Arquivo mensal: janeiro 2019

Spurs (26-20) @ Mavericks (20-24) – Virada à italiana

 105×101

Nessa quarta-feira (16), o San Antonio Spurs visitou o Dallas Mavericks e precisou de uma grande virada para vencer o rival texano pelo placar de 105 a 101 depois de estar perdendo por 19 pontos de diferença. Marco Belinelli voltou de contusão para anotar 17 pontos e foi o cestinha do alvinegro no jogo. Vamos, a seguir, aos destaques da partida.

Gay voltou ao time com vitória (Reprodução/twitter.com/spurs)

DeRozan e Bertans ao resgate

O Spurs começou a partida muito mal, e o Mavs logo abriu 19 pontos de vantagem sobre a tutela de Luka Doncic. Mas o alvinegro não se deu por vencido e brigou até o último quarto, quando conseguiu a virada. Na parcial derradeira, DeMar DeRozan e Davis Bertans combinaram para 17 dos 30 pontos marcados pela equipe, que ainda chegou a desperdiçar uma vantagem de seis pontos, mas viu o letão responder com uma boa de três para encaminhar um importante triunfo fora de casa, o oitavo em 22 jogos feitos na estrada na temporada.

Italiano quente

Após ficar fora da derrota para o Charlotte Hornets por conta de uma contusão no joelho esquerdo, Marco Belinelli voltou provando sua importância para o Spurs. O italiano marcou 17 pontos e foi o cestinha do alvinegro na partida. Entre as cestas marcadas, estão uma bandeja que empatou o jogo no início do quarto período e dois lances livres que praticamente selaram a vitória dos visitantes na reta final do clássico.

Time quase completo

Rudy Gay também voltou de lesão e começou a partida como titular ao lado de Derrick White, Bryn Forbes, DeMar DeRozan e LaMarcus Aldridge. O ala deixou a quadra com 14 pontos e quatro rebotes em 22 minutos e chegou à marca dos 15 mil pontos na carreira. Com isso, o técnico Gregg Popovich tem quase todo o elenco à disposição. A única exceção é o armador Dejounte Murray, que só deve voltar na próxima temporada.

Jogo coletivo

Para compensar jogo ruim de Aldridge, que anotou somente oito pontos, além de quatro rebotes e três tocos, em 23 minutos, o Spurs contou com uma distribuição de pontos digna do time campeão em 2014. Além dos já citados Belinelli, com 17 pontos, e Gay, com 14, DeMar DeRozan e Patty Mills também marcaram 14, enquanto Bryn Forbes e Davis Bertans colaboraram com mais 12 cada.

Destaques da partida 

San Antonio Spurs

Marco Belinelli – 17 pontos

DeMar DeRozan – 14 pontos, 9 assistências e 4 rebotes

Patty Mills – 14 pontos, 4 assistências e 2 roubos de bola

Rudy Gay – 14 pontos e 4 rebotes

Bryn Forbes – 12 pontos, 5 rebotes e 3 assistências

Davis Bertans – 12 pontos e 4 rebotes

Dallas Mavericks

Luka Doncic – 25 pontos, 8 assistências e 8 rebotes

Wesley Matthews – 13 pontos, 3 assistências e 3 rebotes

Dorian Finney-Smith – 12 pontos e 3 rebotes

Harrison Barnes – 11 pontos, 8 rebotes e 3 assistências

Anúncios

Spurs (25-20) @ Mavericks (20-23) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Dallas Mavericks – Temporada regular

Data: 16/01/2018

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: American Airlines Center

Onde assistir: NBA League Pass

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,95 @ Mavericks 1,93 (favorito)

Após perder em casa para o Charlotte Hornets no reencontro com Tony Parker, o San Antonio Spurs cai na estrada para enfrentar o Dallas Mavericks em clássico da Divisão Sudoeste. Na sétima colocação da Conferência Oeste, o alvinegro precisa melhorar longe do AT&T Center, já que venceu somente sete dos 21 jogos que fez como visitante na temporada. Gregg Popovich segue sem Dejounte Murray, lesionado, e ainda tem Marco Belinelli e Rudy Gay como dúvidas. Os mandantes, por sua vez, não terão JJ Barea e podem ter o desfalque do também armador Dennis Smith Jr., que está envolvido em negociações de troca.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-0)

29/10/2018 – Spurs 113 x 108 Mavericks

No primeiro clássico entre os times na temporada, disputado no AT&T Center, o Spurs levou a melhor sobre o Mavericks na prorrogação. O ala-armador DeMar DeRozan, com 34 pontos, nove assistências, seis rebotes e três roubadas de bola, se destacou na ocasião

PG – Derrick White

SG – Bryn Forbes

SF – DeMar DeRozan

PF – LaMarcus Aldridge

C – Pau Gasol

Fique de Olho – Depois de um grande início de temporada, DeMar DeRozan passa por pequena má fase. Nos últimos quatro jogos, o ala-armador fez somente 14,2 pontos por partida – sua média na temporada é de 21,9 por exibição. Coincidência ou não, o Spurs venceu apenas um destes quatro duelos. O clássico texano é uma chance para o astro do time alvinegro recuperar a confiança e voltar a comandar o ataque da equipe com eficiência.

PG – Luka Doncic

SG – Wesley Matthews

SF – Harrison Barnes

PF – Maxi Kleber

C – DeAndre Jordan

Fique de Olho – Com a iminente saída de Dennis Smith Jr. e a lesão de JJ Barea, o jovem Luka Doncic deve se tornar de vez o principal comandante do ataque do Mavericks. Até aqui, na temporada, esloveno, principal favorito ao prêmio de novato do ano, sustenta médias de 20,2 pontos, 6,7 rebotes e cinco assistências em 32 minutos por exibição.

Spurs (25-20) x Hornets (20-23) – Idolatria e decepção

 93×108

Depois de perder para o Oklahoma City Thunder na estrada, o San Antonio Spurs voltou a jogar no AT&T Center nessa segunda-feira (14). A partida era simbólica demais para a torcida do alvinegro, já que tratava-se do primeiro jogo de Tony Parker em sua eterna casa após o armador se juntar ao Charlotte Hornets. Antes do início do jogo, foi exibido um vídeo em homenagem ao eterno camisa #9. No reencontro, o francês levou a melhor, já que os visitantes venceram a equipe texana pelo placar de 108 a 93. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Atuação de Aldridge não foi o bastante (Reprodução/twitter.com/spurs)

Formações das equipes

A torcida do Spurs precisou esperar um pouco para ver Parker de novo em quadra, já que o Hornets começou a partida com Kemba Walker, Jeremy Lamb, Nicolas Batum, Marvin Williams e Bismack Biyombo. Já o alvinegro, ainda sem poder contar com Rudy Gay, teve como titulares Derrick White, Bryn Forbes, DeMar DeRozan, LaMarcus Aldridge e Pau Gasol.

O cestinha da partida foi Kemba Walker, armador do Hornets, que deixou a quadra com 33 pontos. Do lado do Spurs, LaMarcus Aldridge foi o maior pontuador, com 28. A segunda unidade do Hornets produziu melhor com 29 pontos, contra 24 dos reservas do alvinegro.

Emoções e reverencias a um ídolo

A noite era para Parker e, diferente do tratamento dado a Kawhi Leonard na vitória sobre o Toronto Raptors, a torcida fez questão de homenagear o tetracampeão da NBA pelo Spurs. A franquia vez o mesmo, com vídeo exibido nos telões do AT&T Center.

Após a partida, o jogador, que pelo Spurs teve médias de 16,1 pontos e 5,8 assistências em 30,9 minutos por exibição no total das 17 temporadas em que defendeu a franquia de San Antonio, agradeceu a recepção. “Foi uma noite incrível. Quero agradecer aos fãs, foram ótimos hoje. Mandaram um amor inacreditável, e agradeço a eles por tudo. Será uma grande memória, uma grande noite que irei lembrar pelo resto da minha vida”, declarou o ídolo.

O jogo e a derrota

O que se viu na noite dessa segunda no AT&T Center foi uma previa do que o Spurs pode enfrentar nos playoffs. A equipe de Charlotte, apesar do bom grupo de jogadores, teve em seu armador o seu principal destaque, já que Walker matou bolas de três com facilidade.

A equipe de Popovich não fez um bom jogo e conseguiu trocar lideranças com o Hornets apenas no primeiro quarto. Durante os três períodos seguintes, apenas em momentos de concentração temporária, que não duravam mais de três minutos, o alvinegro conseguiu ameaçar, mas o jogo foi conduzido com soberania pelos visitantes, que acabaram vencendo por 108 a 93.

As parciais anotadas foram: 24 a 28 no primeiro quarto, 19 a 21 no segundo, 29 a 27 no terceiro e 21 a 32 no quarto. No último período houve momento de pressão da torcida, e os mandantes tentaram se manter no jogo e forçar a prorrogação, mas uma série de decisões erradas de DeMar DeRozan, que fez partida muito abaixo da média que já apresentou na temporada, Derrick White, Bryn Forbes e Patty Mills jogaram a possibilidade por água abaixo.

Próxima parada

Nessa quarta-feira (16/01), a equipe de Popovich faz clássico da Divisão Sudoeste contra o Dallas Mevericks na casa do adversário. O confronto acontece as 23h30 (de Brasília).

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 28 pontos

Derrick White – 18 pontos e 7 assistências

Charlotte Hornets

Kemba Walker – 33 pontos

Jeremy Lamb – 19 pontos e 7 rebotes

Spurs (25-19) @ Thunder (26-16) – Oscilação na estrada

 112×122

Após grande vitória do San Antonio Spurs, o Oklahoma City Thunder se vingou em casa e bateu o time de Gregg Popovich por 122 a 112. Durante o jogo, as equipes estiveram em equilíbrio durante três dos quatro períodos, e apenas no terceiro quarto os mandantes se sobressaíram. Com o resultado, o alvinegro estaciona na sétima colocação da Conferência Oeste, com 25-19 e um retrospecto de 7-14 em partidas na estrada. O oponente aparece em terceiro, com 26-16 e um retrospecto de 14-6 dentro de casa. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Spurs levou a pior em Oklahoma (Reprodução/twitter.com/spurs)

Formações das equipes

Para a partida, Popovich utilizou quinteto titular formado por Derrick White, Bryn Forbes, DeMar DeRozan, LaMarcus Aldridge e Pau Gasol. Do banco de reservas, vieram Drew Eubanks, Quincy Pondexter, Davis Bertans, Dante Cunningham, Jakob Poltl, Patty Mills e Marco Bellinelli. Já Billy Donovan apostou em formação com Russell Westbrook, Terrance Ferguson, Paul George, Jerami Grant e Steven Adams. Do banco de reservas, vieram Patrick Patterson, Abdel Nader, Dennis Schroder, Timothe Luwawu Cabarrot, Hamidou Diallo e Raymond Felton.

Os cestinhas do jogo foram Marco Bellinelli e Russell Westbrook, com 24 pontos. Os dois protagonizaram a jogada da noite, com o armador aplicando drible que deixou o italiano no chão antes de uma bandeja. Os titulares do Thunder fizeram 74 pontos, contra 59 dos do Spurs. Asegunda unidade do alvinegro produziu 53 pontos, contra 48 dos reservas dos mandantes.

O jogo

As equipes entraram em quadra com grande expectativa na reedição do grande jogo da temporada até aqui. Porém, o que se foi um desempenho um degrau abaixo da partida anterior. A tensão esteve presente, tanto que não houve cesta de nenhuma equipe por quase três minutos. No primeiro período, um domínio pequeno do Spurs, com vantagem em praticamente todo o quarto, excluindo-se as primeiras posses do Thunder, e a parcial acabou 31 a 23.

O segundo período teve repetição no equilíbrio da parcial anterior, com o Spurs com leve vantagem até quando restavam 5:47, quando a equipe abriu vantagem de 13 pontos (50 a 37) que foi levada até o intervalo com trocas de posse de bola, apesar de três bolas de três seguidas dos mandantes. No fim da parcial, 29 a 28 para o Thunder e 60 a 51 para o alvinegro no placar.

O terceiro período apresentou o melhor momento da equipe mandante. No início da parcial, a equipe conseguiu uma corrida de sete pontos seguidos até a primeira cesta do Spurs. Quando restavam 8:25, a equipe de Westbrook passou a dianteira no placar e começou a abrir vantagem. O Spurs ainda conseguiu uma reaproximação do placar com participação de Bellinelli, mas a equipe mandante colocou seis e terminou a parcial vendendo por 86 a 80.

No último quarto, a equipe de Popovich não teve forças para equilibrar as ações, e a vantagem esteve sempre a favor to Thunder. Apesar de cestas de LaMarcus Aldridge e Marco Bellinelli a equipe foi derrotada no período por 36 a 32 e na partida por 122 a 112.

Próximo jogo

O próximo jogo do Spurs é contra o Charlotte Hornets, no AT&T Center, nesta segunda-feira, às 23h30 (de Brasília), com transmissão do SporTV. O duelo será o primeiro das equipes na temporada e marca o reencontro de Tony Parker com a equipe de San Antonio.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Marco Belinelli – 24 pontos

DeMar DeRozan – 18 pontos, 6 rebotes e 4 assistências

Oklahoma City Thunder

Russell Westbrook – 24 pontos

Paul George – 18 pontos, 11 rebotes, 4 assistências e 2 roubos de bola

Stevan Adams – 12 pontos e 9 rebotes

Spurs (25-18) @ Thunder (25-16) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Oklahoma City Thunder – Temporada Regular

Data: 12/01/2019

Horário: 23:00 (Horário de Brasília)

Local: Cheasapeake Energy Arena

Onde assistir: ESPN e NBA League Pass

Após épica vitória por 154 a 147 na segunda prorrogação sobre o Oklahoma City Thunder, o San Antonio Spurs volta a quadra, dessa vez fora de casa, para enfrentar o mesmo adversário. As equipes não contarão com algumas peças importantes. Pelo lado dos mandantes, Nerlens Noel, Alex Abrines e Andre Robertson estão fora. Já o alvinegro não conta com DeJounte Murray e Rudy Gay. O controle do garrafão vai ser essencial para os texanos uma vez que o oponente é o time que mais pontua na NBA em segundas jogadas, ou seja, depois de um rebote ofensivo.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-0)

10/01/2019 – Spurs 154 x 147 Thunder

Em jogo emocionante, o Spurs conseguiu vencer o Thunder no AT&T Center na segunda prorrogação. LaMarcus Aldridge foi o grande nome da partida com 56 pontos, seu recorde pessoal, além de nove rebotes, quatro assistências e quatro tocos

PG – Derrick White

SG – Bryn Forbes

SF – DeMar DeRozan

PF – LaMarcus Aldridge

C – Jakob Poeltl

Fique de olho: Após partida de 56 pontos na última quarta-feira, estabelecendo um novo recorde pessoal, LaMarcus Aldridge volta com uma expectativa alta. A partida do camisa #12 o posicionou como um dos cinco maiores pontuadores em uma partida pelo Spurs.

PG – Russell Westbrook

SG – Terrance Ferguson

SF – Paul George

PF – Jerami Grant

C – Steven Adams

Fique de olho: Russell Westbrook fez jogo brilhante na quarta-feira, atuando tanto na posição 1 quanto na 2, quando Dennis Schröder dividiu os trabalhos com ele. Na partida, o astro to Thunder terminou com 24 pontos, 24 assistências e 13 rebotes contra o Spurs.