Arquivo do autor:Sonia Cury

Spurs (13-7) @ Mavericks (5-16) – Intenso

SBresumo

115×108DAL

Clássicos texanos são sempre emocionantes, e o duelo entre San Antonio Spurs e Dallas Mavericks foi intenso do começo ao fim. Reviravoltas, o retorno de Tony Parker às quadras, Gregg Popovich xingando o juiz e sendo expulso… Mesmo com tantas alternativas, o alvinegro saiu com o triunfo, vencendo os visitantes por 115 a 108. Confira os destaques da partida.

Dallas Mavericks v San Antonio Spurs

Trabalho em equipe (Reprodução/nba.com/spurs)

O retorno de Parker

Após meses afastado, Tony Parker retornou já no quinteto titular e fez alguns pontos. Nos 14 minutos em que atuou – seu tempo de quadra foi restrito para ele não forçar – o armador liderou o ataque do Spurs, acelerando o contra-ataque. Marcou seis pontos e deu quatro assistências. Seus minutos devem aumentar aos poucos conforme o camisa #9 se adapta ao novo elenco. No fim da partida, o astro disse que se emocionou com o apoio da torcida, que Pop lhe disse para ser ele mesmo dentro de quadra e é isso que ele vai buscar em sua reintegração.

Dallas Mavericks v San Antonio Spurs

O francês voltou! (Reprodução/nba.com/spurs)

Rápida reação

Uma coisa interessante deste duelo foi a forma como o Spurs impôs seu jogo em cima do Mavericks, sempre buscando jogadas e abrindo espaço. É verdade que na primeira parte do jogo o time de Dallas se manteve na frente, sendo que o alvinegro passou a reagir com força total só depois do intervalo. Entretanto, desde o começo os mandantes estavam criando boas chances, e os erros nas finalizações atrapalharam.

LaMarcus Aldridge tinha como missão passar por Maxi Kleber, e o camisa #12 não encontrou grandes dificuldades para quebrar sua defesa e marcar inúmeras vezes em cima do adversário. O ala-pivô foi o maior pontuador da partida e teve a sua melhor performance na temporada até o momento, deixando a quadra com 33 pontos, dez rebotes, três assistências e três tocos. Pau Gasol também fez bonito, marcando 25 pontos e trabalhando em sintonia com o parceiro de garrafão e com Kyle Anderson. Vale a pena destacar o trabalho do ala, que atuou por 34 minutos e foi presença constante em praticamente todos os ataques do alvinegro.

Em uma noite em que seus arremessos não estavam caindo, o camisa #1 apostou em seus passes precisos e rápidos para contribuir com a equipe. E deu certo.

O Spurs perdeu o primeiro quarto por 23 a 21, e o segundo por 30 a 25; venceu o terceiro por 31 a 22 e fechou o último período marcando 38 a 33. O alvinegro acertou 52,4% de seus arremessos de quadra e 90,5% dos lances livres, perdendo para o Mavericks apenas nos arremessos de três pontos, já que teve tava de conversão de 41,7%, contra 43,8% dos rivais.

Abra seus olhos!

O clima definitivamente esquentou no começo do segundo quarto, quando em uma disputa entre LaMarcus Aldridge e Yogi Ferrell foi marcada falta com posse de bola para o Mavericks. Pop ficou indignado com a marcação da arbitragem – que na visão do técnico estava errando em diversos lances até aquele momento – e disse: “Beije minha *****. Abre seu olho!”. O treinador foi expulso, e a tensão que já era grande no AT&T Center só aumentou.

“Se você vê o técnico Pop ser expulso, você entende que todo mundo precisa tomar a frente. Os fãs, você e eu”, disse o assistente técnico Ettore Messina, que assumiu o comando do time.

De certa forma, a expulsão acendeu a chama que faltava no alvinegro, que reagiu, correu atrás dos pontos perdidos e voltou do intervalo com sede de vitória, sendo ajudado pela torcida.

Algumas observações

Rude Gay ficou fora do jogo devido a tensões musculares em seu calcanhar direito. Não parece ser nada sério, mas é preciso aguardar informações mais completas do departamento médico.

Popovich elogiou muito o trabalho feito até aqui por LaMarcus Aldridge e Kyle Anderson. Diante com as baixas de Kawhi Leonard e Tony Parker, o técnico disse que os dois tem sido pilares importantes e estão dando conta do recado, especialmente dentro do garrafão.

Leonard pode estar perto de voltar. Pop disse que o ala tem feito progresso em sua recuperação, já está fazendo alguns treinos com contato e que espera poder contar com ele em breve.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 33 pontos, 10 rebotes, 3 assistências e 3 tocos

Pau Gasol – 25 pontos, 6 rebotes e 4 assistências

Kyle Anderson – 12 pontos, 10 rebotes e 5 assistências

Dallas Mavericks

Dennis Smith Jr. – 19 pontos e 5 assistências

Wesley Matthews – 19 pontos

J. J. Barea – 16 pontos, 7 assistências e 5 rebotes

Anúncios

Spurs (12-7) @ Mavericks (5-15) – Temporada Regular

SBprejogo

San Antonio Spurs vs Dallas Mavericks – Temporada Regular

Data: 28/11/2017

Horário: 02h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Onde assistir: NBA League Pass

Após vitória em cima do Charlotte Hornets, o San Antonio Spurs recebe um de seus maiores rivais, o Dallas Mavericks. A boa notícia é que mesmo com a equipe técnica tendo colocado Tony Parker como dúvida para a partida, o jogador se pronunciou por meio de seu Instagram e disse que estará disponível para entrar em quadra no clássico texano, algo que não acontece desde a temporada passada, quando o alvinegro foi eliminado na segunda rodada dos playoffs.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-0)

14/11/2017 – Spurs 97 @ 91 Mavericks

Com grande atuação de LaMarcus Aldridge, que deixou a quadra com 32 pontos e cinco rebotes, o San Antonio Spurs venceu o primeiro clássico da temporada contra o Mavericks.

pau gasol

PG – Patty Mills

SG – Danny Green

SF – Kyle Anderson

PF – LaMarcus Aldridge

C – Pau Gasol

Fique de Olho – Ele começou a engrenar aos poucos na temporada, com sua confiança dentro de quadra e volume de jogo crescendo a cada partida do Spurs. Com médias de 11 pontos e oito rebotes por exibição, o pivô espanhol Pau Gasol terá trabalho dentro do garrafão de suma importância contra o Mavericks, já que ele terá de parar Dirk Nowitzki.

dirk

DAL
PG – Dennis Smith Jr.

SG – Wesley Matthews

SF – Harrison Barnes

PF – Dirk Nowitzki

C – Maximilian Kleber

Fique de Olho – Mesmo com 39 anos de idade, Dirk Nowitzki continua sendo um dos jogadores mais efetivos do Mavericks em quadra. Com médias de 11 pontos e 5.9 rebotes por exibição na temporada, o alemão tem sido um dos jogadores mais estáveis de sua equipe. O time vem crescendo em seu trabalho defensivo, o que lhes garantiu duas vitórias seguidas nas últimas partidas, e muito disso se deve à liderança do veterano dentro de quadra.

Spurs (8-5) vs Bulls (2-9) – Sintonia

SBresumo

133×94bulls

O San Antonio Spurs recebeu o Chicago Bulls na noite desse sábado (11), no AT&T Center, tendo a missão de fazer bonito diante de seu torcedor após a derrota que sofreu em casa para o Milwaukee Bucks na véspera. Fazendo um jogo dominante e vencendo todos os quartos da partida, o time texano mostrou dentro de quadra um grande trabalho coletivo, contando com a participação de todos os jogadores que estavam a disposição do técnico Gregg Popovich e vencendo pelo placar de 133 a 94. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Gasol fez grande partida (Reprodução/nba.com)

Ataque

O Bulls tem o pior ataque da temporada até o momento, marcando 97,3 pontos a cada 100 poses de bola. Apesar disso, figura em 16º entre as melhores defesas. Logo, fazer pontos na equipe de Chicago não é tarefa muito fácil, ainda mais quando o Spurs está em 21º entre os times com o melhor ataque – uma das grandes razões para isso são os grandes desfalques da equipe, que não está podendo contar com Tony Parker e Kawhi Leonard, seus principais jogadores. Então, qual foi a grande chave da vitória no sábado? A eficiência ofensiva.

As jogadas rápidas e os passes efetivos fizeram com que o time conseguisse passar pela defesa de Chicago sem grandes problemas. Uma das maiores provas disso é que todos os jogadores marcaram pontos. Entre os 133 que o Spurs marcou na partida, 67 deles vieram do banco de reservas. O Bulls não ficou a frente do placar em nenhum momento do jogo.

Murray foi bem (Reprodução/nba.com/spurs)

Diferentes Formações

Contra o Bulls, além dos já lesionados, Popovich não relacionou Danny Green e Manu Ginobili para a partida para que ambos pudessem descansar devido ao back-to-back. Sem as peças-chaves da equipe, o técnico testou opções no quinteto inicial. A partida marcou a estreia de Bryn Forbes como titular, e ele não decepcionou, marcando dez pontos na primeira parte do confronto e participando ativamente das jogadas ofensivas da equipe, fazendo muitos passes para seus companheiros dentro do garrafão. Kyle Anderson também demonstrou solidez e vem fazendo um bom trabalho assumindo a posição de Kawhi Leonard. Atuando por 25 minutos, o ala marcou os três primeiros pontos do Spurs no jogo e contribuiu com cinco assistências, além de ser fundamental defensivamente.

Reservas em ação

Todos os jogadores que saíram do banco marcaram pontos. Destaque para Rudy Gay, que jogou por 18 minutos e marcou 15 pontos contra o Bulls.

O ala teve 100% de aproveitamento nos lances livres e foi o terceiro jogador que mais pegou rebotes na equipe ao lado de Matt Costello e Brandon Paul – que anotou 15 pontos em 25 minutos. Dejounte Murray anotou 17 pontos, e Davis Bertans registrou 16, sendo que 15 deles vieram em arremessos de três pontos, fundamento em que ele acertou cinco de seis tentativas.

Pau Gasol

A noite foi dele! Sim, Pau Gasol chamou a responsabilidade da equipe para si, sendo efetivo em todos os setores e saindo de quadra com um duplo-duplo. Foi certeiro em oito de seus 11 arremessos de quadra, acertando todos os seus chutes de três pontos e lances livres. O camisa #16 terminou com 21 pontos e dez rebotes, liderando a equipe em ambos os quesitos.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Pau Gasol – 21 pontos e 10 rebotes

Dejounte Murray – 17 pontos e 5 assistências

Davis Bertans – 16 pontos

Rudy Gay – 15 pontos e 5 rebotes

Brandon Paul – 15 pontos e 5 rebotes

LaMarcus Aldridge – 14 pontos e 7 rebotes

Kyle Anderson – 13 pontos e 5 assistências

Bryn Forbes – 13 pontos

Chicago Bulls

Bobby Portis – 17 pontos e 6 rebotes

Robin Lopez – 17 pontos

Kris Dunn – 15 pontos

Spurs (7-5) vs Bulls (2-8) – Temporada Regular

SBprejogo

San Antonio Spurs vs Chicago Bulls – Temporada Regular

Data: 11/11/2017

Horário: 10h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Onde assistir: NBA League Pass

O San Antonio Spurs vive fase de altos e baixos. Após intercalar sequências de derrotas e vitórias, o time texano perdeu para o Milwaukee Bucks jogando em casa. Apesar disso, não há tempo para pensar no resultado, já que 24 horas depois o alvinegro volta à quadra diante de seu torcedor para encarar o Chicago Bulls. Tony Parker e Kawhi Leonard seguem fora.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

danny-green

PG – Patty Mills

SG – Danny Green

SF – Kyle Anderson

PF – LaMarcus Aldridge

C – Pau Gasol

Fique de Olho – Com as ausências de Parker e Leonard no time titular e o tempo que já veste a camisa do Spurs, Danny Green é peça importante para a fluidez do jogo, uma vez que seu trabalho ofensivo aumentou consideravelmente na temporada. Mesmo não tendo jogado bem contra o Bucks, o ala-armador pode fazer toda a diferença no confronto contra o Bulls, já que suas jogadas na linha de três pontos podem ser efetivas contra a defesa de Chicago.

bobby portis

bulls

PG – Jerian Grant

SG – Justin Holiday

SF – Paul Zipser

PF – Lauri Markkanen/Bobby Portis

C – Robin Lopez

Fique de Olho – Apesar de Lauri Markkanen estar segurando as pontas na equipe – já que Nikola Mirotic está lesionado –, Bobby Portis tem saído do banco e feito toda a diferença dentro de quadra para a equipe de Chicago. Em sua última partida, que terminou com derrota para o Indiana Pacers por 105 a 87, o ala-pivô saiu do banco para marcar 20 pontos. Um jogo antes, contra o Toronto Raptors, ele marcou 21 pontos também como reseva.

Spurs (2-2) vs Magic (3-2) – Ajustando

SBresumo

98×103orlandologo

A noite dessa terça-feira (10) não foi tão animadora para o San Antonio Spurs, que recebeu o Orlando Magic e perdeu por 103 a 98. Porém, mesmo com a derrota, houve um crescimento na equipe, com LaMarcus Aldridge liderando, Rudy Gay fazendo sua melhor partida com a camisa alvinegra e alguns outros nomes aparecendo. No lado do Magic, Jonathon Simmons, que conhece muito bem o time texano, brilhou ao lado de Aaron Gordon. Confira os destaques.

vsmagic

Derrota em casa (Reprodução/USA Today Sports)

Aparecendo

Com as grandes mudanças que vieram nos últimos anos, o Spurs rejuvenesceu seu plantel e está se reconstruindo para o futuro, procurando manter seu toque de bola, defesa inteligente e uma rotação equilibrada. A pré-temporada serve para fazer ajustes no time titular e na segunda unidade. No duelo contra o Magic, algumas peças apareceram bem, como por exemplo Patty Mills, que marcou 13 pontos durante os 18 minutos em que esteve em quadra. Rudy Gay não teve um bom começo, mas depois acordou e fez um pouco de tudo em quadra, contribuindo na defesa e no ataque, arriscando jogadas e anotando cestas de três e de dois pontos ao longo dos 20 minutos em que ficou na quadra. O jogo do ala vem crescendo gradativamente, e será interessante ver seu trabalho na marcação diante de equipes com ofensivas mais velozes. Dejounte Murray esteve bem presente no garrafão, tentando impor um jogo mais agressivo, mas cometeu alguns deslizes, errando alguns arremessos. Apesar disso, o armador marcou 15 pontos, pegou seis rebotes e deu cinco assistências em seus 26 minutos em quadra.

vsmagic2

Três vitórias… para o Magic (Reprodução/USA Today Sports)

Eficiência ofensiva

Aaron Gordon teve uma grande noite contra o time texano, trabalhando em todos os cantos da quadra e dando um grande trabalho para os comandados de Gregg Popovich. O jogador, que corre risco de virar um agente livre restrito para a próxima temporada caso o Magic não estenda seu contrato nos próximos dias, marcou um duplo duplo com 27 pontos e 11 rebotes, jogando por 38 minutos (o maior tempo entre todos que estiveram em quadra). Jonathon Simmons, ex-Spurs, também se destacou ao registrar um duplo duplo, com 20 pontos e dez assistências.

No lado alvinegro, mais uma vez LaMarcus Aldridge foi o grande destaque, dividindo seu tempo no garrafão e na linha de três pontos. O ala-pivô pareceu bastante calmo e concentrado, indo para cima dos adversários e controlando a bola. Ele também confirmou que está arriscando mais jogadas de três, porque pretende melhorar sua média neste quesito nessa temporada.

“É isso que os times vão nos dar, vão abrir e nos empurrar mais para fora (do garrafão). Eu definitivamente vou tentar mais (arremessos) de três esse ano”, comentou, após o jogo.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 16 pontos e 4 rebotes

Dejounte Murray – 15 pontos, 6 rebotes e 5 assistências

Rudy Gay – 13 pontos e 7 rebotes

Patty Mills – 13 pontos

Orlando Magic

Aaron Gordon – 27 pontos e 11 rebotes

Jonathon Simmons – 20 pontos e 10 assistências

Bismack Biyombo – 18 pontos

Elfrid Payton – 11 pontos e 9 assistências