Spurs (28-22) x Pelicans (22-28) – Noite Histórica

126×114

Depois de perder para o Philadelphia 76ers na noite de quarta-feira (23), o San Antonio Spurs voltou a achar o caminho da vitória na Luisiana nesse sábado (26). A equipe texana, sem DeMar DeRozan, visitou o New Orleans Pelicans, que não teve o também lesionado Anthony Davis, e venceu o adversário pelo placar de 126 a 114. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

dx43dyjuyae8pc0

Marco voltou a mostrar porque é de extrema importância nessa segunda unidade do Spurs (Reprodução/Twitter.com/spurs)

Gasol e Aldridge, quem diria?

O Spurs entrou em quadra sem DeRozan, um de seus principais jogadores, que sofre com dores no joelho esquerdo. Com isso, o técnico Gregg Popovich optou por iniciar com LaMarcus Aldridge começando na posição 4 e Pau Gasol na 5. Mesmo que durante a temporada isso não venha se mostrando uma boa, os dois juntos tiveram atuação excelente contra o Pelicans. O ala-pivô deixou seu double-double 28 pontos e 12 rebotes, e o espanhol contribuiu com 13 pontos e nove rebotes em uma excelente noite da dupla de “grandalhões texanos”.

Rudy Gay novamente fundamental

Mesmo saindo machucado no fim do jogo, o que gerou preocupação, Rudy Gay segue sendo um dos pilares do time texano na temporada. Contra o Pelicans, teve mais uma atuação de gala com 22 pontos e 11 rebotes e foi de extrema importância para a equipe sair de quadra com a vitória. Sobre a sua lesão, a ressonância magnética não mostrou nada, e o ala deve estar apto neste domingo, contra o Washington Wizards, no AT&T Center, se Popovich resolver utilizá-lo.

Lonnie Walker e banco entrando bem

Lonnie Walker ganhou mais minutos com o desfalque do DeRozan e não fez feio não. Foram sete pontos e cinco rebotes em 15 minutos para o novato. O jogador já deu declarações que confia no processo de maturação imposto por Pop e disse que quer estar sempre bem para ajudar o Spurs quando possível. Além dele, Patty Mills, Marco Belinelli e Dante Cunningham também vieram bem do banco contribuindo com seus pontinhos e foram também fundamentais para vitória. Especialmente o ala-armador italiano, que acertou uma cesta de três pontos e ainda sofreu falta em um momento em que o Pelicans ameaçava reagir na partida.

Popovich faz história mais uma vez

Se faltava uma vitória para Pop se tornar o técnico com mais triunfos fora de casa na história da NBA, agora não falta mais. Com 521, o comandante do Spurs e assume o posto de treinador com mais resultados positivos na estrada. Mais um feito incrível de um dos maiores.

San Antônio Spurs

LaMarcus Aldridge – 28 pontos e 12 rebotes

Rudy Gay – 22 pontos e 11 rebotes

Pau Gasol – 13 pontos , 9 rebotes e 4 assistências

New Orleans Pelicans

Jrue Holiday – 29 pontos e 7 rebotes

Jahlil Okafor – 24 pontos e 15 rebotes

Frank Jackson – 15 pontos e 4 assistências

Darius Miller – 11 pontos e 3 assistências

Anúncios

Sobre augustoedr

Gaúcho, 18 anos. Acompanho todo tipo de esporte, desde o basquete até o beisebol universitário. Colunista e redator.

Publicado em 27/01/2019, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Vale destacar a boa atuação do Pondexter, no único momento que os Pelicanos ameaçaram deslanchar ele entrou e virou o jogo com seis pontos seguidos.

  1. Pingback: Spurs (28-22) x Wizards (21-27) – Temporada Regular | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (29-22) x Wizards (21-28) – Aldridge é o cara | Spurs Brasil

  3. Pingback: Spurs (31-22) x Pelicans (23-29) – Temporada Regular | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s