Arquivo do autor:Sergio Neto

Spurs (45-34) @ Nuggets (52-26) – Fora de controle

 

85×113

Um dia depois de vencer o Atlanta Hawks em casa, o San Antonio Spurs viajou até o Colorado nesta quarta-feira (3) para seu último back-to-back da temporada regular. A equipe de Gregg Popovich acabou sendo derrotada pelo Denver Nuggets pelo placar de 113 a 85 em possível cruzamento de primeira rodada dos playoffs. Confira, a seguir, os destaques do duelo.

Bertans saiu do banco para jogar 27 minutos (Foto: NBAE via Getty Images)

Mas já, Pop?

Sessenta e três segundos. Não dá nem para esquentar água para fazer um miojo em um minuto e três segundos. Mas esse tempo foi o suficiente para Gregg Popovich mais do que ferver; explodir. O técnico do Spurs foi mais cedo para os vestiários após suposta falta não marcada de Paul Millsap em LaMarcus Aldridge. O treinador reclamou de forma agressiva diante da decisão e precisou ser contido para não protagonizar cenas lamentáveis. “Vocês terão que perguntar aos árbitros”, limitou-se a declarar, após a partida, quando perguntado sobre o que aconteceu.

Um pouco depois, Popovich se juntou ao técnico adversário, Michael Malone, que concedia entrevista coletiva. O papo entre os treinadores foi tão rápido como a presença do comandante texano em quadra. “Estávamos aqui falando sobre um recorde que foi estabelecido hoje”, disse Malone. “O que aconteceu?”, perguntou Pop. “Alguém foi expulso com 63 segundos”, respondeu o mandante. “É sério? Esta pessoa deve ter batido em alguém. Alguém foi atingido hoje? Alguém foi xingado ou algo assim?”, brincou o visitante, deixando a cena e encerrando o papo.

Coincidência ou não, Kevin Durant também foi expulso após ser punido com a segunda falta técnica no terceiro quarto da noite dessa terça-feira durante um arremesso de três pontos. O motivo: uma suposta falta não marcada pela arbitragem. Causada por quem? Paul Millsap. O astro do Golden State Warriors também foi direcionado aos vestiários, mas pelo menos viu sua equipe fechar a noite com a vitória. O mesmo não pode ser dito de Popovich.

Superioridade

Só de olhar o placar já dá para perceber que o Nuggets fez prevalecer o mando de quadra. A equipe de Denver construiu firmemente a liderança contra o Spurs antes de esvaziar o banco de reservas com cerca de cinco minutos restantes. Com a expulsão de Pop, Ettore Messina assumiu o comando do time. Não por sua culpa, a equipe San Antonio não ficou à frente do placar em nenhum momento. O banco do alvinegro teve chance de mostrar serviço, e Loonie Walker IV fez 16 pontos em 16 minutos. Além dele, Davis Bertans fez 11 pontos em 27 minutos.

Reforço na área

O Spurs anunciou nesta quinta-feira a contratação de Donatas Motiejunas, ala-pivô de 2,13m e 28 anos que estava no Shandong Golden Stars, da China. Pela equipe, na temporada 2018/2019, apresentou médias de 27,3 pontos, 14 rebotes e 4,2 assistências por exibição. O letão, anteriormente, atuou cinco temporadas na NBA, defendendo Houston Rockets e New Orleans Pelicans. Devido à política da equipe, os termos do acordo não foram divulgados.

https://platform.twitter.com/widgets.js

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 16 pontos, 6 rebotes e 3 tocos

Loonie Walker IV – 16 pontos

DeMar DeRozan – 11 pontos e 3 assistências

Davis Bertans – 11 pontos e 3 roubos de bola

Denver Nuggets

Nikola Jokic – 20 pontos, 11 rebotes e 9 assistências

Malik Beasley – 19 pontos

Monte Morris – 19 pontos, 3 rebotes e 3 assistências

Jamal Murray – 14 pontos, 11 assistências e 6 rebotes

Gary Harris – 11 pontos e 4 rebotes

Will Barton – 11 pontos

Anúncios

Spurs (45-33) @ Nuggets (51-26) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Denver Nuggets – Temporada regular

Data: 03/04/2019

Horário: 22h00 (Horário de Brasília)

Local: Pepsi Center

Onde assistir: ESPN e NBA League Pass

Após bater o Atlanta Hawks em casa, o San Antonio Spurs volta à quadra no dia seguinte para visitar o Denver Nuggets. O duelo tem importância especial por ser a prévia de possível confronto na primeira rodada dos playoffs da Conferência Oeste, uma vez que o time texano está na sétima posição, e o do Colorado ocupa a vice-liderança, só atrás do Golden State Warriors. As equipes se enfrentaram três vezes na temporada, e o mando de quadra sempre prevaleceu. Os mandantes, assim como o alvinegro, estiveram em ação nessa terça-feira.

Confrontos na Temporada (2-1)

26/12/2018 – Spurs 111 vs 103 Nuggets

No primeiro confronto da temporada, disputado no AT&T Center, o Spurs venceu o Nuggets em grande exibição dos seus dois astros. DeMar DeRozan registrou 30 pontos, sete rebotes e cinco assistências, e LaMarcus Aldridge anotou 27 pontos e quatro rebotes.

29/12/2018 – Spurs 99 @ 102 Nuggets

Poucos dias depois do primeiro duelo, o Spurs visitou o Nuggets e lutou até o fim, mas acabou derrotado pelo então líder da Conferência Oeste. LaMarcus Aldridge se destacou de novo pelo alvinegro, dessa vez com 24 pontos, sete rebotes e três assistências

04/03/2019 – Spurs 104 vs 103 Nuggets

Foi suado, mas o Spurs conseguiu vencer o Nuggets no AT&T Center na terceira vez em que as equipes se encontraram na temporada. O duelo, assim como a atual posição das equipes, marcou uma possível prévia da primeira rodada de playoffs. O destaque na ocasião foi DeMar DeRozan, que deixou a quadra com 24 pontos, sete assistências, seis rebotes e três roubadas de bola, enquanto LaMarcus Aldridge contribuiu com 22 pontos e nove rebotes.

PG – Derrick White

SG – Bryn Forbes

SF – DeMar DeRozan

PF – Rudy Gay

CLaMarcus Aldridge

Fique de Olho – Se Nikola Jokic é o destaque do Denver Nuggets, LaMarcus Aldridge pode ter mais uma atuação interessante contra o adversário. Nos três confrontos entre os dois times na temporada, anotou ao menos 22 pontos contra o sérvio. O duelo pode ainda ser um termômetro antes do playoffs, já a primeira rodada pode reservar justamente o oponente desta quarta-feira.

PG – Jamal Murray

SG – Gary Harris

SF – Will Barton

PF – Paul Millsap

CNikola Jokic

Fique de Olho – Nikola Jokic é uma das referências do Nuggets. O pivô é completo: pontua, conquistas rebotes e distribui assistências. Mas, no último jogo, contra o Golden State Warriors, deu azar e permitiu que DeMarcus Cousins tivesse sua melhor atuação na temporada. Em casa, contra Aldridge, que não é essencialmente um pivô 5, pode se destacar.

Spurs (44-32) vs Cavaliers (19-57) – Manu para sempre

 

116×110

Após perder para o Charlotte Hornets, o San Antonio Spurs entrou em quadra nesta quinta-feira (28) em um dia histórico para a franquia. O alvinegro suou para vencer o Cleveland Cavaliers por 116 a 110, mas a ocasião ficou marcada mesmo pela aposentadoria do número 20, utilizado por Manu Ginobili por 16 temporadas. Confira, a seguir, os destaque do confronto.

Ginobili é o nono jogador com número imortalizado pela franquia (Reprodução/twitter.com/Spurs)

O jogo

A noite era texana com uma pitada argentina pela celebração a Ginobili. Porém, o Cavaliers foi até o AT&T Center disposto a jogar água no chopp da festividade e quase surpreendeu os donos da casa. A partida foi acirrada do começo ao fim, com o Spurs anotando somente 17 pontos no segundo quarto, mas recuperando-se no terceiro, no qual fez 40.

Como não poderia deixar de ser dramático, o Spurs só conquistou a vitória nos instantes finais, literalmente. Restando apenas 13,5 segundos no relógio, DeMar DeRozan achou Patty Mills na zona morta, e o australiano, no melhor estilo Ginobili de decidir, converteu o chute de três pontos que deu vantagem de 114 a 110 para o time. Rudy Gay selou a vitória suada com um rebote ofensivo restando três segundos para o fim e, após sofrer falta, converteu os dois lances livres.

Nostalgia

É impossível falar de Manu Ginobili sem citar em algum momento Tim Duncan e Tony Parker. Juntos, os três formaram o trio com maior número de vitórias da história da NBA. De quebra, são amigos pessoais fora das quadras. Ao converteu a bola de três pontos, Mills comemorou com DeRozan enquanto o Cavaliers pedia tempo. Das arquibancadas, Manu, Tony e Tim se levantaram e se juntaram ao AT&T Center aplaudir a cesta que praticamente assegurou a vitória.

Dificilmente proposital, a cesta de Mills fez lembrar os diversos jogos em que Manu foi decisivo – o chamado clutch – no fim, fosse em momentos com a bola nas mãos ou até sem ela. Quem não lembra daquele toco sensacional sobre James Harden? Outro fato curioso a se apontar: o desempenho do banco foi bastante importante para a vitória. É sempre bom lembrar que o camisa #20 foi eleito, em 2008, o melhor sexto-homem da liga. Coincidências quase poéticas.

Da Argentina, para a História

Ginobili se tornou o nono Spur até ter sua camisa aposentada. Anterior a ele, foi Duncan, seu companheiro de big three, que viu o número 21 ser eternizado no teto do AT&T Center. O astro argentino ficou 16 temporadas na NBA, todas elas defendendo a franquia de San Antonio. Uma carreira repleta de lembranças, conquistas e reconhecimento por vários jogadores e técnicos.

“Foi muito bom sentir o clima e a energia no ginásio para algo maior do que o nosso time. É o que estamos reconhecendo esta noite: alguém que sacrificou tanto por essa franquia e entendeu que o quadro geral é muito maior do que ele. Você entende que tem que jogar com paixão, e você tem que jogar com o coração. Você tem que jogar com todo o seu coração na mão, e isso é o que Manu fez tão bem e que o fez tão bom”, disse Mills após a partida.

Cestinha do jogo, DeRozan revelou que tem apenas um arrependimento de ter se juntado ao Spurs nesta temporada: não ter tido a chance de jogar com Ginobili. “Eu queria de ter tido um ano para jogar com ele, mas ser capaz de testemunhar isso é muito legal”, afirmou.

Evidentemente, não foram apenas os jogadores do Spurs que falaram sobre Ginobili. Duncan fez a plateia rir na cerimônia, e o técnico Gregg Popovich afirmou que o time não teria sido campeão se não fosse pelo argentino. Acompanhado pela esposa e filhos, o ex-jogador viu o número 20 ganhar seu lugar ao lado de tantas lendas que passaram pela franquia texana.

A homenagem completa está disponível no Youtube oficial da NBA. Clique aqui para assistir.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 25 pontos e 8 assistências

Bryn Forbes – 19 pontos, 6 rebotes, 4 assistências e 3 roubos de bola

Marco Belinelli – 16 pontos

LaMarcus Aldridge – 14 pontos e 3 rebotes

Rudy Gay – 12 pontos e 8 rebotes

Patty Mills – 11 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Cleveland Cavaliers

Collin Sexton – 24 pontos e 3 assistências

Kevin Love – 18 pontos e 8 rebotes

Brandon Knight – 14 pontos

Larry Nance Jr – 13 pontos, 11 rebotes e 4 assistências

David Nwaba – 11 pontos e 3 rebotes

Jordan Clarkson – 10 pontos, 6 rebotes e 3 assistências

Spurs (43-32) vs Cavaliers (19-56) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Cleveland Cavaliers – Temporada regular

Data: 28/03/2019

Horário: 21h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Onde assistir: ESPN e NBA League Pass

Depois de perder para o Charlotte Hornets na estrada, o San Antonio Spurs volta a entrar em quadra nesta quinta-feira para encarar o Cleveland Cavaliers em casa. A noite no AT&T Center entra para a história como o dia a aposentadoria da camisa 20 da franquia texana, em homenagem ao lendário Manu Ginobili, vencedor de quatro títulos da NBA com o alvinegro.

PG – Derrick White

SG – Bryn Forbes

SFDeMar DeRozan

PF – LaMarcus Aldridge

C – Jakob Poeltl

Fique de Olho – Em sua primeira temporada no Spurs, DeMar DeRozan passou a jogar de forma mais coletiva e registrou o primeiro triple-double da sua carreira. No último jogo, contra o Charlotte Hornets, o ala anotou 30 pontos, oito rebotes e quatro assistências.

PGCollin Sexton

SG – Brandon Knight

SF – Cedi Osman

PF – Kevin Love

C – Tristan Thompson

Fique de Olho – A saída de LeBron James, que foi para o Los Angeles Lakers, causou um grande impacto no Cavaliers, e não era para menos. Agora, a equipe tenta recolher os cacos e formar um time competitivo, e uma das suas principais promessas é Collin Sexton. O calouro está na sua primeira temporada na NBA e tem média de 16,3 pontos por partida.

Spurs (42-29) vs Warriors (47-22) – No caminho certo

 

111×105

Após bater o Portland Trail Blazers no domingo, o San Antonio Spurs continuou em sua sequência de jogos em casa e, desta vez, venceu o Golden State Warrios na noite desta segunda-feira (18) por 111 a 105. Os comandados de Gregg Popovich agora somam nove triunfos seguidos e 11 consecutivos no AT&T Center. Confira abaixo os destaques do duelo.

Cestinha, DeMar DeRozan flertou com um triple-double (Foto: Reprodução/twitter.com/spurs)

Quem diria

O Spurs começou a temporada com muitas dúvidas. Muitos não acreditavam que o time pudesse chegar aos playoffs após perder peças importantes como Kawhi Leonard e Danny Green. Grande engano. A equipe entrou em quadra nesta segunda-feira (18) despreocupada em relação a declarações. Ela só quer acumular o maior número de vitórias possível. Resultado: nove triunfos seguidos e briga consolidada na Conferência Oeste.

“Nós só estamos tentando conquistar as vitórias, cara, isso é tudo. Nós tivemos vitórias, nós tivemos grandes vitórias, e nós tivemos derrotas sofridas também. É bom ganhar os jogos que achamos que devemos”, disse o ala Rudy Gay, após a partida.

O resultado marca também um recorde positivo de vitórias alcançado pela 22ª temporada consecutiva. “Esse é o time mais quente da liga, e obviamente muito bem treinado. Eles se esforçaram, e eu acho que eles nos superaram e nos surpreenderam. Eles merecem a vitória”, disse Steve Kerr, ex-jogador do Spurs e técnico do Warriors.

Depois de uma sequência para esquecer, uma para se lembrar

A marca de nove vitórias seguidas, concretizada com o triunfo desta segunda-feira, fica atrás apenas das 11 conquistas consecutivas justamente do Warriors nesta temporada. Curiosamente (ou não), a maior sequência da equipe sem perder desde 2016 acontece logo depois da pior Rodeo Road Trip da história da franquia: sete derrotas em oito jogos na estrada. Nessa toada, o Spurs já despachou Denver Nuggets, Milwaukee Bucks, Oklahoma City Thunder, Portland Trail Blazers e Detroit Pistons, sendo que todos esses times estão no top 6 de suas conferências.

O jogo

O Warriors teve um início lento, e o Spurs soube se aproveitar disso. Stephen Curry e Klay Thompson, por exemplo, combinaram para 0 de 11 nos seus primeiros arremessos de quadra. Mas, o time californiano se protegeu bem e conseguiu terminar o primeiro quarto empatado graças a uma bola milagrosa do camisa #30. Na parcial seguinte, o alvinegro conseguiu abrir boa vantagem, mas acabou deixando ela escapar no terceiro quarto. Os visitantes conseguiram engatar uma sequência de 16 a 5 e empataram o duelo em 75 a 75. Mas, no fim, deu tudo certo para os donos da casa, que deslancharam no último período e garantiram mais um triunfo.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 26 pontos, 9 rebotes e 8 assistências

LaMarcus Aldridge – 23 pontos, 13 rebotes e 3 assistências

Rudy Gay – 17 pontos, 6 rebotes e 3 assistências

Derrick White – 12 pontos e 4 assistências

Golden State Warriors

Stephen Curry – 25 pontos, 8 assistências, 7 rebotes e 3 roubos de bola

Kevin Durant – 24 pontos, 5 rebotes e 3 assistências

Klay Thompson – 14 pontos, 5 assistências e 5 rebotes

Draymond Green – 10 pontos, 7 assistências, 3 rebotes e 3 tocos