Arquivo diário: 04/04/2018

Spurs (45-33) @ Lakers (33-44) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Los Angeles Lakers – Temporada Regular

Data: 04/04/2018

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: Staples Center

Onde assistir: NBA League Pass

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,35 (favorito ) @ Lakers 3,20

Um dia após perder para o Los Angeles Clippers, o San Antonio Spurs, quinto colocado na Conferência Oeste, visita o Los Angeles Lakers no mesmo ginásio para tentar se manter na briga por mando de quadra na primeira rodada dos playoffs. Ainda sem Kawhi Leonard, o alvinegro não terá Manu Ginobili, poupado por se tratar de um back-to-back. Já os angelinos têm Isaiah Thomas e Luol Deng como baixas e Lonzo Ball e Brandon Ingram como dúvidas.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (0-2)

12/01/2018 – Spurs 83 @ 91 Lakers

Depois de dois dias de descanso, o Spurs viajou até a California e perdeu para os Lakers. Em partida marcada por inúmeros erros dos texanos, o time da casa venceu e levou a melhor.

03/03/2018 – Spurs 112 x 116 Lakers

Em sua pior fase na temporada, o Spurs perdeu para o Lakers mesmo jogando no AT&T Center. Pau Gasol, com 19 pontos, dez rebotes, oito rebotes e três tocos, se destacou.

PG – Dejounte Murray/Tony Parker

SG – Patty Mills

SF – Danny Green

PF – Kyle Anderson

C – LaMarcus Aldridge

Fique de Olho – Sem Manu Ginobili, Tony Parker deve ganhar protagonismo no comando da segunda unidade. Na temporada, o francês tem médias de oito pontos e 3,7 assistências em 19,7 minutos por exibição. Contando apenas os jogos em que o camisa #9 sai do banco de reservas, esses números caem para 7,9 pontos e 3,5 assistências em 18,3 minutos por partida.

PG – Alex Caruso

SG – Kentavious Caldwell-Pope

SF – Kyle Kuzma

PF – Julius Randle

C – Brook Lopez

Fique de Olho – Em alta nas últimas semanas, Julius Randle tenta provar que merece ficar no Lakers na próxima temporada. Até aqui, em 2017/2018, o ala-pivô da franquia de Los Angeles tem médias de 16,2 pontos e 8,1 rebotes em 27 minutos por exibição.

Anúncios

Spurs (45-33) @ Clippers (42-36) – Sinal de alerta

 

110x113

Depois de despachar o Houston Rockets, o San Antonio Spurs voltou a entrar em quadra na noite desta terça-feira (3) diante do Los Angeles Clippers e acabou sendo derrotado pelos adversários pelo placar 113 a 110. O triunfo melhora a situação dos californianos rumo à pós-temporada e liga o sinal de alerta no Texas. Confira, a seguir, os destaques do duelo:

Tobias Harris foi o destaque do Clippers no jogo (Reprodução/NBA Twitter)

Sinal de alerta ligado

O resultado positivo fez com que o Clippers chegasse a 42 vitórias na temporada, ocupando a décima colocação da Conferência Oeste. O New Orleans Pelicans, oitavo, tem 43 triunfos. Ou seja: a briga está aberta. Todos abaixo da equipe angelina já estão eliminados.

Prova de como a disputa ainda está acirrada, o tropeço ligou o sinal de alerta em San Antonio. Afinal, o Spurs não está garantido nos playoffs. A franquia texana ocupa a quinta posição do Oeste com 45 vitórias, mesmo número de Utah Jazz, quarto, e Oklahoma City Thunder, sexto. Restando poucos jogos para o fim da temporada regular, ainda há o risco de a equipe não se classificar pela primeira vez desde que a Era Gregg Popovich começou.

O jogo

Patty Mills foi um dos destaque do Spurs na partida (NBA/Getty Images)

Assim como a tabela de classificação, o jogo seguiu o seguinte roteiro: quando todos achavam que o Clippers estava para baixo, a equipe dá a volta por cima e mostra que ainda está no páreo. “Continuamos focados, cortamos a desvantagem e encontramos uma maneira de vencer. No quarto período, fomos agressivos, conseguimos boas jogadas, conseguimos pará-los e saímos em transição”, disse Tobias Harris, que teve seu jogo de maior pontuação pela franquia angelina.

“Foi a minha vitória favorita da temporada Não tivemos escolha. Se desistirmos do jogo, desistimos da temporada. Não tínhamos nada a perder ou ser desencorajados. Eles são uma das melhores equipes defensivas da liga e fazer isso contra eles é algo grande”, comemorou o armador Austin Rivers.

O resultado aconteceu graças a uma boa corrida na reta final da partida. Vindo do banco, Lou Williams empatou a partida em 103 pontos com apenas 1:58 para o fim. O mesmo ala-armador deu ao Clippers a vantagem de 106 a 105 com menos de um minuto no relógio.

Patty Mills chegou a descontar e recolocar o Spurs à frente por dois pontos restando 37 segundos, mas Rivers converteu bola de três e deixou o time de Los Angeles na liderança.

Por fim, Williams e Harris combinaram para acertar quatro lances livres nos segundos finais para garantir a vitória. O time de San Antonio teve mais chances de empatar o jogo, mas Manu Ginobili saiu da quadra quando tentava marcar mais três pontos restando só dois segundos.

Bronca do chefe

“É uma derrota difícil. Não podemos ceder 41 pontos em um quarto, especialmente no último quarto de um jogo fora de casa, mas fomos indisciplinados. Acho que a defesa cedeu no último quarto. É muito decepcionante, mas nossa falta de disciplina realmente nos atrapalhou, e eu achei que a agressividade deles, a dedicação física deles foram ótimas”, comparou Pop.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 35 pontos, 9 rebotes e 3 tocos

Patty Mills – 17 pontos e 5 assistências

Rudy Gay – 13 pontos, 5 rebotes e 3 roubos

Bryn Forbes – 12 pontos e 4 assistências

Los Angeles Clippers

Tobias Harris – 31 pontos, 9 rebotes e 3 assistências

Lou Williams – 22 pontos e 3 assistências

Austin Rivers – 18 pontos e 5 assistências

Montrezl Harrell – 16 pontos e 8 rebotes

DeAndre Jordan – 10 pontos e 17 rebotes

Texto publicado também no The Playoffs pelo mesmo autor