temporada, ele anotou 20 pontos e 11 rebotes, sendo um dos destaques do embate.

Spurs (19-14) @ Grizzlies (23-8) – Sofrendo com ausências

87×95

O San Antonio Spurs enfrentou o Memphis Grizzlies na noite desta terça-feira (30) e saiu derrotado. Mesmo contando com a ausência de Zach Randolph para o outro lado, os texanos não foram páreo para os adversário. Vamos aos destaques da partida:

Belinelli teve boa atuação e se recuperou da partida ruim contra o Rockets (Reprodução/nba.com/spurs)

Belinelli foi bem e se recuperou do jogo ruim contra o Rockets (Reprodução/nba.com/spurs)

Dezembro maluco

Mais uma vez, o Spurs perdeu para candidato ao título. O mês de dezembro trouxe, talvez, a pior sequência que a equipe teve nos últimos anos, levando em consideração o poderio dos rivais. Foram três duelos com o Memphis Grizzlies, duas com o Portland Trail Blazers e uma com Dallas Mavericks, Los Angeles Clippers e Oklahoma City Thunder. A equipe ainda enfrentou Brooklyn Nets e Denver Nuggets, duas equipes que tiveram uma ascensão durante o mês. Tudo isso dá um alívio se formos pensar no restante da temporada, sendo que, a partir de janeiro, teoricamente, os texanos terão um caminho mais fácil a percorrer.

Cory Joseph fez mais uma boa partida (Reprodução/nba.com/spurs)

Ausências que doem

O garrafão não vem sofrendo tanto. Com Tim Duncan ainda em forma, Tiago Splitter de volta e Aron Baynes jogando bem, a única preocupação é com a forma de Boris Diaw. Aparentemente, o francês ainda não entrou no ritmo da NBA, o que vem custando um pouco de seu desempenho. Entretanto, o principal fator de preocupação vem do perímetro. Tony Parker e Kawhi Leonard vivenciaram muitos problemas de lesões essa temporada, deixando-os fora do time por períodos importantes. Enquanto ambos não estiverem de volta e com ritmo de jogo, a equipe vai sofrer contra times um pouco mais fortes e organizados.

A boa notícia

Patrick Mills realizou sua segunda partida na temporada após voltar de contusão e foi bem. Em pouco mais de 17 minutos, o armador anotou dez pontos e distribuiu três assistências. A volta do australiano é bem vinda nesse momento.

A ausência de Tony Parker é muito sentida e, mesmo Cory Joseph sendo um bom armador, Patty tem mais experiência e consegue criar melhor seus arremessos e até passes. Sem o camisa #8, Manu Ginobili ficava muito encarregado de conduzir a bola no ataque, e infelizmente o veterano não tem o mesmo pique de antes, ficando nitidamente exausto em algumas partidas. Tendo agora dois armadores de ofício, o argentino poderá ter mais tempo de descanso, ajudando muito mais quando estiver em quadra.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Marco Belinelli – 18 pontos e 4 rebotes

Cory Joseph – 18 pontos, 3 assistências, 3 rebotes e 3 roubos de bola

Patty Mills – 10 pontos e 3 assistências

Memphis Grizzlies

Mike Conley – 30 pontos, 7 rebotes e 6 assistências

Marc Gasol – 17 pontos, 9 rebotes e 5 assistências

Tayshaun Prince – 12 pontos

Spurs (19-13) @ Grizzlies (22-8) – Temporada regular

San Antonio Spurs @ Memphis Grizzlies – Temporada regular

Data: 30/12/2014

Horário: 23h00 (Horário de Brasília)

Local: FedExForum, Memphis, Tennessee

Cotação no Apostas Online: Spurs 2,08 @ Grizzlies 1,76 (favorito)

Após retomar o caminho das vitórias, em partida disputadíssima contra o Houston Rockets, o San Antonio Spurs viaja até o Tennessee para enfrentar o Memphis Grizzlies. A equipe texana terá os desfalques de Tony Parker e Kawhi Leonard, ambos machucados.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-1)

05/12/2014 – Spurs 107 @ 101 Grizzlies

Em partida marcada pelo quarto triplo-duplo da carreira de Tim Duncan, os texanos souberam anular bem o garrafão adversário e saíram com resultado positivo, mesmo fora de casa.

18/12/2014 – Spurs 116 vs 117 Grizzlies

Em jogo de três prorrogações, bolas espíritas e algumas falhas por ambos os lados, o Grizzlies conquistou a vitória em cima do Spurs, em partida realizada no Texas.

PG - Cory Joseph/Patty Mills

SG – Marco Belinelli

SF – Danny Green

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho: Fora do começo da temporada por conta de uma lesão, Patty Mills retornou às quadras na última partida, contra o Houston Rockets. Mesmo não fazendo um jogo espetacular, foi importante para vitória e, pegando ritmo de jogo, tende a ser uma peça especial vindo do banco de reservas para a equipe de San Antonio.

PG – Mike Conley

SG – Tony Allen

SF – Courtney Lee

PF – Zach Randolph

C – Marc Gasol

Fique de Olho: Apontado como um dos melhores defensores da liga e lembrado quando o assunto é o MVP da temporada, Marc Gasol vem tendo mais um ótimo ano. Com médias de 20,2 pontos, 8,2 rebotes e 3,7 assistências por jogo, é também uma arma ofensiva poderosa.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 51 outros seguidores