Arquivo do autor:Leonardo Sacco

Spurs (50-9) @ Rockets (29-30) – Fim da Rodeo Trip

104×94

Pedimos desculpas pela falta de cobertura deste confronto no nosso blog. Para saber mais sobre a partida, por favor visite o material disponível no site oficial da NBA.

Aldridge teve grande atuação (Reprodução/nba.com/spurs)

 Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 27 pontos e 8 rebotes

LaMarcus Aldridge – 26 pontos e 16 rebotes

Tony Parker – 15 pontos e 4 assistências

Kyle Anderson – 11 pontos, 3 rebotes e 3 assistências

Houston Rockets

James Harden – 27 pontos e 4 rebotes

Corey Brewer – 15 pontos e 4 rebotes

Jason Terry – 15 pontos e 3 assistências

Dwight Howard – 11 pontos e 14 rebotes

Spurs (48-9) @ Kings (24-32) – Tá tranquilo

leo-resumo

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif108×92

Depois de três jogos, Kawhi Leonard finalmente voltou ao San Antonio Spurs. Totalmente recuperado, ele foi um dos bons nomes no tranquilo triunfo do alvinegro sobre o Sacramento Kings, adversário que ainda sonha com uma vaga na pós-temporada da Conferência Oeste. O time texano venceu pelo placar de 108 a 92, nessa quarta-feira (24), mesmo jogando na casa do adversário. Vamos, a seguir, ao que de melhor aconteceu no confronto.

Kawhi voltou às quadras no jogo (Reprodução/nba.com/spurs)

35 em 39

Quando o Spurs entra em quadra contra o Kings, muitas coisas podem acontecer, mas a vitória é quase certa. Nos últimos 39 confrontos entre as equipes, nada menos do que 35 terminaram com vitória do time texano. Tá bom de freguesia ou quer mais?

Parker foi o cestinha do Spurs (Reprodução/nba.com/spurs)

Garrafão inoperante

Vamos começar pelo que não deu certo. E a dupla titular do time de San Antonio, formada por Tim Duncan e LaMarcus Aldridge, não deu nada certo contra o Kings. O primeiro esteve em quadra por apenas 11 minutos e não converteu nenhum arremesso dos dois que tentou. Como resultado, saiu de quadra zerado. Mas o segundo foi ainda pior: converteu dois de 11 tiros de quadra arriscados e fez apenas sete pontos feitos. Ficaram devendo…

Já no perímetro…

Bem, a vitória do Spurs foi baseada em três jogadores: Kawhi Leonard, que retornava de lesão, Tony Parker, cestinha do time, e Danny Green, cirúrgico com seus arremessos. Quem apareceu muito bem também – este vindo do banco – foi o ala reserva Kyle Anderson, que chegou aos 14 pontos na partida, errando apenas um dos oito tiros de quadra que tentou.

O grande problema

Se o jogo contra o Kings foi fácil, fica o destaque para o quanto o adversário usou e abusou dos pick’n’roll. Não a toa, Rajon Rondo saiu de quadra com impressionantes 18 assistências. Sinal amarelo para o Spurs na defesa do quesito, que será essencial na pós-temporada.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 23 pontos

Kawhi Leonard – 18 pontos, 8 rebotes e 4 roubos de bola

Danny Green – 16 pontos e 7 rebotes

Kyle Anderson – 14 pontos e 8 rebotes

Sacramento Kings

DeMarcus Cousins – 22 pontos e 10 rebotes

Rajon Rondo – 7 pontos, 18 assistências e 8 rebotes

Kawhi joga bem no All-Star Game. Já LaMarcus…

leo-resumo

Pela primeira vez, Kawhi Leonard foi titular em um All-Star Game. Mais do que isso, teve ainda as companhias de LaMarcus Aldridge e do treinador Gregg Popovich, que liderou as estrelas da Conferência Oeste em vitória por 196 a 173 sobre o time da Leste, nesse domingo (14).

Leonard se divertiu no All-Star Game (Reprodução/nba.com/spurs)

O placar impressiona pela elasticidade – alta até mesmo para um jogo de All-Star Weekend -, fruto da tendência de mais arremessos de três pontos da NBA moderna. Só nesta partida, foram 139 bolas atrás da linha arremessadas, número completamente fora da curva.

No mais, Kawhi e LaMarcus tiveram papéis distintos na partida festiva. O primeiro foi o terceiro jogador com mais minutos na equipe do Oeste. Diante disso, se destacou com 17 pontos, seis rebotes e três assistências, além de ter roubado duas bolas. 

Já Aldridge foi mal – se existe isso em um ASG. Com só 14 minutos, fez apenas quatro pontos, errando seis dos oito arremessos que tentou. Em noite de festa, porém, não importa.

Os shows ficaram por conta de Russell Westbrook, do Oeste, e Paul George, do Leste. O primeiro parecia estar jogando para valer e terminou com 31 pontos, oito rebotes, cinco assistências e cinco roubos. O segundo, por sua vez, foi o grande pontuador do jogo, com 41.

Spurs (39-7) vs. Rockets (25-23) – Pagaram o pato!

leo-resumo

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif130×998xe4813lzybfhfl14axgzzqeq

O Houston Rockets não tinha nada a ver com a derrota do San Antonio Spurs para o Golden State Warriors, duas noites antes. Mas foi ele o condenado a pagar o pato por uma das piores derrotas da franquia do AT&T Center nos últimos tempos. Se ao enfrentar o líder da Conferência Oeste o alvinegro sofreu, ao receber seu rival texano passeou: 130 a 99, nessa quarta-feira (27). Um jogo para lavar a alma! Vamos ao que de melhor aconteceu:

Aldridge foi o cestinha do jogo (Reprodução/nba.com/spurs)

Fechem seus Facebooks!

Logo após a derrota para o Warriors, LaMarcus Aldridge colocou para dormir suas contas nas redes sociais. E não é que funcionou? Pior em quadra no revés, ele foi o dono da vitória sobre o Rockets. Aproveitamento de quadra excelente, participação efetiva no ataque, bons passe… Enfim, tudo o que se espera dele. Se meu chefe achar que isso está relacionado à saída das redes sociais, nunca mais vou poder usar o Facebook no trabalho!

Kyle Anderson foi titular (Reprodução/nba.com/spurs)

Do small ball perdemos; com ele, ganhamos

O Spurs entrou em quadra com uma formação extremamente baixa. Aldridge era o maior em quadra, atuando como pivô. Nas alas, Kawhi Leonard e Kyle Anderson. E aí que o time de San Antonio ganhou o jogo. O Rockets até contra-atacou ao entrar sem Clint Capela, também em formação mais baixa. Mas não aguentou o ritmo de um alvinegro insano no ataque. Boa variação do treinador Gregg Popovich.

Bobanator!

Mais uma vez, Boban Marjanovic teve boas chances. E mais uma vez ele foi muito bem. O pivô sérvio esteve em quadra por somente 16 minutos, mas nesse tempo conseguiu fazer 13 pontos, pegar dez rebotes e acertar cinco de seus nove arremessos. Uma atuação e tanto para um reserva que, aos poucos, começa a cavar muito bem seu espaço na rotação da equipe.

A única preocupação…

… é Tim Duncan. Nessa quarta-feira ele ficou fora de novo e não tem tempo de retorno estipulado. Ok, esperado para um jogador em sua idade, mas começa a ser preocupante.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 25 pontos, 10 rebotes e 5 assistências

Danny Green – 18 pontos, 6 rebotes, 3 assistências e 3 roubos de bola

Kawhi Leonard – 18 pontos

Tony Parker – 15 pontos, 7 assistências e 3 rebotes

Boban Marjanovic – 13 pontos e 10 rebotes

Houston Rockets

James Harden – 20 pontos e 3 rebotes

Dwight Howard – 13 pontos, 8 rebotes e 2 tocos

Josh Smith – 11 pontos e 7 rebotes

Terrence Jones – 11 pontos e 3 rebotes

Jason Terry – 10 pontos e 3 rebotes

Spurs (38-7) @ Warriors (41-4) – Que surra!

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif90×120

O primeiro passo é admitir. E não é preciso muito para se notar que, neste momento, o Golden State Warriors é (muito) mais time do que qualquer um na NBA. Inclusive o San Antonio Spurs; que o diga a avassaladora derrota por 120 a 90 do alvinegro texano para a equipe californiana na noite dessa segunda-feira (26). Mas vamos por partes.

É, rapazeada… (Reprodução/nba.com/spurs)

Talvez, talvez…

O jogo começou com o Spurs errando MUITO. E isso foi crucial para a derrota. Muito mais do que a ausência de Tim Duncan, já que esta é cercada de “talvez”. Talvez ele tivesse melhorado a defesa, talvez o time estivesse melhor… Talvez. Agora, falando em fatos, a equipe texana foi muito mal na construção de jogadas. E o Warriors não permite isso.

Parker pouco fez (Reprodução/nba.com/spurs)

Ataque x defesa

Bem, essa era a tônica do jogo. A equipe de Golden State representa, hoje, não só o melhor ataque, mas também o melhor time. O alvinegro texano trilha seu caminho para o topo baseado na melhor defesa. Não dava para ser diferente, então, que o duelo fosse enxergado dessa maneira. E a elasticidade do placar mostra que a qualidade ofensiva do Warriors foi bastante superior ao primor defensivo do Spurs.

Pouco volume

A derrota ficou tão clara no começo do jogo que nenhum jogador do Spurs atuou por mais de 25 minutos. Deles, apenas Kawhi Leonard produziu bem ofensivamente, com 16 pontos. LaMarcus Aldridge, outro com o mesmo tempo de quadra, fez apenas cinco pontos, acertando apenas dois em nove arremessos tentados. Péssimo. O pouco tempo, no entanto, deixou no ar a dúvida de como seria um jogo equilibrado entre os times. Menos mal.

Fenômenos

A derrota foi acachapante? Não restam dúvidas. Mas a questão é que o Spurs perdeu para um dos melhores times, sim, da história. Ok, a melhor defesa tomar 30 pontos de diferença é para preocupar, mas a derrota em si era mais do que esperada. Vida que segue.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 16 pontos, 5 rebotes e 2 roubos de bola

Boban Marjanovic – 12 pontos e 6 rebotes

David West – 12 pontos e 5 rebotes

Golden State Warriors

Stephen Curry – 37 pontos, 5 roubos de bola e 3 assistências

Brandon Rush – 13 pontos e 3 assistências

Shaun Livingston – 13 pontos e 2 roubos de bola

Marreese Speights – 12 pontos e 7 rebotes

Draymond Green – 11 pontos, 9 rebotes, 6 assistências e 3 roubos de bola

Klay Thompson – 11 pontos e 4 rebotes

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 71 outros seguidores