Spurs (4-2) @ Pacers (3-3) – Mais um tropeço

94×97

Neste domingo (29), o San Antonio Spurs visitou o Indiana Pacers e foi derrotado por 97 a 94, sofrendo seu segundo revés na temporada. As derrotas vieram de maneira consecutiva – na sexta-feira, o carrasco foi o Orlando Magic. Vamos, a seguir, aos destaques do jogo.

Spurs não foi páreo para o Pacers (NBAE/Getty Images)

Final Incomum

O Spurs saiu atrás logo no começo da partida e chegou a perder por 20 a 9. O time de Gregg Popovich, porém, soube manter o jogo apertado e equilibrado até o último quarto. Os texanos começaram o período final com tudo e executaram perfeitamente, tanto no ataque quanto na defesa, para assumir a liderança. Contudo, nos minutos decisivos, vários erros desnecessários possibilitaram o retorno do Pacers. Após Victor Oladipo converter uma bola de três milagrosa, o alvinegro tinha dez segundos para tentar um último arremesso, mas LaMarcus Aldridge apressou o chute após passe de Manu Ginobili e acabou desperdiçando a oportunidade.

Aldridge se destacou de novo (NBAE/Getty Images)

Mills Preocupante

Patty Mills está irreconhecível. O armador sempre foi opção confiável para sair do banco e contribuir com energia e bolas de três. Porém, nesta temporada, está com o aproveitamento pífio de 32% nos arremessos de quadra, além de um elevado índice de desperdícios de posse, que resultam em pontos para os oponentes.

LaMarcão

LaMarcus Aldridge continua com suas atuações excelentes, mostrando que pode ser o líder da equipe na ausência de Kawhi Leonard. Contra o Pacers, foram 26 pontos, oito rebotes e um toco em 36 minutos.

Voltando no tempo

Pau Gasol teve uma atuação excelente e lembrou os torcedores de seu tempo no Los Angeles Lakers. Foram boas infiltrações, ataques agressivos, raça na defesa e nos rebotes e um show de visão de jogo, com bons passes. No total, o pivô computou 17 pontos, sete rebotes, cinco assistências e cinco tocos.

Gasol liderou o time tanto em passes para cesta quanto em arremessos bloqueados. Uma performance surpreendente do pivô espanhol, que infelizmente foi desperdiçada.

Danny Clutch

Danny Green teve uma participação importantíssima na reta final do jogo: converteu um arremesso de três, deu um toco, forçou uma bola presa e fez uma bandeja que colocou o Spurs em boa posição para vencer e, apesar de um turnover, foi o jogador mais consistente do time de San Antonio nos instantes finais. Sua atuação nos dois lados da quadra foi fundamental, mas o resto da equipe não teve a mesma garra e invalidou a boa contribuição do ala-armador.

Destaques da partida:

San Antonio Spurs:

LaMarcus Aldridge – 26 pontos e 8 rebotes

Danny Green – 10 pontos, 4 rebotes e 4 roubos de bola

Pau Gasol – 17 pontos, 7 rebotes, 5 assistências e 5 tocos

Indiana Pacers

Victor Oladipo – 23 pontos, 5 assistências e 4 assistências

Domantas Sabonis – 22 pontos e 12 rebotes

Publicado em 29/10/2017, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Alexandre Melo

    Eu concordo em partes com essa análise.

    Com relação ao Patty Mills, ele não se omite morre tentando. Não é justo criticar o Mills e não abordar mais uma atuação apática do Murray.

    Nessa última partida o Mills teve mais tempo de quadra do que o Murray. Em termos de pontos o Mills teve os mesmos 10 pontos que o Danny Green, esse sim muito inconstante!

    Concordo que o começo de temporada do Mills está a quem do que ele possa render. Na verdade, o time sente muita falta do Leonard, por mais que o Lamarcus Aldrige tente e seja esforçado, ele está longe do poder decisivo do Leonard. O ataque de San Antonio tem errado muito. Sobretudo, no terceiro quarto desse jogo onde os Pacers fizeram de tudo para entregar o jogo para os Spurs.

    Como disse em outro comentário o Gasol não é confiável está sujeito a chuvas e a trovoadas. Insisto e repito foi um pecado os Spurs não ter ido atrás de outro pivô. Tão inadmissível quanto, é certos jogadores do quinteto titular pontuar tão pouco. O Murray pra ser armador reserva de San Antonio tem que comer muito feijão com arroz quanto mais ser titular. Começou bem. Todavia, nas últimas três partidas fez quatro pontos, Anderson precisa pontuar mais e outra coisa que não dá pra entender é a inconsistência do Danny Green, o cara faz cada cesta linda de três pontos e erra cestas bobas da linha dos dois pontos. Que venha o Boston #gospursgo

  1. Pingback: Spurs (4-2) @ Celtics (4-2) – Temporada regular | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (30-17) vs Pacers (24-22) – Temporada regular | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.