Arquivo do autor:brakiara

Spurs (27-4) vs Lakers (21-10) – Sem Muitos Esforços

97×82

Jogando em casa, o San Antonio Spurs conseguiu mais uma importante vitória contra os atuais bicampeões da NBA. A equipe da casa começou com o mesmo time titular de toda a temporada: DeJuan Blair, Tim Duncan, Richard Jefferson, Manu Ginobili e Tony Parker.

E isso é tudo pessoal!

Os primeiros dois pontos foram marcados por Kobe Bryant, sendo que logo depois Richard Jefferson acertou um torpedo da zona morta para virar o placar. Parecia que Bryant ia dar trabalho para defesa texana; foram oito pontos seguidos do ala, o que fez com que Manu Ginobili voltasse seus esforços para ele.

Faltando sete minutos para o fim do primeiro tempo, os Spurs tinham uma pequena vantagem de cinco pontos, vantagem essa que foi ampliada ao longo desse primeiro quarto, sendo que no estouro do cronômetro Matt Bonner mandou uma bola perfeita da linha dos três; assim, o time foi para o segundo período vencendo por 27 a 18.

(Photos by D. Clarke Evans/NBAE via Getty Images)

No segundo quarto, a equipe de Los Angeles apertou sua defesa, forçando o time da casa a arremessar do perímetro. Mesmo assim, com boas investidas de Tony Parker, a equipe do Texas não deixou de pontuar, indo para os vestiários com uma derrota parcial por 44 a 42.

Com uma diferença de dois pontos no marcador, o Spurs voltou para a partida com vontade de vitória. Com defesa forte e sem desperdiçar as posses de bola, San Antonio virou o placar, abrindo uma vantagem de 15 pontos. A essas alturas a equipe de Los Angeles não se encontrava em campo, Kobe Bryant perdeu a cabeça em um lance com George Hill e posteriormente Derek Fisher fez o mesmo com Richard Jefferson, levando uma técnica por isso.

No ultimo período, os comandados de Gregg Popovich só administraram a vantagem. Tim Duncan ficou mais da metade da partida assistindo as belas jogadas desenhadas por DeJuan Blair e Tony Parker, que fecharam a partida com a vitória por 97 a 82.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 23 pontos e três assistências

DeJuan Blair – 17 pontos e 15 rebotes

Richard Jefferson – 15 pontos e sete rebotes

Los Angeles Lakers

Kobe Bryant – 21 pontos

Ron Artest – Dez pontos

Pau Gasol – Nove pontos e nove rebotes

Spurs (26-4) vs Lakers (21-9) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Los Angeles Lakers – Temporada Regular

Data: 28/12/2010

Horário: 23:30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Transmissão: Esporte Interativo e Terra TV

Situação do Jogo

Ainda com a melhor campanha do Oeste e da atual temporada regular, San Antonio recebe no AT&T Center a forte equipe do Los Angeles Lakers, que ocupa o quarto lugar na mesma conferencia. Será um jogo interessante, pois o time de Los Angeles vem de uma derrota contra o badalado Miami Heat, enquanto o time da casa vem de uma vitória sobre o frágil Washington Wizards.


PG – Tony Parker

SG – Manu Ginobili

SF – Richard Jefferson

PF – DeJuan Blair

C – Tim Duncan

Fique de Olho O armador Tony Parker vem fazendo uma temporada brilhante e tem guiado sua equipe no caminho das vitórias. Até aqui, ele tem médias de 17 pontos e sete assistências.

PG – Derek Fisher

SG – Kobe Bryant

SF – Ron Artest

PF – Lamar Odom

C – Pau Gasol

Fique de Olho – O ala Ron Artest tem como ponto forte seu esforço na defesa dos principais pontuadores das equipes que enfrenta. Na partida desta terça-feira, com certeza Manu Ginobili não terá vida fácil em quadra.

Spurs (20-3) vs TrailBlazers (12-12) – Defendendo o território

95×78https://i0.wp.com/l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/por.gif

Jogando mais uma partida em casa, a equipe do San Antonio Spurs conseguiu mais uma importante vitória diante do Portland TrailBlazers. A equipe do Texas começou com o mesmo time titular de toda a temporada, com DeJuan Blair, Tim Duncan, Richard Jefferson, Manu Ginobili e Tony Parker.

"Vamos Manter a liderança" - Disse Timmy.

Os primeiros dois pontos foram marcados pela equipe visitante, sendo que logo depois Parker também marcou dois pontos, empatando o placar. Faltando sete minutos para o fim do primeiro tempo, o placar ainda estava empatado em 11×11. Quando faltava um minuto e meio, o time de casa emplacou uma corrida de seis pontos, indo para o segundo período vencendo por 26×17.

Foto por D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images

No segundo quarto, a equipe de Portland apertou sua marcação, forçando a equipe da casa a arremessar do perímetro. Porém, com arremessos precisos de Matt Bonner, Manu Ginobili e dois seguidos de George Hill, a equipe do Texas não deixou de pontuar mesmo sobre forte marcação, indo para os vestiários com uma vitoria parcial de 50×40.

Com dez pontos de vantagem, a equipe do Texas voltou para a partida tentando furar a forte defesa do Portland, o que resultou numa chuva de lances livres para o time da casa. Faltando sete segundos para o fim do período, Manu Ginobili conseguiu uma bela infiltração e fez mais dois pontos para a equipe mandante indo para o último período com 12 pontos de vantagem. A essa altura Ginobili já tinha 15 pontos.

No último período, os comandados por Gregg Popovich só administraram a vantagem a ponto de aumentá-la. Faltando três minutos para o fim da partida, Pop colocou todos seus reservas em quadra para fechar a partida com mais uma vitória.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

George Hill – 22 pontos, duas assistências e 3-4 3pt

Manu Ginobili – 18 pontos e quatro assistências

Tony Parker – 14 pontos e seis assistências

Portland TrailBlazers

Wesley Matthews – 17 pontos

LaMarcus Aldridge – 16 pontos e sete rebotes

Marcus Camby – 11 pontos e 13 rebotes

Spurs (19-3) vs TrailBlazers (12-11) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Portland TrailBlazers – Temporada Regular

Data: 12/12/2010

Horário: 18:30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Situação do Jogo

A equipe do Texas vem de vitória em casa diante do Atlanta Hawks, mantendo a melhor campanha de toda a NBA. O jogo de hoje é contra o Portland TrailBlazers, que conta com Marcus Camby e a dupla LaMarcus Aldridge e Brandon Roy. Este é o primeiro jogo entre as equipes na temporada, e uma vitória do time da casa é essencial para seguir com a melhor campanha da liga.

Foto em nba.com

PG – Tony Parker/George Hill

SG – Manu Ginobili

SF – Richard Jefferson

PF – Tim Duncan

C – DeJuan Blair

Fique de Olho – Com uma terceira temporada muito sólida, o armador George Hill vem sendo o sexto homem da equipe texana. Com as melhores medias de sua carreira, Hill vem correspondendo à confiança depositada nele pelo técnico Gregg Popovich.

Foto em nba.com

PG – Andre Miller

SG – Brandon Roy

SF – Wesley Matthews

PF – LaMarcus Aldridge

C Marcus Camby

Fique de Olho – Assim como Tim Duncan, o pivô Marcus Camby já foi considerado o melhor defensor da NBA quando jogava pelo Denver Nuggets. Furar a defesa do Portland não será tarefa fácil.

Aprendizagem

Há um tempo atrás, neste blog existia uma coluna chamada “De Olho Neles”, que tratava de assuntos relacionados a jogadores que tinham vínculos com a franquia texana, mas que atuavam fora da NBA. Tiago Splitter era o jogador mais acionado nestas postagens.

Atualmente o brasileiro está em sua primeira temporada pela Liga Americana de Basquete, na qual chegou com moral de MVP e campeão da Liga Espanhola. Mas na NBA as coisas são diferentes: outras regras, dimensões de quadra diferentes, maior contato físico, entre outras peculiaridades.

Splitter teve a felicidade de cair em uma franquia que não é fanática por títulos e tem a meu ver o melhor técnico de toda a liga, que tem um esquema tático rigoroso e consegue fazer verdadeiros milagres com poucas peças.

Mas o que venho realmente tratar neste post não é sobre Splitter somente, mais também sobre Tim Duncan. Todos devem estar pensando: “todo mundo já conhece a capacidade do ala-pivô”. Exatamente, é essa capacidade incrível que Duncan tem de jogar fácil, simples e de maneira efetiva que venho enfatizar. A idade avançada de “The Big Fundamental” faz com que cada vez mais torcedores como eu pensem em um substituto para ele. Mas não há substituto, não há em toda NBA um ala com as características tanto ofensivas como defensivas de Duncan – Kevin Garnett, a meu ver, é o atleta que mais se aproxime.

Futuramente, a dupla de garrafão da equipe texana será formada por Tiago Splitter e DeJuan Blair. Ter um “professorzão” como Duncan jogando ao seu lado na quadra é com certeza a melhor coisa que poderia acontecer para os novatos e segundanistas acima citados, e também para a franquia que tem dois talentos sendo lapidados por um ótimo joalheiro.

Duncan tem em seu currículo 1° escolha de draft, calouro do ano, 3 MVP das finais e 2 prêmios de MVP da temporada regular em anos seguidos (2001/ 2002 – 2002/2003). A experiência que pode ser absorvida pelos novatos pode ser essencial para o sucesso em suas carreiras na NBA.

Acredito que o futuro da franquia está muito bem encaminhado, o planejamento da comissão técnica em relação à aposentadoria de Duncan e os futuros substitutos está quase perfeita, resta a expectativa em relação à nova dupla de promissores.