Arquivo diário: 04/08/2020

Spurs (29-37) @ 76ers (40-27) – Vacilo

130×132

Foi por pouco (muito pouco), mas o San Antonio Spurs acabou derrotado na noite desta segunda-feira (3) pelo Philadelphia 76ers por 132 a 130, com direito a fim emocionante. Com isso, os texanos conhecem sua primeira derrota na bolha da NBA em Orlando e se complicam um pouco mais em busca de uma vaga para os playoffs da Conferência Oeste. Confira, a seguir, os destaques do confronto.

DeRozan brilhou pelo Spurs, mas não foi o bastante (Foto: Reprodução/twitter.com/spurs)

O fantasma de 2013

Spurs e Sixers entraram em quadra com motivações distintas: os texanos queriam manter a boa fase desde que a NBA retomou as atividades na bolha em Orlando, e a equipe da Pensilvânia queria apagar a derrota para o Indiana Pacers, que consagrou os 53 pontos de T.J. Warren e, consequentemente, ofuscou os 41 pontos e 21 rebotes de Joel Embiid. É claro que um dos rivais ia sair com o objetivo alcançado, enquanto o outro amargaria o tropeço.

A partida foi de qualidade, e os fãs de basquete devem ter se sentido satisfeitos com o desempenho das equipes. O torcedor do Spurs, infelizmente, foi dormir com a cabeça quente. O time de San Antonio começou bem, trocando cestas com o adversário. No segundo quarto, assumiu a liderança pela última vez por um longo período. A vantagem para o 76ers chegou a ser de 14 pontos. Só quando a partida estava em seus minutos finais os comandados de Gregg Popovich reassumiram a ponta e colocaram lenha na fogueira.

Porém, em decisão que muitos podem ver como falta de experiência, Dejounte Murray pôs tudo a perder. Além de ter perdido bola importante no ataque, o armador do Spurs acabou sendo o antagonista daquele que seria o lance do jogo. Com pouco mais de dez segundos restantes, o alvinegro vencia por dois pontos, quando Shake Milton tocou a bola para Al Horford na cabeça do garrafão após cobrança do lateral. O ala-pivô segurou a bola e procurou Joel Embiid, que até então foi o ponto forte do Sixers no jogo. Porém, o camisa 5 do time de San Antonio ficou no meio do caminho entre ajudar a marcar o pivô e voltar a defender o armador.

Com isso, Horford achou seu companheiro completamente livre na linha dos três pontos. Milton converteu a bola longa, colocou seu time à frente restando apenas 7,2 segundos e destruiu o Spurs psicologicamente (para efeitos de comparação, se lembre de Ray Allen, em 2013). O alvinegro não conseguiu se reerguer com tão pouco tempo no relógio.

Pontos positivos

Apesar da dolorosa derrota, há pontos positivos a se tirar dos comandados de Gregg Popovich. DeMar DeRozan, por exemplo, foi o destaque da equipe. Ele foi o cestinha do jogo, tendo marcado 13 de seus 30 pontos no último quarto. Além dele, Rudy Gay chegou ao seu recorde na temporada, com 24 pontos, e Derrick White, que converteu bolas de três precisas em momentos cruciais, mais uma vez chamou atenção com 20 pontos.

Outro destaque foi o calouro Keldon Johnson. Ele anotou 15 pontos, seu recorde na temporada, o que inclui 6-7 dos lances livres. Além disso, o jogador deu uma senhora enterrada na cabeça do brasileiro Raulzinho, digna de pôster.

“Ele é um competidor monstruoso. Aprendendo mais a cada dia. Ele está ganhando confiança nos seus arremessos e está partindo melhor para a cesta. Ele pega rebotes e vai forte na defesa. Ele é um bom jovem jogador”, elogiou Pop.

Fazendo as contas

Com a derrota, o Spurs, com campanha de 2-1 na Flórida e cai para a décima posição do Oeste com 29 vitórias, uma a menos que o Portland Trail Blazers e duas de distância do Memphis Grizzlies. O tropeço tira a possibilidade de o alvinegro ser o primeiro time a conquistar três triunfos seguidos na bolha.

Confira alguns cálculos da briga pelos playoffs:

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 30 pontos, 5 rebotes, 3 assistências e 2 tocos

Rudy Gay – 24 pontos e 4 rebotes

Derrick White – 20 pontos e 3 assistências

Keldon Johnson – 15 pontos e 3 rebotes

Dejounte Murray – 13 pontos e 6 rebotes

Philadelphia 76ers

Joel Embiid – 27 pontos, 9 rebotes e 5 assistências

Tobias Harris – 25 pontos, 6 rebotes e 4 assistências

Josh Richardson – 19 pontos

Shake Milton – 16 pontos, 5 rebotes e 3 assistências

Furkan Korkmaz – 12 pontos e 3 rebotes