Arquivo mensal: novembro 2018

Spurs (10-11) x Rockets (9-11) – Temporada regular

San Antonio Spurs vs Houston Rockets – Temporada regular

Data: 30/11/2018

Horário: 23h00 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Onde assistir: ESPN e NBA League Pass

Vindo de constrangedora derrota para o Minnesota Timberwolves, o San Antonio Spurs recebe o Houston Rockets em clássico texano de duas equipes que precisam urgentemente vencer se não quiserem se distanciar da zona de classificação para os playoffs. O alvinegro segue sem os machucados Dejounte Murray, fora da temporada, e Pau Gasol, fora até pelo menos o dia 15 de janeiro. A boa notícia é que Lonnie Walker já está em condições de jogo e volta a disputar uma partida oficial também nesta sexta-feira, quando o Austin Spurs recebe o Agua Caliente Clippers em confronto válido pela G-League. Os visitantes, por sua vez, têm Brandon Knight, Carmelo Anthony e Nenê como baixas e Chris Paul, Gerand Green e Qi Zhou como dúvidas.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Série na temporada (1-0)

10/11/2018 – Spurs 96 x 89 Rockets

No primeiro clássico da temporada, também disputado no AT&T Center, o Spurs levou a melhor sobre o Rockets. LaMarcus Aldridge anotou 27 pontos e dez rebotes e se destacou na ocasião.

PG – Bryn Forbes

SG – DeMar DeRozan

SF – Rudy Gay

PF – Dante Cunningham

C – LaMarcus Aldridge

Fique de Olho – Aproveitando-se de temporada que começou sem Dejounte Murray, Derrick White e Lonnie Walker, Bryn Forbes assumiu a condição de titular e vem surpreendendo, registrando média de 12,6 pontos por exibição e convertendo 45% de suas bolas de três pontos. White já voltou e virou reserva, e o camisa #11 agora tenta “sobreviver” ao retorno de Walker.

PG – Eric Gordon

SG – James Harden

SF – James Ennis III

PF – PJ Tucker

C – Clint Capela

Fique de Olho – Com o afastamento de Carmelo Anthony, PJ Tucker, provável responsável por marcar DeMar DeRozan, ganhou ainda mais importância na rotação do Rockets. Até aqui, na temporada, o ala tem médias de oito pontos e 6,1 rebotes em 36,1 minutos por exibição.

Anúncios

Spurs (10-11) @ Timberwolves (11-11) – Apagão

 

89×128

Com um excelente desempenho defensivo contra uma das equipes reconhecidas justamente por conta deste fator, o Minnesota Timberwolves não tomou conhecimento do San Antonio Spurs e derrotou a equipe texana pelo placar de 128 a 89 na noite dessa quarta-feira (28). Foi o quarto triunfo seguido equipe de Mineápolis, que chega a 50% de aproveitamento na temporada pela primeira vez desde 31 de outubro. Vamos, a seguir, aos destaques do duelo:

Em jogo irreconhecível, Spurs perde para o Timberwolves (Foto: Reprodução/Gorgui Dieng Twitter)

Desastroso

Sem integrantes de seu vitorioso Big Three pela primeira vez desde 1997, o Spurs está longe de ser a equipe que já foi. O sistema defensivo do Wolves também não é o mesmo. O time de Minnesota tinha perdido 14 dos últimos 15 duelos com o alvinegro, mas desta vez conseguiu segurar os texanos para apenas 39,5% de aproveitamento nos arremessos de quadra.

O Timberwolves chegou a liderar por 48 pontos de vantagem antes de finalizar a partida com sua maior margem na história sobre os comandados de Gregg Popovich. O time da casa conseguiu o feito de limitar o Spurs a apenas nove pontos no segundo quarto, marca que fica na 15ª posição em dígitos únicos defendidos em um quarto na história da franquia.

O jogo

O Wolves ampliou a campanha para sete vitórias em nove partidas desde que mandou o descontente ala Jimmy Butler para o Philadelphia 76ers em troca de Robert Covington, Dario Saric, Jerryd Bayless e uma escolha de draft de segunda rodada. Os mandantes abriram o segundo quarto com uma sequência de 17 a 2, principalmente quando os reservas vieram à quadra. O time de Minnesota liderava por 57 a 34 no intervalo, marcando o pior placar do Spurs nesta temporada somando as duas primeiras parciais. Essa foi a toada do jogo até o fim.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Jakob Poeltl – 14 pontos e 8 rebotes

Quincy Pondexter – 13 pontos e 4 rebotes

Marco Belinelli – 11 pontos

LaMarcus Aldridge – 10 pontos e 9 rebotes

DeMar DeRozan – 10 pontos

Minnesota Timberwolves

Robert Covington – 21 pontos e 9 rebotes

Karl-Anthony Towns – 16 pontos, 11 rebotes e 5 assistências

Derrick Rose – 16 pontos

Taj Gibson – 13 pontos e oito rebotes

Josh Okogie – 12 pontos

* Texto publicado pelo mesmo autor no site The Playoffs.

Spurs (10-10) x Bulls (5-16) – Suado

108×107

Nessa quarta-feira (26) o San Antonio Spurs foi até o Illinois para enfrentar o Chicago Bulls e saiu com uma vitória suada e complicada, após vir de derrota para o Milwaukee Bucks. LaMarcus Aldridge e DeMar DeRozan combinaram para 41 pontos, e o time agora está 9-0 na temporada quando o ala-pivô marca mais de 20 pontos. A seguir, os destaques da partida.

1

DeMar DeRozan segue com uma consistência absurda (Reprodução/lmtonline.com)

O banco segue contribuindo

Se na última partida contra o Bucks o banco foi liderado pelo Bertans com 11 pontos, nessa Patty Mills e Jacob Poeltl mostraram suas forças. O australiano fez 17 pontos e segue tendo uma temporada muito boa. Já o pivô austríaco fez dez pontos, pegou quatro rebotes e distribuiu quatro assistências e vem melhorando a cada jogo, mostrando algum valor desde que sua troca aconteceu. Além disso, os reservas do Spurs produziram 44 pontos dos 108 feitos pelo time.

A surpresa que é Bryn Forbes

Contra o Bulls foram “só” 13 pontos, mas a temporada de Forbes está muito além de qualquer expectativa. Seu aproveitamento da linha de três pontos segue constante e vem contribuindo bem a cada partida. Em uma campanha em que que o Spurs não conta com seu principal armador, Dejounte Murray, o camisa #11 vem se tornando uma solução boa.

O fator Aldridge

Ainda são notórios os altos e baixos desse time e principalmente, de Aldridge. Contra o Bulls não foi assim, já que o o ala-pivô fez 20 pontos e pegou oito rebotes. O Spurs está 100% quando o astro bate a marca de 20 pontos, com nove vitórias nas nove vezes em que isso aconteceu durante esta campanha. Porém, a sua inconstância nos prejudica em muitos jogos. Claro que se adaptar à função de pivô tem sido complicado para ele, mas o alvinegro precisa do camisa #12 em jogos grandes para ter maiores chances de sucesso no decorrer da temporada.

 

Destaques da partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 21 pontos, 8 rebotes e 5 assistências

LaMarcus Aldridge – 20 pontos e 8 rebotes

Patty Mills – 17 pontos

Bryn Forbes – 13 pontos, 6 assistências

Jacob Poeltl – 10 pontos, 4 rebotes e 4 assistências

Chicago Bulls

Zach LaVine – 28 pontos, 8 rebotes e 7 assistências

Ryan Arcidiacono – 22 pontos e 4 rebotes

Jabari Parker – 18 pontos e 10 rebotes

Justin Holiday – 17 pontos, 6 rebotes e 4 assistências

Spurs (9-10) x Bulls (5-15) – Temporada Regular

San Antonio Spurs x Chicago Bulls – Temporada regular

Data: 26/11/2018

Horário: 23h (Horário de Brasília)

Local: United Center

Onde assistir: NBA League Pass

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,40 (favorito) x Grizzlies 3,20

Depois de perder para a equipe do Milwaukee Bucks no último sábado, o San Antonio Spurs volta para às quadras nesta segunda-feira, quando visita o Chicago Bulls. Ainda sem o novato Lonnie Walker, que já está treinando com o Austin Spurs, o alvinegro deve contar com o mesmo time que atuou nos dois últimos jogos. Já pelo lado dos mandantes o grande desfalque é o ala-pivô finlandês Lauri Markkanen, que ainda segue se recuperando de lesão.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

8

PG – Bryn Forbes 

SG – DeMar DeRozan

SF- Dante Cunningham

PF- Rudy Gay

C- LaMarcus Aldridge

Fique de olho – Com 13 pontos por partida, Bryn Forbes vem sendo bastante consistente, principalmente quando se trata de perímetro. O jogador de 25 anos tem sido uma grata surpresa com as ausências de Dejounte Murray e Lonnie Walker. E é uma arma na bola de longa distância do time, já que seu aproveitamento nesse quesito beira os 45,4%.

bulls

PG – Ryan Arcidiacono

SG – Zach LaVine

SF – Justin Holiday

PF – Jabari Parker

C – Wendell Carter Jr.

Fique de olho – Com aproximadamente 25,5 pontos e 5,3 assistências por jogo, Zach LaVine vem atuando bem demais após sua dura lesão na última temporada. O jogador é o principal destaque de um time jovem que ainda clama por um futuro melhor. Olho nele!

Spurs (9-10) @ Bucks (14-5) – Efeito Antetokounmpo

SBresumo

129×135Milwaukee_Bucks_logo15

Nesse sábado (24), o San Antonio Spurs foi até Winsconsin para enfrentar o Milwaukee Bucks. Mesmo lutando muito ao longo da partida e liderando em grande parte dela, o alvinegro vacilou no período final, perdendo por 135 a 129. Confira, a seguir, os destaques da partida.

San Antonio Spurs v Milwaukee Bucks

O jogo foi cheio de reviravoltas (Reprodução/nba.com/spurs)

Contando com o banco

O Spurs entrou empolgado, vindo de uma boa vitória em cima do Indiana Pacers, e foi com esse espírito que a equipe iniciou seu duelo contra o Bucks. Porém, os mandantes estavam agressivos, já que, ao contrário da equipe de San Antonio, vinham de para contra o Phoenix Suns. Os titulares do alvinegro logo entraram no ritmo que o adversário queria, fazendo com que Popovich tivesse que ir buscar opções no seu banco de reservas antes do previsto.

Não deu para segurar a vantagem (Reprodução/nba.com/spurs)

Os reservas atenderam às expectativas do técnico, com Davis Bertans tendo, provavelmente, a sua melhor atuação na temporada, conseguindo fazer 11 pontos para a equipe. Derrick White e Jakob Poeltl trabalharam bem no pick and roll, assim como Patty Mills e Marco Belinelli aproveitaram os espaços que tiveram para ajudar a aumentar a diferença no placar. Com uma boa rotatividade de bola, o Spurs voltou ao jogo.

Reviravolta

Depois de dois primeiros quartos bem intensos, ambas as equipes sentiram o cansaço e diminuíram a velocidade na volta dos vestiários. Parecia que mesmo assim as coisas estavam bem para o alvinegro, que passou a ditar o ritmo da partida no terceiro período, obtendo espaços para jogar com mais tranquilidade.

Porém, o técnico do Milwaukee também mexeu em sua equipe, que recobrou a agressividade do começo da partida, com Giannis Antetokounmpo forte no ataque, enquanto os armadores Eric Bledsoe e Malcolm Brogdon marcavam os jogadores mais baixos do Spurs.

Mesmo com Rudy Gay tendo sido dominante em alguns momentos, com os texanos conseguindo obter dois dígitos de vantagem no placar, Antetokounmpo, em noite inspirada – com 34 pontos, 18 rebotes e oito assistências – ajudou a manter o Bucks ativo e persistente.

Apesar do bom trabalho de DeMar DeRozan – que protagonizou uma das melhores enterradas da partida – e Bryn Forbes no último quarto, o Bucks estava com uma unidade mais sólida, não perdendo nenhuma oportunidade que aparecia. Assim, sofreram faltas em nove de suas dez posses de bola nos minutos finais, o que culminou na derrota do Spurs na casa do adversário.

Altos e baixos

Todos os jogadores das posições 1 e 2 do Spurs, com exceção de Derrick White, atingiram dígitos duplos na partida contra o Bucks. DeRozan, teve uma grande atuação, sendo o cestinha da partida juntamente com Antetokounmpo já que ambos fizeram 34 pontos.

Embora até tenha feito um bom trabalho defensivo, LaMarcus Aldridge ficou um pouco apagado na partida por não ter conseguido uma grande atuação ofensiva mais uma vez nesta temporada. O ala Dante Cunningham, por sua vez, ficou com a tarefa de marcar de Giannis Antetokounmpo, em diversos momentos no um contra um, o que claramente não funcionou, já que o adversário conseguiu dominar e chegar à cesta em praticamente todas as suas jogadas.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 34 pontos e 7 assistências

Bryn Forbes – 18 pontos

Davis Bertans – 17 pontos e 6 rebotes

LaMarcus Aldridge – 15 pontos, 3 rebotes e 3 assistências

Marco Belinelli – 12 pontos e 3 assistências

Rudy Gay – 10 pontos, 4 rebotes e 4 assistências

Milwaukee Bucks

Giannis Antetokounmpo – 34 pontos, 18 rebotes, 8 assistências e 2 tocos

Malcolm Brogdon – 23 pontos, 3 assistências e 3 rebotes

Khris Middleton – 21 pontos e 4 rebotes

Eric Bledsoe – 20 pontos e 10 assistências

Sterling Brown – 11 pontos