Arquivo diário: 11/04/2017

Spurs (61-20) @ Blazers (41-40) – Bobeou, dançou

 98×99

Em seu penúltimo compromisso da temporada, o San Antonio Spurs viajou até o Oregon e acabou perdendo para o Portland Trail Blazers por 99 a 98 na noite dessa segunda-feira (10). Ambas as equipes já estão classificadas para os playoffs, ou seja, o resultado de nada mudou na classificação da Conferência Oeste. Vamos aos destaque do confronto:

Danny Green voltou às quadras após cinco jogos afastado (Sam Forencich/NBAE via Getty Images)

A bagunça custou caro

Fato é que o jogo faria pouca – ou nenhuma – diferença para os dois times. O Spurs precisava da vitória para se reerguer após perder para o Los Angeles Clippers no sábado, resultado que não agradou nem um pouco ao técnico Gregg Popovich. Já o Blazers tinha como objetivo manter a sequência de vitórias – foi 15º triunfo em 20 jogos – e chegar empolgado nos playoffs. Prova disso foi que a equipe mandante entrou em quadra com o time completamente alternativo. Damian Lillard, por exemplo, ganhou a noite de folga após anotar incríveis 59 pontos, seis rebotes e cinco assistências no último compromisso de sua equipe, que terminou com vitória por 101 a 86 sobre o Utah Jazz. Por parte do alvinegro, força máxima para tentar reanimar o treinador: Tony Parker, Danny Green (recuperado após cinco jogos ausente), Kawhi Leonard, LaMarcus Aldridge e Dewayne Dedmon iniciaram o confronto.

O jogo durante todo o tempo foi lá e cá. Mesmo jogando com time reserva, o Blazers não deu folga para os visitantes, aplicando intensa defesa e contando com bolas de longa distância logo no início da partida. Porém, o que importa mesmo foi o fim do jogo. Vencendo por 98 a 97 com 7.6 segundos para o fim, San Antonio tinha a posse, mas o ala Kyle Anderson fez passe muito forte para o ala-armador Jonathon Simmons, que não alcançou a bola.

Reversão marcada e chance para o time mandante virar o jogo. Dito e feito. Após confusão no garrafão, Noah Vonleh marcou no estouro do cronômetro, sacramentando a oitava vitória seguida em casa do time de Portland. Tamanha foi a trapalhada do time de San Antonio que o próprio ala-pivô não soube explicar o que aconteceu após marcar a cesta decisiva.

“Eu não sabia que a bola iria sobrar dessa maneira. Apenas magicamente caiu em minhas mãos, e nós terminamos ganhando o jogo”, afirmou Vonleh, após a partida.

Leonard brilhou de novo (Cameron Browne/NBAE via Getty Images)

Resultado x desempenho

A derrota para o Clippers não agradou em nada a Gregg Popovich. Imagine então como deve ter ficado o comandante do Spurs após a lambança que tirou das mãos texanas a vitória sobre o Blazers. O resultado de nada influenciou, já que a equipe tem só mais um compromisso pela frente e não pode mais sair da vice-liderança no Oeste. O Spurs já conhece seu adversário, contra quem terá a vantagem de mando de quadra: o velho conhecido Memphis Grizzlies.

Já o desempenho é de se criticar. O time desperdiçou muitos ataques, principalmente na primeira etapa, quando Kawhi Leonard e LaMarcus Aldridge foram os responsáveis por pontuar. Tirando Manu Ginobili, que acertou três de quatro tentados, o time todo foi bem mal nos tiros de três pontos, com aproveitamento de 38%. Nos arremessos de quadra, o aproveitamento foi de 45,8%, com 38 acertos de 83 tentados.

Velho conhecido

Já de olho nos playoffs e com base nas últimas atuações, é possível começar a fazer algumas previsões. Voltamos ao ano de 2011. O Spurs, então líder do Oeste, teria pela frente o Memphis Grizzlies, oito lugar. Resultado: zebra. O que ninguém esperava aconteceu. O time de San Antonio foi surpreendido pelos adversários e eliminados logo na primeira rodada por 4 a 2 (Grizzlies 101 x 98 Spurs, Grizzlies 87 x 93 Spurs, Spurs 88 x 91 Grizzlies, Spurs 86 x 104 Grizzlies, Grizzlies 103 x 110 Spurs e Spurs 91 x 99 Grizzlies).

Resta saber como se comportará a equipe assim que a pós-temporada começar. Quis o destino colocar Marc Gasol e companha mais uma vez no caminho do Spurs na primeira rodada. O que se pode esperar do alvinegro? A equipe comprometida que mostrou força durante toda a temporada ou o time que atuou nos últimos jogos?

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 18 pontos

LaMarcus Aldridge – 12 pontos e 4 rebotes

Tony Parker – 12 pontos e 4 assistências

Manu Ginobili – 11 pontos

Portland Trail Blazers

Shabazz Napier – 32 pontos, 6 rebotes e 5 assistências

Evan Turner – 16 pontos e 7 assistências

Pat Connaughton – 15 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Meyers Leonard – 13 pontos e 6 rebotes

Noah Vonleh – 12 pontos e 11 rebotes