Arquivo mensal: outubro 2018

Spurs (4-2) x Suns (1-5) – Temporada Regular

San Antonio Spurs x Phoenix Suns – Temporada regular

Data: 31/10/2018

Horário: 23h35 (Horário de Brasília)

Local: Talking Stick Resort Arena

Onde assistir: NBA League Pass e ESPN

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,33 (favorito) x Suns 3,60

Após vencer o Dallas Mavericks em um jogo extremamente apertado, o San Antonio Spurs tenta embalar a terceira vitória seguida e colocar 5-2 na sua campanha nesse início de temporada. Ainda buscando uma melhor formação defensiva, o time texano tem revezado Jacob Poeltl, Dante Cunningham e LaMarcus Aldridge no garrafão. No outro lado, temos um renovado Phoenix Suns, com o novato DeAndre Ayton, o excelente armador Devin Booker e também a experiência de Jamal Crawford. Com as ausências de Loonie Walker IV, Dejounte Murray e Derrick White, a tendência é que Bryn Forbes comece jogando na posição um, de armador. Já pelo lado dos mandantes, Booker é dúvida para o jogo, assim como Isaiah Canaan.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

8

PG – Bryn Forbes

SG – DeMar DeRozan

SF – Dante Cunningham

PF – Rudy Gay

C – LaMarcus Aldridge

Fique de olho – Decidir jogos tem sido com ele mesmo. DeMar DeRozan vem mostrando ser o desafogo para um novo Spurs, que ainda está se encontrando. Além de estar liderando o time em pontos por partida e assistências – teve seu recorde da carreira em passes para cesta em vitória sobre o Los Angeles Lakers -, o ala-armador vem se mostrando um “scorer” nato e não tem medo de puxar essa responsabilidade de decisivo para si. Pelo menos foi assim nos triunfos sobre o Minnesota Timberwolves e sobre o Dallas Mavericks. Quantos pontos ele fará essa noite? A média do astro do alvinegro é de 28,3, com oito assistências por partida.

l

PG – Isaiah Canaan

SG – Josh Jackson

SF – Trevor Ariza

PF – Ryan Anderson

C – DeAndre Ayton

Fique de olho – O novato sensação de Arizona, DeAndre Ayton lidera o Suns neste início de temporada em rebotes, com 10,3 por partida. Além disso, está se tornando um desafogo para uma equipe que se sente desfalcada, já que seu principal jogador, Devin Booker está lesionado. A produção ofensiva do pivô também é muito boa: são 17,5 pontos por jogo.

Anúncios

Spurs vai imortalizar camisa de Manu Ginobili

A famosa camisa #20 do San Antonio Spurs será aposentada e pendurada no teto do AT&T Center, ginásio da franquia texana. O manto foi usado por 16 temporadas pelo craque argentino Manu Ginobilli e com ele o ala-armador se sagrou quatro vezes campeão da NBA.

A camisa 20 é oficialmente eterna (Reprodução/San Antonio Express-News)

A carreira de Manu é uma história típica de filme de super herói. Do início difícil no basquete argentino à maturidade alcançada no basquete europeu, à glória da medalha de ouro em Atenas e à formação do Big Three com Tony Parker e Tim Duncan, que encantou a NBA durante anos.

Em San Antonio, o trio ficou cravado na história da NBA com títulos, qualidade técnica e longevidade. Sob o comando de Gregg Popovich, os três começaram a jogar juntos em uma franquia campeã da liga e a transformaram em uma pentacampeã. Eleito melhor reserva da temporada 2007/2008, o argentino realmente fez diferença nas finais de 2013. Em um momento da liga de puro jogo físico, seu talento impulsionou os Spurs na vitória sobre o Miami Heat.

O MVP da Olimpíada de Atenas possui como maiores prêmios individuais o próprio nos jogos Olímpicos, seu maior marco no basquete, além de duas participações no All-Star Game da NBA, o prêmio de melhor reserva e a eleição para a seleção dos melhores novatos da temporada 2002/2003 da liga profissional americana de basquete. Na maior competição do mundo da modalidade, o astro argentino se aposentou com médias de 13,5 pontos, 3,8 assistências e 3,5 rebotes por exibição ao longo das 16 temporadas em que atuou.

O legado de Manu é exaltado pela NBA, tanto que o mesmo é um dos embaixadores da liga e foi um dos principais responsáveis pela abertura do mercado latino para prospecção de jogadores. Sua presença no Hall da Fama do basquete é algo que deve ser concretizado já durante os próximos anos, e sua contribuição para a internalização do campeonato foi gigantesca.

Spurs (4-2) x Mavericks (2-5) – Vitória no clássico

 113×108

Nessa segunda-feira (29), o San Antonio Spurs recebeu o Dallas Mavericks e venceu o adversário pelo placar de 113 a 108 no primeiro clássico texano da temporada. Foi o segundo triunfo do alvinegro em duas prorrogações nesta campanha, já que a equipe já havia batido o Los Angeles Lakers no tempo extra. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

DeRozan comandou o Spurs (Reprodução/twitter.com/spurs)

Sempre ele

Como de costume na temporada, DeMar DeRozan foi o destaque do Spurs. Adquirido por meio da troca que enviou Kawhi Leonard para o Toronto Raptors, o ala-armador rapidamente tomou conta do ataque do time texano, carente de armadores. Contra o Mavericks, o camisa #10 deixou a quadra com 34 pontos, nove assistências, seis rebotes e três roubadas de bola em 43 minutos, convertendo 12 dos 21 arremessos de quadra que tentou e todos os dez lances livres que cobrou. Depois de errar a bola que poderia ter dado a vitória à equipe no tempo normal, venceu a batalha pessoal com Luka Doncic na prorrogação para garantir o triunfo do alvinegro.

Experimentando

Gregg Popovich mandou à quadra seu quarto quinteto titular diferente em seis jogos na temporada. Dessa vez, iniciaram a partida Bryn Forbes, DeMar DeRozan, Rudy Gay, Dante Cunningham e LaMarcus Aldridge. Surpreendentemente, Jakob Poeltl continuou sem minutos, mesmo com o Spurs duelando com DeAndre Jordan. Os testes do treinador devem se intensificar quando Lonnie Walker e, principalmente, Derrick White retornarem de contusão.

Defesa melhorando

Com Cunningham crescendo em importância e Quincy Pondexter ganhando alguns minutinhos competitivos vindo do banco pela primeira vez na temporada, o Spurs permitiu apenas 18 pontos para o Mavericks no primeiro quarto, repetindo a melhor marca do time de San Antonio nesta campanha. A equipe texana também havia permitido somente 18 pontos para o Los Angeles Lakers no último quarto do jogo desse sábado, também vencido pelo alvinegro.

Bom ambiente

Gay deixou a quadra com 15 pontos, 11 rebotes, seis roubadas de bola e quatro assistências, conseguindo dois duplo-duplos seguidos pela primeira vez na carreira. Ao saber disso, Aldridge brincou com o colega durante entrevista coletiva e perguntou o que ele tem feito durante toda a sua carreira. “É questão de oportunidades. Neste ano, não tenho Dejounte Murray e LaMarcus Aldridge roubando meus rebotes, então posso fazer um duplo-duplo toda noite”, rebateu o bem-humorado ala, de acordo com reportagem da emissora americana ESPN.

Destaques da partida 

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 34 pontos, 9 assistências, 6 rebotes e 3 roubos de bola

LaMarcus Aldridge – 20 pontos, 6 rebotes e 4 assistências

Rudy Gay – 15 pontos, 11 rebotes, 6 roubos de bola e 4 assistências

Marco Belinelli – 13 pontos, 3 rebotes e 2 roubos de bola

Bryn Forbes – 12 pontos

Patty Mills – 10 pontos e 3 rebotes

Dallas Mavericks

Luka Doncic – 31 pontos, 8 rebotes e 4 assistências

Dennis Smith Jr. – 22 pontos e 4 assistências

Harrison Barnes – 18 pontos e 7 rebotes

DeAndre Jordan – 8 pontos e 18 rebotes

Spurs (3-2) x Mavericks (2-4) – Temporada regular

San Antonio Spurs x Dallas Mavericks – Temporada regular

Data: 29/10/2018

Horário: 21h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Onde assistir: NBA League Pass

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,38 (favorito) x Mavs 3,25

Após vencer o Los Angeles Lakers, o San Antonio Spurs recebe o Dallas Mavericks em clássico texano de duas equipes ainda tentando se encontrar. Enquanto o alvinegro testa formações e carece de melhora defensiva, o rival tenta encaixar caras novas, como Luka Doncic e DeAndre Jordan, a nomes como Harrison Barnes, que acaba de voltar de contusão. Dejounte Murray, Derrick White e Lonnie Walker continuam como baixas do lado dos donos da casa, enquanto os visitantes terão os também machucados Devin Harris e Dirk Nowitzki como desfalques.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

 

PG – Bryn Forbes

SG – DeMar DeRozan

SF – Dante Cunningham

PF – Davis Bertans

C – LaMarcus Aldridge

Fique de Olho – Após marcar LeBron James com relativo sucesso nas duas vitórias sobre o Lakers, Dante Cunningham agora pode ter a missão de enfrentar Luka Doncic, novato do Mavericks e uma das sensações deste início de campanha. Até aqui, na temporada, o ala da equipe de San Antonio tem médias de 2,4 pontos e 4,2 rebotes em 18 minutos por exibição.

PG – Dennis Smith Jr.

SG – Wesley Matthews

SF – Luka Doncic

PF – Harrison Barnes

C – DeAndre Jordan

Fique de Olho – Ainda em busca da melhor rotação para o Spurs, o técnico Gregg Popovich tirou os minutos de Jakob Poeltl nas últimas partidas. Sua ausência pode ser boa notícia para DeAndre Jordan, que tem médias de 12 pontos e 15,2 rebotes por exibição na temporada.

Spurs (3-2) vs Lakers (2-4) – Bolas de 2

110×106

Nesse sábado (27), o San Antonio Spurs enfrentou o Los Angeles Lakers, pela segunda vez na temporada, e saiu novamente vitorioso ao triunfar por 110 a 106. Vamos aos destaques.

Derozan foi novamente o destaque do time (Reprodução: sports.yahoo.com)

Derozan foi novamente o destaque do time (Reprodução: sports.yahoo.com)

Derozan’s show

Novamente, DeMar DeRozan foi o destaque do Spurs. Com 60% de aproveitamento nos tiros de média distância, o astro anotou 30 pontos, 12 rebotes e oito assistências e sacramentou a vitória com uma cesta faltando 15 segundos para o fim, abrindo 109 a 106 no placar de um jogo até então parelho. O encaixe do ala-armador ainda não é perfeito, principalmente na defesa da equipe, que anda sofrendo muitos pontos, mas o ataque parece cada vez fluir melhor. Se o alvinegro sofria no ano passado com a falta de criatividade, nessa temporada promete ter menos problemas com o camisa #10, que vem sustentando médias de 27,2 pontos por jogo – segunda melhor marca na carreira, apenas atrás da temporada 2016/2017, quando fez 27,3 -, além de 7,8 assistências e seis rebotes por exibição – melhores marcas da sua carreira nos fundamentos.

Defesa

Como mencionado anteriormente, o Spurs vem sofrendo com sua defesa. Com 118,6 pontos permitidos por jogo a seus adversários, o alvinegro tem a 25ª marca da liga. O fato importante é que o time perdeu muitos de seus bons marcadores, como Kawhi Leonard, Danny Green, DeJounte Murray e Kyle Anderson. O maior trabalho do técnico Gregg Popovich será arrumar isso, uma vez que o ataque é um dos mais positivos da liga, quase no top dez. Na partida contra o Lakers, o time deu sinais de que pode melhorar o setor defensivo, como mostra o segundo tempo, quando o time permitiu somente 46 pontos da equipe liderada por LeBron James.

Mid-range

O aspecto ofensivo talvez seja a chave para uma temporada de sucesso. O Spurs é o time que menos bolas de três tenta por partida, focando seus tiros nos arremates de dois pontos, muito por conta do potencial de DeMar DeRozan e LaMarcus Aldridge. Essa pode ser uma saída para a equipe em uma liga que se especializa cada vez mais em atacar e defender o perímetro.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

DeMar DeRozan – 30 pontos, 12 rebotes e 8 assistências

Rudy Gay – 16 pontos, 10 rebotes e 5 assistências

Bryn Forbes – 16 pontos

LaMarcus Aldridge – 15 pontos e 5 rebotes

Paul Gasol – 11 pontos e 12 rebotes

Los Angeles Lakers

LeBron James – 35 pontos e 11 rebotes

Kyle Kusma – 15 pontos e 4 rebotes

Ramon Rondo – 12 pontos, 5 assistências e 4 rebotes