Arquivo do autor:Renan Belini

Spurs (23-5) vs Clippers (16-11) – Aperitivo para abril

assinatura SA Br''

115×107

Em jogo com cara de playoffs, o San Antonio Spurs bateu o Los Angeles Clippers por 115 a 107, nessa sexta-feira (18), e manteve sua invencibilidade como mandante na atual temporada. A 15ª vitória dentro do AT&T Center veio após atuações inspiradas de LaMarcus Aldridge e Tony Parker, que combinaram para 47 pontos. O próximo compromisso dos texanos será na segunda-feira, contra o Indiana Pacers, fechando uma sequência de quatro confrontos seguidos em casa. Vamos, a seguir, aos destaques da partida:

Photos: Spurs vs Clippers

Tony Parker brilhou e foi decisivo para o Spurs (Reprodução/nba.com/spurs)

Pegada de playoffs e ataques soberanos

Após protagonizarem talvez a melhor série de mata-mata do campeonato passado, que acabou com vitória dos californianos por 4 a 3 pela primeira rodada da Conferência Oeste, Spurs e Clippers se reencontraram pela primeira vez e fizeram uma partida bastante intensa, marcada pelo equilíbrio na maior parte do tempo e pelo domínio dos ataques.

Com basquete coletivo – todos os titulares alcançaram dígitos duplos de – e mostrando a movimentação de bola cada vez mais eficiente, o Spurs manteve-se com 50% aproveitamento nos chutes por todo o duelo, com direito a dez bolas de três. O Clippers, por sua vez, abusou do pick-and-roll com os inspirados Chris Paul (27 pontos e dez assistências) e Blake Griffin (25 pontos, cinco rebotes e cinco assistências) e chegou a converter 56% de seus tiros no primeiro tempo, 16% a mais do que os texanos vinham cedendo na temporada.

O melhor LaMarcus

Photos: Spurs vs Clippers

LaMarcus foi o cestinha do Spurs (Reprodução/nba.com/spurs)

No primeiro grande teste do Spurs na temporada regular, LaMarcus Aldridge jogou como All-Star durante todo o duelo e fez sua melhor partida com a camisa alvinegra até aqui. Sendo agressivo contra Blake Griffin no ataque, o camisa #12 castigou os californianos com sua tradicional bola de média distância e fechou o jogo com 26 pontos, convertendo 11 de 18 arremessos. O ala-pivô ainda conferiu 13 rebotes, saindo de quadra com mais um double-double. Engrenando!

Reservas do barulho

Após três quartos, o placar seguia parelho, com os visitantes liderando por apenas três pontos. Porém, no início do período final, com quintetos predominantemente reservas em quadra, David West (quatro pontos), Patty Mills (oito pontos) e companhia comandaram uma corrida de 11 a 0 dos donos da casa, dando a liderança no marcador que não seria mais perdida até o fim.

Hack-a-Jordan

Na sequência, para desespero dos comentaristas de TV (e de Twitter), o técnico Gregg Popovich abusou de ordenar faltas propositais para mandar DeAndre Jordan para a linha de lance-livre, ainda no início do último quarto. O recurso, que já tinha sido utilizado na parcial anterior, rendeu 12 erros em 20 tentativas do pivô angelino e quebrou o ritmo das duas equipes, em especial dos visitantes, que começaram a cometer erros bobos e só conseguiram converter cinco arremessos de quadra nos 12 minutos finais.

MVParker e Kawhi

Tony Parker mostrou mais uma vez que está retornando à boa forma após um início ruim de campeonato. Com agressividade e pontaria afiada – do perímetro, inclusive (3-3 3 PT) -, o astro francês da franquia de San Antonio fez um ótimo segundo tempo e foi decisivo no quarto derradeiro, quando anotou dez dos seus 21 pontos na partida, um deles no minuto final, que praticamente sacramentou a 23ª vitória dos texanos na temporada.

Kawhi Leonard, por sua vez, mais uma vez foi importante nos dois lados da quadra. Na defesa, cumpriu seu papel, em muitos momentos sendo um carrapato para o astro Chris Paul. No ataque, o camisa #2 superou a ótima marcação do ala camaronês Mbah a Moute e contribuiu com 19 pontos, além de apanhar nove ressaltos e distribuir duas assistências.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 26 pontos, 13 rebotes e 3 assistências

Tony Parker – 21 pontos e 3 assisências

Kawhi Leonard – 19 pontos e 9 rebotes

Tim Duncan – 14 pontos, 5 rebotes e 4 assistências

Danny Green – 10 pontos e 4 rebotes

Los Angeles Clippers

Chris Paul – 27 pontos, 10 assistência e 3 roubos de bola

Blake Griffin – 25 pontos, 5 rebotes e 5 assistências

DeAndre Jordan – 16 pontos e 17 rebotes

Spurs (22-5) vs Clippers (16-10) – Temporada Regular

assinatura SA Br'

San Antonio Spurs vs Los Angeles Clippers – Temporada Regular

Data: 18/12/2015

Horário: 23h00 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Na TV: ESPN

Cotação nos Apostas Online: Spurs 1,28 (favorito) vs Clippers 3,71

Após vencer o Washington Wizards na última quarta-feira, o San Antonio Spurs encara, nesta sexta-feira, o Los Angeles Clippers, seu algoz da última temporada. Para manter a invencibilidade dentro do AT&T Center no campeonato, que já dura 14 jogos, o alvinegro terá todos os seus atletas à disposição. Os californianos, por sua vez, também terão força máxima no duelo de logo mais, no qual tentarão alcançar sua quarta vitória consecutiva e manter a boa sequência de nove triunfos nos últimos 11 jogos.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – LaMarcus Aldridge

C – Tim Duncan

Fique de olho – Além de continuar sendo o principal referencial na defesa da equipe alvinegra, que cede a menor média de pontos na temporada entre os 30 times da NBA (88,2), Kawhi Leonard vem sendo a principal arma do Spurs também no ataque. Dono do melhor aproveitamento da linha dos três na liga (49,5%), o camisa #2 vem embalado de três ótimas atuações, convertendo uma média de 60% dos seus arremessos de quadra.

Blake Griffin

PG – Chris Paul

SG – JJ Redick

SF – Luc R. Mbah a Moute

PF – Blake Griffin

C – DeAndre Jordan

Fique de olho – Carrasco dos texanos junto com Chris Paul nos playoffs da última temporada, Blake Griffin vem fazendo outro bom campeonato até aqui, sustentando médias de 23,9 pontos e 8,8 rebotes por jogo. Mais ágil e veloz que seu marcador LaMarcus Aldridge, o ala-pivô pode desequilibrar a favor dos visitantes na área pintada.

Spurs (19-5) vs Lakers (3-20) – Sem surpresas

assinatura SA Br''

109×87

Nessa sexta-feira (11), o San Antonio Spurs venceu o Los Angeles Lakers pelo placar de 109 a 87 e manteve a invencibilidade dentro do AT&T Center na temporada, chegando à marca de 12 triunfos em 12 compromissos. Sem o armador Tony Parker, poupado, o alvinegro contou com atuações inspiradas de Patty Mills e LaMarcus Aldridge para alcançar ao seu 19º triunfo no campeonato. Sem tempo para descanso, os texanos retornam à ação neste sábado, fora de casa, contra o Atlanta Hawks. Vamos, a seguir, aos destaques da partida:

LaMarcus foi o cestinha do Spurs na partida (Reprodução/nba.com/spurs)

Aquele LaMarcus

Como adiantamos no pré-jogo, LaMarcus Aldridge não teve dificuldades contra a frouxa marcação no garrafão do Lakers. Com um início arrasador, o ala-pivô do time de San Antonio botou o calouro Larry Nancy Jr. no bolso e anotou 14 pontos só na primeira parcial, liderando uma corrida de 12 a 0 que deu ao alvinegro a liderança no placar que seria mantida até o final. O camisa #12 fechou o jogo com mais um double-double ao anotar 24 pontos (11-20 FG) e pegar 11 rebotes, além de distribuir seis assistências ao longo do confronto.

Mills foi preciso nos chutes (Reprodução/nba.com/spurs)

Sem Parker, sem problema

No duelo desta sexta-feira, o técnico Gregg Popovich optou por dar descanso ao armador titular Tony Parker, colocando o pouco utilizado Ray McCallum no quinteto inicial e mantendo Patty Mills na segunda unidade. Uma sábia decisão… Vindo do banco, o armador australiano foi o retrato da boa pontaria dos texanos no triunfo (53,7% FG), convertendo nada menos do que nove arremessos em 11 tentados, sendo três do perímetro, nos 22 minutos em que esteve em quadra. O camisa #8 terminou o jogo com 22 pontos, seis deles no início do último quarto, o que praticamento sacramentou a vitória do time.

Digestão

Recuperado de problemas estomacais que provocaram a sua ausência em um compromisso e, em seguida, a sua pior atuação nesta temporada, Kawhi Leonard voltou a ser importante para uma vitória do Spurs.

O camisa #2 saiu de quadra com 16 pontos, 11 rebotes, três roubadas de bola e duas assistências e ainda travou, em alguns momentos, um duelo interessante com Kobe Bryant, levando vantagem sobre o astro da equipe adversária na maioria do tempo.

Olho Neles

Uma surpresa agradável no duelo do AT&T Center foi a presença do ala-armador Jonathon Simmons no segundo tempo. Sendo agressivo em direção à cesta, o novato ganhou minutos do titular Danny Green – que vive péssima fase – e contribuiu com nove pontos, dois rebotes e uma assistência nos 19 minutos em que esteve em quadra.

Já pelo lado dos californianos, D’Angelo Russell, escolha número dois do último Draft, mais uma vez mostrou seu potencial. Conferindo 24 pontos (melhor marca da carreira), o rookie foi o principal responsável por manter os visitantes no páreo até o início da última parcial. Ele ainda contribuiu com seis rebotes, seis assistências e dois roubos de bola.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 24 pontos, 11 rebotes e 3 assistências

Patty Mills – 22 pontos, 3 rebotes e 3 assistências

Kawhi Leonard – 16 pontos, 11 rebotes e 3 roubadas de bola

Los Angeles Lakers

D’Angelo Russel – 24 pontos, 6 assistênciase 6 rebotes

Louis Williams – 19 pontos e 3 rebotes

Kobe Bryant – 12 pontos, 6 rebotes e 4 assistências

Spurs (18-5) vs Lakers (3-19) – Temporada Regular

assinatura SA Br'

San Antonio Spurs vs Los Angeles Lakers – Temporada Regular

Data: 12/12/2016

Horário: 00h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Na TV: ESPN

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,04 (favorito) @ Lakers 11,27

Após ser derrotado pelo Toronto Raptors, o San Antonio Spurs volta ao Texas para encarar o Los Angeles Lakers na madrugada de sexta-feira para sábado, em clássico sem o mesmo brilho de outrora, mas não menos especial. Será o primeiro dos últimos quatro encontros entre Tim Duncan e Kobe Bryant, rivais históricos desde a década de 1990, que caminham para suas respectivas aposentadorias – o astro dos angelinos confirmou sua retirada ao fim da temporada, enquanto The Big Fundamental ainda mantém o suspense sobre seu adeus às quadras. Vice-líder da Conferência Oeste e ainda sem perder nos dez compromissos que fez como mandante até aqui, o alvinegro é o franco favorito contra o dono da segunda pior campanha do campeonato. Entretanto, o retrospecto recente sugere foco redobrado: nos últimos três duelos no Texas, nada menos do que duas vitórias dos californianos.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

lma

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – LaMarcus Aldridge

C – Tim Duncan

Fique de olho – Jogando em casa contra a quinta equipe que mais permite pontos no garrafão, LaMarcus Aldridge tem tudo para sustentar seu bom rendimento dos últimos quatro jogos, nos quais obteve média de 18,5 pontos por confronto.

D'Angelo Russell

PG – Jordan Clarkson/D’Angelo Russell

SG – Louis Williams

SF – Kobe Bryant

PF – Larry Nancy Jr.

C – Roy Hibbert

Fique de olho – Aos poucos, D’Angelo Russell vai mostrando porque foi a escolha número dois do último draft. Na última quarta-feira, na derrota para o Minnesota Timberwolves, o calouro não só alcançou sua melhor marca em pontos (23) como entrou no lugar de Kobe Bryant no último quarto e comandou a reação dos angelinos, com direito a cesta nos segundos finais forçando o tempo extra. Nos últimos cinco jogos, a revelação de Ohio State vem trazendo do banco médias de 14,6 pontos, quatro rebotes e três assistências por exibição.

Spurs (8-2) vs Blazers (4-8) – Magia em uma noite ruim

assinatura SA Br''

https://i0.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif93×80

Em jogo fraco tecnicamente, o San Antonio Spurs venceu o Portland TrailBlazers por 93 a 80, na noite desta segunda-feira (16), no AT&T Center. O oitavo triunfo do alvinegro na temporada veio após grande atuação de Manu Ginobili na parte final da partida, relembrando os velhos tempos. O próximo compromisso dos texanos será na quarta-feira, contra o Denver Nuggets, mais uma vez em casa. A seguir, vamos aos destaques da partida:

Leonard foi o cestinha do Spurs e ainda botou Plumlee no pôster (Reprodução/nba.com/spurs)

Tirem as crianças da sala

Quem nunca assistiu a NBA e deixou para conhecer a liga neste jogo certamente não saiu muito feliz. Isso porque o confronto foi recheado de erros, em especial no primeiro tempo, quando Spurs e Blazers não passaram dos 30% de aproveitamento nos arremessos de quadra, provocando bocejos no público. Ao fim das duas primeiras parciais, o placar marcava 36 a 28 a favor dos donos da casa, que tinham vantagem graças, basicamente, ao bom trabalho defensivo, que forçou oito turnovers do adversário nos primeiros 24 minutos.

No terceiro quarto, a pontaria texana voltou um pouco mais certeira – o alvinegro fecharia o jogo com 42,7% de aproveitamento nos chutes -, mas as oscilações e o astro adversário Damien Lillard (27 pontos) não deixaram a vantagem aumentar muito.

Diaw fez boa partida (Reprodução/nba.com/spurs)

 Como nos velhos tempos

Sem anotar um ponto sequer no primeiro tempo, o ala-armador Manu Ginobili foi decisivo último quarto, lembrando seus anos de glória. Após o pivô dos visitantes Noah Vonleh converter um chute do perímetro e cortar a diferença para apenas três pontos a três minutos do fim da partida, o argentino chamou a responsabilidade e anotou nove pontos seguidos, colocando a vantagem novamente em dois dígitos e sacramentando o triunfo do time de Gregg Popovich.

O camisa #20, ídolo da equipe de San Antonio. terminou o jogo com 17 pontos (7-14 FG), quatro rebotes e três assistências em 22 minutos em ação.

O cara

Kawhi Leonard manteve seu nível de atuação e, mais uma vez, saiu de quadra como cestinha da equipe, com 19 pontos. Ele ainda contribuiu pegando nove ressaltos, distribuindo três assistências, roubando duas bolas e aplicando dois tocos durante a partida.

Além disso, o camisa #2 ainda “acordou” o público com uma linda enterrada em cima do pivô Mason Plumlee, em um dos raros bons momentos da partida.

Na técnica

Um dos poucos pontos positivos da primeira metade do duelo, Boris Diaw esbanjou habilidade e, vindo do banco de reservas, foi outra peça importante para o Spurs. Com 12 pontos (5-8 FG), oito rebotes e três assistências, o camisa #33 supriu a partida apagada de LaMarcus Aldridge (seis pontos e seis rebotes) e foi fundamental para o domínio do texano no garrafão (36 pontos do alvinegro na área pintada, contra apenas 24 do TrailBlazers).

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 19 pontos, 9 rebotes, 3 assistências, 2 roubos de bola e 2 tocos

Manu Ginobili – 17 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Boris Diaw – 12 pontos, 8 rebotes e 3 assistências

Danny Green – 12 pontos

Tim Duncan – 10 pontos, 9 rebotes e 3 tocos

Tony Parker – 10 pontos e 7 assistências

Portland TrailBlazers

Damien Lillard – 27 pontos, 7 rebotes e 6 assistências

Al-Farouq Aminu – 17 pontos e 4 rebotes

CJ McCollum – 15 pontos e 3 rebotes