Spurs (5-10) @ Wizards (4-8) – O tank é real?

132×138

Depois de perder para o Dallas Mavericks, o San Antonio Spurs foi até a capital dos Estados Unidos, onde enfrentou, na noite dessa quarta-feira (20), o Washington Wizards. Os comandados de Gregg Popovich sofreram um novo revés, desta vez por 138 a 132, e estenderam sua marca negativa para nove derrotas nos últimos dez compromissos. Confira, a seguir, os destaques da noite.

DeRozan marcou 30 pontos pelo segundo jogo seguido (Reprodução/twitter.com/spurs)

Recorde negativo

Se tem alguém que fez história no Spurs, este alguém é Gregg Popovich. Mas, acostumado a quebrar marcas, o lendário treinador às vezes também tem seus recordes negativos. Por culpa dele ou não, fato é que a equipe texana está há sete jogos sem vencer sob o comando do Pop, maior sequência desde ele assumiu o cargo na temporada 1996/1997. Na ocasião, David Robinson havia se machucado, e o então dirigente se tornou técnico com aproximadamente um quarto da temporada pela frente. Para os torcedores que gostam de ver o lado bom das coisas, no Draft seguinte a franquia selecionou um tal de Tim Duncan…

O fantasma

Quem acompanha o Spurs há algum tempo já percebeu que existe um apagão que acontece quando o time volta dos vestiários (e esse que vos escreve sempre dá a “sorte” de pegar jogos assim) . Desta vez, a punição veio com nome e sobrenome: Bradley Beal, assim como foi previsto no pré-jogo.

O ala-armador foi um verdadeiro carrasco. No último quarto, enfrentou pouca resistência defensiva por parte dos texanos. Mas o castigo mesmo veio logo na volta do intervalo. O ala-armador converteu seus nove arremessos de quadra e fez 21 dos seus 33 pontos somente na terceira parcial. O Spurs chegou a liderar por dez pontos antes do vilão marcar nove em uma corrida de 22 a 3 com cerca de cinco minutos e meio restando no período, o que colocou o Wizards na frente por 94 a 85.

O lado positivo

Pois bem, não é que é possível ver uma luz de esperança no meio de tanta derrota? DeMar DeRozan, por exemplo, anotou pelo menos 30 pontos pelo segundo jogo seguido. Além disso, oito jogadores texanos passaram dos duplos dígitos de pontuação, o que mostra um certo empenho ofensivo da equipe – ainda que seja  justo dizer que o Wizards não é uma maravilha na defesa. Patty Mills teve seu primeiro compromisso como titular e acertou seus seis primeiros chutes de quadra, mas acabou errando os quatro seguintes e terminou a partida com 16 pontos.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 31 pontos, 5 assistências e 4 rebotes

Bryn Forbes – 19 pontos, 7 assistências e 4 rebotes

Rudy Gay – 18 pontos, 5 rebotes e 3 assistências

Patty Mills – 16 pontos e 6 assistências

Dejounte Murray – 15 pontos, 5 rebotes e 3 roubos de bola

LaMarcus Aldridge – 12 pontos, 10 rebotes e 5 assistências

Washington Wizards

Bradley Beal – 33 pontos, 4 assistências e 4 rebotes

Ish Smith – 21 pontos, 4 assistências e 4 rebotes

Davis Bertans – 21 pontos, 5 rebotes e 4 assistências

Rui Hachimura – 15 pontos e 7 rebotes

Moritz Wagner – 13 pontos, 6 rebotes e 3 assistências

Sobre Sergio Neto

Jornalista esportivo desde 2012, ano em que passou a integrar a equipe do Spurs Brasil. Tem passagens por ESPN, Band e Estadão Esportes. Fanático por basquete desde criança e pelo San Antonio Spurs desde a era das "Torres Gêmeas". Ex-redator de NBA no The Playoffs (theplayoffs.com.br/nba).

Publicado em 21/11/2019, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.