Arquivo diário: 01/04/2019

Spurs (44-33) vs Kings (38-39) – Decepcionando

sas1106×113sac

Nesse domingo (31), o San Antonio Spurs recebeu o recém eliminado Sacramento Kings e foi derrotado pelo placar de 113 a 106, sendo varrido na temporada regular pelo time californiano pela primeira vez na história. Vamos, a seguir, aos destaques da partida.

img_7848

Aldridge foi o destaque texano (Reprodução/nba.com/spurs)

Bom início

O início da partida contra o Kings aparentava um desfecho diferente dos dois jogos anteriores, com LaMarcus Aldridge pegando fogo no início do primeiro quarto, uma boa defesa do alvinegro e o adversário errando muito. O Spurs chegou abrir uma boa vantagem, empolgando os torcedores, que haviam visto o Oklahoma City Thunder perder para o Dallas Mavericks mais cedo, deixando o time de San Antonio na sétima colocação da Conferência Oeste. Porém, já ao fim do primeiro período, o Kings havia encostado, ficando somente dois pontos atrás.

A segunda parcial não foi diferente, e os comandados de Gregg Popovich, impulsionados pela sua torcida, novamente desgarraram no marcador e logo em seguida cederam diversos pontos em falhas bobas de marcação. Buddy Hield comandava o time de Sacramento, enquanto Rudy Gay segurava as pontas para os mandantes, que viram Aldridge diminuir muito o ritmo.

Falta de foco

Depois do intervalo, os texanos tentavam passar à frente do marcador e manter a partida sob controle, mas nunca tendo resposta para o ataque adversário, que seguiu controlando o confronto. Após duas faltas estranhas marcadas para o Kings, Pop se descontrolou e acabou sendo ejetado, o que fez o time, que já estava desconexo, se perder ainda mais.

Ettore Messina ficou responsável por comandar o Spurs até o fim do confronto e, mesmo com o placar distante, conseguiu impor uma reação para recolocar o alvinegro de volta no jogo faltando um pouco mais da metade do último período. DeMar DeRozan teve alguns bons momentos, juntamente com Marco Belinelli e Rudy Gay, que fizeram com que o Spurs passasse à frente no placar. Mesmo assim, com diversas falhas nos minutos finais do jogo e incontáveis erros nos arremessos de longa distância, o alvinegro perdeu e foi varrido pelos californianos.

Depende de si

Apesar do resultado ruim, Oklahoma City Thunder e Denver Nuggets ajudaram o Spurs na briga por um bom chaveamento para a pós-temporada. Com a vitória do Golden State Warriors sobre o Charlotte Hornets e a derrota do time do Colorado, o alvinegro se mantém em sétimo, brigando para fugir de um duelo logo de cara contra os bicampeões. A inconstância tem sido um dos maiores problemas do time texano nessas últimas semanas e transformou um time que estava vencendo todos oponentes em um que não garante vitória nem mesmo contra os já eliminados.

De qualquer forma, ainda há tempo para fazer os ajustes finais para os playoffs, e Popovich sabe que o seu time decaiu e que sempre existem pontos positivos para extrair desses jogos e melhorar para os próximos. No geral, a maioria do elenco está em boa fase, mas vem pecando em momentos cruciais, o que tende a ser fatal quando a fase de mata-mata começar.

O alerta segue ligado, e o Spurs ainda tem muito a melhorar se quiser sonhar com alguma coisa.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 27 pontos, 18 rebotes e 2 roubos de bola

Rudy Gay – 18 pontos, 9 rebotes e 3 assistências

DeMar DeRozan– 16 pontos, 7 assistências e 3 roubos de bola

Bryn Forbes – 15 pontos

Marco Belinelli – 14 pontos

Sacramento Kings

Buddy Hield – 26 pontos e 5 rebotes

Willie Cauley-Stein – 17 pontos e 6 rebotes

Bogdan Bogdanovic – 15 pontos e 5 assistências

Harrison Barnes – 15 pontos

De’Aaron Fox – 12 pontos, 5 assistências e 4 rebotes