Arquivo diário: 19/10/2017

Spurs (1-0) x Wolves (0-1) – Início promissor

107×99

O San Antonio Spurs começou a temporada 2017/2018 da NBA com o pé direito. Nessa quarta-feira (18), a equipe texana venceu o Minnesota Timberwolves, um dos times que mais se reforçaram na offseason, pelo placar de 107 a 99, no AT&T Center, mesmo sem poder contar com Tony Parker e Kawhi Leonard, machucados. LaMarcus Aldridge foi o destaque do confronto, dando esperança à torcida do time texano. Vamos, a seguir, aos destaques do jogo.

Aldridge se destacou (Reprodução/nba.com/spurs)

Esperança de dias melhores

De contrato renovado até 2021, Aldridge manteve o bom desempenho que apresentou na pré-temporada e anotou 25 pontos, dez rebotes, quatro assistências e duas roubadas de bola contra o Wolves, deixando a quadra como cestinha do Spurs. Após o jogo, o camisa #12 exaltou o técnico Gregg Popovich pela extensão de seu vínculo com a franquia, e o treinador assumiu parte da culpa pelo desempenho ruim do comandado nos últimos anos, dizendo que tentou mudá-lo em quadra. Se o ala-pivô conseguir manter o nível quando dividir a quadra com Parker e Leonard, a torcida do alvinegro enfim terá motivos para sonhar com o hexacampeonato.

Rudy Gay fez bom jogo (Reprodução/nba.com/spurs)

Ajuda das alas

Se na última campanha Leonard parecia sobrecarregado no comando do ataque do Spurs, a estreia desta temporada mostra que talvez o astro terá importante ajuda vinda das alas. Danny Green, que começou a partida contra o Wolves como titular na posição 2, provou que está com a pontaria afiada e deixou a quadra com 17 pontos, quatro rebotes, duas roubadas de bola e dois tocos, acertando três dos sete arremessos de três pontos que tentou. Rudy Gay, por sua vez, veio do banco de reservas e contribuiu com 14 pontos e cinco rebotes em apenas 23 minutos, dando a entender que será importante no time reserva.

Novos titulares

Sem Parker e Leonard, Dejounte Murray e Kyle Anderson começaram a partida como titulares. Os dois jogaram bem: o armador obteve 16 pontos, cinco assistências e duas roubadas de bola, enquanto o ala registrou 12 pontos e nove rebotes no jogo.

O espanhol Pau Gasol também integrou o quinteto inicial, reassumindo vaga que perdeu para Dewayne Dedmon, hoje no Atlanta Hawks, na reta final da última temporada regular, e deixou a quadra com sete pontos, sete rebotes, quatro assistências e três tocos.

Apoio aos protestos

Em meio à tensão racial que assola os Estados Unidos, os jogadores do Spurs receberam a companhia de Tim Duncan e David Robinson e protestaram durante a execução do hino nacional americano, ficando de braços dados enquanto a canção tocava. A manifestação, que tem origem na NFL, apoia os negros que acusam o presidente Donald Trump de racismo.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 25 pontos, 10 rebotes, 4 assistências e 2 tocos

Danny Green – 17 pontos, 4 rebotes, 2 roubos de bola e 2 tocos

Dejounte Murray – 16 pontos, 5 rebotes e 2 roubos de bola

Rudy Gay – 14 pontos e 5 rebotes

Kyle Anderson – 12 pontos e 9 rebotes

Minnesota Timberwolves

Andrew Wiggins – 26 pontos e 5 rebotes

Karl-Anthony Towns – 18 pontos, 13 rebotes e 2 roubos de bola

Jimmy Butler – 12 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Jeff Teague – 11 pontos e 6 assistências

Jamal Crawford – 10 pontos, 5 assistências e 3 rebotes