Arquivo do autor:Lucas Pastore

O Spurs na Olimpíada do Rio

Sem contar Monty Williams, assistente técnico da seleção americana reforço para a comissão técnica da franquia, o San Antonio Spurs teve cinco representantes na Olimpíada do Rio de Janeiro – o número pode subir para seis se o interesse pelo armador argentino Nicolas Laprovittola for concretizado. Cobri todos os jogos de basquete da competição pelo LANCE! e, a seguir, conto um resumo do desempenho de cada um ao longo do torneio.

Gasol na disputa pelo bronze (Reprodução/fiba.com)

Pau Gasol – Medalha de bronze

Único dos cinco representantes do Spurs a subir ao pódio, Gasol mostrou, no Rio de Janeiro, porque foi a melhor contratação da franquia texana nesta offseason. O pivô foi o melhor reboteiro da Olimpíada (8,9 rebotes) e liderou a estatística de eficiência da competição (23,1). Com 19,5 pontos, 2,2 assistências e 1,9 tocos em 27,9 minutos por jogo, impressionou especialmente ofensivamente, com 54,5 de aproveitamento nos arremessos de quadra e 52,2% nas bolas de três pontos. Com ele em quadra, a Espanha fez dez pontos a mais do que levou, melhor marca do elenco. Mesmo aos 36 anos de idade, o reforço continua perigosíssimo no ataque e, se conseguir se encaixar minimamente no sistema defensivo de Gregg Popovich, tem tudo para ser um dos principais nomes do time de San Antonio.

Patty Mills – Quarto lugar

Taticamente organizada, a Austrália foi uma das melhores equipes da primeira fase da Olimpíada, e teve em Mills seu melhor jogador. O armador do Spurs deixou o Rio de Janeiro com média de 21,3 pontos em 29,6 minutos por exibição, a maior disparada do elenco. Teve aproveitamento de 47,3% nos arremessos de quadra e 34,4% nas bolas de três pontos. O começo da campanha fez até mesmo surgir quem defendesse que ele deve ser o titular no lugar de Tony Parker. Mas, aos poucos, quando chegaram os jogos mais importantes e o sistema da seleção foi lido pelas adversárias, simplesmente faltou talento para o nosso Bala criar pontos na marra. Seu papel na NBA é, mesmo, o de um bom reserva.

Tony Parker – Sexto lugar

Quem viu Parker ser considerado em discussões de melhor armador da NBA e ser campeão como MVP das Finais com a camisa do alvinegro texano sabe que não se trata mais do mesmo jogador. Posso estar errado, já que o armador sofreu com problemas musculares nos últimos meses e pode não estar 100% recuperado, mas a velocidade de antigamente não está mais lá. Mesmo assim, as médias de 13,2 pontos e 3,8 assistências em 22,7 minutos por exibição, com 51,2% dos arremessos de quadra, no Rio mostram que se trata de um jogador diferenciado. Com idade semelhante (34), Manu Ginobili e Tim Duncan também já passaram por temporadas em que a decadência física nos fez achar que estavam acabados, mas se reinventaram e continuaram craques. É esse o desafio do astro da França a partir de agora.

Manu Ginobili – Oitavo lugar

Se a explosão física e a capacidade de costurar defesas com dribles não estão mais lá, a genialidade e a paixão seguem vivas para Ginobili, que se aposentou da seleção da Argentina depois de apresentar médias de 15 pontos, 3,5 assistências e três rebotes em 26,1 minutos por exibição no Rio de Janeiro, com 31,4% de aproveitamento nos arremessos de três pontos. Com ele em quadra, os hermanos fizeram quatro pontos a mais do que sofreram, melhor marca do elenco. Prova de que o craque ainda sabe comandar um ataque como poucos. Além disso, sua experiência será importantíssima para um Spurs cheio de novatos.

Patricio Garino – Oitavo lugar

Com uma defesa impressionantemente agressiva, Garino, uma das caras novas do Spurs para a próxima temporada, parece ter mesmo potencial para ser o defensor de perímetro que Pop espera dele. Mas se engana quem acha que o ala de 23 anos de idade será útil só assim. O reforço da equipe texana apresentou médias de 8,3 pontos e 3,2 rebotes em 24,8 minutos por exibição no Rio de Janeiro, com 53,6% de aproveitamento nos arremessos de quadra e 33,3% nas bolas de três. Com ele em quadra, a Argentina fez 121,5 pontos a cada 100 posses de bola, melhor marca do elenco. Se bem trabalhado, pode virar um monstro.

Spurs tem interesse em armador argentino

Depois de renovar o contrato de Manu Ginobili e contratar Patricio Garino, o San Antonio Spurs pode ter mais um argentino em seu elenco para a temporada 2016/2017 da NBA. De acordo com reportagem do site americano Project Spurs, a franquia texana tem interesse na contratação do armador Nicolas Laprovittola, que tem passagem pelo Flamengo.

Laprovittola com Ginobili na Olimpíada do Rio (Reprodução/fiba.com)

Segundo Marc Stein, jornalista da ESPN americana, o Spurs já trabalha para levar Laprovittola para a NBA. O argentino é agente livre, já que seu ex-clube, o Estudiantes, da Espanha, acaba de rescindir seu contrato em meio a uma série de problemas financeiros.

Na última temporada, Laprovittola disputou 20 partidas pelo ex-clube na Liga ACB, o campeonato espanhol de basquete, e apresentou médias de 13,8 pontos (40% FG, 37,5% 3 PT, 79,4% FT), 4,4 assistências e 2,9 rebotes em 29 minutos por exibição. Ele acaba de disputar a Olimpíada pela Argentina e, em seis compromissos, sustentou médias de 8,2 pontos (35% FG, 33,3% 3 PT, 82,4% FT), 2,7 assistências e 2,2 rebotes em 17 minutos por jogo.

Se contratado, Laprovittola se tornaria o primeiro jogador da história do Spurs a ter atuado no NBB. O argentino defendeu o Flamengo entre 2013 e 2015, com médias de 13,3 pontos (46,7% FG, 43,6% 3 PT, 80,8% FT), 5,3 assistências e 3,3 rebotes em 29,6 minutos por jogo.

VAIVÉM: Veja quem chega, quem sai e os rumores sobre o Spurs

Spurs (3-2) vs. Kings (1-4) – Estreia de Bertans

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif90×86

Já sem chances de ser campeão da competição, o San Antonio Spurs se despediu da Summer League de Las Vegas com vitória por 90 a 86 sobre o Sacramento Kings, nessa sexta-feira (15), na prorrogação. A partida marcou a estreia de Davis Bertans, reforço do time texano para a temporada 2016/2017, com a camisa alvinegra. Vamos aos destaques do confronto.

Murray foi o destaque do Spurs (Reprodução/nba.com/kings)

As novidades

Quatro jogadores que devem reforçar o Spurs na próxima temporada estiveram em quadra contra o Kings. Davis Bertans fez boa estreia, com 15 pontos (5-12 FG, 3-7 3 PT, 2-2 FT) e três rebotes em 23:52 minutos. Bryn Forbes também foi bem, com 15 pontos (4-10 FG, 4-8 3 PT, 3-4 FT), quatro rebotes e três assistências em 25:45 minutos. Mas o grande destaque foi Dejounte Murray, cestinha do jogo com 20 pontos (9-20 FG, 2-5 3 PT), além de nove assistências, quatro rebotes e quatro roubadas de bola, em 29:29 minutos. Por fim, Ryan Arcidiacono, único dos quatro que veio do banco de reservas, anotou duas assistências, um rebote, uma roubada de bola e um arremesso de três errado em 18:54 minutos.

Murray de olho nela (Reprodução/nba.com/kings)

Os prospectos

Quatro jogadores com os direitos ligados ao Spurs estiveram em ação contra o Wolves. O único titular foi Cady Lalanne, que anotou quatro pontos (1-3 FG, 2-2 FT) em 08:15 minutos. Livio Jean-Charles, cotado para reforçar o alvinegro na próxima temporada, obteve seis pontos (3-4 FG) em 18:08 minutos, enquanto Olivier Hanlan, adquirido em troca de Boris Diaw, fez dois pontos em 07:33 minutos. Por fim, Erazem Lorbek registrou somente um arremesso errado e um rebote em 04:57 minutos.

O destaque 

Entre os jogadores que não têm ligação alguma com o Spurs, o destaque foi Quenton DeCosey. O ala começou a partida contra o Kings como titular do alvinegro texano e deixou a quadra com seis pontos (3-5 FG, 0-1 3 PT, 0-2 FG), um rebote, uma assistência e uma roubada de bola em 16:10 minutos.

Os veteranos

Únicos jogadores da liga de verão com experiência no time principal, o ala-armador Jonathon Simmons e o ala Kyle Anderson não foram para a quadra contra o Kings.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Dejounte Murray – 20 pontos, 9 assistências, 4 rebotes e 4 roubos de bola

Bryn Forbes – 15 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Davis Bertans – 15 pontos e 3 rebotes

Sacramento Kings

Skal Labissiere – 19 pontos e 5 rebotes

Isaiah Cousins – 10 pontos e 5 rebotes

Elgin Cook – 10 pontos e 5 rebotes

Retin Obasohan – 10 pontos, 3 assistências e 3 rebotes

Spurs contrata Davis Bertans e Bryn Forbes

O San Antonio Spurs continua trabalhando na construção de seu elenco para a temporada 2016/2017 da NBA. Nessa quinta-feira (14), a franquia texana anunciou, por meio de seu site oficial, mais duas contratações: o ala Davis Bertans e e o ala-armador Bryn Forbes.

Eis o novo reforço do Spurs (Reprodução/spartanavenue.com)

Bertans foi selecionado pelo Indiana Pacers na 42ª escolha do Draft de 2011 e enviado para o Spurs na troca envolvendo Kawhi Leonard e George Hill. Na última temporada, vestindo a camisa do Caja Laboral (ESP), o ala letão de 23 anos de idade e 2,08m de altura apresentou médias de 7,9 pontos (51,4% FG, 47,4% 3 PT, 90,5% FT) e 1,9 rebotes em 20,7 minutos por exibição na Euroliga e 8,5 pontos (40,6% FG, 41,6% 3 PT, 87,9% FT) e 3,1 rebotes em 24,8 minutos por partida na Liga ACB, o campeonato espanhol de basquete.

Forbes, por sua vez, acaba de concluir sua quarta temporada no basquete universitário americano, na qual apresentou médias de 14,4 pontos (48,1% FG, 48,1% 3 PT, 84,0% FT) e 2,1 rebotes em 28 minutos por jogo em Michigan State. Depois de passar em branco no Draft, o ala-armador de 22 anos de idade e 1,91m de altura se juntou ao elenco do Spurs para as Summer Leagues e se destacou, obtendo, em média, 16 pontos (60,0% FG, 43,8% 3 PT, 100,0% FT) e 4,3 rebotes em 28 minutos por exibição em Utah e 7,5 pontos (30,3% FG, 31,3% 3 PT, 100,0% FT) e 2,5 rebotes em 23,3 minutos por compromisso em Las Vegas.

O Spurs ainda confirmou as contratações de Dejounte Murray, Ryan Arcidiacono, Pau Gasol e Dewayne Dedmon e a renovação de contrato com Manu Ginobili.

VAIVÉM: Veja quem chega, quem sai e os rumores sobre o Spurs

Spurs (2-2) x Wolves (1-3) – Eliminado

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif71×80

O San Antonio Spurs não tem mais chances de defender seu título na Summer League de Las Vegas. Novamente sem Kyle Anderson e Davis Bertans, a equipe texana perdeu por 80 a 71 para o Minnesota Timberwolves, nessa quarta-feira (13), na primeira rodada do mata-mata do torneio, e deu adeus às chances de ser campeão. O alvinegro se despede da competição na sexta, contra o Sacramento Kings. Vamos, a seguir, aos destaques da partida.

Spurs não foi páreo para o Wolves (Bart Young/NBAE via Getty Images)

O veterano

Sem Kyle Anderson, Jonathon Simmons mais uma vez chamou a responsabilidade de comandar o Spurs. O ala-armador deixou a quadra com 19 pontos (9-16 FG, 0-2 3 PT, 1-2 FT) em 28:21 minutos e foi o cestinha da equipe texana na partida.

As novidades

Os armadores que devem reforçar o Spurs na próxima temporada estiveram em quadra contra o Wolves. Dejounte Murray foi titular e anotou 14 pontos (5-15 FG, 1-5 3 PT, 3-3 FT), seis rebotes e duas roubadas de bola em 28:17 minutos. Ryan Arcidiacono, por sua vez, veio do banco e contribuiu com dois pontos (1-4 FG, 0-1 3 PT) e cinco rebotes em 17:57 minutos.

Os prospectos

Três jogadores com os direitos ligados ao Spurs estiveram em ação contra o Wolves. O único titular foi Cady Lalanne, que anotou quatro pontos (2-3 FG) e seis rebotes em 15:57 minutos. Livio Jean-Charles, cotado para reforçar o alvinegro na próxima temporada, obteve quatro pontos (2-3 FG) em 14:37 minutos, enquanto Olivier Hanlan, adquirido em troca de Boris Diaw, registrou apenas um arremesso de quadra errado, uma falta e um turnover em 06:47 minutos. Erazem Lorbek, por sua vez, nem sequer entrou em quadra.

O destaque 

Entre os jogadores que não têm ligação alguma com o Spurs, o melhor foi CJ Williams. Vindo do banco, o ala anotou 11 pontos (3-8 FG, 3-6 3 PT, 2-3 FT) e três rebotes em 18:14 minutos.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Jonathon Simmons – 19 pontos

Dejounte Murray – 14 pontos, 6 rebotes e 2 roubos de bola

CJ Williams – 11 pontos e 3 rebotes

Minnesota Timberwolves

Adreian Payne – 20 pontos, 7 rebotes e 2 tocos

Coty Clarke – 16 pontos e 4 rebotes

Tyus Jones – 15 pontos, 9 assistências, 3 rebotes e 2 roubos de bola

Xavier Silas – 10 pontos e 4 rebotes

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 76 outros seguidores