Spurs (0) @ Warriors (1) – Deu o óbvio

92×113

Nesse sábado (14), o San Antonio Spurs perdeu fora de casa para o Golden State Warriors pelo placar de 113 a 92, no primeiro confronto da primeira fase dos playoffs. O resultado não foi muito diferente do que ocorreu ano passado, quando o alvinegro enfrentou o mesmo adversário nas finais da Conferência Oeste e acabou varrido. Vamos, a seguir, aos destaques do jogo.

San Antonio Spurs v Golden State Warriors - Game One

Rudy Gay teve mais uma boa atuação (Reprodução/nba.com/spurs)

Diferença de talento

Sem poder contar com Kawhi Leonard, que coincidentemente se lesionou no primeiro duelo da final do Oeste do ano passado contra o Warriors e passou praticamente toda a temporada se recuperando, o Spurs foi completamente dominado pelo oponente – que também não está podendo contar com Stephen Curry -, o que expôs a diferença de talento entre os dois times.

O ritmo imposto pelos californianos colocou o Spurs em maus lençóis, precisando correr atrás do placar. Se de um lado as bolas não queriam cair, do outro tudo dava certo. No intervalo, a diferença já era de 16 pontos, e apesar de o time brigar, nada dava certo. Com muito esforço, o alvinegro conseguia cortar a vantagem do adversário para um dígito em algumas oportunidades, mas logo via perder tudo em poucos segundos, tendo de remar novamente para encostar. Algo que ficou cada vez mais difícil, já que a equipe texana chegou a estar perdendo por quase 30 pontos em determinado momento do terceiro quarto. Com isso, tudo a ser feito pelo Warriors era administrar a partida, enquanto para os visitantes era torcer para que terminasse logo.

É até injusto cobrar do time treinado por Gregg Popovich, que correu atrás do placar durante todo jogo, sofrendo com dobras na marcação de LaMarcus Aldridge, muitos turnovers causados pela defesa sufocante do Warriors, muitas falhas individuais, jogadores descalibrados e sentindo o peso do confronto… Enfim, são incontáveis motivos para o alvinegro não ter sido páreo para o time de Steve Kerr. Porém, são motivos justificáveis, por mais que nossa vontade fosse apenas de ver a equipe texana combatendo de igual para igual e tendo chances de vencer.

San Antonio Spurs v Golden State Warriors - Game One

Forbes entrou bem vindo do banco, mas não foi suficiente (Reprodução/nba.com/spurs)

Cheiro de varrida?

Apesar de o time estar abatido e ser realmente mais fraco que o oponente, estamos falando de Spurs, uma franquia acostumada a jogar esse tipo de partida, nessas fases agudas do campeonato. É bastante óbvio que de nada adianta termos um ótimo técnico se as peças não estão atuando da forma como deveriam e se a bola não estiver caindo. Mas mesmo assim, podemos ainda pensar que foi apenas o primeiro confronto: tanto faz perder de um ou de trinta, Pop sabia que esse primeiro jogo dificilmente daria muitos frutos, mas no final das contas ainda foi bom para ter uma ideia de como os Dubs irão jogar e quais ajustes são possíveis fazer para controlar a fortíssima equipe da Califórnia.

Segunda-feira é um novo jogo, no qual tudo que ocorreu neste sábado não será lembrado. Quem sabe LaMarcus Aldridge não consegue colocar JaVale McGee no bolso? Patty Mills acertar algumas bolas de três? Manu Ginobili ser o Manu que sempre vimos e tanto amamos? São alguns pontos que podem dar uma chance, mínima, mas para quem torce é nisso que devemos nos ater.

“Lado positivo”

Como ver algo de bom em uma derrota tão atenuante? Bom, é complicado, mas serve para nossos jovens evoluírem, para sentirem o clima e a tensão de jogos assim, da responsabilidade de vestir a camisa do Spurs e trazer resultados nos playoffs. Dejounte Murray foi mal e com certeza sentiu esse peso, mas é bom, e vai ser ótimo pro futuro que ele apanhe hoje e evolua. Do mesmo modo, vimos Derrick White em quadra, já com o jogo resolvido, claro, mas ele mostrou personalidade e mais uma vez deixou os torcedores com esperanças de que possa crescer e se unir ao armador como peças do futuro da franquia de San Antonio.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Rudy Gay – 15 pontos, 6 rebotes e 2 roubos de bola

LaMarcus Aldridge – 14 pontos

Bryn Forbes – 14 pontos e 3 rebotes

Golden State Warriors

Klay Thompson – 27 pontos

Kevin Durant – 24 pontos, 8 rebotes e 7 assistências

Draymond Green – 12 pontos, 11 assistências, 8 rebotes e 2 roubos de bola

JaVale McGee – 15 pontos e 4 rebotes

Anúncios

Publicado em 14/04/2018, em Playoffs 2018, Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s