Spurs (0) x Warriors (4) – Adeus

115×129

Nessa segunda-feira (22), o San Antonio Spurs perdeu em casa para o Golden State Warriors por 129 a 115 e se despediu da temporada com o vice-campeonato da Conferência Oeste, sendo varrido da final pela equipe californiana. A partida pode ter marcado a despedida de Manu Ginobili, que pensa em se aposentar. Vamos, a seguir, aos destaques do jogo.

De um craque para outro: valeu! (Reprodução/facebook.com/Spurs)

Obrigado, lenda!

Quando o relatório médico informou que Tony Parker, Kawhi Leonard e David Lee estavam fora, ficou claro para o torcedor do Spurs que o jogo tinha enormes chances de ser o último de Ginobili. Depois de sair do banco de reservas em 55 partidas de playoff consecutivas, o argentino fez parte do quinteto inicial ao lado de Patty Mills, Danny Green, Jonathon Simmons e LaMarcus Aldridge. O camisa #20 foi um dos destaques da unidade, deixando a quadra com 15 pontos, sete assistências e três roubadas de bola em 32 minutos.

Após o jogo, Ginobili afirmou que ainda vai decidir se é ou não a hora de se aposentar. Ao deixar a quadra, o argentino ouviu a torcida presente no AT&T Center gritar seu nome repetidas vezes. Kevin Durant, astro do Warriors, foi mais um a se render ao seu talento.

“É um competidor incrível, e é até mais divertido jogar contra ele. Ele foi fenomenal”, elogiou.

E agora?

Apesar das ausências de Parker, Leonard e Lee, a série e a temporada mostraram que o Spurs está bem atrás do Warriors em termos de talento. Por isso, nesta offseason, a franquia texana terá de tomar decisões importantes. Será possível buscar reforços de peso para tentar bater de frente contra os californianos ou será melhor buscar jovens talentosos e desenvolvê-los para quando Stephen Curry e companhia não dominarem mais a conferência?

As movimentações da franquia obrigatoriamente começam pela manutenção do elenco. Além de Ginobili, que pode se aposentar, Patty Mills é agente livre irrestrito e pode negociar com qualquer franquia, assim como Joel Anthony. Jonathon Simmons tem uma qualifying offer, o que dá ao Spurs o direito de igualar qualquer proposta feita pelo ala-armador. Por fim, Pau Gasol, Dewayne Dedmon e David Lee têm a opção de renovar unilateralmente com a franquia por, respectivamente, cerca de US$ 16,2 milhões, US$ 3 milhões e US$ 2,3 milhões.

LaMarcus Aldridge, Kawhi Leonard, Tony Parker, Danny Green, Kyle Anderson, Dejounte Murray e Davis Bertans têm contratos garantidos para a próxima temporada e só saem caso a franquia queira trocá-los. Bryn Forbes, por sua vez, tem vínculo não garantido, o que significa que o Spurs pode dispensá-lo a qualquer momento sem custos adicionais para isso.

Jovens de destaque

Em meio à possibilidade de reconstrução, ao menos o Spurs deixa a série contra o Warriors com boas exibições de dois de seus jovens. Kyle Anderson, que ainda não empolga, ao menos atuou melhor nos playoffs do que na temporada regular e foi o cestinha da despedida, deixando a quadra com 20 pontos, seis rebotes e quatro roubadas de bola em 27 minutos. Dejounte Murray, por sua vez, obteve nove pontos, sete assistências e cinco roubos de bola em 29 minutos. Suas quatro roubadas de bola no primeiro tempo o colocam ao lado de Ginobili como recordistas da franquia no fundamento em metade de um jogo de playoff.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kyle Anderson – 20 pontos, 6 rebotes e 4 roubos de bola

Manu Ginobili – 15 pontos, 7 assistências e 3 roubos de bola

Pau Gasol – 14 pontos, 9 rebotes e 3 assistências

Patty Mills – 14 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Jonathon Simmons – 13 pontos, 5 rebotes e 4 assistências

Golden State Warriors

Stephen Curry – 36 pontos, 6 assistências e 5 rebotes

Kevin Durant – 29 pontos, 12 rebotes e 4 assistências

Draymond Green – 16 pontos, 8 rebotes, 8 assistências e 2 roubos de bola

Ian Clark – 12 pontos

Klay Thompson – 10 pontos e 6 rebotes

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 23/05/2017, em Playoffs 2017, Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. Obrigado Manu Ginobili!!!

  2. Foi um prazer enorme ver o que Manu jogou nesses playoffs e a reverência com que saiu de quadra ontem, por tudo que fez pelo Spurs e pelo basquete.

    Sobre a série, me parece muito evidente que Spurs poderia ter jogado melhor: Aldridge e Mills estiveram a série inteira muito abaixo da expectativa, as alternativas táticas do Pop nunca deram certo por mais de um quarto, etc, etc.

    Mas, num olhar sistêmico, Spurs perdeu pra quem tinha que perder mesmo. Warriors não só tem um elenco mais talentoso, como performou impecavelmente nesses playoffs. Os caras não deram chance, eles simplesmente não erram arremessos, o aproveitamento é muito surreal, mesmo para os coadjuvantes fundo de banco.

    Tenho certeza que a série seria outra com Parker e Leonard saudáveis, mas seria difícil ganhar mesmo com eles. Além desses dois desfalques pesados pelo caminho, pegamos adversários muito mais difíceis que o Warriors (Grizzlies é mais copeiro e me parece ter um sistema muito mais sólido do que o Blazers; Rockets foram uma das sensações da temporada, com um ataque impressionante, um seríssimo candidato a MVP, outro a técnico do ano, dois caras a melhor sexto homem, etc)

    Para uma equipe cheia de cara novo, passando por uma transição de protagonismos e no primeiro ano sem Timmy, não acho pouco chegar a uma final de conferência. VALEU, TIME!

  3. Não concordo que perdemos para quem tinha que perder. Com o KL estávamos dando baile no GSW. A classificação é uma e exclusivamente mérito do ZAZA P. Ele foi o jogador mais importante do GSW. Sem ele dando porrada, seria 4 x 1 para o Spurs. Mas essa temporada foi muito chata mesmo!!! Pena que o gênio argentino chegou no fim da linha. Agora é hora de fazer uma limpa no time trazendo bons jogadores com GARRA, mandar o Gasol passear e dar uma dura no Aldrige.

  1. Pingback: Spurs e Chris Paul teriam “interesse mútuo” | Spurs Brasil

  2. Pingback: Dedmon recusa opção de renovação e vira agente livre | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s