Arquivo mensal: março 2019

Spurs (44-32) vs Kings (37-39) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Sacramento Kings – Temporada regular

Data: 31/03/2019

Horário: 20h (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Onde assistir: NBA League Pass

Depois de vencer o Cleveland Cavaliers na noite da emotiva aposentadoria da camisa #20 de Emanuel Ginóbili, o San Antonio Spurs atua novamente em seus domínios e recebe o recém-eliminado Sacramento Kings, que deu adeus matematicamente às chances de playoffs após perder para o Houston Rockets em sua última partida. A partir de agora, cada resultado será determinante para o chaveamento, que definirá o primeiro rival do alvinegro da pós-temporada.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (0-2)

13/11/2018 – Spurs 99 @ 104 Kings

No primeiro duelo entre as equipes na temporada, o Spurs visitou o Kings e acabou derrotado por 104 a 99. O revés marcou o fim da sequência de 14 triunfos seguidos dos comandados de Gregg Popovich sobre a equipe da Califórnia. DeMar DeRozan fez, na ocasião 23 pontos e oito assistências, e LaMarcus Aldridge anotou 14 pontos, 18 rebotes e três tocos.

05/02/2019 – Spurs 112 @ 127 Kings

No começo de fevereiro, o Spurs voltou a visitar o Kings e foi novamente derrotado, abrindo a pior Rodeo Road Trip da história da franquia texana com derrota. Com 24 pontos, quatro assistências e quatro rebotes, DeMar DeRozan se destacou pelo alvinegro na ocasião.

PG – Derrick White

SG – Bryn Forbes

SFDeMar DeRozan

PF – LaMarcus Aldridge

C – Jakob Poeltl

Fique de Olho – Principal responsável pela vitória sobre o Cavs, DeMar DeRozan voltou a jogar bem nos últimos compromissos, e não se espera algo diferente dele neste domingo. Contra o jovem time do Kings, será primordial que o ala-armador tome conta das ações no ataque ao lado de LaMarcus Aldridge. Afinal, a dupla vem fazendo um grande ano, e finalizar a temporada com a melhor colocação definirá as ambições do time de San Antonio na pós-temporada.

sacfox

PGDe’Aaron Fox

SG – Buddy Hield

SF – Harrison Barnes

PF – Marvin Bagley III

C – Willie Cauley-Stein

Fique de Olho – Na melhor fase do Kings em mais de dez anos, o destaque é o segundo-anista De’Aaron Fox. Mesmo com a decepção de ficar fora dos playoffs por mais um ano, é tempo de comemorar a evolução dos jovens e projetar a próxima campanha. O armador tem médias de 17,6 pontos, 7,3 assistências e 3,8 rebotes em quase 32 minutos por jogo na temporada.

Anúncios

Spurs (44-32) vs Cavaliers (19-57) – Manu para sempre

 

116×110

Após perder para o Charlotte Hornets, o San Antonio Spurs entrou em quadra nesta quinta-feira (28) em um dia histórico para a franquia. O alvinegro suou para vencer o Cleveland Cavaliers por 116 a 110, mas a ocasião ficou marcada mesmo pela aposentadoria do número 20, utilizado por Manu Ginobili por 16 temporadas. Confira, a seguir, os destaque do confronto.

Ginobili é o nono jogador com número imortalizado pela franquia (Reprodução/twitter.com/Spurs)

O jogo

A noite era texana com uma pitada argentina pela celebração a Ginobili. Porém, o Cavaliers foi até o AT&T Center disposto a jogar água no chopp da festividade e quase surpreendeu os donos da casa. A partida foi acirrada do começo ao fim, com o Spurs anotando somente 17 pontos no segundo quarto, mas recuperando-se no terceiro, no qual fez 40.

Como não poderia deixar de ser dramático, o Spurs só conquistou a vitória nos instantes finais, literalmente. Restando apenas 13,5 segundos no relógio, DeMar DeRozan achou Patty Mills na zona morta, e o australiano, no melhor estilo Ginobili de decidir, converteu o chute de três pontos que deu vantagem de 114 a 110 para o time. Rudy Gay selou a vitória suada com um rebote ofensivo restando três segundos para o fim e, após sofrer falta, converteu os dois lances livres.

Nostalgia

É impossível falar de Manu Ginobili sem citar em algum momento Tim Duncan e Tony Parker. Juntos, os três formaram o trio com maior número de vitórias da história da NBA. De quebra, são amigos pessoais fora das quadras. Ao converteu a bola de três pontos, Mills comemorou com DeRozan enquanto o Cavaliers pedia tempo. Das arquibancadas, Manu, Tony e Tim se levantaram e se juntaram ao AT&T Center aplaudir a cesta que praticamente assegurou a vitória.

Dificilmente proposital, a cesta de Mills fez lembrar os diversos jogos em que Manu foi decisivo – o chamado clutch – no fim, fosse em momentos com a bola nas mãos ou até sem ela. Quem não lembra daquele toco sensacional sobre James Harden? Outro fato curioso a se apontar: o desempenho do banco foi bastante importante para a vitória. É sempre bom lembrar que o camisa #20 foi eleito, em 2008, o melhor sexto-homem da liga. Coincidências quase poéticas.

Da Argentina, para a História

Ginobili se tornou o nono Spur até ter sua camisa aposentada. Anterior a ele, foi Duncan, seu companheiro de big three, que viu o número 21 ser eternizado no teto do AT&T Center. O astro argentino ficou 16 temporadas na NBA, todas elas defendendo a franquia de San Antonio. Uma carreira repleta de lembranças, conquistas e reconhecimento por vários jogadores e técnicos.

“Foi muito bom sentir o clima e a energia no ginásio para algo maior do que o nosso time. É o que estamos reconhecendo esta noite: alguém que sacrificou tanto por essa franquia e entendeu que o quadro geral é muito maior do que ele. Você entende que tem que jogar com paixão, e você tem que jogar com o coração. Você tem que jogar com todo o seu coração na mão, e isso é o que Manu fez tão bem e que o fez tão bom”, disse Mills após a partida.

Cestinha do jogo, DeRozan revelou que tem apenas um arrependimento de ter se juntado ao Spurs nesta temporada: não ter tido a chance de jogar com Ginobili. “Eu queria de ter tido um ano para jogar com ele, mas ser capaz de testemunhar isso é muito legal”, afirmou.

Evidentemente, não foram apenas os jogadores do Spurs que falaram sobre Ginobili. Duncan fez a plateia rir na cerimônia, e o técnico Gregg Popovich afirmou que o time não teria sido campeão se não fosse pelo argentino. Acompanhado pela esposa e filhos, o ex-jogador viu o número 20 ganhar seu lugar ao lado de tantas lendas que passaram pela franquia texana.

A homenagem completa está disponível no Youtube oficial da NBA. Clique aqui para assistir.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 25 pontos e 8 assistências

Bryn Forbes – 19 pontos, 6 rebotes, 4 assistências e 3 roubos de bola

Marco Belinelli – 16 pontos

LaMarcus Aldridge – 14 pontos e 3 rebotes

Rudy Gay – 12 pontos e 8 rebotes

Patty Mills – 11 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Cleveland Cavaliers

Collin Sexton – 24 pontos e 3 assistências

Kevin Love – 18 pontos e 8 rebotes

Brandon Knight – 14 pontos

Larry Nance Jr – 13 pontos, 11 rebotes e 4 assistências

David Nwaba – 11 pontos e 3 rebotes

Jordan Clarkson – 10 pontos, 6 rebotes e 3 assistências

Spurs (43-32) vs Cavaliers (19-56) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Cleveland Cavaliers – Temporada regular

Data: 28/03/2019

Horário: 21h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Onde assistir: ESPN e NBA League Pass

Depois de perder para o Charlotte Hornets na estrada, o San Antonio Spurs volta a entrar em quadra nesta quinta-feira para encarar o Cleveland Cavaliers em casa. A noite no AT&T Center entra para a história como o dia a aposentadoria da camisa 20 da franquia texana, em homenagem ao lendário Manu Ginobili, vencedor de quatro títulos da NBA com o alvinegro.

PG – Derrick White

SG – Bryn Forbes

SFDeMar DeRozan

PF – LaMarcus Aldridge

C – Jakob Poeltl

Fique de Olho – Em sua primeira temporada no Spurs, DeMar DeRozan passou a jogar de forma mais coletiva e registrou o primeiro triple-double da sua carreira. No último jogo, contra o Charlotte Hornets, o ala anotou 30 pontos, oito rebotes e quatro assistências.

PGCollin Sexton

SG – Brandon Knight

SF – Cedi Osman

PF – Kevin Love

C – Tristan Thompson

Fique de Olho – A saída de LeBron James, que foi para o Los Angeles Lakers, causou um grande impacto no Cavaliers, e não era para menos. Agora, a equipe tenta recolher os cacos e formar um time competitivo, e uma das suas principais promessas é Collin Sexton. O calouro está na sua primeira temporada na NBA e tem média de 16,3 pontos por partida.

Spurs (43-32) vs Hornets (35-39) – Derrota na prorrogação

sas1116×125Charlotte_Hornets

Na terça-feira (26), o San Antonio Spurs foi até o Spectrum Center enfrentar o Charlotte Hornets e acabou derrotado por 125 a 116 após prorrogação. Confira os destaques da partida.

sashor1

Ninguém conseguiu conter Kemba Walker (Reprodução/nba.com/spurs)

Banco de reservas

Um dos maiores problemas de do Spurs no início da partida foi a parte ofensiva, que parecia um pouco lenta. LaMarcus Aldridge e DeMar DeRozan não atacavam com agressividade o adversário, o que possibilitou ao Hornets uma proteção maior do aro e um aumento da efetividade dos contra ataques. Quando a equipe caiu de produtividade, felizmente, Bryn Forbes e Marco Belinelli conseguiram segurar as pontas e fizeram o alvinegro se manter na partida, voltando a pressionar o adversário e a chegar mais vezes na cesta.

Os reservas que entraram no jogo trabalharam melhor a bola, sabendo como posicionar a defesa para lidar com as investidas do Hornets, que sempre contava com Kemba Walker nas principais jogadas. Como resposta, no segundo quarto, DeRozan pareceu despertar e marcou pontos importantes, ajudando o Spurs a terminar o período com 36 pontos.

Ilusão

Depois do intervalo, o alvinegro texano entrou ligado no terceiro quarto, com jogadas rápidas e aumentando o marcador praticamente toda vez que chegava na cesta. Parecia que as coisas estavam se encaminhando para um jogo mais tranquilo e sem tanta correria como na primeira parte, e o Spurs chegou a abrir dez pontos de vantagem. Porém, em um certo momento, Kemba Walker pareceu entrar de vez na partida e, com a ajuda de Dwayne Bacon, manteve o Hornets vivo no jogo. Walker – que terminou sendo o cestinha da partida com 38 pontos – liderou o time de Charlotte dentro de quadra e desestabilizou a defesa texana em diversos momentos.

No último quarto, quando tudo se encaminhava para uma vitória dos mandantes, DeRozan voltou a converter seus arremessos, e a disputa voltou a ficar apertada. Ambas as equipes perderam grandes chances de vencer o jogo, mas o último quarto acabou 106 a 106.

No tempo complementar, Kemba Walker foi o grande nome. Ele, sozinho, marcou 11 dos 19 pontos que sua equipe fez sobre o Spurs, que respondeu com apenas. O time de San Antonio não conseguiu encontrar um meio de parar o armador, que converteu praticamente todos os arremessos que tentou. Ao fim do confronto, vitória do Hornets por 125 a 116.

Alguns pontos

Na última parte do confronto, o Spurs pareceu um pouco sem estratégia. Grande parte das jogadas do time de San Antonio consistiam em obter a posse de bola e já passar para Aldridge resolver o lance. Por mais que ele seja o cara de confiança do alvinegro texano, já é meio que carta marcada para os oponentes. Então, muitas vezes, vale mais explorar as possibilidades do que simplesmente torcer para que o jogador mais visado pelas defesas adversárias decida.

Belinelli fez ótimo jogo, marcando 17 pontos e acertando quatro de suas sete bolas de três.

DeRozan vacilou em alguns momentos importantes, o que irritou alguns torcedores. Porém, ele foi o principal jogador do alvinegro na partida, marcando 30 pontos em 40 minutos. O ala-armador foi o terceiro jogador que ficou mais tempo em quadra na partida, ficando apenas atrás de Kemba Walker (42 minutos) e LaMarcus Aldridge (43 minutos).

Destaque negativo vai para o armador Derrick White, que durante os 29 minutos que ficou em quadra errou todas as suas dez tentativas de arremesso de quadra.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 30 pontos, 8 rebotes e 4 assistências

LaMarcus Aldridge – 20 pontos e 15 rebotes

Marco Belinelli – 17 pontos e 19 rebotes

Rudy Gay – 16 pontos e 9 rebotes

Bryn Forbes – 16 pontos

Charlotte Hornets

Kemba Walker – 38 pontos, 11 assistências e 9 rebotes

Dwayne Bacon – 24 pontos e 6 rebotes

Frank Kaminsky – 15 pontos e 19 rebotes

Miles Bridges – 10 pontos e 5 rebotes

Willy Hernangomez – 10 pontos e 4 rebotes

Spurs (43-31) @ Hornets (34-39) – Temporada Regular

San Antonio Spurs x Charlotte Hornets – Temporada Regular

Data: 26/03/2019

Horário: 20h00 (Horário de Brasília)

Local: Spectrum Center

Onde assistir: NBA League Pass

Depois de vencer o Boston Celtics, o San Antonio enfrenta o Charlotte Hornets no Spectrum Center. O time da Carolina do Norte vem de uma vitória eletrizante sobre o Toronto Raptors, na qual Jeremy Lamb converteu um arremesso de três no último lance da partida.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (0-1)

14/01/2019 – Spurs 93 x 108 Hornets

Em confronto marcado pelo retorno de Tony Parker ao AT&T Center, o Spurs não foi páreo para o Hornets e acabou derrotado. LaMarcus Aldridge fez 28 pontos e se destacou na ocasião.

ALDRIDGE

PG – Derrick White

SG – Bryn Forbes

SF – DeMar DeRozan

PF – LaMarcus Aldridge

C – Jakob Poeltl

Fique de Olho – LaMarcus Aldridge é sem dúvidas o principal jogador do Spurs na temporada. No último compromisso da equipe alvinegra, contra o Celtics, ele fez a sua segunda melhor pontuação na campanha ao marcar 48 pontos em 31 arremessos de quadra.

Charlotte_Hornetskemba walker

PG – Kemba Walker

SG – Dwayne Bacon

SF – Miles Bridges

PF – Marvin Williams

C – Bismack Biyombo

Fique de Olho – Principal jogador do Hornets, Kemba Walker lidera a equipe em pontos, assistências e roubadas de bola na temporada. O armador tem médias de 25 pontos e 5.8 assistências por jogo e pode dar trabalho para Derrick White e a defesa do Spurs.