Spurs (44-32) x Thunder (44-32) – Vitória gigante

103×99

Nessa quinta-feira (29), o San Antonio Spurs recebeu o Oklahoma City Thunder e venceu o adversário pelo placar de 103 a 99. O triunfo foi importantíssimo, já que a equipe texana ultrapassou o oponente nos critérios de desempate e assumiu a quarta colocação na equilibradíssima Conferência Oeste. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Mills fez 14 pontos (Reprodução/nba.com/spurs)

Ajuda importante

Como sempre, LaMarcus Aldridge foi destaque do Spurs ao anotar 25 pontos, 11 rebotes e dois tocos em 34 minutos. No entanto, limitado pelo problema no joelho esquerdo, o ala-pivô caiu após o intervalo – fez 19 pontos no primeiro tempo e acertou apenas um arremesso de quadra no segundo. Ao menos, se tratou de lance decisivo: restando 53 segundos, o astro bateu Steven Adams no drible e enterrou para abrir importante vantagem de três pontos para o alvinegro. Para guiar o time à vitória, o camisa #12 precisou da ajuda do elenco de apoio.

Histórico

Manu Ginobili deixou a quadra com dez pontos, três rebotes e duas roubadas de bola em 15 minutos. Com isso, se tornou o maior ladrão de bolas da história do Spurs com 1.389. O astro deixou para trás o ex-pivô David Robinson, outro ídolo da franquia de San Antonio, que acumulou 1.388 durante sua carreira. Além do ala-armador argentino, mais três jogadores ajudaram Aldridge com dígitos duplos contra o Thunder: Patty Mills, que registrou 14 pontos, Danny Green, que anotou 11 pontos e quatro rebotes, e Kyle Anderson, que contribuiu com dez pontos e duas roubadas de bola.

Do outro lado

Em determinado momento do jogo, o Thunder aproveitou os minutos de descanso de Aldridge, que estava no banco de reservas para conseguir uma corrida de 13 a 2, abrindo 74 a 68 no placar na metade do terceiro quarto.

Para virar, o Spurs usou a defesa no quarto quarto, restringindo o Thunder a 18 pontos na parcial, com somente 27% de aproveitamento nos arremessos de quadra.

Rotação mutante

Mais uma vez, Gregg Popovich mudou a rotação do Spurs. Mesmo contra um time que usa o móvel Carmelo Anthony na posição 4, o técnico promoveu o retorno de Pau Gasol ao time titular ao lado de Dejounte Murray, Patty Mills, Kyle Anderson e LaMarcus Aldridge. Com isso, Danny Green foi para o banco, e a necessidade de se ter um jogador de garrafão na reserva fez com que Davis Bertans voltasse a ganhar minutos no lugar de Bryn Forbes, que não teve minutos na partida em questão. Tony Parker, Manu Ginobili e Rudy Gay completaram a segunda unidade.

Destaques da partida 

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 25 pontos, 11 rebotes e 2 tocos

Patty Mills – 14 pontos

Danny Green – 11 pontos e 4 rebotes

Manu Ginobili – 10 pontos, 3 rebotes e 2 roubos de bola

Kyle Anderson – 10 pontos e 2 roubos de bola

Oklahoma City Thunder

Paul George – 26 pontos, 7 rebotes, 6 assistências e 4 roubos de bola

Russell Westbrook – 19 pontos, 11 rebotes, 5 assistências e 3 roubos de bola

Corey Brewer – 14 pontos, 3 assistências e 2 roubos de bola

Steven Adams – 10 pontos e 13 rebotes

Raymond Felton – 10 pontos e 3 rebotes

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 30/03/2018, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s