Spurs (51-14) vs Warriors (52-14) – A vantagem

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif107×85

O San Antonio Spurs recebeu o Golden State Warriors, na noite desse sábado (11), e venceu o adversário pelo placar de 107 a 85. A partida foi marcada pelo ausência dos principais jogadores de ambas as equipes. Vamos, a seguir, aos destaques do duelo.

Spurs levou a melhor sobre o Warriors (Mark Sobhani/nba.com/Warriors)

Nada espetacular

Com os times utilizando, em sua maioria, reservas durante a partida, pode-se dizer que o basquete apresentado não foi tão vistoso quanto esperado em uma partida entre as duas melhores equipes, em campanhas, da NBA. Warriors sem Kevin Durant, lesionado, e poupando Stephen Curry, Klay Thompson e Draymond Green, e o Spurs sem Kawhi Leonard e LaMarcus Aldridge apresentaram-se com seus jogadores de fundo de banco, o que não trouxe ao espectador o nível desejado. Mesmo assim, foi importante ver como os atletas se portarim. Kyle Anderson, uma das promessas da equipe alvinegra, fez importante partida, com 13 pontos, oito rebotes e seis assistências. Outro destaque foi Patty Mills, que, com seus 21 pontos, com 71,4% de aproveitamento do perímetro, foi o cestinha dos donos da casa.

Kyle Anderson foi bem (Chris Covatta/nba.com/warriors)

A vantagem

O Spurs está alguns passos à frente do Warriors. Não apenas pelo nível apresentado nas partidas realizadas contra os adversários – na primeira, os texanos massacraram o time da Califórnia, mesmo fora de casa, e neste sábado repetiram o domínio – mas também porque em caso de igualdade nas campanhas ao fim da temporada regular, o alvinegro agora tem a vantagem do tie-break. Como venceu dois dos três confrontos diretos, a equipe de San Antonio já tem a vantagem do desempate garantida.

Hora da calma

Kawhi Leonard, Tony Parker e LaMarcus Aldridge estavam fora. Os dois primeiros, sem problemas muito graves, devem voltaram em breve. O ala-pivô, em contrapartida, sofreu uma arritmia e ficará fora por tempo indeterminado. Existe a possibilidade do astro perder toda a temporada, e por consequência, os playoffs. Peça central ao lado de Kawhi Leonard, o jogador pode ser considerado insubstituível.

Porém, sempre é bom lembrar que a equipe contém um atleta de tão alto nível quanto Aldridge em seu plantel: o pivô espanhol Pau Gasol. Ainda que o primeiro não possa voltar mais esse ano, o elenco é forte o suficiente para ainda assim brigar pelo título.

Próximo compromisso

O Spurs joga novamente nessa segunda-feira (13), em casa, contra o Atlanta Hawks.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Patty Mills – 21 pontos e 4 assistências

Kyle Anderson – 13 pontos, 8 rebotes e 6 assistências

Davis Bertans – 13 pontos

Pau Gasol – 10 pontos e 7 rebotes

Golden State Warriors

Ian Clark – 36 pontos e 5 rebotes

Matt Barnes – 14 pontos, 9 rebotes e 5 assistências

Zaza Pachulia – 11 pontos e 12 rebotes

Anúncios

Sobre Vinicius Nordi Esperança

Mestrando da UFSCar. Desenvolvedor web. Spursnático e Palmeirense sofredor. email: viniciusnordiesperanca@gmail.com

Publicado em 13/03/2017, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 11 Comentários.

  1. teve um jogo do spurs em Cleveland onde o novato dejounte murray entrou bem e fez boas cestas, de lá pra cá quase não recebe mais oportunidades, será uma questão técnica ou comportamental popovic não dar mais minutos a ele?

  2. Já é histórica a eficiência do banco do Spurs, quase sempre dá conta do recado quando necessário.

    Resta saber como Pop fará com a rotação no garrafão. Aldridge andava mal no aproveitamento, mas sua presença física é importante para os rebotes (principalmente os ofensivos) e para marcar os pivôs maiores (nunca foi um grande defensor, mas segurou muito bem a onda jogando contra os melhores pivôs da liga).

    Gosto muito do Gasol! Acho que não conseguirá jogar os mesmos minutos que Aldridge, deverá sofrer mais no aspecto físico, mas desde que voltou da lesão, entrando com o 2º time, seus números melhoraram demais (além de ter o arremesso de 3 pontos na manga e ser um passador MUITO melhor que o Aldridge).

    A princípio, prefiro o esquema usado nesse jogo: David Lee entrando no time titular (com Dedmon), e Bertans ocupando o lugar dele no 2º time, que vira um elenco de ótimos arremessadores.

    Ao contrário do hater que habitualmente vem aqui dizer que “todo mundo é um desastre, fora o Leonard”, acho que o elenco é bem sólido, estamos vivíssimos na disputa pelo título.

  3. Gasol e Green foram horríveis mesmo contra os reservas do gsw. Gasol já deu o que tinha que dar na carreira.Torcendo muito para que o lamarcao volte o mais breve possível

  4. Os torcedores dos Spurs ficaram mal acostumados.
    O time joga em altíssimo nível com campanhas acima de 70% há muitos anos.

    O elenco é qualificado, primeiro na Conferência e estamos falando da NBA!!!!

    É óbvio que não teremos grandes jogos sempre e que na maioria das vezes a raça e a vontade farão a diferença.

    Gosto muito de ver o Patty Mills jogar, mesmo sendo displicente em alguns ataques, afobado até certo ponto, mas o cara traz energia vindo do banco interessante de se notar.

    De olho nesse garoto Forbes, que pra mim é o futuro da franquia, assim como Kyle Anderson e Dävis Bertans, lógico que com o dedo mágico do Pop.

    E o que falar de Ginobili? O cara está velho, mas ajuda demais quando precisam dele. Vale aquela frase famosa do Greg: “No Manu, no ring.”

    Vamos em frente! Go Spurs!

  5. Kyle Anderson futuro da franquia.

  6. Atuação fervorosa de um coisa chamado “banco” ! O nosso provou ser o melhor da liga e o gsw tem um cara , que tem narrador que tem pavor,por ser “bom demais”,o tio “tzatza” . Agora nem do cleveland fiquei com medo !
    Havia uma grave problematica com aldridge e a queda de rendimento nao teria mesmo outra explicaçao. Tenho amigas que encerraram carreira de volei,por tal coisa . Eu adorva ve-lo jogar .
    Mas o sexto ficou perto !
    E bertans ? Eu viveria um basquete de tres com bertans e lee ! Somaram demais ao preto e prata ! Lembrei de brent barry e oberto,na defesa e na linha de tres . Perdi o medo dos outros times !

    Sim,após muita coisa numa temporada inacreditavel em que boston e washington se fecharam e o toronto sumiu !
    Mas gasol…nao da gente !
    Sobre mills : depois das finais e seu bombardeio e folego,sabemos nós que o cara da conta! Por que comentarista ainda o trata como uma novidade ?

  1. Pingback: Spurs (51-14) vs. Hawks (37-29) – Temporada Regular | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (52-14) vs. Hawks (37-30) – Líder do Oeste | Spurs Brasil

  3. Pingback: Spurs (57-16) vs Warriors (60-14) – Temporada Regular | Spurs Brasil

  4. Pingback: Prévia de Warriors x Spurs – Final do Oeste | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s