Arquivo diário: 03/02/2017

Spurs (38-11) vs Sixers (18-31) – Popovich histórico

https://i0.wp.com/content.sportslogos.net/logos/6/233/thumbs/827.gif102×86

Nessa quinta-feira (2), o San Antonio Spurs recebeu o Philadelphia 76ers e, mesmo desfalcado de LaMarcus Aldridge e Pau Gasol, venceu o adversário pelo placar de 102 a 86. O que poderia ser um simples e irrelevante triunfo sobre um dos piores times da temporada entrou para a história como uma das noites mais importantes da carreira de Gregg Popovich, técnico da equipe texana. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Adivinha quem foi o cestinha do Spurs? (Reprodução/nba.com/spurs)

Adivinha quem foi o cestinha do Spurs? (Reprodução/nba.com/spurs)

Lenda viva

Nossa geração de torcedores do Spurs tem a honra de poder acompanhar o maior treinador da história da franquia e um dos maiores da história da NBA. A vitória sobre o Sixers foi a de número 1.127 do técnico sob o comando do time texano. Com isso, ele igualou Jerry Sloan, ídolo do Utah Jazz, como o que teve mais triunfos por uma só vitória na liga. Lendário!

Dedmon foi muito bem (Reprodução/nba.com/spurs)

Dedmon foi muito bem (Reprodução/nba.com/spurs)

Garrafão do futuro

Com Aldridge e Gasol machucados, Davis Bertans e Dewayne Dedmon começaram o jogo como titulares e deram mais uma mostra do potencial da dupla. O ala-pivô anotou 12 pontos, seis rebotes, três assistências e duas roubadas de bola em 30 minutos, enquanto o pivô contribuiu com 13 pontos, dez rebotes e dois tocos em 22 minutos. Com o letão em quadra, o Spurs anotou 19 pontos a mais do que sofreu, contra  17 do camisa #3 – as duas melhores marcas de todo o elenco do alvinegro no confronto. Que dupla!

Será que ainda há esperança?

Kyle Anderson chegou ao Spurs em 2014 como promessa de mais uma steal, mas, desde então, deu poucos indícios de que pode deslanchar. Mas o duelo com o Sixers é um alento para quem acredita. Em 24 minutos, o ala anotou quatro pontos, cinco rebotes, três assistências e três roubadas de bola em 24 minutos. Com ele em quadra, o time fez 15 pontos a mais do que sofreu, melhor marca do banco.

Força coletiva

Sem Aldridge, que concentra grande parte dos arremessos do Spurs, o time lembrou aquela equipe campeã de 2014 pela coletividade do basquete apresentado. Prova disso foram os sete jogadores chegando aos dígitos duplos: além dos já citados Dedmon (13 pontos) e Bertans (12), Kawhi Leonard (19 pontos), Danny Green (12), Patty Mills (12), David Lee (12) e Jonathon Simmons (11) superaram a barreira dos dez pontos contra o Sixers.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Kawhi Leonard – 19 pontos, 8 pontos, 5 assistências, 2 roubos de bola e 2 tocos

Dewayne Dedmon – 13 pontos, 10 rebotes e 2 tocos

David Lee – 12 pontos, 9 rebotes, 2 tocos e 2 roubos de bola

Davis Bertans – 12 pontos, 6 rebotes, 3 assistências e 2 roubos de bola

Danny Green – 12 pontos, 4 rebotes e 2 roubos de bola

Patty Mills – 12 pontos e 4 assistências

Jonathon Simmons – 11 pontos e 3 rebotes

Philadelphia 76ers

Ersan Ilyasova – 25 pontos, 10 rebotes e 4 roubos de bola

Dario Saric – 14 pontos e 9 rebotes

Anúncios

Spurs amplia permanência de Joel Anthony

Joel Anthony terá um pouco mais de tempo para mostrar serviço com a camisa do San Antonio Spurs. Nessa quinta-feira (2), a franquia texana anunciou que assinou mais um contrato de dez dias com o veterano pivô, que tem 34 anos de idade e 2,06m de altura.

Anthony continua no Spurs (Reprodução/nba.com/spurs)

Anthony continua no Spurs (Reprodução/nba.com/spurs)

O primeiro contrato de dez dias de Anthony com o Spurs foi firmado no 24/01. Desde então, o pivô fez quatro jogos, com médias de dois pontos e 2,3 rebotes em sete minutos por duelo.

Com Anthony, o elenco do Spurs segue com 15 jogadores, o máximo permitido pela NBA.