Arquivo do autor:1996pedro

Spurs (32-24) @ (38-15) Warriors – Noite para esquecer

 102×141

Em um jogo difícil, sem as suas estrelas, fora de casa e no meio de uma série na estrada, o San Antonio Spurs sofreu uma derrota acachapante. O alvinegro visitou o Golden State Warroprs. melhor time da Conferência Oeste, nessa quarta-feira (6) e não conseguiu levar a melhor em nenhum quarto, perdendo por 141 a 102. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Spurs não foi páreo para o Warriors (Reprodução/twitter.com/warriors)

Formações titulares

Para o confronto, Gregg Popovich resolveu poupar DeMar DeRozan e LaMarcus Aldridge. Com isso, o time titular foi formado por Patty Mills, Marco Belinelli, Rudy Gay, Davis Bertans e Jakob Poeltl, com Bryn Forbes iniciando no banco. O Warriors, por sua vez, iniciou com Stephen Curry, Klay Thomprson, Kevin Durant, Draymon Green e DeMarcus Cousins.

O cestinha da partida foi Thompson com 26 pontos. Pelo Spurs, Mills, foi o maior pontuador, com 16. Ao todo, o time titular do alvinegro marcou 59 pontos, contra 90 do dos mandantes.

O banco de Steve Kerr também levou vantagem. Ao todo, os reservas do Warriors fizeram 51 pontos, contra 43 dos do Spurs. Foram utilizados pelos mandantes Andre Iguodala, Kevon Looney, Alfonzo McKinnie, Quinn Cook, Jonas Jerebko, Shaun Livingston, Jordan Bell e Marcus Derrickson. Já o alvinegro lançou à quadra Dante Cunningham, Loonie Walker, Drew Eubanks, Quincy Pondexter, Bryn Forbes, Chimezie Metu e Pau Gasol.

O jogo

O que se viu no jogo foi um domínio absoluto dos Warriors. O inicio do jogo já mostrou a características das equipes que foram à quadra. A primeira parcial terminou 33 a 31 para os mandantes, com um jogo ofensivo dominante e sem eficiência das defesas.

Durante o segundo quarto, os mandantes fizeram duas corridas de nove pontos e conseguiram abrir larga vantagem ao fim do período. O Spurs conseguiu tirar a desvantagem no primeiro momento e se manteve no jogo, mas a segunda corrida de pontos não teve reação, e o primeiro tempo acabou com o placar mostrando 66 a 52 para os mandantes.

No terceiro quarto, o Warriors voltou agressivo e conseguiu uma vantagem de 12 pontos no meio do período. A partir desse momento, a equipe da California conseguiu estatísticas impressionantes, convertendo cinco dos sete arremessos de três pontos que arriscou.

Na parcial final, com o jogo decidido, os técnicos lançaram o “terrão” e pouparam seus titulares.

Próxima parada

A próxima partida do Spurs é contra o Portland Trail Blazers, novamente na estrada. O jogo acontece na madrugada de quinta para sexta-feira, como início previsto para 01h30 (de Brasília).

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Patty Mills – 16 pontos

Golden State Warriors

Klay Thompson – 26 pontos

Stephen Curry – 19 pontos, 7 assistências e 5 rebotes

Anúncios

Spurs (27-10) @ Wolves (21-24) – Vitória importante

Após grande sobre o Dallas Mavericks, o San Antonio Spurs continuou na estrada e venceu confronto equilibrado com o Minnesota Timberwolves, nessa sexta-feira (18), na casa do adversário, por 116 a 113. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Gasol e Rose, ex-colegas de Chicago Bulls, se reencontraram (Reprodução/twitter.com/paugasol)

Formações das equipes

Para a partida, o técnico Gregg Popovich escalou a equipe titular com LaMarcus Aldridge, Rudy Gay, Pau Gasol, Derrick White e Bryn Forbes, e estes produziram 75 pontos. Os demais jogadores que o treinador do Spurs utilizou durante o confronto foram Dante Cunningham, Davis Bertans, Jakob Poltl, Patty Mills e Marco Bellinelli, que produziram 41 pontos ao longo do jogo.

Os mandantes tiveram como quinteto titular Taj Gibson, Andrew Wiggins, Karl Anthony Towns, Jeff Teague e Josh Okogie. Esses produziram 79 pontos durante o jogo. Os reservas Dario Saric, Anthony Tolliver, Gorgui Dieng, Jerryd Bayless e Derrick Rose produziram mais 34 pontos.

O cestinha da partida foi LaMarcus Aldridge, com 25 pontos. Pelo lado do Timberwolves, o maior pontuador foi Karl Anthony Towns, que terminou o jogo com 23.

O jogo

Sem DeMar DeRozan, com uma lesão no tornozelo, o Spurs apostou em Rudy Gay e Pau Gasol para o jogo, uma mudança na equipe que vinha jogando regularmente. O inicio da partida foi sonolento, com as equipes errando sete arremessos em sequencia. A metade do primeiro quarto foi um bombardeio de bolas de três de ambos os lados, com os mandantes tendo vantagem após arremesso do perímetro de Derrick Rose. No fim do quarto, 31 a 28 para o Wolves.

O inicio do segundo período teve uma marca importante para Bryn Forbes, que acertou sua 100ª bola de três na temporada. A equipe da casa tinha em Karl Anthony Towns o principal jogador e cestinha. Pelo Spurs, a pontuação foi bem distribuída entre Mills, Bellinelli e Aldridge. No fim do quarto, 30 a 27 para o alvinegro, e o placar apresentava um empate em 58 a 58.

O terceiro quarto foi parelho. Os times fizeram campanhas para abrir vantagem. Primeiro, o Wolves fez uma corrida com 14 a 1. Na sequência, o Spurs fez uma de 9 a 2. A liderança foi trocada ate o fim do período, mas D-Rose apareceu para colocar os mandantes na frente do placar. No fim do período, 32 a 30 para os donos da casa.

No último período, Gay e Aldridge chegaram para o jogo e encaminharam a vitória para o Spurs. Nesse momento, a equipe melhorou consideravelmente a marcação em Towns e, com grande atuação de Mills e Forbes, o Spurs conseguiu a vitória fora de casa por 116 a 113.

Próxima parada

Nesse domingo (20), o Spurs faz clássico da Conferência Oeste contra o Los Angeles Clippers no AT&T Center. O confronto acontece as 22h(de Brasília).

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 25 pontos

Rudy Gay – 22 pontos, 5 assistências e 4 rebotes

Davis Bertans – 11 pontos 6 rebotes

Minnesota Timberwolves

Derrick Rose – 23 pontos e 6 assistências

Karl Anthony Towns – 23 pontos

Taj Gibson – 11 rebotes

Spurs (25-20) x Hornets (20-23) – Idolatria e decepção

 93×108

Depois de perder para o Oklahoma City Thunder na estrada, o San Antonio Spurs voltou a jogar no AT&T Center nessa segunda-feira (14). A partida era simbólica demais para a torcida do alvinegro, já que tratava-se do primeiro jogo de Tony Parker em sua eterna casa após o armador se juntar ao Charlotte Hornets. Antes do início do jogo, foi exibido um vídeo em homenagem ao eterno camisa #9. No reencontro, o francês levou a melhor, já que os visitantes venceram a equipe texana pelo placar de 108 a 93. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Atuação de Aldridge não foi o bastante (Reprodução/twitter.com/spurs)

Formações das equipes

A torcida do Spurs precisou esperar um pouco para ver Parker de novo em quadra, já que o Hornets começou a partida com Kemba Walker, Jeremy Lamb, Nicolas Batum, Marvin Williams e Bismack Biyombo. Já o alvinegro, ainda sem poder contar com Rudy Gay, teve como titulares Derrick White, Bryn Forbes, DeMar DeRozan, LaMarcus Aldridge e Pau Gasol.

O cestinha da partida foi Kemba Walker, armador do Hornets, que deixou a quadra com 33 pontos. Do lado do Spurs, LaMarcus Aldridge foi o maior pontuador, com 28. A segunda unidade do Hornets produziu melhor com 29 pontos, contra 24 dos reservas do alvinegro.

Emoções e reverencias a um ídolo

A noite era para Parker e, diferente do tratamento dado a Kawhi Leonard na vitória sobre o Toronto Raptors, a torcida fez questão de homenagear o tetracampeão da NBA pelo Spurs. A franquia vez o mesmo, com vídeo exibido nos telões do AT&T Center.

Após a partida, o jogador, que pelo Spurs teve médias de 16,1 pontos e 5,8 assistências em 30,9 minutos por exibição no total das 17 temporadas em que defendeu a franquia de San Antonio, agradeceu a recepção. “Foi uma noite incrível. Quero agradecer aos fãs, foram ótimos hoje. Mandaram um amor inacreditável, e agradeço a eles por tudo. Será uma grande memória, uma grande noite que irei lembrar pelo resto da minha vida”, declarou o ídolo.

O jogo e a derrota

O que se viu na noite dessa segunda no AT&T Center foi uma previa do que o Spurs pode enfrentar nos playoffs. A equipe de Charlotte, apesar do bom grupo de jogadores, teve em seu armador o seu principal destaque, já que Walker matou bolas de três com facilidade.

A equipe de Popovich não fez um bom jogo e conseguiu trocar lideranças com o Hornets apenas no primeiro quarto. Durante os três períodos seguintes, apenas em momentos de concentração temporária, que não duravam mais de três minutos, o alvinegro conseguiu ameaçar, mas o jogo foi conduzido com soberania pelos visitantes, que acabaram vencendo por 108 a 93.

As parciais anotadas foram: 24 a 28 no primeiro quarto, 19 a 21 no segundo, 29 a 27 no terceiro e 21 a 32 no quarto. No último período houve momento de pressão da torcida, e os mandantes tentaram se manter no jogo e forçar a prorrogação, mas uma série de decisões erradas de DeMar DeRozan, que fez partida muito abaixo da média que já apresentou na temporada, Derrick White, Bryn Forbes e Patty Mills jogaram a possibilidade por água abaixo.

Próxima parada

Nessa quarta-feira (16/01), a equipe de Popovich faz clássico da Divisão Sudoeste contra o Dallas Mevericks na casa do adversário. O confronto acontece as 23h30 (de Brasília).

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 28 pontos

Derrick White – 18 pontos e 7 assistências

Charlotte Hornets

Kemba Walker – 33 pontos

Jeremy Lamb – 19 pontos e 7 rebotes

Spurs (25-19) @ Thunder (26-16) – Oscilação na estrada

 112×122

Após grande vitória do San Antonio Spurs, o Oklahoma City Thunder se vingou em casa e bateu o time de Gregg Popovich por 122 a 112. Durante o jogo, as equipes estiveram em equilíbrio durante três dos quatro períodos, e apenas no terceiro quarto os mandantes se sobressaíram. Com o resultado, o alvinegro estaciona na sétima colocação da Conferência Oeste, com 25-19 e um retrospecto de 7-14 em partidas na estrada. O oponente aparece em terceiro, com 26-16 e um retrospecto de 14-6 dentro de casa. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Spurs levou a pior em Oklahoma (Reprodução/twitter.com/spurs)

Formações das equipes

Para a partida, Popovich utilizou quinteto titular formado por Derrick White, Bryn Forbes, DeMar DeRozan, LaMarcus Aldridge e Pau Gasol. Do banco de reservas, vieram Drew Eubanks, Quincy Pondexter, Davis Bertans, Dante Cunningham, Jakob Poltl, Patty Mills e Marco Bellinelli. Já Billy Donovan apostou em formação com Russell Westbrook, Terrance Ferguson, Paul George, Jerami Grant e Steven Adams. Do banco de reservas, vieram Patrick Patterson, Abdel Nader, Dennis Schroder, Timothe Luwawu Cabarrot, Hamidou Diallo e Raymond Felton.

Os cestinhas do jogo foram Marco Bellinelli e Russell Westbrook, com 24 pontos. Os dois protagonizaram a jogada da noite, com o armador aplicando drible que deixou o italiano no chão antes de uma bandeja. Os titulares do Thunder fizeram 74 pontos, contra 59 dos do Spurs. Asegunda unidade do alvinegro produziu 53 pontos, contra 48 dos reservas dos mandantes.

O jogo

As equipes entraram em quadra com grande expectativa na reedição do grande jogo da temporada até aqui. Porém, o que se foi um desempenho um degrau abaixo da partida anterior. A tensão esteve presente, tanto que não houve cesta de nenhuma equipe por quase três minutos. No primeiro período, um domínio pequeno do Spurs, com vantagem em praticamente todo o quarto, excluindo-se as primeiras posses do Thunder, e a parcial acabou 31 a 23.

O segundo período teve repetição no equilíbrio da parcial anterior, com o Spurs com leve vantagem até quando restavam 5:47, quando a equipe abriu vantagem de 13 pontos (50 a 37) que foi levada até o intervalo com trocas de posse de bola, apesar de três bolas de três seguidas dos mandantes. No fim da parcial, 29 a 28 para o Thunder e 60 a 51 para o alvinegro no placar.

O terceiro período apresentou o melhor momento da equipe mandante. No início da parcial, a equipe conseguiu uma corrida de sete pontos seguidos até a primeira cesta do Spurs. Quando restavam 8:25, a equipe de Westbrook passou a dianteira no placar e começou a abrir vantagem. O Spurs ainda conseguiu uma reaproximação do placar com participação de Bellinelli, mas a equipe mandante colocou seis e terminou a parcial vendendo por 86 a 80.

No último quarto, a equipe de Popovich não teve forças para equilibrar as ações, e a vantagem esteve sempre a favor to Thunder. Apesar de cestas de LaMarcus Aldridge e Marco Bellinelli a equipe foi derrotada no período por 36 a 32 e na partida por 122 a 112.

Próximo jogo

O próximo jogo do Spurs é contra o Charlotte Hornets, no AT&T Center, nesta segunda-feira, às 23h30 (de Brasília), com transmissão do SporTV. O duelo será o primeiro das equipes na temporada e marca o reencontro de Tony Parker com a equipe de San Antonio.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Marco Belinelli – 24 pontos

DeMar DeRozan – 18 pontos, 6 rebotes e 4 assistências

Oklahoma City Thunder

Russell Westbrook – 24 pontos

Paul George – 18 pontos, 11 rebotes, 4 assistências e 2 roubos de bola

Stevan Adams – 12 pontos e 9 rebotes

Spurs (25-18) @ Thunder (25-16) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Oklahoma City Thunder – Temporada Regular

Data: 12/01/2019

Horário: 23:00 (Horário de Brasília)

Local: Cheasapeake Energy Arena

Onde assistir: ESPN e NBA League Pass

Após épica vitória por 154 a 147 na segunda prorrogação sobre o Oklahoma City Thunder, o San Antonio Spurs volta a quadra, dessa vez fora de casa, para enfrentar o mesmo adversário. As equipes não contarão com algumas peças importantes. Pelo lado dos mandantes, Nerlens Noel, Alex Abrines e Andre Robertson estão fora. Já o alvinegro não conta com DeJounte Murray e Rudy Gay. O controle do garrafão vai ser essencial para os texanos uma vez que o oponente é o time que mais pontua na NBA em segundas jogadas, ou seja, depois de um rebote ofensivo.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-0)

10/01/2019 – Spurs 154 x 147 Thunder

Em jogo emocionante, o Spurs conseguiu vencer o Thunder no AT&T Center na segunda prorrogação. LaMarcus Aldridge foi o grande nome da partida com 56 pontos, seu recorde pessoal, além de nove rebotes, quatro assistências e quatro tocos

PG – Derrick White

SG – Bryn Forbes

SF – DeMar DeRozan

PF – LaMarcus Aldridge

C – Jakob Poeltl

Fique de olho: Após partida de 56 pontos na última quarta-feira, estabelecendo um novo recorde pessoal, LaMarcus Aldridge volta com uma expectativa alta. A partida do camisa #12 o posicionou como um dos cinco maiores pontuadores em uma partida pelo Spurs.

PG – Russell Westbrook

SG – Terrance Ferguson

SF – Paul George

PF – Jerami Grant

C – Steven Adams

Fique de olho: Russell Westbrook fez jogo brilhante na quarta-feira, atuando tanto na posição 1 quanto na 2, quando Dennis Schröder dividiu os trabalhos com ele. Na partida, o astro to Thunder terminou com 24 pontos, 24 assistências e 13 rebotes contra o Spurs.