Spurs (47-13) @ Pelicans (24-38) – Mills grau

https://i2.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif101×98

Nessa sexta-feira (3), o San Antonio Spurs visitou o New Orleans Pelicans e venceu o adversário por 101 a 98, em jogo decidido na prorrogação. A equipe texana contou com arremessos decisivos de Patty Mills para triunfar. Vamos aos destaques do confronto.

Mills foi decisivo (Layne Murdoch/NBAE via Getty Images)

Mills foi decisivo (Layne Murdoch/NBAE via Getty Images)

Spurs Mills grau

Os arremessos de três pontos de Patty Mills foram decisivos para o Spurs sair do jogo com a vitória. Na prorrogação, o armador australiano acertou primeiro a bola que colocou o time texano na frente pela primeira vez na parcial, com 97 a 94 restando 2:17 para o fim. Depois, converteu mais um tiro do perímetro, abrindo 100 a 96 a favor do alvinegro. O jogador deixou a quadra com 15 pontos e duas roubadas de bola em 29 minutos.

Leonard jogou muito outra vez (Layne Murdoch/NBAE via Getty Images)

Leonard jogou muito outra vez (Layne Murdoch/NBAE via Getty Images)

Ladrão

Mais uma vez cestinha de um jogo do Spurs, Kawhi Leonard anotou 31 pontos, sete rebotes, seis assistências e três roubadas de bola em 40 minutos contra o Pelicans. Apesar da fundamental contribuição ofensiva, foi no último fundamento que o craque foi decisivo. Primeiro no minuto final do tempo regulamentar, quando o astro do time texano tomou a bola de Jrue Holiday e cortou a diferença para um ponto. Depois, na prorrogação, quando bateu a carteira de DeMarcus Cousins e assistiu à primeira bola de três decisiva de Mills anteriormente citada.

Histórico

A vitória sobre o Pelicans trouxe grandes números para Kawhi Leonard e o Spurs. O ala passou da marca dos 30 pontos pela 21ª vez na temporada, aumentando seu recorde pessoal, e chegou aos dígitos duplos pela 89ª vez seguida, maior marca da história da franquia desde que o lendário Tim Duncan atingiu 93 em 2001.

Além disso, o recorde de 47-13 marca a terceira melhor campanha de todos os tempos do alvinegro nesta altura do campeonato. Mais uma temporada histórica para a torcida do Spurs.

Sequência difícil

Kawhi Leonard e LaMarcus Aldridge jogaram 40 minutos contra o Pelicans. Danny Green e Pau Gasol jogaram 36, Tony Parker jogou 24 e Manu Ginobili jogou 21. É provável que alguns desses jogadores sejam poupados pelo técnico Gregg Popovich no duelo contra o Minnesota Timberwolves, que acontece já neste sábado, no AT&T Center.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 31 pontos, 7 rebotes, 6 assistências e 3 roubos de bola

LaMarcus Aldridge – 21 pontos, 15 rebotes e 3 tocos

Patty Mills – 15 pontos e 2 roubos de bola

Pau Gasol – 13 pontos e 8 rebotes

New Orleans Pelicans

Anthony Davis – 29 pontos, 9 rebotes e 3 assistências

Jrue Holiday – 26 pontos, 7 rebotes e 5 assistências

DeMarcus Cousins – 19 pontos, 23 rebotes e 4 assistências

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 04/03/2017, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. Como di aquele narrador da ESPN “Jesus, Maria, José e os camelo tudo”… Que jogo horrível do time.

    Aproveitamento medonho, vaciladas incríveis, marcação péssima. Sorte nossa que existe kawhi.

    Spurs entrou pro jogo como melhor aproveitamento em três pontos e lances livres na NBA, terminou com 22℅ (6/27) e 60℅ (15/15) nos quesitos respetivamente. Na prorrogação Aldridge errou 3 de 4 nos segundos finais. Gasol errou 4 de 8. Imaginem perder um partida de playoffs por causa disso, não dá pra aceitar.

    Aliás, o senhor Gasol, sempre soubemos que ele não marca ninguém, mas ontem foi demais, fizeram o que quiseram com ele. A marcação dele foi sempre chegar atrasado e erguer o braço na frente de quem tava arremessando, enquanto a bola caia ele permanecia de braço levantado, inclusive, voltava pro campo de ataque com o braço levantado, ridículo. Não sei pq Pop insistiu com ele no final e não com o Lee, que vem muito bem.

    Aldridge fez ótima partida, marcou e pontuou. kahwi idem, salvou a vitória na defesa enquanto o Mills garantiu no ataque.

    Parker foi o nulo ex jogador das últimas temporadas e o Green, cada vez mais me convenço que é o pior jogador tecnicamente de toda a liga.

    Pelo menos o menino prodígio Kyle não jogou, então vamos comemorar a sexta vitória seguida.

  2. Em tempo, que jogador monstruoso é o cousins, melhor pivô da liga. Reclamam da personalidade dele, queria só 5℅ da vontade dele de ganhar no corpo do Gasol.

  1. Pingback: Spurs (47-13) vs Timberwolves (25-33) – Temporada regular | Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (48-13) vs Timberwolves (25-34) – No aperto de novo | Spurs Brasil

  3. Pingback: Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s