Arquivo do autor:Leonardo Sacco

Spurs (47-26) vs Grizzlies (50-24) – Sai da frente!

 103×89

Na hora certa, o San Antonio Spurs tem crescido. Cada vez mais entrosado e deixando para trás as lesões que o assolaram no começo da temporada, o time segue vencendo e subindo na tabela. Jogando diante da sua torcida, passou tranquilo pelo Memphis Grizzlies, 103 a 89, neste domingo e criou fôlego para lutar bem pelas primeiras colocações da Conferência Oeste para, quem sabe, entrar na pós-temporada com mando de quadra. Com outra partida muito boa de Kawhi Leonard, o alvinegro mostrou ter o antídoto para uma das melhores defesas da NBA – e isso sem mudar seu estilo. Vamos ao que de melhor aconteceu no duelo.

Leonard foi o grande destaque da partida (Reprodução/nba.com/spurs)

De novo ele

É chover no molhado, mas Kawhi Leonard merece mais e mais elogios. O ala vem subindo de produção na hora certa e mais uma vez se saiu bem como primeira opção ofensiva, mostrando melhora cada vez mais significativa em sua seleção de arremessos. Com mais jogadas direcionadas a ele, o camisa #2 ainda mostrou evolução nos arremessos de meia distância, que vinham sendo seu ponto fraco em algumas partidas.

Tiago Splitter fez bom jogo (Reprodução/nba.com/spurs)

Jogo ganho no perímetro

Não é novidade para ninguém que o Grizzlies aposta em suas torres no garrafão para vencer jogos. O Spurs, sabendo disso, deixou que Marc Gasol e Zach Randolph fossem os melhores em quadra do adversário, se limitando a marcar muito bem o perímetro adversário. Não à toa, o ótimo armador Mike Conley saiu de quadra com 11 arremessos tentados e apenas dois convertidos. Dentro da área pintada, o alvinegro também soube marcar bem o adversário, tendo como sinal disso os quatro erros de ataque cometidos pelo pivô espanhol do oponente.

Onde estão as torres gêmeas?

Se no ataque os pivôs do time de Memphis foram bem, na defesa não se pode dizer o mesmo de Randolph e Gasol. E muito por conta da ótima atuação de Tiago Splitter. O pivô brasileiro parece cada vez mais à vontade no esquema do Spurs e, quando solicitado, tem correspondido bem no ataque do alvinegro.

Além da inteligência habitual para o corta luz e para ajudar a construir jogadas, ele ainda está indo bem ao atacar a cesta. Foram 15 pontos, com 66% de aproveitamento nos arremessos.

Tranquilidade?

O Spurs, depois de uma semana muito difícil, irá para a semana de Páscoa um pouco mais tranquilo. Viaja para a Flórida, onde enfrenta o oscilante Miami Heat e, logo depois, o inexperiente Orlando Magic. Depois disso, volta para casa para enfrentar o fraco time do Denver Nuggets, que não almeja mais nada na temporada. Fácil? Bom, então se prepare para o domingo de Páscoa: nada menos do que o líder geral da NBA, o Golden State Warriors.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 25 pontos e 10 rebotes

Tiago Splitter – 15 pontos e 8 rebotes

Tim Duncan – 10 pontos

Memphis Grizzlies

Zach Randolph – 20 pontos e 13 rebotes

Marc Gasol – 16 pontos

Spurs (46-26) vs Grizzlies (50-23) – Temporada regular

San Antonio Spurs vs Memphis Grizzlies – Temporada regular

Data: 29/03/2015

Horário: 20h00 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 2,08 @ Grizzlies 1,76 (favorito)

Com cinco vitórias nos últimos seis jogos, o San Antonio Spurs testa seu bom momento diante do Memphis Grizzlies, equipe que lidera a Divisão Sudoeste, da qual o próprio time texano faz parte. Pautado em boa defesa e jogo dentro do garrafão, o conjunto adversário sempre engrossa para o alvinegro, que joga sem desfalques. Uma vitória diante do oponente significa, além da manutenção da boa fase, confirmação da caminhada para as 50 vitórias e, mais do que isso, manutenção na luta por mando de quadra na primeira rodada dos playoffs.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-2)

05/12/2014 – Spurs 107 @ 101 Grizzlies

Em partida marcada pelo quarto triplo-duplo da carreira de Tim Duncan, os texanos souberam anular bem o garrafão adversário e saíram com o resultado positivo, mesmo fora de casa.

18/12/2014 – Spurs 116 vs 117 Grizzlies

Em jogo de três prorrogações, bolas espíritas e algumas falhas por ambos os lados, o Grizzlies conquistou a vitória em cima do Spurs, em partida realizada no Texas.

30/12/2014 – Spurs 87 @ 95 Grizzlies

Fechando um mês no qual enfrentou o Grizzlies três vezes (!!!), o Spurs fez outro jogo apertado diante do oponente, mas, jogando longe de seus domínios, acabou sucumbindo para a atuação excelente da dupla adversária Mike Conley e Marc Gasol.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho - Em ascendente e cada vez mais com papel decisivo no Spurs, Kawhi Leonard será essencial para ajudar a parar o ótimo Mike Conley e, ainda, terá sua chance de pontuar diante de uma equipe que tem na marcação de garrafão seu forte defensivo.

PG – Mike Conley

SG – Tony Allen

SF – Courtney Lee

PF – Zach Randolph

C – Marc Gasol

Fique de Olho - Para muitos, o melhor pivô da NBA. Com um prêmio de melhor defensor da temporada nas costas, Marc Gasol é inteligente, sabe passar a bola e defende como poucos. No ataque, pontua muito bem e preocupa os adversários. Será, basicamente, o melhor agente livre da próxima temporada. Será que o Spurs pode ser seu destino?

Spurs (44-25) @ Hawks (53-17) – Criador e criatura

 114×95

Quando San Antonio Spurs e Atlanta Hawks se enfrentaram pela primeira vez na temporada, com vitória texana, era cedo demais. O adversário nem sequer era a grande surpresa da temporada, e o trabalho de Mike Budenholzer, ex-assistente de Gregg Popovich no alvinegro, ainda não era elogiado e comparado ao plano tático do atual campeão da NBA. No encontro entre as equipes, neste domingo (22), no entanto, tudo isso já estava na mesa. E o criador mostrou ser superior à criatura e venceu por 114 a 95, mesmo jogando fora de casa, em triunfo que garantiu ao time de Tim Duncan um bom espaço na vaga por melhores vagas na Conferência Oeste. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto:

Tiago Splitter foi o destaque da partida (Reprodução/nba.com/spurs)

Espelho, espelho meu…

As equipes realmente jogam de maneira parecida: armadores que sabem pontuar, alas que sabem defender, muito jogo dentro do garrafão… Mas, bem, apesar de serem parecidas, não são iguais. O Spurs, por exemplo, tem mais profundidade em seu banco. E foi dele que veio Boris Diaw, autor de 17 pontos (8-10 FG) e um dos grandes nomes do triunfo do time de San Antonio, que ainda contou com um inspiradíssimo Kawhi Leonard para chegar à vitória. Mais do que isso, Popovich mostrou facilidade para ler uma tática que se assemelha à sua. Leu tão bem que anulou o Hawks do começo ao fim, chegando à vitória tranquila.

Duncan e sua costumeira eficiência (Reprodução/nba.com/spurs)

Um cestinha diferente

Com bom jogo dentro da zona pintada, o Spurs viu o pivô brasileiro Tiago Splitter brilhar e ser imprescindível para a vitória. Ele foi autor de nada menos do que 23 pontos, fundamentais para a larga vantagem construída no confronto. Mais do que isso, mostrou uma mira afiada e converteu dez dos 14 arremessos que tentou – o número, aliás, mostra uma estratégia diferente de Popovich, que acionou o camisa #22 muito mais do que o usual durante a partida.

Desenho perfeito

Com dois times que jogam o basquete coletivo acima de qualquer coisa, foi ótimo ver o desenho tático imposto por ambos os times. Como já dito, o do Spurs se sobressaiu e, por isso, a vitória veio. Prova disso foi a perfeição na armação de jogadas de ataque, fator que levou a equipe de San Antonio a uma impressionante marca de 53,8% dos arremessos convertidos. Com uma mira tão afiada, é difícil lidar.

Cada dia mais máximo

A discussão sobre a possibilidade de Kawhi Leonard levar o contrato máximo parece cada vez mais fácil de ser resolvida. Sim, ele merece. Contra o Hawks, foi extremamente bem nos dois lados da quadra e, mais uma vez, saiu com números altos e significativos. Foram 20 pontos, dez rebotes, sete assistências e quatro roubos de bola. Atuação fenomenal.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tiago Splitter – 23 pontos e 8 rebotes

Kawhi Leonard – 20 pontos, 10 rebotes, 7 assistências e 4 roubos de bola

Boris Diaw – 17 pontos

Atlanta Hawks

Paul Millsap – 22 pontos e 7 rebotes

Spurs (43-25) @ Hawks (53-16) – Temporada regular

San Antonio Spurs @ Atlanta Hawks – Temporada Regular

Data: 22/03/2015

Horário: 16h00 (Horário de Brasília)

Local: Phillips Arena

Na TV: SporTV

Cotação no Apostas Online: Spurs 2,05 @ Hawks 1,78 (favorito)

Vindo de boa sequência de vitórias – sendo a última delas sobre o Boston Celtics -, o San Antonio Spurs viaja agora até a Georgia para enfrentar uma das melhores equipes da temporada. Com receita muito parecida com a do time texano, o Altanta Hawks é líder da Conferência Leste e um dos times que apresenta o basquete mais efetivo da temporada até então. Apesar da dureza da partida, o adversário segue sem Kyle Korver, um de seus melhores jogadores. A vitória é essencial na caça às primeiras colocações do Oeste.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-0)

5/11/2014 – Spurs 94 x 92 Hawks

Era apenas o terceiro jogo dos times na temporada, e o Hawks estava longe de apresentar o basquete atual. Com preguiça, o Spurs bateu um rival que, naquele momento, parecia ser só mais um. No fim das contas, boa vitória sobre um candidato ao título. Melhor para o alvinegro, que teve atuação inspirada de Tim Duncan – 17 pontos e 13 rebotes – para vencer.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho - Bem nos últimos jogos, Tony Parker tem sido um termômetro do Spurs: quando ele vai bem, a equipe toda vai; quando vai mal, porém, dificilmente a vitória vem. Diante de um time que marca bem e tem um garrafão forte, o armador é peça essencial.

PG – Jeff Teague

SG – Kent Bazemore

SF – DeMarre Carroll

PF – Paul Millsap

C – Al Horford

Fique de Olho – Se há algo em que o Hawks se parece com o Spurs é na divisão de tarefas. Sem astros que pontuam desesperadamente, o time conta com o ótimo Paul Millsap como destaque. Ótimo dos dois lados da quadra, é completo e complica a vida dos rivais.

Spurs (41-25) vs Wolves (14-51) – Força do time

123×97

O San Antonio Spurs recebeu o Minnesota Timberwolves neste domingo (15) e, como esperado, não teve dificuldades para vencer por 123 a 97. Mais do que isso, porém, o comandados de Gregg Popovich mostraram estar entrosadíssimos e construíram o caminho para o triunfo com impressionantes 38 assistências, além de pontuação bem distribuída e nova mostra do talento de Kawhi Leonard. Vamos ao que de melhor aconteceu na partida.

Para o Spurs, trabalho coletivo é fundamental (Reprodução/nba.com/spurs)

Ele é (e vale) o máximo

Kawhi Leonard assume cada vez mais protagonismo no Spurs. De maneira gradual, começa a se destacar ofensivamente e, ainda mais, brilha absurdamente na defesa. Diante de um fraco Wolves, não fez cerimônia e foi o melhor em quadra. Terminou o duelo com 15 pontos, seis rebotes e seis roubos de bola. A cada dia o ala, MVP das Finais de 2014 vem provando seu valor. E, sim, esse valor corresponde a um contrato máximo.

Parker fez a parte dele (Reprodução/nba.com/spurs)

Na mira

Outro fator que levou o Spurs à vitória neste domingo, no AT&T Center, foi a ótima pontaria. Ok, a defesa adversária facilitou as coisas, mas o mérito segue sendo dos atacantes. No total, foram tentados 84 arremessos, sendo que 49 acabaram convertidos – nada menos do que 58,3%. Por conta disso, o placar elevado e a facilidade para a vitória.

Banco profundo

Um elenco campeão passa – e muito – pela profundidade. E cada dia mais o Spurs mostra isso com um grupo complexo e bem utilizado. Sinal disso foram os 62 pontos vindos do banco de reservas. O quinteto titular, diante dessa perspectiva, acabou descansando bem, o que é essencial para a sequência final de jogos, decisiva para a definição de uma boa colocação numa competitiva e afunilada Conferência Oeste.

As notas de sempre

É chover no molhado, mas vale destacar mais uma atuação impressionante de Tim Duncan. Em apenas 22 minutos, foram dez pontos, seis rebotes, seis assistências e três tocos. Quanto mais velho fica, mais completo parece. Além disso, vem sendo praxe boas atuações de Tony Parker. O francês parece ter recuperado a confiança após lesão e, agora, lidera a equipe como estávamos acostumados. Contra o Wolves, 11 pontos e oito assistências.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 15 pontos, 6 rebotes e 6 roubos de bola

Tony Parker – 11 pontos e 8 assistências

Tim Duncan – 10 pontos, 6 rebotes, 6 assistências 3 tocos

Minnesota Timberwolves

Kevin Martin – 19 pontos

Zach LaVine – 18 pontos, 6 assistências e 6 rebotes

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 52 outros seguidores