Arquivo diário: 25/11/2018

Spurs (9-10) @ Bucks (14-5) – Efeito Antetokounmpo

SBresumo

129×135Milwaukee_Bucks_logo15

Nesse sábado (24), o San Antonio Spurs foi até Winsconsin para enfrentar o Milwaukee Bucks. Mesmo lutando muito ao longo da partida e liderando em grande parte dela, o alvinegro vacilou no período final, perdendo por 135 a 129. Confira, a seguir, os destaques da partida.

San Antonio Spurs v Milwaukee Bucks

O jogo foi cheio de reviravoltas (Reprodução/nba.com/spurs)

Contando com o banco

O Spurs entrou empolgado, vindo de uma boa vitória em cima do Indiana Pacers, e foi com esse espírito que a equipe iniciou seu duelo contra o Bucks. Porém, os mandantes estavam agressivos, já que, ao contrário da equipe de San Antonio, vinham de para contra o Phoenix Suns. Os titulares do alvinegro logo entraram no ritmo que o adversário queria, fazendo com que Popovich tivesse que ir buscar opções no seu banco de reservas antes do previsto.

Não deu para segurar a vantagem (Reprodução/nba.com/spurs)

Os reservas atenderam às expectativas do técnico, com Davis Bertans tendo, provavelmente, a sua melhor atuação na temporada, conseguindo fazer 11 pontos para a equipe. Derrick White e Jakob Poeltl trabalharam bem no pick and roll, assim como Patty Mills e Marco Belinelli aproveitaram os espaços que tiveram para ajudar a aumentar a diferença no placar. Com uma boa rotatividade de bola, o Spurs voltou ao jogo.

Reviravolta

Depois de dois primeiros quartos bem intensos, ambas as equipes sentiram o cansaço e diminuíram a velocidade na volta dos vestiários. Parecia que mesmo assim as coisas estavam bem para o alvinegro, que passou a ditar o ritmo da partida no terceiro período, obtendo espaços para jogar com mais tranquilidade.

Porém, o técnico do Milwaukee também mexeu em sua equipe, que recobrou a agressividade do começo da partida, com Giannis Antetokounmpo forte no ataque, enquanto os armadores Eric Bledsoe e Malcolm Brogdon marcavam os jogadores mais baixos do Spurs.

Mesmo com Rudy Gay tendo sido dominante em alguns momentos, com os texanos conseguindo obter dois dígitos de vantagem no placar, Antetokounmpo, em noite inspirada – com 34 pontos, 18 rebotes e oito assistências – ajudou a manter o Bucks ativo e persistente.

Apesar do bom trabalho de DeMar DeRozan – que protagonizou uma das melhores enterradas da partida – e Bryn Forbes no último quarto, o Bucks estava com uma unidade mais sólida, não perdendo nenhuma oportunidade que aparecia. Assim, sofreram faltas em nove de suas dez posses de bola nos minutos finais, o que culminou na derrota do Spurs na casa do adversário.

Altos e baixos

Todos os jogadores das posições 1 e 2 do Spurs, com exceção de Derrick White, atingiram dígitos duplos na partida contra o Bucks. DeRozan, teve uma grande atuação, sendo o cestinha da partida juntamente com Antetokounmpo já que ambos fizeram 34 pontos.

Embora até tenha feito um bom trabalho defensivo, LaMarcus Aldridge ficou um pouco apagado na partida por não ter conseguido uma grande atuação ofensiva mais uma vez nesta temporada. O ala Dante Cunningham, por sua vez, ficou com a tarefa de marcar de Giannis Antetokounmpo, em diversos momentos no um contra um, o que claramente não funcionou, já que o adversário conseguiu dominar e chegar à cesta em praticamente todas as suas jogadas.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 34 pontos e 7 assistências

Bryn Forbes – 18 pontos

Davis Bertans – 17 pontos e 6 rebotes

LaMarcus Aldridge – 15 pontos, 3 rebotes e 3 assistências

Marco Belinelli – 12 pontos e 3 assistências

Rudy Gay – 10 pontos, 4 rebotes e 4 assistências

Milwaukee Bucks

Giannis Antetokounmpo – 34 pontos, 18 rebotes, 8 assistências e 2 tocos

Malcolm Brogdon – 23 pontos, 3 assistências e 3 rebotes

Khris Middleton – 21 pontos e 4 rebotes

Eric Bledsoe – 20 pontos e 10 assistências

Sterling Brown – 11 pontos

Anúncios

Spurs (9-9) @ Pacers (11-8) – Retomando os rumos

111×100

Nesse sábado (23), o San Antonio Spurs visitou o Indiana Pacers e venceu o adversário pelo placar de 111 a 100. Vamos, a seguir aos destaques do confronto.

https://platform.twitter.com/widgets.js

Dominou

Em uma partida em que os adversários não contavam com seus dois principais jogadores, o Spurs até que sofreu um pouco, mas não teve dificuldades para se manter na liderança do placar por todo o jogo. Apesar de a equipe ter praticado um basquete de pouca movimentação de bola e muita isolação de suas principais estrelas, LaMarcus Aldridge e DeMar DeRozan, ambos tiveram partidas inspiradas e lideraram o time rumo à vitória.

Sem profundidade

A frágil equipe do Pacers, por conta da ausência de Myles Turner e Victor Oladipo, ainda representou certa resistência aos texanos. Isso ocorreu principalmente, quando os atletas reservas do time alvinegro esteva em quadra. Marco Belinelli, por exemplo, não vem mostrando basquete igual ao que teve temporada passada, jogando pelo Philadelphia Sixers. Jakob Poeltl parece ter bastante capacidade, porém aparenta ainda ser muito cru, cometendo erros algumas vezes bobos. Davis Bertans não se desenvolveu como o esperado e é muito inconsistente, tendo ótimas partidas e outras não muito boas. Por fim, o único reserva que sempre vem se garantindo é Patty Mills. Com sua experiência, tenta ditar o ritmo da equipe e vem tendo cedo sucesso.

Defesa

A defesa do Spurs, que se consolidou como uma das melhores dos últimos 20 anos, vem sendo um desastre. Ainda que Aldridge esteja bem no quesito, os outros jogadores, pelo menos da equipe titular, não o acompanham. DeRozan tem sérias dificuldades em marcar os jogadores e em acertar as trocas. Dante Cunningham tem qualidade, mas vem cometendo diversas faltas bobas, tirando-o das partidas. Bryn Forbes é muito pequeno para acompanhar a maior parte dos outros armadores, que em geral são mais fortes e até mais rápidos. Rudy Gay até tem bons fundamentos, mas não demostra muito esforço no quesito. A própria equipe reserva não tem nenhum jogador que seja ótimo no quesito, tornando a equipe uma das mais vazadas da NBA.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 34 pontos e 14 rebotes

DeMar DeRozan – 16 pontos e 6 assistências

Dante Cunningham – 15 pontos e 7 rebotes

Patty Mills – 15 pontos

Bry Forbes – 13 pontos

Rudy Gay – 11 pontos e 12 rebotes

Indiana Pacers

Bojan Bogdanovic – 21 pontos

Domantas Sabonis – 16 pontos e 16 rebotes