Spurs (17-22) @ Heat (28-12) – O poder da casa

100×106

Foi apertado, mas o San Antonio Spurs acabou sendo derrotado pelo Miami Heat na noite dessa quarta-feira (15) por 106 a 100, em partida disputada na Flórida. Depois de uma virada memorável sobre o Toronto Raptors, os comandados de Gregg Popovich não conseguiram frear o melhor mandante da NBA, que contou com noite história de Kendrick Nunn. Confira, a seguir, os destaques do confronto.

Atuação de Aldridge não foi o bastante (Foto: Reprodução/twitter.com/spurs)

Doce lar

Não é a toa que o Heat é o melhor mandante da NBA. Ao bater o Spurs, a franquia da Flórida ampliou para 18 vitórias e apenas uma derrota seu recorde na temporada diante da sua torcida. Na AmericanAirlines Arena, a equipe cresce de rendimento individualmente e coletivamente, e isso pode ser visto ao levar-se em conta que o time está a apenas um triunfo de alcançar o mesmo número que registrou em toda a temporada anterior.

Kendrick Nunn foi o cara do jogo. O novato recebeu, pela segunda vez, o troféu de Calouro da Semana da Conferência Leste. Com 33 pontos, teve desempenho quase impecável nos arremessos de quadra, convertendo 13 dos 18 que tentou. Outro destaque foi, Bam Adebayo, cortado da seleção dos Estados Unidos por Gregg Popovich antes do início do campeonato.

“Agora que você vê ele durante a temporada, eu tenho chacoalhado minha cabeça várias vezes”, brincou Po técnico do Spurs. O pivô terminou a partida com double-double de 14 pontos e 13 rebotes.

Afobação

Faltou certa paciência para o Spurs sagrar-se vencedor em Miami. O time da casa, desde o início, tomou as rédeas do jogo, mas o alvinegro não deixou em nenhum momento o Heat decolar no placar. A equipe texana chegou a assumir a liderança em algumas ocasiões, e a partida foi para o intervalo empatada.

Porém, o queSpurs pecou mesmo foi a afobação. As jogadas quase sempre estavam mortas depois do primeiro pick-and-roll. A maioria delas com LaMarcus Aldridge aberto no perímetro. Isso permitiu que o Heat abrisse alguns pontos confortáveis à frente. O Spurs errou 11 de seus primeiros 12 arremessos de quadra no último quarto, perdendoo a liderança neste momento.

Sinal de alerta ligado!

Esta é a primeira temporada desde 1996/1997 em que o Spurs vai ter um recorde negativo no jogo que marca a metade da campanha. O alvinegro havia vencido 11 dos primeiros 41 jogos que fez no campeonato em questão, na última edição dos playoffs que aconteceram sem a equipe texana. Será que a pós-temporada está ameaçada pela primeira vez em duas décadas?

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 30 pontos, 7 assistências e 5 rebotes

Patty Mills – 21 pontos

LaMarcus Aldridge – 12 pontos e 5 rebotes

Bryn Forbes – 11 pontos

Derrick White – 11 pontos

Miami Heat

Kendrick Nunn – 33 pontos, 4 assistências e 3 rebotes

Goran Dragic – 17 pontos e 5 assistências

Bam Adebayo – 14 pontos, 13 rebotes e 7 assistências

Jimmy Butler – 12 pontos, 4 assistências e 3 rebotes

Duncan Robinson – 11 pontos e 6 rebotes

Sobre Sergio Neto

Jornalista esportivo desde 2012, ano em que passou a integrar a equipe do Spurs Brasil. Tem passagens por ESPN, Band e Estadão Esportes. Fanático por basquete desde criança e pelo San Antonio Spurs desde a era das "Torres Gêmeas". Ex-redator de NBA no The Playoffs (theplayoffs.com.br/nba).

Publicado em 16/01/2020, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.