Spurs (52-15) vs Blazers (30-37) – Pouco a comemorar

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif106×110

Nessa quarta-feira (15), o San Antonio Spurs recebeu o Portland Trail Blazers e, após liderar por boa parte do jogo, foi vencido por 100 a 106. O resultado só foi definido últimos segundos em uma sequência de jogadas confusas. Vamos aos destaques do confronto.

Portland Trail Blazers v San Antonio Spurs

Aldridge voltou, mas não jogou como se esperava (Reprodução/nba.com/spurs)

Retorno abaixo

LaMarcus Aldridge retornou após dois jogos fora devido a uma arritmia. Isso por si só já é uma ótima notícia. Porém, mesmo se mostrando saudável e com vontade, o astro esteve muito abaixo do esperado. Foram apenas nove arremessos convertidos em 24 tentados e, apesar dos 19 pontos, sete rebotes e quatro assistências, seu desempenho nos momentos cruciais do jogo – quando era necessário um desafogo a Kawhi Leonard – foi praticamente nulo e comprometeu o time. Não colocando a responsabilidade apenas em seus ombros, afinal ele não pode ser o único culpado pelo revés, mas espera-se mais de alguém do seu calibre.

Portland Trail Blazers v San Antonio Spurs

Leonard teve outra ótima atuação (Reprodução/nba.com/spurs)

Cadê o banco?

O Spurs possui um dos melhores bancos da liga, que contribui com 46 pontos por jogo e é o que deixa o time em ótimas condições nos finais das partidas, sempre mantendo o placar próximo em jogos apertados. Contudo, nessa quarta, apenas Pau Gasol e David Lee se salvaram, com 12 pontos e cinco rebotes cada. Manu Ginobili até não foi tão mal (sete pontos), mas comprometeu nos últimos segundos em dois lances-livres bisonhos. O fato é que naquele momento o que tinha que dar errado já tinha dado, o alvinegro precisava de uma bola pra três e o argentino acabou sofrendo falta, podendo apenas fazer dois pontos em lances-livres faltando um pouco mais de dois segundos. Sendo assim, a ideia era converter o primeiro e errar o segundo para o time tentar pegar o rebote e rapidamente fazer a cesta. Não foi isso que ocorreu. O o ala-armador errou o primeiro, que devia ter convertido, e ao tentar errar o segundo acabou acertando. Um legítimo show de horrores.

MVP?

A campanha de Kawhi Leonard está entrando para a história. O ala do alvinegro vem atuando cada vez melhor e carregando o time nas costas. No duelo dessa quarta, foram 34 pontos, nove rebotes, seis assistências, três roubadas de bola e dois tocos. Mais uma atuação digna de MVP, mas é uma pena que o Spurs não saiu com a vitória e a primeira colocação da Conferência Oeste. O astro se tornou apenas o terceiro jogador da franquia texana a chegar à marca de 25 jogos com 30 pontos ou mais numa única temporada. O último a conseguir isso foi David Robinson na temporada 1994/1995. O outro? George Gervin. Nem mesmo Tim Duncan obteve um feito desses. O camisa #2 também chegou à marca de trinta pontos em seis dos sete duelos que disputou em março. Jogando pouco o garoto?

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 34 pontos, 9 rebotes, 6 assistências, 3 roubos de bola e 2 tocos

LaMarcus Aldridge – 19 pontos, 7 rebotes e 4 assistências

Patty Mills – 13 pontos, 6 assistências e 3 rebotes

David Lee – 12 pontos e 5 rebotes

Pau Gasol – 12 pontos e 5 rebotes

Portland TrailBlazers

Damian Lillard – 36 pontos, 4 assistências, 3 rebotes e 2 roubos de bola

C.J. McCollum – 26 pontos, 4 assistências e 4 rebotes

Jusuf Nurkic – 16 pontos, 9 rebotes, 3 assistências e 4 roubos de bola

Noah Vonleh – 12 pontos, 6 rebotes e 3 assistências

Anúncios

Publicado em 16/03/2017, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 7 Comentários.

  1. Kawhi coitado, carregando o piano e sendo o pianista. Green: anti clímax, depois de um jogo com aproveitamento ótimo, ontem pífio.

  2. Grande problema é que o Kawhi é o único constante do time. Se nos playoffs os outros tiverem um bom nível e o banco atuar como de costume (um dos melhores da liga) dá pra brigar com o Warriors (sem Durant).
    Creio que na próxima temporada dá pra cravar o time como postulante ao título, esse ano brigar pelas finais creio que já está do tamanho da equipe.

  3. Achei o jogo atipico,mas com o retorno de aldridge meio capenga ,uma derrota por 4 pontos para rapazes jovens,quase soa de bom tamanho nao fosse o fator casa . Final de jogo sem rumo .

  1. Pingback: Spurs (52-15) @ Grizzlies (39-30) – Temporada regular | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (52-16) @ Grizzlies (40-30) – Derrota da desesperança | Spurs Brasil

  3. Pingback: Spurs (53-15) vs Kings (27-43) – Rotina | Spurs Brasil

  4. Pingback: Spurs (61-19) @ Blazers (40-40) – Temporada Regular | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s