Arquivo do autor:1996pedro

DeRozan exerce opção para ficar no Spurs

Em meio a boatos que apontam supostos interesses de Los Angeles Lakers, Milwaukee Bucks e Brooklyn Nets, DeMar DeRozan decidiu exercer sua opção para manter o contrato com o San Antonio Spurs. Assim, o camisa #10 tem mais um ano de vínculo com a franquia texana, recebendo US$ 27.739.975,00 no período.

DeRozan em ação pelo Spurs contra o Rockets (reprodução/nba.com/spurs)

A informação foi confirmada oficialmente pelo Spurs.

https://platform.twitter.com/widgets.js
A opção de DeRozan dá mais segurança ao Spurs, que agora parte para a noite do Draft sabendo que terá o camisa #10 sob contrato. O ala-armador tinha a opção de se tornar agente livre irrestrito, ficando livre para negociar com qualquer franquia a partir de sexta-feira.

DeRozan chegou ao Spurs em 2018, quando foi envolvido na troca que enviou Kawhi Leonard para o Toronto Raptors. Na última temporada, o ala-armador teve médias de 22,1 pontos, 5,6 assistências e 5,5 rebotes em 34,1 minutos por exibição. Converteu 53,1% dos arremessos de quadra que tentou, melhor marca da sua carreira até aqui.

103×131

Na noite desse domingo (23), enquanto muitos brasileiros curtiam o Carnaval, o San Antonio Spurs entrou em quadra fora de casa para terminar a Rodeo Road Trip e sofreu uma pesada derrota de 131 a 103 para o Oklahoma City Thunder. Assim, conclui a viagem com apenas duas vitórias em oito jogos. Vamos, a seguir, aos destaques da partida.

Aldridge não foi o bastante (Reprodução/nba.com/spurs)

Sem resposta

Durante o jogo, ficou claro que o grupo de apoio dos mandantes contribuiu muito mais, tanto na pontuação quanto no jogo coletivo. Apesar de contar com um Rudy Gay inspirado, o time de Gregg Popovich não foi páreo. O Spurs sofreu principalmente no garrafão, onde o Thunder marcou 20 dos seus primeiros 24 pontos no jogo.

No terceiro quarto, Pop tentou apostar no jogo a partir da linha três, porém, mas seus jogadores estavam em uma noite fria e converteram apenas 11 das 38 bolas tentadas do perímetro. Esse plano B foi influenciado também pela qualidade do principal armador do adversário. Chris Paul anulou o jovem DeJounte Murray e o forçou a realizar duas faltas em menos de dois minutos.

Chance para os garotos

Pop começou o jogo com seu tradicional quinteto titular, formado por Dejounte Murray, Bryn Forbes, DeMar DeRozan, Trey Lyles e LaMarcus Aldridge. Aos poucos, com o Thunder disparando, esvaziou o banco e utilizou todos os seus reservas. Assim, mandou à quadra Derrick White, Lonnie Walker, Rudy Gay, Jakob Poeltl, Marco Belinelli, Patty Mills e até os jovens Keldon Johnson e Chimezie Metu.

O Thunder teve como titulares Chris Paul, Shai Gilgeous-Alexander, Luguentz Dort, Danilo Gallinari e Steven Adams. Também utilizou Dennis Schroder, Abdel Nader, Nerlens Noel, Hamidou Diallo, Terrance Ferguson, Deonte Burton, Mike Muscala e Isaiah Roby.

Estatísticas do jogo

O Spurs acertou 36,9% dos seus arremessos de quadra (38-103), 28,9 das suas bolas de três (11-38) e 84,2% dos lances livres que cobrou. Marcou 42 pontos no garrafão e registrou ainda 43 rebotes, 27 assistências, cinco roubadas de bola e um toco. Desperdiçou a posse da bola nove vezes e cometeu 23 faltas.

O Thunder, por outro lado, acertou 57,5% dos arremessos de quadra que tentou (50-87), além de registrar aproveitamento de 45,5% nos arremessos de três pontos (10-22) e 87,5% dos lances livres. Marcou 74 pontos no garrafão e registrou ainda 54 rebotes, 28 assistências, sete roubadas de bola e sete tocos. Desperdiçou a posse da bola 12 vezes e cometeu 17 faltas.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Rudy Gay – 14 pontos e 6 rebotes

Marco Bellinelli – 13 pontos

DeMar DeRozan – 11 pontos, 5 rebotes e 3 assistências

Bryn Forbes – 10 pontos

Oklahoma City Thunder

Shai Gilgeous-Alexander – 22 pontos, 13 rebotes e 4 assistências

Steven Adams – 21 pontos e 14 rebotes

Luguentz Dort – 15 pontos e 3 roubos de bola

Dennis Schroder – 13 pontos, 6 assistências e 3 rebotes

Chris Paul – 12 pontos, 10 assistências e 9 rebotes

Danilo Gallinari – 12 pontos e 4 rebotes

Nerlens Noel – 10 pontos e 5 tocos

Abdel Nader – 10 pontos e 3 rebotes

Kings (21-31) x (22-30) Spurs – Oscilação padrão

102×122

Na noite desse sábado (8), o San Antonio Spurs foi até o Golden 1 Center e saiu derrotado pelo Sacramento Kings por 122 a 102. Diferente do que aconteceu no último duelo entre as equipes, que terminou em vitória alvinegra na prorrogação, o time texano foi dominado e caiu para a 10ª colocação na Conferencia Oeste com o revés. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Pontaria de Forbes não foi o bastante (Reprodução/nba.com/spurs)

O jogo

Gregg Popovich mandou à quadra o quinteto titular formado por Dejounte Murray, Bryn Forbes, DeMar DeRozan, Trey Lyles e LaMarcus Aldridge. Ao longo do jogo, o treinador utilizou Derrick White, Rudy Gay, Lonnie Walker, Patty Mills, Jakob Poltl, Drew Eubanks e Quinndary Wheaterspoon – o último fez sua estreia na temporada.

Já Luke Walton, tecnico do Kings, levou à quadra o quinteto titular formado por De’Aaron Fox, Bogdan Bogdanovic, Harrison Barnes, Nemanja Bjelica e Harry Giles. Ao longo do jogo, o treinador utilizou Buddy Hield, Kent Bazemore, Cory Joseph, Yogi Ferrell, Justin James e DaQuan Jeffries.

O primeiro quarto foi bem equilibrado, e o Spurs conseguiu pressionar a equipe mandante. Durante o período, a maior vantagem que o quinteto de Popovich conseguiu foi de seis pontos. Porém, no fim do quarto a equipe diminuiu o ritmo e tomou a virada em uma bola de três de Buddy Hield.

No segundo período, os mandantes pegaram as rédeas do jogo e dominaram o Spurs até os últimos minutos. Durante o período, a vantagem chegou no máximo a nove pontos, mas equipe texana conseguiu diminuir para um perto do fim da parcial. Ao término do primeiro tempo, o placar apontava para 52 a 49 para o Kings.

No terceiro período, o Spurs voltou a liderar durante boa parte do quarto liderado por Murray e DeRozan. Porém, esse momento positivo foi jogado no lixo, pois o fim do quarto apresentou uma corrida de 19 a 2 para o Kings, basicamente definindo o jogo.

O quarto período teve apenas frustração do Spurs. O auge do sentimento foi retratado por DeRozan, que, após fazer uma falta, foi ejetado do jogo. Nesse momento, a equipe da casa já dominava o jogo com mais de dez pontos de vantagem. Ao fim, Pop utilizou peças que dificilmente voltarão a jogar pela equipe. No fim, 122 a 102 para o Kings.

O que eles disseram

Após o jogo, Popovich deu uma rápida entrevista e admitiu que o Spurs sofre com a falta de consistência na temporada.

“Como eu disse antes, temos um problema em manter um bom nível durante os 48 minutos”, afirmou.

Outro importante ícone da equipe, Aldridge afirmou que a equipe tentou reagir após o fim desastroso do terceiro período, mas não conseguiu.

“Fizemos corridas para tentar voltar ao jogo, porém, não foram suficientes”, declarou.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Dejounte Murray – 17 pontos, 9 rebotes, 9 assistências e 3 roubos de bola

Bryn Forbes – 16 pontos, 4 assistências e 2 roubos de bola

DeMar DeRozan – 14 pontos, 6 assistências e 3 rebotes

Derrick White – 13 pontos e 3 rebotes

LaMarcus Aldridge – 12 pontos, 10 rebotes e 3 tocos

Sacramento Kings

Buddy Hield – 31 pontos, , 6 rebotes, 5 assistências e 2 roubos de bola

Harrison Barnes – 25 pontos, 7 rebotes e 4 assistências

Nemanja Bjelica – 15 pontos, 6 rebotes, 4 assistências e 2 roubos de bola

Kent Bazemore – 15 pontos e 3 rebotes

DeAaron Fox – 13 pontos e 5 assistências

Spurs (20-25) x Raptors (32-14) – Noite de tristeza

106×110

Neste domingo (26), o San Antonio Spurs recebeu o Toronto Raptors e perdeu para o adversário por 110 a 106, em mais um jogo válido pela temporada regular da NBA. Minutos antes de a partida começar, o mundo do esporte foi bombardeado pela trágica notícia da morte de Kobe Bryant. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

DeRozan reencontrou o ex-time (Reprodução/nba.com/spurs)

O jogo

A partida foi marcada pelo domínio da equipe canadense. Com exceção ao terceiro período, no qual o Spurs teve uma superioridade considerável, o time de Paskal Siakam e companhia foi absoluto.

O ala-pivô do Raptors se destacou com 35 pontos, oito rebotes, três assistências e uma roubada de bola. Do lado do Spurs, o principal jogador foi DeMar DeRozan. Depois de se mostrar bem abatido no começo do jogo, o ala-armador deixou a quadra com 14 pontos, oito rebotes e sete assistências.

Ao longo do jogo, o Spurs converteu 41,5% dos seus arremessos de quadra, 43,2% dos seus tiros de três e 91,7% dos seus lances livres. Além disso, registrou 48 rebotes, 27 assistências, oito tocos, cinco roubadas de bola, 16 turnovers e 15 faltas.

Já o Raptors acertou 41,4% dos seus arremessos de quadra, 32% dos seus tiros de três e 80% dos seus lances livres. Além disso, registrou 50 rebotes, 31 assistências, dois tocos, 11 roubadas de bola, oito turnovers e 22 faltas.

Homenagens a Kobe

Koe Bryant marcou história na NBA atuando pelo Los Angeles Lakers. O jogador foi um divisor de etapas no crescimento da liga e, como recompensa, suas camisas 8 e 24 foram aposentadas pela franquia da Califórnia.

Em homenagem ao grande jogador, as equipes estouraram o limite dos 24 segundos na primeira posse de bola de cada time. Além disso, o Coyote, mascote do Spurs, distribuiu camisas com os números 8 e 24 para a torcida.

Ao longo da rodada, a NBA prestou homenagens merecidas ao grande Kobe Bryant. Técnico do Spurs, Gregg Popovich deu entrevista após o jogo e lamentou a fatalidade.

“Todos nós sabemos como ele era um grande jogador, mas ele foi além do ótimo jogo. Ele era um competidor incomparável, e foi isso que o tornou um jogador tão atraente para todos: esse foco, essa competitividade, essa vontade de vencer. Todos sentimos uma profunda perda pelo que ele significava para todos nós de muitas maneiras, e tantos milhões de pessoas o amavam por muitas razões diferentes. É apenas uma coisa trágica. Não há palavras que possam descrever como todos se sentem”, declarou.

Outro que também se pronunciou sobre a tragédia foi DeRozan, que disse que Kobe foi a grande inspiração da sua carreira.

“Palavras não podem expressar como eu me sinto. Pessoalmente, tudo o que sei sobre basquete aprendi com Kobe. Ele representou muitas coisas para esse esporte e inspirou muitas pessoas no mundo. E não é só isso, também há a filha dele. Sou pai e nem consigo imaginar essas coisas acontecendo comigo. É triste, muito triste. Realmente, ele me ensinou tudo o que sei. Sem Kobe, eu não estaria aqui. Eu não gostaria de basquete, não teria essa paixão. Tudo veio dele”, afirmou.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 14 pontos, 7 assistências e 6 rebotes

Derrick White – 14 pontos, 4 assistências, 4 rebotes e 4 tocos

Dejounte Murray – 13 pontos, 6 rebotes e 2 tocos

Bryn Forbes – 13 pontos e 3 rebotes

Marco Belinelli – 12 pontos e 5 assistências

Jakob Poeltl – 11 pontos, 7 rebotes e 2 tocos

LaMarcus Aldridge – 10 pontos e 10 rebotes

Toronto Raptors

Pascal Siakam – 35 pontos, 8 rebotes e 3 assistências

Kyle Lowry – 16 pontos, 4 assistências e 4 rebotes

Fred VanVleet – 13 pontos, 7 assistências, 4 rebotes e 4 roubos de bola

Serge Ibaka – 12 pontos, 10 rebotes, 4 assistências e 2 roubos de bola

OG Anunoby – 10 pontos, 5 rebotes e 3 assistências

Marc Gasol – 8 pontos, 12 rebotes e 5 assistências

Spurs (19-23) x (18-25) Suns – Derrota em casa

99×103

Nessa sexta-feira (24), o San Antonio Spurs recebeu o Phoenix Suns, fez um péssimo segundo período e perdeu para o adversário por 103 a 99 dentro do AT&T Center. Assim como na vitória de segunda-feira sobre o time do Arizona, o alvinegro fez uma parcial horrível, com saldo de -18 pontos ao longo do quarto em questão. Com a derrota, a equipe texana cai para a nona posição da Conferencia Oeste (45,5% de aproveitamento), sendo ultrapassada pelo Memphis Grizzlies. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Spurs de Forbes não foi páreo para o Suns de Booker (Foto: Edward A. Ornelas/Getty Images)

O jogo

O começo do jogo foi positivo para o Suns. A equipe de Devin Booker liderou nos três primeiros minutos até erro de Ricky Rubio em lance livre. A partir desse momento, o Spurs encaixou o jogo assumiu a liderança com uma bola de três de Bryn Forbes, caminhando para a vitória no período por 28 a 22.

Na entrada do segundo período, o Spurs abriu nove pontos e conseguiu sua maior vantagem na partida. Porém, a partir do segundo minuto, a equipe parou, e os visitantes voltaram para o jogo. O Suns virou o jogo com uma corrida de 10 a 2. O time do Arizona foi abrindo, abrindo e conseguiu descer para os vestiários vencendo por 56 a 44.

Ao longo do terceiro quarto, o Spurs até conseguiu uma recuperação. Mas Devin Booker pegou fogo e conseguiu manter a vantagem para os visitantes. Ao longo do quarto, as trocas de Gregg Popovich fizeram efeito, e a equipe conseguiu diminuir a diferença. Assim, o Suns entrou na parcial final vencendo por 78 a 72.

O quarto período começou com DeMar DeRozan trocando cestas com Booker, e a partida engrenou de vez. Nesse momento, os bancos fizeram diferença, uma vez que o Spurs pontuou bastante com Patty Mills, Derrick White e Lonnie Walker. A diferença chegou a ser de apenas um ponto restando três minutos para o fim. Mas Booker, novamente, praticamente matou o jogo com uma bola de três decisiva na reta final, garantindo o triunfo.

Estatísticas do jogo

San Antonio Spurs

O Spurs teve aproveitamento de 42,3% nos arremessos de quadra, 20% nas bolas de três e 84,8% nos lances livres. Além disso, o alvinegro registrou 52 rebotes, 19 assistências, nove roubadas de bola, oito tocos e 38 pontos no garrafão. Por outro lado, cometeu 22 faltas e desperdiçou a bola 14 vezes.

O Suns, por sua vez, teve aproveitamento de 46,4% nos arremessos de quadra, 27,6% nas bolas de três e 81% nos lances livres. Além disso, registrou 47 rebotes, 25 assistências, seis roubadas de bola, quatro tocos e 46 pontos no garrafão. Por outro lado, cometeu 27 faltas e desperdiçou a bola 14 vezes.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 30 pontos, 8 rebotes e 4 assistências

LaMarcus Aldridge – 16 pontos, 6 rebotes, 3 assistências e 2 tocos

Derrick White – 13 pontos, 6 rebotes, 4 assistências, 4 tocos e 3 roubos de bola

Phoenix Suns

Devin Booker – 35 ponto, 10 assistências e 4 rebotes

Dario Saric – 20 pontos e 4 rebotes

Kelly Oubre Jr. – 16 pontos, 9 rebotes, 3 tocos e 2 roubos de bola

Deandre Ayton – 10 pontos, 11 rebotes e 3 assistências

Ricky Rubio – 11 pontos