Arquivo do autor:Lucas Pastore

Spurs (11-6) vs Hawks (3-14) – Vinte vezes freguês

96×85

Na noite dessa segunda-feira (20), o San Antonio Spurs recebeu o Atlanta Hawks e venceu o adversário pelo placar de 96 a 85. O triunfo foi o vigésimo seguido da equipe texana contra o oponente jogando no AT&T Center. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Forbes tem se estabelecido na rotação (Reprodução/nba.com/spurs)

Sempre ele

Como virou costume nesta temporada, LaMarcus Aldridge foi o grande destaque do Spurs na noite. Apesar da pontuação relativamente baixa dos dois times no jogo, o ala-pivô deixou a quadra com um duplo-duplo de respeito: foram 22 pontos e 11 rebotes em 39 minutos. O camisa #12 converteu 11 dos 24 arremessos de quadra que tentou na partida.

Aldridge voou novamente (Reprodução/nba.com/spurs)

Ajuda das alas

Os dois alas titulares do Spurs tiveram boas atuações no jogo contra o Hawks. Danny Green voltou a ser o principal ajudante de Aldridge no quinteto inicial e deixou a quadra com 14 pontos e oito rebotes em 30 minutos, convertendo quatro dois oito tiros de três pontos que tentou. Além dele, Kyle Anderson teve mais uma atuação completa e eficiente, registrando 13 pontos, dez rebotes e seis assistências em 30 minutos e acertando cinco de seus oito arremessos de quadra.

Imortal

Mesmo aos 40 anos de idade, Manu Ginobili ainda consegue ser um dos melhores jogadores do Spurs em quadra em determinadas partidas. Nessa segunda-feira, contra o Hawks, o ala-armador argentino registrou 16 pontos e três assistências em 26 minutos, convertendo sete dos 11 arremessos de quadra que tentou. Ele foi o cestinha da unidade reserva e o segundo maior pontuador do time, ficando atrás só de Aldridge.

Rotação gorda

Com novos jogadores à disposição, Gregg Popovich tem deixado bastante gente jogar para escolher sua segunda unidade. Contra o Hawks, sete reservas tiveram tempo de quadra: além de Ginobili, que jogou 26 minutos, Bryn Forbes jogou 20, Dejounte Murray jogou 15, Rudy Gay jogou 13, Joffrey Lauvergne jogou sete, Davis Bertans jogou cinco e Brandon Paul jogou quatro.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 22 pontos e 11 rebotes

Manu Ginobili – 16 pontos e 3 assistências

Danny Green – 14 pontos e 8 rebotes

Kyle Anderson – 13 pontos, 10 rebotes e 6 assistências

Atlanta Hawks

John Collins – 21 pontos, 9 rebotes e 2 tocos

Taurean Prince – 18 pontos e 8 rebotes

Dennis Schroder – 14 pontos, 9 assistências, 3 rebotes e 2 roubos de bola

Dewayne Dedmon – 11 pontos, 9 rebotes e 2 tocos

Marco Belinelli – 11 pontos e 2 roubos de bola

Anúncios

Spurs (10-6) vs Hawks (3-13) – Temporada regular

San Antonio Spurs x Atlanta Hawks – Temporada Regular

Data: 20/11/2017

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Onde assistir: NBA League Pass

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,21 (favorito) x Hawks 4,41

Quatro colocado na Conferência Oeste mesmo ainda sem ter escalado Tony Parker e Kawhi Leonard, lesionados, na temporada, o San Antonio Spurs recebe o Atlanta Hawks, um dos piores times da liga, para tentar manter a campanha positiva. A equipe texana também não pode contar com o novato Derrick White, outro machucado. Os visitantes, por sua vez, têm Isaiah Taylor como desfalque e DeAndre’ Bembry, Luke Babbitt, Mike Muscala e Miles Plumlee como dúvidas.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

PG – Patty Mills

SG – Danny Green

SF – Kyle Anderson

PF – LaMarcus Aldridge

C – Pau Gasol

Fique de Olho – De volta ao cargo de pivô titular depois de perder a posição para Dewayne Dedmon na reta final da última temporada, Pau Gasol tem conseguido boas atuações para tentar justificar a generosa renovação salarial que fechou com o Spurs. Até aqui, nesta campanha, o pivô espanhol tem médias de 10,7 pontos e 8,2 rebotes em 25,4 minutos por exibição.

PG – Dennis Schroder

SG – Kent Bazemore

SF – Taurean Prince

PF – Luke Babbitt

C – Dewayne Dedmon

Fique de Olho – Com boas atuações na última temporada, Dewayne Dedmon conquistou a torcida do Spurs, que lamentou sua saída do time. Até aqui, em sua primeira campanha pelo Hawks, o pivô tem médias de 10,5 pontos e 8,3 rebotes em 23,9 minutos por exibição.

Spurs (5-4) x Hornets (5-4) – Nota mil

108×101

Após quatro derrotas seguidas, o San Antonio Spurs recebeu o Charlotte Hornets nessa sexta-feira (3) e venceu o adversário pelo placar de 108 a 101, afastando a turbulência. Para triunfar, o alvinegro texano contou com boa atuação de Manu Ginobili, que era dúvida antes da partida e completou seu milésimo jogo na NBA. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Os cestinhas da noite (Reprodução/nba.com/spurs)

Um em mil

Antes da partida, o Spurs listou Manu Ginobili como dúvida, já que o veterano não costuma jogar em back-to-backs e a equipe vinha de derrota para o Golden State Warriors na noite anterior. No entanto, o camisa #20 foi para a quadra e mostrou que tem lenha para queimar: foram dez pontos, incluindo bandeja acrobática e enterrada, além de cinco assistências, quatro rebotes e duas roubadas de bola em 26 minutos. Foi o milésimo jogo do argentino na NBA, que se tornou o primeiro sul-americano da história da liga americana de basquete e o terceiro jogador da história da franquia a atingir a marca – Tony Parker e Tim Duncan são os outros dois.

Manu em noite histórica (Reprodução/nba.com)

Volta da confiança?

Pelo segundo jogo seguido começando como titular, Patty Mills fez, talvez, seu melhor jogo na temporada, deixando a quadra com 17 pontos e quatro assistências em 28 minutos. O armador australiano converteu quatro dos sete arremessos de três que tentou na partida, mostrando que pode ter recuperado a confiança que é tão importante para que seu jogo possa fluir.

Pedindo passagem

Rudy Gay teve mais uma grande atuação vindo do banco de reservas, obtendo 20 pontos, sete rebotes, três assistências e duas roubadas de bola em 27 minutos e mostrando que precisa de cada vez mais espaço na rotação de Gregg Popovich. LaMarcus Aldridge registrou um toco na partida e chegou a 17 com ao menos um bloqueio, maior sequência ativa de toda a NBA. Com isso, o técnico do Spurs pode cogtar usá-lo cada vez mais como pivô, abrindo mais minutos para que o ex-Sacramento Kings jogue na posição 4.

Um ponto por minuto

O surpreendente cestinha do Spurs no jogo contra o Hornets foi Bryn Forbes, que deixou a quadra com 22 pontos e três rebotes em apenas 22 minutos, convertendo oito de seus 11 arremessos de quadra e três de suas cinco bolas de três pontos. O segundanista briga com vaga na rotação com Brandon Paul e, quando Joffrey Lauvergne voltar de lesão, o time texano deve apostar menos no small ball, fazendo com que um dos dois perca seus minutos.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Bryn Forbes – 22 pontos e 3 rebotes

Rudy Gay – 20 pontos, 7 rebotes, 3 assistências e 2 roubos de bola

Patty Mills – 17 pontos e 4 assistências

LaMarcus Aldridge – 14 pontos, 7 rebotes e 3 assistências

Manu Ginobili – 10 pontos, 5 assistências, 4 rebotes e 2 roubos de bola

Dejounte Murray – 10 pontos e 3 assistências

Charlotte Hornets

Jeremy Lamb – 27 pontos, 9 rebotes, 6 assistências e 2 roubos de bola

Dwight Howard – 20 pontos e 13 rebotes

Dwayne Bacon – 18 pontos e 7 rebotes

Kemba Walker – 13 pontos e 4 assistências

Spurs (4-4) x Hornets (5-3) – Temporada Regular

San Antonio Spurs x Charlotte Hornets – Temporada Regular

Data: 03/11/2017

Horário: 22h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Onde assistir: NBA League Pass

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,64 (favorito) x Hornets 2,27

Depois de começar a temporada 2017/2018 da NBA vencendo suas quatro primeiras partidas, o San Antonio Spurs desandou e acumulou quatro derrotas em sequência. Para tentar deixar a turbulência para trás, a equipe texana recebe nesta sexta-feira o Charlotte Hornets, que triunfou em cinco das oito partidas que fez até aqui na temporada. O alvinegro segue sem Tony Parker, Kawhi Leonard e Joffrey Lauvergne, machucados. Os visitantes, por sua vez, têm Julyan Stone e Nicolas Batum como baixas e Michael Carter-Williams como dúvida.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

PG – Patty Mills/Dejounte Murray

SG – Danny Green

SF – Kyle Anderson

PF – LaMarcus Aldridge

C – Pau Gasol

Fique de Olho – Depois de um início promissor ocupando a vaga de armador titular aberta com a lesão de Tony Parker, Dejounte Murray foi caindo de produção até começar como reserva na derrota para o Golden State Warriors. Até aqui, na temporada, o armador tem médias de 8,1 pontos, 6,6 rebotes e 3,5 assistências em 24,2 minutos por exibição.

PG – Kemba Walker

SG – Jeremy Lamb

SF – Michael Kidd-Gilchrist

PF – Marvin Williams

C – Dwight Howard

Fique de Olho – Durante sua carreira, Dwight Howard sempre acumulou bons números jogando contra o Spurs. Durante sua passagem por Los Angeles Lakers e Houston Rockets, o pivô se tornou um dos alvos prediletos da torcida do alvinegro texano. Até aqui, na temporada, o jogador tem médias de 14,1 pontos e 14,4 rebotes em 30,8 minutos por exibição.

Spurs (1-0) x Wolves (0-1) – Início promissor

107×99

O San Antonio Spurs começou a temporada 2017/2018 da NBA com o pé direito. Nessa quarta-feira (18), a equipe texana venceu o Minnesota Timberwolves, um dos times que mais se reforçaram na offseason, pelo placar de 107 a 99, no AT&T Center, mesmo sem poder contar com Tony Parker e Kawhi Leonard, machucados. LaMarcus Aldridge foi o destaque do confronto, dando esperança à torcida do time texano. Vamos, a seguir, aos destaques do jogo.

Aldridge se destacou (Reprodução/nba.com/spurs)

Esperança de dias melhores

De contrato renovado até 2021, Aldridge manteve o bom desempenho que apresentou na pré-temporada e anotou 25 pontos, dez rebotes, quatro assistências e duas roubadas de bola contra o Wolves, deixando a quadra como cestinha do Spurs. Após o jogo, o camisa #12 exaltou o técnico Gregg Popovich pela extensão de seu vínculo com a franquia, e o treinador assumiu parte da culpa pelo desempenho ruim do comandado nos últimos anos, dizendo que tentou mudá-lo em quadra. Se o ala-pivô conseguir manter o nível quando dividir a quadra com Parker e Leonard, a torcida do alvinegro enfim terá motivos para sonhar com o hexacampeonato.

Rudy Gay fez bom jogo (Reprodução/nba.com/spurs)

Ajuda das alas

Se na última campanha Leonard parecia sobrecarregado no comando do ataque do Spurs, a estreia desta temporada mostra que talvez o astro terá importante ajuda vinda das alas. Danny Green, que começou a partida contra o Wolves como titular na posição 2, provou que está com a pontaria afiada e deixou a quadra com 17 pontos, quatro rebotes, duas roubadas de bola e dois tocos, acertando três dos sete arremessos de três pontos que tentou. Rudy Gay, por sua vez, veio do banco de reservas e contribuiu com 14 pontos e cinco rebotes em apenas 23 minutos, dando a entender que será importante no time reserva.

Novos titulares

Sem Parker e Leonard, Dejounte Murray e Kyle Anderson começaram a partida como titulares. Os dois jogaram bem: o armador obteve 16 pontos, cinco assistências e duas roubadas de bola, enquanto o ala registrou 12 pontos e nove rebotes no jogo.

O espanhol Pau Gasol também integrou o quinteto inicial, reassumindo vaga que perdeu para Dewayne Dedmon, hoje no Atlanta Hawks, na reta final da última temporada regular, e deixou a quadra com sete pontos, sete rebotes, quatro assistências e três tocos.

Apoio aos protestos

Em meio à tensão racial que assola os Estados Unidos, os jogadores do Spurs receberam a companhia de Tim Duncan e David Robinson e protestaram durante a execução do hino nacional americano, ficando de braços dados enquanto a canção tocava. A manifestação, que tem origem na NFL, apoia os negros que acusam o presidente Donald Trump de racismo.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 25 pontos, 10 rebotes, 4 assistências e 2 tocos

Danny Green – 17 pontos, 4 rebotes, 2 roubos de bola e 2 tocos

Dejounte Murray – 16 pontos, 5 rebotes e 2 roubos de bola

Rudy Gay – 14 pontos e 5 rebotes

Kyle Anderson – 12 pontos e 9 rebotes

Minnesota Timberwolves

Andrew Wiggins – 26 pontos e 5 rebotes

Karl-Anthony Towns – 18 pontos, 13 rebotes e 2 roubos de bola

Jimmy Butler – 12 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Jeff Teague – 11 pontos e 6 assistências

Jamal Crawford – 10 pontos, 5 assistências e 3 rebotes